Lula parece ter aprendido ética lendo Aristóteles em grego, de cabeça para baixo

Resultado de imagem para lula lendoi livro charges

Charge do Erasmo (Arquivo Google)

Percival Puggina

É chocante para a população de um país que convive com tantas dificuldades, postas interna e externamente à ascensão social e econômica de seus cidadãos, ver tantos gastos com prerrogativas e privilégios concedidos a uma parcela de sua elite política. Raros serão os usufrutuários que tenham, de algum modo, contribuído para agregar à renda nacional o valor necessário para sustentá-los em jatinhos, helicópteros, voos em primeira classe e luxuosas hospedagens. Em outras palavras: só podem dispor disso se por nossa conta.

Em 22 de julho de 2005, discursando a petroleiros (1), o ex-presidente Lula disse: “Neste país de 180 milhões de brasileiros, pode ter igual, mas não tem nem mulher nem homem que tenha coragem de me dar lição de ética, de moral e de honestidade”.

EXCURSÃO EUROPEIA – Esse depoimento do ex-presidente me voltou à cabeça quando fiquei sabendo de sua nova agenda europeia na qual receberia homenagem em Paris e iria à Suíça para reunião com o Conselho Mundial de Igrejas e dali a Berlim para um ato em favor da democracia. Sempre à nossa custa, claro, falando bem de si mesmo e mentindo sobre o Brasil e sobre sua situação perante a justiça brasileira. Acompanhado de quatro assessores, também pagos por nós.

Não sei se existe algum brasileiro disposto a topar o desafio e discutir ética com Lula. Afinal, o ex-presidente, a despeito de todos os processos que contra ele rolam no judiciário nacional, já deixou bem claro em ocasiões anteriores a frouxidão de seus conceitos sobre ética.

Divagando sobre eles, Lula se imagina cravando picaretas, cunhas e cordas nas escarpas da vida até o cume da moralidade nacional…

É possível que o leitor destas linhas não conheça, ou não lembre mais dos conceitos do ex-presidente sobre si mesmo a esse respeito. Parece que o líder petista leu Ética a Nicômaco, de Aristóteles, em grego e de cabeça para baixo:

DE CABEÇA ERGUIDA – “Sou filho de pai e mãe analfabetos, minha mãe não era capaz de fazer o “o” com um copo. E o único legado que deixaram, não apenas para mim, mas para a família, era que andar de cabeça erguida é a coisa mais importante que pode acontecer com um homem e uma mulher. Conquistei o direito de andar de cabeça erguida nesse país e não vai ser a elite brasileira que vai ‘fazer eu’ baixar minha cabeça”.

Pronto! Eis aí, entre erros gramaticais, o certificado de garantia da própria idoneidade que nos fornece o esclarecido ex-chefe de Estado. A mãe não sabia fazer o “o” com um copo e, junto com o marido, o ensinou a andar de cabeça erguida.

LIÇÕES VERDADEIRAS – É altamente improvável que os leitores destas linhas tenham recebido tais lições de seus pais. Analfabetos ou não, em português correto ou não, possivelmente lhes terão passado preceitos assim: a) deves buscar o bem e evitar o mal; b) não faz aos outros o que não gostarias que te fosse feito; c) exerce tua liberdade com responsabilidade; d) não justifica teus erros com os erros alheios; e) diz sempre a verdade; f) evita as más companhias. Correto?

Se você, leitor, checar essa lista, enquadrará o ex-presidente como infrator de todos esses princípios. Mas isso não o impede de jactar-se mundo afora. Realmente não dá para discutir ética com esse homem imaculado, que já se proclamou sem pecados, santificado por um fio de prumo. Talvez seja por essa empinação toda, de tanto olhar para cima, que seu governo, levando o país junto, se tenha estatelado no chão da moralidade.

(1) https://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u70780.shtml
(2) https://www.youtube.com/watch?v=gBaw-Qa4-B8

12 thoughts on “Lula parece ter aprendido ética lendo Aristóteles em grego, de cabeça para baixo

    • Passou da hora de tirarbdo bolso de.Luiz Inácio tudo o que ele nos roubou de todas.as formas.
      Ou seja, roubou-nos ganhando salários de presidente quando na verdade não o exercia retamente.
      Roubou-nos quando entrou em conluio com as empreiteiras e ganhou rios de dinheiro em forma de propinas.
      Roubou-nos quando foi flagrantemente pego recebendo bens materiais das empreiteiras em forma de cozinhas luxuosas e outras obras nos locais onde costumava habitat, w ainda mentia e mente dizendo que não são seus.
      Roubou-nos quando expropriou valores materias do planalto que encheram 11 caminhões que ficaram armazenados e pagos pela OAS, fora o que elel levou para o sitio que diz não ser seu.
      Roubou-nos quando facilitou investimentos, via BNDES, para países comandados por amigos ditadores e que certamente não haveremos de volta esses “investimentos”.
      É uma infinidade de formas que esse sujeito usou para nos roubar que certamente não temos idéia.
      Portanto, temos que arrancar dele todono dinheiro que nos roubou.

  1. Não creio que lula continuará viajando, face ao momento crítico por que passamos. Também acho que esse crápula deve parar de receber os holofotes, a exemplo do que faz Puggina.
    De todo modo, qualquer entendimento tangencial que o energúmeno/apedeuta possa ter sobre ética, moral e honestidade, certamente estará equiparado ao nível da falta de higidez mental do governante da hora, que precisa urgentemente ser internado em manicômio.

  2. Sr. Percival Puggina, absolutamente todos os políticos tem esse discursinho falso, fingido, piegas… pois é só entrar pra panela, que tudo muda, esquecem os ensinamentos dos pais, se é que é verdade, é partem pro assalto, na mão grande.
    Nunca vou esquecer que na campanha do pezão, onde aparece a mãe do larápio, dizendo: Nesse eu confio! rsrs

    Será que a velhinha jamais desconfiou do filhote que roubava a baldes junto com o cabral?

    E o pai do cabral que no começo da carreira política do filho, falava: Esse eu garanto!

    Fico confuso com os pais e os filhos deste despudorado brasil.
    Atenciosamente.

  3. Lula é um ser que deveria ser estudado pela sua capacidade de enganar e se promover usando da ignorância do povão. Ser desprovido de qualquer caráter. Tofolli e Gilmar podem mantê-lo solto, mas da justiça divina ele não escapará. Dá até preguiça falar deste criminoso.

  4. Puggina, meus parabéns. Entendi. A dose do remédio que aplicas ao erudito doutor honoris causa em corrupção seria capaz de matar, se ainda estivessem passeando pela Terra, mamutes.

    Vejamos:

    a) Lula lendo Aristóteles;

    b) em grego; e,]

    c) de cabeça para baixo.

    O sentido do texto diz tudo …

  5. O difícil seria o Puggina encontrar um pequeno resíduo de caráter ou qualidade moral em alguém. É só ler o que escreve há alguns anos na Tribuna. Nem nele nos podemos deslumbrar qual quer fiapo de equilíbrio para julgar qualquer pessoa. Seu caráter se assemelha ao de Moro.Julgar os intelectuais que passaram por faculdades famosas é muito fácil. É só dizer: ele estudou em Harvard. Julgar uma pessoa comum é muito difícil, principalmente quando o julgador guarda em seu subconsciênte preconceito congênito (desde que nasceu.) Vejam, registrou os erros de Lula por 15 anos.Do Puggina só aproveitamos o que escreve. Possivelmente surpreenda se escrever sobre o Capitão Bolsonaro. Quem sabe isso aconteça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *