Lula demorou, mas demitiu Erenice, ex-quase chefe da Casa Civil de Dilma

O acúmulo de irregularidades e abuso do poder, mantiveram a grande amiga de Dilma (“é o meu braço direito”, exagero e lugar comum) nas manchetes dos jornalões.

Desde o início das denúncias-acusações, o presidente estava irritado. Mas sem saber o que traria mais prejuízos, a demissão ou a manutenção, ficou esperando. Como as irregularidades iam crescendo, resolveu demiti-la, nenhum desgaste.

Mas o surpreendente não foi a demissão e sim a declaração do próprio presidente: “A Erenice perdeu a grande oportunidade da vida”. O que o presidente estava querendo dizer com isso?

Elementar. Erenice Guerra já estava GARANTIDA como chefe da Casa Civil de Dilma, ninguém duvidada. Agora não tem mais nenhuma chance, o próprio GRANDE ELEITOR DO PAÍS CONFIRMOU.

***

PS – Dilma ganha a eleição, toma posse sem o braço direito. Pode substituir esse “braço direito por um braço esquerdo”?

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *