Lula é o grande eleitor de Dilma, mas comete atos falhos

Pedro do Coutto

O ex-presidente Lula é, sem dúvida, como revelou a recente pesquisa do Datafolha, o grande eleitor da presidente Dilma Rousseff na campanha pela reeleição. Mas comete atos falhos nos pronunciamentos que faz, como assinalam a reportagem de Biagio Talento, no Globo e de João Pedro Pitombo, Folha de São Paulo, edições de 13 de maio. As duas matérias referem-se a declarações feitas em atos públicos na Bahia.

No primeiro caso, criticou os que criticam, hoje, a compra da refinaria de Pasadena, no Texas, em 2006, pela Petrobrás. O assunto é objeto de investigações, inclusive por CPI do Congresso Nacional além de internas na estatal, abertas pela presidente da empresa, Graça Foster. Porém a contradição não é só essa. É que entre os que criticaram a operação que causou um prejuízo superior a 1 bilhão de dólares situa-se exatamente a presidente da República, Dilma Rousseff.

Assim, logicamente, ao criticar os críticos, Lula revelou desaprovar a atitude assumida por sua candidata nas urnas de outubro. Pois foi Dilma quem afirmou que, tivesse lido todas as cláusulas do sinistro, não o teria assinado na ocasião. Além disso, por não ter sido explicitamente informada, demitiu o ex-diretor Nestor Cerveró, responsável pela apresentação da matéria ao Conselho que na época Dilma presidia.

Lula usou argumentos aos quais costuma recorrer o ex-presidente da Petrobrás, Sérgio Gabrieli, atual Secretário de Finanças na Bahia, governo Jacques Wagner do PT. Um bom negócio em determinado momento pode se transformar em mau negócio em outro instante e voltar a ser bom amanhã. Não foi esta a afirmação de Dilma Rousseff. Assim, o episódio tornou-se um ato falho do grande eleitor.

QUE PRECONCEITO?

Vamos ao segundo caso. Ao lado de Jacques Wagner e Sérgio Gabrieli, Lula inaugurou a Universidade de Integração Racial na cidade de São Francisco do Conde.

Na ocasião (matéria de João Pedro Pitombo, Folha de São Paulo) reafirmou que não será candidato e que a candidata do Partido dos Trabalhadores é Dilma Rousseff, que sofre o preconceito por ser mulher. Mas como sofre preconceito, se é ela que ocupa a Presidência da República e se disputa a reeleição é porque foi eleita pelas urnas em 2010? Não tem a menor lógica tal colocação. Foi o segundo ato falho cometido no intervalo de poucas horas pelo ex-presidente.

E, por falar em lógica, não possui também lógica alguma a atitude da ala dissidente do PT e do PR em se oporem à candidatura Dilma Rousseff. Vão apoiar quem? Aécio Neves, do PSDB? Não faz sentido. O quadro eleitoral, como tenho escrito, ontem inclusive, concretamente só comporta duas opções: ou Dilma Rousseff ou Aécio? Não existe uma terceira alternativa  viável. Anular o voto ou votar em branco não significa opção efetivamente válida.

Ao contrário. Como os votos nulos e brancos são retirados do cômputo final, seja no primeiro ou no segundo turno, indireta mas concretamente estará votando no candidato que lidera as intenções de voto. Evidente. Se os que pretendem esterilizar o sufrágio pensarem um pouco, sem impulso ou paixão, vão verificar que tal atitude não representa coisa alguma. Ao contrário.Facilita o jogo político contra o qual desejam protestar e rejeitar.

Estarão, isso sim, consagrando as regras do jogo que dizem detestar e contribuindo para eternizar o sistema contra o qual se insurgem e desejam substituí-lo por uma utopia que, como toda utopia, colide com a realidade. Aproveito para repetir uma frase definitiva do grande pensador Alceu Amoroso Lima: “o candidato ideal não existe.”

 

9 thoughts on “Lula é o grande eleitor de Dilma, mas comete atos falhos

  1. E se de repente algum partido resolver colocar na cena eleitoral o candidato desejado por 70% da população, com as propostas de mudanças de verdade: sérias, estruturais e profundas pelas quais, aliás, o povo já foi até às ruas do Brasil em junho de 2013 ? Montenegro, o que aconteceria neste caso ? As novas pesquisas dirão isso ? Aliás, FHC, em seu último artigo, já revelou pavor ante a possíbilidade forte do surgimento do Fato Novo de Verdade na cena eleitoral, rotulado por elle como “Aventureiro”. Blogueiros e marqueteiros do PT tb já estão revelando pânico nesse sentido, rotulando o possível Fato Novo como “Subcelebridade”. Ói, ói, ói o TreMM.

  2. “O quadro eleitoral, como tenho escrito, ontem inclusive, concretamente só comporta duas opções: ou Dilma Rousseff ou Aécio? Não existe uma terceira alternativa viável. Anular o voto ou votar em branco não significa opção efetivamente válida.” Olha a ditadura partidária-elleitoral-midiática aí, genteeee… ! Ora essa, e a única coisa que resta à utopia é a colisão com a realidade ( e que realidade, hein ?), pois vamos então à colisão, quem sabe essa colisão possa renduntar até um fusão entre o melhor da utopia e o que ainda resta de bom do partidarismo-eleitoral, sendo porém inegociável a necessidade de quebra do monopólio partidário-elleitoral. O candidato ideal existe: é o Projeto Novo e Alternativo de Política e de Nação, contra o velho personalismo midiático furado. Portanto, existe sim Terceria Via viável em contraponto às velhas primeira e segunda vias: gollpismo-ditatorial e partidarismo-elleitoral, velhacos. Evoluir é preciso. HMM-RPL-PNBC-ME, saudações.

  3. Caríssimo Jornalista,
    Quanto ao preconceito devo citar que tem sim, mas depois que ela se tornou um ícone na política. Dilma, dente os governos passados, foi a que mais construiu nosso Brasil, e foi a que mais ajudou as pessoas.

  4. Bom artigo, Sr. Pedro.

    Mas a lógica é a de que uns conseguem ser piores que os outros. E lógico, outros conseguem ser melhores.

    É por aí. Sem utopias!

  5. O quadro eleitoral não comporta apenas Dilma e Aécio.
    Repito: segundo a última pesquisa datafolha, a intenção de voto em resposta espontânea e única tem 49% NÃO SABE e 12 % EM BRANCO/NULO/NENHUM.
    Portanto 61% doa eleitores!
    Não tentem polarizar como nos outros anos.
    O povo quer mudança, isto é um fato incontestável.
    Imagine depois da copa…

  6. Sei não…
    O crocodilo me deixou entrar nesta.
    Então eu vou aproveitar: comentaristas, olho vivo no que está no subliminar. Daqui para frente se continuar ou piorar, só chamando a cavalaria…

Deixe um comentário para chegamais Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *