Maduro pede ajuda econômica a Dilma e ela promete atender

Percival Puggina

O presidente da Venezuela, Nicolas Maduro, aproveitou a reunião bilateral com a presidente Dilma Rousseff para pedir apoio econômico a seu país. Além de uma crise que já se arrasta há mais de um ano, a queda no preço do petróleo deixou a Venezuela em uma situação ainda mais difícil. (folhapolítica.jusbrasil.com.br)

COMENTO:

Durante anos debati com petistas e comunistas sobre os danos do chavismo à economia e à política da Venezuela. Mas era tudo inútil. Chávez representava o casamento da utopia com a grana. Jogava dinheiro para cima e desfrutava daquele poder de atração que o Tesouro abarrotado exerce. Com 96% de suas exportações provindo do petróleo, sempre falando grosso, o novo Kaiser sul-americano foi estatizando tudo que podia, acabando com o empreendedorismo privado. Afinal, na condição de membro da OPEP e maior produtor mundial fora do Oriente Médio, a Venezuela podia dar-se a todos os luxos, inclusive ao luxo de armar-se até os dentes. Com a morte de Chávez, Maduro o sucedeu na mesmíssima toada.

De repente, na contramão das expectativas, as reservas mundiais ampliam-se constantemente, o preço do barril de petróleo desaba de US$ 100 para US$ 48, e se instala o caos nas contas venezuelanas. A produção da indústria nacional despencou e falta dinheiro para as importações. A popularidade do governo caiu abaixo de 30% e a violência institucional contra a oposição segue, cada vez mais de perto, a receita do castrismo. Cadeia, cacetete e bala para todo o mundo.

Qual a saída para Maduro? Vir correndo atrás dos parceiros ideológicos que importaram os balaqueiros neocomunistas para o Mercosul, que inventaram a Unasul e que criaram o Foro de São Paulo. Falo de Lula e, agora, de Dilma. E o que anteontem nossa presidente? Prometeu apoio a Maduro para o desenvolvimento do setor industrial venezuelano. Ou seja: vai aí mais dinheiro do BNDES para sustentar a parceira petista com a rafuagem da política continental.
 

21 thoughts on “Maduro pede ajuda econômica a Dilma e ela promete atender

  1. Nesses 12 nos da quadrilha, ela já deu o dinheiro do povo brasileiro para países às quais se alinhava ideologicamente: Cuba,ditaduras africanas, Bolívia, Equador,etc.
    Era o dinheiro ganho com as compras da China nos tempos de Lula. Torraram a grana toda. O povo , como sempre ficou sem saneamento básico, segurança e transporte.
    Será absurdo, ou melhor hediondo, com o Brasil, já quebrado pela quadrilha, e ela ainda tirar algum recurso dos nossos miseráveis para ainda brincar de ideologia com seus cúmplices estrangeiros.

  2. Ação entre amigos corruptos? Segundo a Transparência Internacional a Venezuela é um dos países mais corruptos do mundo !
    ” A Venezuela lidera mais uma vez a lista dos países vistos como os mais corruptos da América Latina, segundo relatório da Transparência Internacional divulgado nesta quarta-feira. O país ficou com 19 pontos numa classificação que vai de 0 (altamente corrupto) a 100 (muito transparente). A Venezuela ocupa o 161º lugar entre os 175 países analisados. O país latino-americano seguinte no ranking é o Paraguai, na 150ª posição, com 24 pontos.

    As restrições ao exercício da liberdade de expressão e de participação cidadã – nos meios de comunicação e organismos não governamentais – somam-se a uma cultura de tolerância maior da corrupção, diz Jesús Lizcano, presidente da Transparência Internacional Espanha. “Esses elementos limitam o controle social, num continente que ainda apresenta enormes assimetrias e disparidades.”

  3. América Latrina rastaquera, Deus do céu, esse continente deve ter caveira de burro enterrado nele, acho que na América do Sul só se salva o Chile e creio que também o Peru, não tenho muita certeza quanto a este último, confesso minha ignorância.

  4. Enquanto isso a fila de espera para uma cirurgia, na Rede Federal do Rio, pode chegar a 7 ANOS !
    ” A espera de milhares de pacientes para uma cirurgia nos hospitais federais do Rio pode levar até sete anos. A Defensoria Pública da União prepara uma ação na Justiça para obrigar o Ministério da Saúde a contratar médicos.
    Esse é tamanho da fila para uma cirurgia nos seis hospitais federais do Rio: 12.548 pessoas.
    O levantamento foi feito pela Defensoria Pública da União. Só no Hospital dos Servidores do Estado, são mais de 4.500 pacientes.
    Seu Fernando precisa operar o joelho e colocar uma prótese no quadril. A angústia já dura três anos. E pelo e-mail do hospital, pode levar muito mais tempo.
    “Eles falaram que o prazo médio para esse tipo de cirurgia é 7 anos. Eu como paciente eu me sinto humilhado”, afirma José Fernando Vieira.

    No Hospital do Andaraí são mais de 1 mil pessoas na fila. O Sindicato dos Médicos do Rio fez uma vistoria na semana passada e encontrou a emergência em péssimas condições. Com pacientes atendidos no corredor. Segundo o sindicato, o hospital tem recusado pacientes em estado grave e suspendeu cirurgias.
    A equipe de reportagem também esteve em São Gonçalo para conhecer a Dona Ledir. Ela trabalha em um escola municipal do município fluminense, tem 64 anos e um problema seríssimo no joelho. Ela espera desde 2009 para fazer uma cirurgia no Hospital de Ipanema.

  5. Estamos bem , para darmos dinheiro a ditadores de operetas corruptos, nos encontramos na 112.ª pior posição em saneamento básico !
    ” esar de ser a sétima economia do mundo, o Brasil ocupava a 112ª posição em um conjunto de 200 países no quesito saneamento básico, em 2011, segundo aponta um estudo divulgado nesta quarta-feira, pelo Instituto Trata Brasil e pelo Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável, durante o fórum Água: Gestão Estratégica no Setor Empresarial.

    O objetivo do estudo foi apontar benefícios que poderiam ser obtidos com mais investimentos em saneamento básico, melhorando a qualidade de vida do brasileiro e elevando a economia do país.

    De acordo com esse trabalho, o Índice de Desenvolvimento do Saneamento atingiu 0,581, indicador que está abaixo não só do apurado em países ricos da América do Norte e da Europa como também de algumas nações do Norte da África, do Oriente Médio e da América Latina em que a renda média é inferior ao da população brasileira. Entre eles estão o Equador (0,707); o Chile (0,686) e a Argentina (0,667). O índice é mensurado com base no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud).

    Na última década, o acesso de moradias à coleta de esgoto aumentou 4,1%, nível abaixo da média histórica (4,6%). Em 2010, 31,5 milhões de residências tinham coleta de esgoto. A região Norte foi a que apresentou a melhor evolução, apesar de ter as piores condições no país com 4,4 milhões de casas sem coleta. Somente o estado do Tocantins conseguiu ampliar o atendimento em quase 21%.

    No Nordeste, um universo de 13,5 milhões não contavam com esses serviços e em mais de 6 milhões de lares não havia água tratada. O maior número de residências sem coleta foi registrado no estado da Bahia (3,3 milhões), seguido pelo Ceará (1,9 milhão).

    No Sul, mais 6,4 milhões de residências também não contavam com os serviços de coleta e os estados com os maiores déficits foram: Rio Grande do Sul (2,8 milhões) e Santa Catarina (1,9 milhão). Já no Sudeste, com os melhores índices de cobertura, ainda existiam 8,2 milhões de moradias sem coleta.

  6. Vejam só. O país que “tem democracia até demais” (Lula), pedindo penico? Maduro não consegue garantir nem mesmo a abastecimento de papel higiênico, imaginem o restante como está. Este sucesso de administração pode até servir de modelo para nosso governo.

  7. E estamos a um passo de termos de pagar uma indenização, a investidores americanos , de U$ 7,2 bilhões devido as roubalheiras na Petrobras. “Especialistas afirmam que as indenizações e multas aplicadas à Petrobras podem superar os valores de casos emblemáticos, como o da elétrica Enron, cujas fraudes contábeis terminaram em acordo de US$ 7,2 bilhões em 2006.

    Por aqui, a CVM está ligada ao Ministério da Fazenda, o que acaba abrindo questionamentos sobre seu poder para atuar em casos ligados a empresas controladas pelo governo federal. Além disso, a autarquia tem papel administrativo e o valor de suas multas é restrito. O Poder Judiciário também é mais lento e tem menos tradição em ações de reparação ao investidor. “A lei e o Poder Judiciário nos EUA são mais rígidos e fazem com que se tenha punições mais graves e economicamente maiores para as empresas do que no Brasil”, diz o advogado do Almeida Advogados, André de Almeida, que se associou ao escritório Wolf Popper para abrir uma ação coletiva contra a Petrobras nos EUA. Para ele, a Petrobras “tem grande influência na sociedade brasileira” e, por isso, a SEC pode ser mais independente para julgá-la.

    Em entrevista ao Estado na última semana, o presidente da CVM, Leonardo Pereira, descartou qualquer constrangimento do órgão em investigar e punir a União, controladora da Petrobras, caso necessário. “Não é verdade que a CVM só agiu por causa da SEC”, afirmou.

  8. A Venezuela, tão rica em petróleo e membro da OPEP, destruiu completamente a sua economia, “sentando” em cima do ouro negro e arruinando o resto das atividades econômicas diversificadas.

    Aliás, “sentou” muito mal até mesmo sobre o petróleo, pois conseguiu tornar cada vez mais ineficiente a sua petroleira estatal PDVSA, repleta de maus funcionários apaniguados, e continuamente sucateada tecnologicamente, por falta de investimentos adequados, e até mesmo por corrupção.

    Agora, com o petróleo barato no mundo, não resta outra alternativa a Maduro:

    – Sair por aí pedindo penico!

    Aliás, além de passar o penico, precisará até mesmo conseguir arrumar papel higiênico, para que o seu povo consiga limpar a b…

    E o governo brasileiro, que faz parte do considerável grupo mundial de governos otários (ou mau intencionados, será?!), certamente arrumará um jeito de mandar dinheiro ao presidente venezuelano que conversa com passarinhos.

    Aliás, nem é bom que os brasileiros fiquem agora rindo da penúria venezuelana. Pois, com os petralhas comandando nosso país, a PETROBRAS é a PDVSA amanhã!

  9. Os “esquerdiotas” brasileiros que sempre defenderam Chávez e Maduro destruindo progressivamente a economia venezuelana falarão o que agora?

    A Venezuela, país com as maiores reservas mundiais de petróleo, conseguiu, sob o comando de 2 completos imbecis populistas, destruir TODA a sua economia.

    E pasmem: – destruiu ATÉ MESMO a indústria da sua maior riqueza, o petróleo!

    Então, com o preço do petróleo cada vez mais baixo, a Venezuela vai agora mais pro fundo do poço.

    Mas tentará certamente “passar uma conversa” em Dilma, atrás de algum socorro financeiro.

    Será que o contribuinte de impostos no Brasil vai pagar essa conta? Afinal que garantias um país falido e governado por um alucinado Maduro pode oferecer em troca de ajuda?

  10. Mas, ainda tem dinheiro?
    Como será essa operação de ajuda? Investimentos a fundo perdido (igual o concedido ao governo cubano), redirecionamento de parte do dinheiro que deve estar em paraísos fiscais, fazendo alguma compra superfaturada ou simplesmente perdoando dívidas da Venezuela?

  11. É a hipocrisia! Países têm interesses econômicos. Se não tem mais o que oferecer para seu vizinho, ele muda de fornecedor ou comprador, mesmo que você tenha sido um “grande amigo ou parceiro”!

    Com a Argentina caminhando para o fundo do poço (e o nosso a galope) os nossos empresários ainda acusam o governo por não tê-la financiado (pelo risco de não receber e da repercussão do caso do Porto Mariel), em troca de obras e de exportações brasileiras, facilitando o acordo econômico desse país com a China.

    http://www.defesanet.com.br/china/noticia/17990/Argentina—China—Acordo-isola-Brasil-/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *