Lula e a fadiga dos metais

Carlos Chagas

A boataria não acaba, claro que vão dizer que a culpa é da imprensa. No entanto, foi numa reunião com líderes do PMDB, esta semana, que o Lula voltou a admitir que poderá ser candidato em outubro, caso Dilma desista. Terá falado na teoria, porque desistir de uma candidatura sempre é possível, pela lei? Ou falou com segundas intenções?

Homenageada pelo PTB com movimentado almoço, a presidente da República enfatizou que vai até o fim, não havendo hipótese de saltar de banda.

No PT, continua o racha. Longe de ter sido abandonada, a tendência pelo “volta, Lula” domina suposições e conversas ostensivas. Os companheiros estão apreensivos com os números das pesquisas, já deixando obvia a realização do segundo turno, com Dilma candidata.

As sucessivas manifestações de protesto em todo o país atingem frontalmente o governo, na medida em que as mais variadas reivindicações fluem para o palácio do Planalto. As greves atingem a população e ela , justa ou injustamente, empurra seus reclamos para o poder público, com direito a estendê-los também a governadores e prefeitos.

Cresce o número de eleitores dispostos a boicotar a eleição, votando em branco, anulando o voto ou nem comparecendo às seções eleitorais.

Vive-se, com ou sem Copa do Mundo, um período singular, onde parece estar havendo a tradicional fadiga dos metais, horror de todos os pilotos de avião. Pouco importa se o governo é do PT porque seria a mesma coisa caso fosse do PSDB, do PMDB ou outra legenda qualquer. O grave é a falta de alternativas, pois os candidatos da oposição não empolgam. Deixou de existir aquela esperança fugaz sempre presente nos processos de renovação presidencial. O Lula foi o último a ostentar essa condição. Mas enganam-se os que pregam sua volta imediata, imaginando que repetiria o passado. Ele também é passageiro desse avião cujos metais estão fatigados.

3 thoughts on “Lula e a fadiga dos metais

  1. NÃO CREIO QUE, CASO SUBSTITUA DILMA, LULA SEJA ELEITO LOGO NO PRIMEIRO TURNO, SE FOR. A POPULAÇÃO MAIS ESCLARECIDA JÁ ESTÁ FATIGADA COM TANTA SUJEIRA EM QUE ELE ESTÁ MAIS DO QUE ENVOLVIDO. SEGUROS, APENAS, SÃO OS VOTOS QUE ELE COMPROU E PAGOU COM AS FAMIGERADAS BOLSAS. ESSE BANDO DE VAGABUNDOS NÃO QUER NEM OUVIR FALAR EM TRABALHO E, CLARO, VOTARÁ EM QUEM PROMETER CONTINUAR A CACHORRADA.

  2. Tenho minhas dúvidas se o sr Luiz Inácio vai querer sair candidato.

    Como ele vai conseguir fazer uma campanha sem se expor e fugir dos debates?
    Não vai ser possível ficar fugindo pelos fundos e cercado de seguranças.

    Esperemos. De besta, ele não tem nada.

  3. Tenham em mente os descontentes : vocês não irão boicotar a eleição com o voto nulo ou abstenção.
    A Justiça Eleitoral só considera para os resultados, os votos aos candidatos.
    Daí, o seu tiro sai pela culatra, o que também vale para os outros que pensam que não votando, ou se excluindo da eleição com o voto nulo, estariam alterando o resultado eleitoral.
    Pondero sempre que a alternância no poder é essencial para a boa prática democrática.
    Não existe outra alternativa, se queremos governos realmente interessados em governar para o povo.
    Isto posto, digo eu: alternância já ! Não anule o seu voto !
    Não reeleja nenhum desses pulhas que aí estão !
    Lupa na mão, escolha nomes, novos, que mereçam o seu voto…
    Entenda que o voto é sua arma, democrática…
    Vote com sua consciência, pois o voto também é secreto…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *