Lula está fora da eleição, mas PT insiste em exibi-lo na campanha como candidato

Em imagens de arquivo, Lula faz campanha na TV

Géssica Brandino e outros
Folha

Após o TSE barrar por maioria a candidatura à Presidência de Luiz Inácio Lula da Silva, o PT o mantém na propaganda como o candidato da chapa, porque apresentará recurso contra o indeferimento do registro. O programa é aberto chamando a atenção para a decisão do Comitê de Direitos Humanos da ONU, dizendo que a organização decidiu que ele pode ser candidato.

“Lula é candidato a presidente sim”, diz o programa exibido na TV às 6 horas desta manhã, que mostra a mobilização de militantes dizendo ‘bom dia’ a Lula diante da sede da Polícia Federal, em Curitiba, onde o petista cumpre pena desde abril, e se refere à marcha que marcou o registro da candidatura do petista em Brasília, em agosto.

Haddad aparece na propaganda como candidato à vice e diz que muitos imaginavam que o partido e o povo iriam abandonar Lula. A voz de Lula surge ao final, criticando cortes feitos por Temer e dizendo que já mostrou que o Brasil pode ser melhor. “Acredito que juntos somos capazes de reconstruir esse país”, diz.

ALCKMIN – A campanha de Geraldo Alckmin (PSDB) usa seus primeiros segundos para criticar Bolsonaro fazendo menção à política na base da bala, da raiva e do ódio. O candidato é apresentado como alguém que age com a cabeça e com o coração. A campanha do tucano ainda critica Bolsonaro por dizer em entrevista ao Jornal Nacional que votou contra a PEC das Domésticas

Na propaganda, os números do governo de São Paulo são usados para mostrar as qualidades de Alckmin, que promete a levar para o país os resultados de São Paulo na área da saúde

OUTROS CANDIDATOS – Guilherme Boulos (PSOL) se apresenta como candidato contra a PEC de congelamento de gastos do governo, enquanto Ciro Gomes (PDT) diz que será o candidato da mudança, citando número de desempregados e endividados.

Henrique Meirelles (MDB), que não tinha citado o presidemte Michel Temer nas inserções na véspera, voltou a usar o slogan ‘Chama o Meirelles’ para dizer que foi chamado para atuar nos governos de Lula, Dilma e Temer. Meirelles diz que cita nome de Temer para falar que não tem preconceito. “O mundo não se divide entre quem gosta de Lula, do Temer e do FHC”, diz o ex-ministro da Fazenda de Temer.

GLÓRIA A DEUS – Cabo Daciolo cita Deus em seus segundos no rádio, usando duas vezes a palavra “glória” ao falar aos eleitores no rádio. “Glória a Deus. Chega de escravidão, chega de corrupção […] Glória.”

Evangélico, Daciolo já apresentou uma proposta para alterar o parágrafo 1º da Constituição, que afirma que “todo poder emana do povo”, para “todo poder emana de Deus”.

Em poucos segundos, Jair Bolsonaro (PSL) se limita a falar o nome de sua coligação: “Brasil acima de tudo, Deus acima de todos”.

MAIS CANDIDATOS – Já Marina Silva abre horário eleitoral no rádio com mensagem às mulheres. “Me chamaram de fraca, de incapaz. Eu sei como é. Juntas, nós somos fortes”, disse. O eleitorado feminino é o principal foco da ex-senadora em sua terceira tentativa de chegar ao Planalto.

Alvaro Dias (Podemos) se apresenta como candidato com vergonha na cara, enquanto pessoas vão à Curitiba homenagear o candidato errado.

E João Amoêdo (Novo) promete acabar com o horário eleitoral obrigatório se eleito.

DEPUTÁVEIS – Candidatos à Câmara falam de corrupção, direitos das mulheres e chamam para internet.

No bloco destinado a candidatos à Câmara, Tiririca reaparece brincando que enganou o eleitorado ao dizer que não voltaria a se candidatar e faz menção aos candidatos condenados e investigados pela Justiça.

9 thoughts on “Lula está fora da eleição, mas PT insiste em exibi-lo na campanha como candidato

  1. O PT vai conseguir, com esta exposição do Lula no horário eleitoral. confundir os seus eleitores, que são todos uns jumentos. Na hora de votar não vai ter o Lula e os ignorantes vão votar em branco ou nulo. Com isso, vão eleger o Bolsonaro, no primeiro turno.

  2. justiça capenga e inócua: um ministro tergiversando 2 h para proferir voto contrário ao que antes foi relator? assisti por um canal de tv, na estrebaria; no meio do embate, fui expulso…

  3. O PT é uma quadrilha criminosa, e portanto não se importa com as leis e a justiça.

    Além do mais o PT sabe que juízes se curvam a ele, conforme fizeram ontem, quando permitiram que a quadrilha continue na campanha eleitoral mesmo sem fazer a troca do candidato.

    É de causar nojo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *