Maior erro de Jair Bolsonaro foi boicotar o trabalho do vice Mourão em defesa da Amazônia

Mourão tentou preservar a Amazônia, mas foi boicotado

Carlos Newton

Bolsonaro cometeu muitos erros, como relaxar o combate à corrupção, apoiar a destruição da Lava Jato, indicar cloroquina para a covid, ignorar a eficácia das vacinas, aliar-se ao que há de pior na política brasileira e tudo o mais.

Porém, seu pior tropeço foi  boicotar o trabalho do vice Hamilton Mourão em defesa da Amazônia, pois o presidente da República preferiu permitir o avanço do desmatamento e das queimadas, assim como a invasão das áreas indígenas por garimpeiros.

Como a televisão vem exibindo, o abandono das tribos da reserva Yanomami é revoltante e inexplicável, jamais se viu nada igual desde a época do marechal Cândido Rondon, quando houve a criação do Serviço de Proteção ao Índio, em 1910.

BOICOTE – Após ter acertadamente nomeado o general Mourão para presidir o Conselho da Amazônia, Bolsonaro ficou enciumado com o destaque que seu vice logo obteve. 

Mourão lutou para melhorar a situação, buscou apoio das Forças Armadas, mas Bolsonaro não permitiu que o trabalho avançasse. Pelo contrário, fez o possível e o impossível para travar as decisões do Conselho da Amazônia.

Esse grande erro hoje prejudica Bolsonaro gravemente no Brasil e no exterior. Pela primeira vez, desde o Império, o Brasil tem um governo totalmente desmoralizado no exterior, que o transformou em um pária diplomático.

TEMA DE CAMPANHA – O mais curioso é que assim a defesa da Amazônia acabou se tornando um dos mais importantes temas da campanha eleitoral.

Ganhará excelente retorno o candidato que se comprometer a preservar a Amazônia, reprimindo desmatamentos e queimadas. E não é difícil, basta agir com rigor. Hoje existe o Cadastro Ambiental Rural (CAR), um registro público eletrônico nacional, obrigatório para todos os imóveis rurais. Se a área não está registrada, deve-se desocupá-la, multar os infratores e processá-los. Se houver registro, a lei manda que 80% da propriedade sejam mantidos intactos, caso contrário, multa e processo.

E nem precisa reflorestar. Em poucos anos a natureza se recompõe. Primeiro, surgem os arbustos; depois, as árvores. A chamada floresta úmida tem essa característica, é uma força da natureza. 

###
P.S.Na semana passada, Mourão reclamou que Bolsonaro jamais lhe deu condições reais para defender a Amazônia. “Se tivesse me passado a tarefa, eu saberia cumpri-la”, resumiu. Portanto, vamos ver se algum candidato entende a importância da questão, inclui a Amazônia como meta de campanha e até se compromete a dar essa incumbência a Mourão. Acredita-se que o general realmente cumpriria a “tarefa”, com apoio da Polícia Federal, do Ibama, do ICMBio, da Funai e das Forças Armadas. Bem, sonhar ainda não é proibido. (C.N.) 

10 thoughts on “Maior erro de Jair Bolsonaro foi boicotar o trabalho do vice Mourão em defesa da Amazônia

  1. “Relaxar o combate à corrupção?”
    … como pode um corrupto fazê-lo?

    Mourão quis defender a Amazônia?
    … desde a época da ditadura milico-servil que a milicada só destrói (vide transamazônica).

    Em bom nordestinês digo:

    Com o perdão da má palavra, até quando o auto-engano? Até quando a auto-indulgência?

    Todos esses anos e mandatos legislativos pelo Rio de Janeiro
    – apoiando criminosos narcomilicianos;
    – promovendo ROUBO de dinheiro público (“rachadinha” uma pinóia! É ROUBO mesmo.)

    Se com a idade que temos continuarmos a “passar pano” e justificar as perversidades e escolhas CONSCIENTES – nossas e de quem elegemos -, cá pra nós: encerraremos essa existência sem termos aprendido o básico da Vida.

    É uma lástima.

  2. Mourão apoiou o bolsonaro em tudo, apesar dele ser contra máscara e vacina, a favor da cloroquina, ter liberado garimpo em área indígena, desmatamento e venda de madeira sem fiscalização adequada.
    Agora não adianta ficar de mimi, apoiou o mandato inteiro, agora continua pô!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *