Lula tem 40% das intenções de voto em 1º turno contra 24% de Bolsonaro e 10% de Ciro

Charge do Aroeira (Arquivo do Google)

Pedro do Coutto

Pesquisa da XP Investimento, inclusive com base em dados do Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe), sobre a sucessão de 2022, se as eleições fossem hoje, revela que Lula da Silva alcançaria no primeiro turno 40% dos votos contra 24% de Bolsonaro e 10 pontos de Ciro Gomes. O resultado da pesquisa teve a sua síntese publicada nas edições do Estado de S. Paulo e do Valor de terça-feira.

Na tarde de ontem, quarta-feira, o economista Filipe Campello me chamou atenção para os números do levantamento, sobretudo porque o universo da XP Investimentos é o de mercado de capitais e de aplicações financeiras envolvendo basicamente empresários e executivos do setor.

ÍNDICES – Hoje, o subeditor deste site, Marcelo Copelli, selecionou os dados, a meu ver mais importantes, do trabalho realizado e das tendências identificadas. Haveria segundo turno e neste Lula alcançaria 51% contra 32 pontos de Jair Bolsonaro. A pesquisa quanto ao primeiro turno incluiu ainda Sérgio Moro, que totalizou 9%, Henrique Mandetta e Eduardo Leite ambos com 4 pontos. A pesquisa realizou mil entrevistas entre 11 e 14 de agosto e tem margem de erro de 3,2 pontos percentuais, para mais e para menos.

Em um segundo cenário pesquisado, em que aparecem o governador de São Paulo, João Doria, o apresentador de TV José Luiz Datena e o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, a diferença entre Lula e Bolsonaro cai para 9 pontos porcentuais.  Neste cenário, Lula registra 37% das intenções de voto, e Bolsonaro 28%. Na sequência, Ciro tem 11%, Mandetta, Doria e Datena aparecem com 5% cada um, e Pacheco com 1%. Nove por cento seria a parcela de brancos e nulos, taxa que se repete desde 1955 em disputas presidenciais.

Um dado da pesquisa que merece destaque é o índice de votos nulos e brancos num segundo turno entre Lula e Bolsonaro. Lula venceria neste cenário por 51% a 32% e haveria 17% de brancos e nulos, o que ao mesmo tempo significa uma rejeição de certa forma expressiva tanto ao ex-presidente como ao atual chefe do Executivo.

DESGASTE – Num segundo turno, Ciro Gomes bateria Bolsonaro por 44 a 32, Doria por 37 a 35, Mandetta por 38 a 34 e Sergio Moro também derrotaria Bolsonaro por 37 a 30. Como se constata, as tendências eleitorais levantadas pela XP Investimentos confirmam o desgaste do governo que hoje é considerado ruim ou péssimo por 54% dos eleitores e eleitoras.

Do lado oposto, 23% dos eleitores avaliam o atual governo como ótimo ou bom ‒ oscilação descendente de 2 pontos em comparação com julho deste ano. Trata-se do patamar mais baixo registrado por Bolsonaro desde que se mudou para o Palácio da Alvorada, em janeiro de 2019.

O impulso às urnas, portanto, confirma a visão que o eleitorado possui a respeito do desempenho do titular do Planalto. A meu ver, a tendência é irreversível, até porque Bolsonaro nada faz para alterar essa realidade.

19 thoughts on “Lula tem 40% das intenções de voto em 1º turno contra 24% de Bolsonaro e 10% de Ciro

    • Tudo indica que o Bozo e o Lularápio não participarão do pleito eleitoral.

      Se for assim é inútil o empenho que bosonaretes e luletes estão fazendo para apoiar os seus bandidos de estimação.

  1. Será um espetáculo imemorável assistir Bolsonaro entregando a faixa presidencial para Lula.
    Em 2024 Bolsonaro tem tudo para voltar a ser vereador no Rio de Janeiro. Até lá a milícia já estará de braços com o CV.

      • Gosto da Tebet.
        Mas não para Presidente.
        Tem compromissos com o passado. A história vai ser parecida e a ladainha a mesma.
        Os conchavos políticos vão acontecer inexoravelmente. É justamente disso que temos que nos livrar.
        Temos que ter um Presidente sem amarrar. Que governe e queira ajeitar o país.
        A Senadora é boa, mas…
        Tô desconfiado.

        Um forte abraço.
        José Luis

  2. Ou seja: a tal terceira via vai ser a vencedora das eleições e a Tebet será consagrada presidente – a primeira presidente mulher de fato.

  3. BASTA de 171 eleitoral. Terceira via ? Só se for a Terceira Via de Verdade, do povo, antissistema, do lado de fora do cercado do sistema podre dos me$mo$, só se for a Democracia Direta, com Meritocracia, contra o domínio das ditaduras do sistema podre, partidária, militar, sindical, midiática, econômica, criminal e miliciana. O CIRCO DA REPÚBLICA do militarismo e do partidarismo, politiqueiro$, e seus tentáculos, velhaco$, segue pegando fogo. Muita gente não sabe o por que do super acirramento, ímpar, da disputa de poder entre a primeira e a segunda via dos me$mo$, e seus tentáculos, velhaco$, que se alternam no comando do poder da dita-cuja há 131 anos, à moda plutocracia putrefata com jeitão de cleptocracia e ares fétidos de bandidocracia, via oposição versus situação, fantasiadas de direita, esquerda e centro, que detém o monopólio eleitoral, obriga o povo a votar e proíbe candidaturas avulsas, tipo ditadura partidária, que mantém o povo e o país nas mãos de donos de partidos, quase sempre sujas, salvo exceções, obrigado a comer nas mãos dos me$mo$, conforme os interesses dos me$mo$, fundões bilionários, etc. e tal. O fato é que, há cerca de 20 anos, fiz surgir na vida dele$ uma tal Terceira Via de Verdade, extraordinária, que denominei Democracia Direta, com Meritocracia, propondo uma Nova Política de verdade, com projeto próprio, novo e alternativo de política e de nação, apontando o novo caminho para o novo Brasil de verdade, confederativo, porque evoluir é preciso, realmente diferente das vias ordinárias da dita-cuja. E o bicho, à moda brasa encoberta, está pegando e queimando por baixo contra o continuísmo da mesmice dos me$mo$ que nos “governam” há 131 anos, protegidos pela cortina de ferro enferrujada dos me$mo$, composta por sete ditaduras (partidária, militar, sindical, midiática, econômica, criminal e miliciana), que, aliás, como de costume, continuam em pé de guerra pela supremacia do poder central da dita-cuja, um rebuliço tão intenso que, na verdade, já beira a combates mortais entre os me$mo$, militarismo e o partidarismo, politiqueiro$, e seus tentáculos, velhaco$, à moda vale tudo pelo poder, entre os me$mo$, inclusive espancamentos midiáticos e pesquisas, constantes, enquanto arte de torturar os números até que confessem os resultados desejados pelos me$mo$, tudo entre ele$, ainda no modo aperitivo, anunciando o pior que está por vir em 2022, com o circo da república dos me$mo$ pegando fogo, com o Chicó do Ariano, do lado de fora do cercado dos me$mo$, dando a maior força, torcendo para que os espertalhões e valentões se matem entre ele$, e deixem a “Rosinha” livre para ele comandá-la e fazê-la feliz para o bem de todos e todas. http://www.tribunadainternet.com.br/pesquisa-xp-mostra-bolsonaro-derretendo-e-a-possibilidade-crescente-da-terceira-via/?fbclid=IwAR020UEdcAgMlnGq50H0oukOtivyfG5ZprFDm_yXSBNnrdo0bkLcr9IwjLk

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *