Lula, Bolsonaro e Joaquim Barbosa – os únicos que despertam algum entusiasmo

Resultado de imagem para lula, bolsonaro e barbosaPedro do Coutto

Faço a afirmação que se encontra no título, com base nas pesquisas do Datafolha, IBOPE e IPSOS, este instituto vinculado ao jornal O Estado de São Paulo. Além disso, constato nas ruas essa sensação exposta não só nas tendências registradas nas pesquisas mas também diante da reação que se verifica constantemente nas diversas classes sociais. A maioria diz que não vai votar em ninguém em 18. Mas feita por mim a pergunta: e se for o Joaquim Barbosa? A resposta vem logo. Esse é o único que me faria sair de casa para votar. O descrédito na política é avassalador. Lula, e Barbosa são exceções num quadro de descrédito.

Não estou sustentando que a popularidade de Lula é justa ou não. Apenas reproduzindo número das pesquisas que estimam sua tentativa de voar novamente para o Planalto na média de 32%. Joaquim Barbosa, não tendo ainda aceitado o apelo do PSB, registra um índice que oscila em torno de 11 pontos. Muita coisa. Ele se iguala praticamente a Geraldo Alckmin e Marina Silva.

MEIRELLES E TEMER – Henrique Meirelles que admitiu ser candidato pelo PSD e pretende contar com apoio de Michel Temer não passa de 2%. O próprio Michel Temer avaliou disputar as eleições se, nas pesquisas, subir até o 10º andar. Uma meta a meu ver fora da realidade. Fora da realidade também encontra-se o ministro da Fazenda, que chega a ponto de achar que a reforma da Previdência acrescentará popularidade ao governo do qual faz parte.

Geraldo Alckmin traz a força proporcionada pelo governo de São Paulo, mas tem contra si pertencer ao PSDB , legenda torpedeada pela atuação do senador Aécio Neves. Aliás, Alckmin, seguindo o habitual comportamento dos tucanos, não achou prudente manifestar-se a respeito.

Marina Silva é outra candidata. Foi bem nas urnas de 2014, mas a partir daí encolheu-se e sua atuação vem sendo apagada. Foi ministra do primeiro governo Lula, demitida por desentendimento com a ministra Dilma Rousseff por causa da construção das hidrelétricas de Sto. Antonio e Belo Monte na Amazônia.

LULA NÃO DISPUTA – Por falar em Lula, ia esquecendo: Meirelles não pode se apresentar como candidato antiLula. Ele foi presidente do Banco Central de 2003 a janeiro de 2011.

A candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva, na minha opinião, não ultrapassará a barreira judicial que encontra pela frente. Não adianta o PT antecipar sua Convenção para tornar sua nova candidatura um fato concreto, é fundamental não esquecer que o Tribunal Superior Eleitoral não poderá registrar um candidato vetado pela Justiça. Para complementar o raciocínio, devemos lembrar que Gilmar Mendes a partir de fevereiro não será mais o Presidente do TSE. Passará o cargo ao ministro Luiz Fux.

Um enigma que envolve o quadro sucessório é saber para quem serão dirigidos os votos de Lula.

6 thoughts on “Lula, Bolsonaro e Joaquim Barbosa – os únicos que despertam algum entusiasmo

  1. Joaquim Barbosa perdeu minha confiança quando abandonou o barco, no momento mais crítico. Se o fez como juiz, o fará como presidente.

  2. Minha cara Teresa Fabrício,

    Concordo contigo, que Barbosa perdeu o trem da história.

    O cavalo passou encilhado e o ex-ministro e presidente do STF o desprezou, quem sabe porque não sabia andar no animal e teve medo de cair.

    Mas, Barbosa à época do mensalão, arrebanhava a esperança do brasileiro para limpar a política contaminada pelo PT, haja vista nós estarmos sempre à procura de um salvador da pátria, querendo que os outros façam por nós o que nos cabe como responsabilidade civil.

    Atualmente este super presidente foi deixado para trás, pois queremos agora um combatente, alguém que enfrente a corrupção e a derrote, e não precisa ser um super herói, basta ser corajoso.

    Em consequência, também não vejo no Barbosa essa valentia necessária como candidato ao Planalto, pois mais um homem de diálogo do que posições firmes, exatamente o que precisamos e Barbosa não tem como característica, ainda mais depois daquelas ofensas ao jornalista e os célebres arranca-rabos com Mendes, algo deplorável em se tratando da mais Alta Corte, hoje baixa corte ou corte baixa, tanto faz.

    Um abraço.
    Saúde e paz.

  3. Não esquecer, que Lula blindou o Meirelles, como titulo de ministro, para ter impunidade, portanto, todos farinha do mesmo saco. Pobre Brasil, tá ferrado. Que o trabalhador vote com dignidade, não reelegend, não votando, m que o transformou em escravo, pela caneta corrupta. Brasil, Tiradentes deu sua Vida, para a Liberdade e Soberania do Brasil; Liberdade ainda que tardia, estamos na condição de colonos escravizados pelo poder governamental e econômico. O Brasil espera que cada um cumpra seu Dever: Alm. Barroso na guerra do Paraguai, que esta conclamação retumbe nos corações de nosso povo, explorado pela corja, em outubro/18, para o Brasil voltar a ser decente e justo. Obs, o perigo está nas urnas eletrônicas, fraudáveis (Brizola provou), e agora, o próprio fabricante afirmou que são fraudáveis, a Mídia internacional, escandalizou, a nossa, não vi uma linha sequer em defesa da moralidade do Voto; Toffoli, o reprovado 2 vezes para Juiz, elegeu Dª Dilma em apuração secreta, não nos deixa mentir.

  4. Apostar em parasitas condecorados do $istema podre que nada propõem para mudar o estado de coisa$ e coiso$ que ai estão é apostar no continuísmo da mesmice dos me$mo$ e no fiofó do contribuinte para continuar sustentando-o$ na “Ilha da Fantasia ” dos me$mo$.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *