Lupi é exonerado por Eduardo Paes antes mesmo de assumir o cargo de ‘meio de campo em Brasília’

Carlos Newton

Uma surpresa e tanto. A reação negativa foi tão forte que o prefeito do Rio, Eduardo Paes, já exonerou o ex-ministro do Trabalho Carlos Lupi do cargo de assessor especial da Prefeitura do Rio em Brasília, cuja nomeação fora publicada na edição de sexta-feira do Diário Oficial do município.

Segundo informação da assessoria do prefeito, a decisão aconteceu um dia depois de Lupi ser anunciado como escolhido pelo cargo, depois de Paes e Lupi “conversarem e entenderem por bem não ser adequado que ele assuma as funções de assessor no gabinete do prefeito”.

Na sexta-feira, Lupi chegou a demonstrar entusiasmo com a nomeação para o cargo. “Ele [o prefeito] quer que eu faça um trabalho pelos interesses do Rio, possíveis emendas, projetos. Fazer a ponte com Brasília. Como fui ministro e tenho boa relação com todo mundo, vou fazer esse meio de campo”, disse.

O salário do ex-ministro seria de R$ 8.500, mais passagens aéreas e diárias. Como se sabe, Lupi, que é presidente nacional do PDT, saiu do ministério após suspeitas de irregularidades em contratos com ONGs (organizações não governamentais). Estava sendo contratado porque o PDT vai apoiar a reeleição de Eduardo Paes na eleição de outubro.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *