Maior erro do regime militar foi não ter seguido o exemplo de De Gaulle

Resultado de imagem para charge regime militar

Charge do Kayser, reprodução do Google

Flávio José Bortolotto

Chegando ao poder em 31 de março de 1964, depois de fazer um expurgo político no qual foram cassados os políticos considerados responsáveis pela situação caótica pré-1964, os militares sentiram os revolucionários que na eleição presidencial de outubro de 1965, apesar de terem um excelente candidato pela UDN, Carlos Lacerda, o PSD-PTB da base aliada de Jango faria o presidente da República se houvesse eleição direta. Ora, não se faz uma revolução para logo depois entregar o poder, via eleições.

Os militares mudaram então as regras do jogo, acabando com os velhos partidos políticos e eleições diretas para presidente da república e governo dos estados, prefeitos das capitais etc., para levar a obra adiante. O grande Carlos Lacerda, a meu ver o mais preparado e competente candidato, que tanto tinha trabalhado pela vitória da revolução, também foi cassado e preso.

Os líderes militares brasileiros esqueceram porém de fazer uma coisa que o presidente De Gaulle não descuidou – realizar plebiscito nacional, para legalizar seus governos. Assim, foram até o fim do ciclo, sem plebiscitos nacionais, e pagam o preço até hoje.

###
ACERTOS E ERROS DOS MILITARES
Nélio Jacob

Sem dúvida, o regime militar deu um grande salto na economia do país, o que fez o Brasil se tornar a oitava economia do mundo, havia empregos, e principalmente não se pode duvidar da honestidade dos militares, que terminavam seus mandatos com o mesmo patrimônio, que começou, diferentemente do que acontece agora, e o Brasil cresceu durante esses 20 anos de ditadura, isso é um fato.

Mas foi neste período que a educação pública começou a ser abandonada e houve o progresso dos criminosos planos de saúde. A ditadura, com todo poder, não poderia ter feito uma reforma agrária ampla e tirar o homem do campo da miséria, que perdura ate os dias de hoje? Foi neste período que a dívida interna e externa começou a tomar vulto e Delfim Neto dizia: “Dívida não se paga, rola-se”.

IMBECILIDADE – A proibição  de se comentar sobre política, durante 20 anos, levou a juventude da época à imbecilidade, o que reinava eram futebol e novelas. Todavia, a ditadura foi mil vezes melhor, que o período dos presidentes que vieram depois.

O golpe, que foi encabeçado por uma cúpula militar, para atender as multinacionais e os interesses dos EUA, vinha de longe, passando por Getúlio, Juscelino, Jânio Quadros e se concretizou no governo de João Goulart.

O golpe foi dado mais pelos acertos do governo João Goulart do que pelos seus erros. As reformas de base e a encampação de algumas multinacionais, foram a gota d’água.

LUTA ARMADA – Os que pegaram em armas e se diziam comunistas eram meia dúzia de gatos pingados e mereciam ser presos, sim, mas a maioria do brasileiros que apenas apoiavam o governo do PTB passaram a serem chamados também de comunistas. João Goulart, não era comunista, mas não era benquisto por aquela cúpula militar. Sabendo disso, procurou apoio do povão, que influenciado por alguns comunistas e agentes infiltrados, acabou levando o Brasil a anarquia.

O maior mal da ditadura foi nos legar políticos da pior espécie, para nos governar.

23 thoughts on “Maior erro do regime militar foi não ter seguido o exemplo de De Gaulle

  1. Não lembro de ninguém, do bem, falando mal do regime militar daquela época! Pergunte aos vovôs de hoje (do bem) que vão confirmar isso. Já os comunistas, baderneiros, drogados e outros da mesma laia (do mal), não vão elogiar não… kkkkkkkkkkkk

  2. No último domingo havia ‘ milhões ‘ nas ruas pedindo a farsa da intervenção constitucional que não existe… Um bando de sem votos, que por nada conseguirem pelas vias democráticas ficam tentando jogar o país nessa aventura e usando os outros para tal, pois não tem coragem.

    • HEHEHEHEHEHEHEHEHEHEHEHEHE!!!!

      A democracia da esquerda é esta, pior que a ditadura de direita, pois matam seu próprio povo para impor a ideologia violenta, aniquiladora, e meia dúzia de ladrões comandando o país!

      O povo que morra de fome, frio, sem dinheiro, sem futuro, sem qualquer perspectiva de vida.

      Exemplos?

      Aos montes, começando pela Rússia do carniceiro e genocida Stalin;
      A China do estuprador e também assassino e genocida Mao;
      Cuba de Fidel, cuja família ainda está no poder mesmo após 58 anos, e seu “el paredón”;
      Camboja, de Pol Pot, um monstro desgraçado, que erradicou os professores, poetas, literatos daquela nação do Sudeste da Ásia, matando mais de dois milhões de cambojanos;
      Coréia do Norte, e seus líderes cada vez mais insanos;
      Alemanha Oriental, Polônia, Romênia, Hungria … e é este o comunismo que defendem??

      Vão lamber sabão!!

  3. Mestre Bortolotto,

    Perfeitas as tuas colocações, que acusam a falta de trato político dos militares em configurar o regime como apoiado pelo povo integralmente, que seriam os plebiscitos.

    Atualmente, temos as tão requeridas eleições, entretanto, a falsa democracia brasileira elabora os mesmos candidatos, cujas quadrilhas travestidas em partidos políticos nos ocasionaram danos e prejuízos incalculáveis, além de se notabilizarem pelos roubos e explorações do povo.

    Jacob, meu amigo,

    Os militares mesmo com seus problemas e alguns tipicamente corruptos, pelo menos pensavam no Brasil e povo!

    Se observares atentamente, e certas pessoas tendenciosas omitem-se diante desta verdade irrefutável, a corrupção em escala infinitamente menor que os dias de hoje teve no regime militar como seus representantes, os ministros … civis!!!

    Discordo de ti, meu caro, e respeitosamente, quando afirmas que os 20 anos que o regime de exceção perdurou foi o responsável pela imbecilidade dos jovens (sic).

    Jacob, cometeste um engano.

    Na verdade havia censura, e possíveis líderes políticos foram amordaçados, porém tivemos na literatura, artes, música, cinema, um período de grande criatividade, exatamente para enganar a tesoura dos idiotas dos censores!

    No entanto, se por um lado houve este amordaçamento eram raros os casos de parlamentares envolvidos em falcatruas, em maracutaias, em desvios de dinheiro, lembras?!

    Em compensação, hoje, nem só imbecil e inteligente, mas tão somente ladrões!!!

    Ora, pelo menos tínhamos segurança, o Brasil se desenvolvia, havia emprego, liberdades totais, menos comentar e cultuar o comunismo chinês e cubano e, claro, o pau comia contra os criminosos, ladrões de bancos, assaltantes, sequestradores, terroristas, que, cínica e hipocritamente mais tarde, alegaram que lutavam pela “democracia”!

    Bom, o destino arquitetou a chance de aquele pessoal subversivo ascendesse ao poder, e o que fizeram os democratas, Jacob??

    ROUBARAM!!!

    Exploraram o cidadão, acabaram com o país, nos tiraram até a esperança, e ainda querem que eu apoie este sistema corrupto e nefasto, nocivo e pernicioso há 32 anos??!!

    Um abraço a ambos os meus amigos, mestre Bortolotto e Jacob, com quem troco e-mails particulares eventualmente.
    Saúde e paz.

    • Caro Bendl, assino, os “milicos” erraram na tortura e na Liberdade da Voz do Cidadão.
      Como já disse, em todo grupamento humano, tem almas trevosas operando em obras nefastas, e na área militar idem.
      O resultado, os Milicos, em termos de alavancar o Brasil, na Estrada do Progresso, deixou um saldo positivo. Infelizmente, pós, ditadura, o Poder civil, nos da saldo “falimentar para o Brasil”, com corrupção cósmica. pondo nosso povo na rua da angustia, tornando, o Brasil em grande “senzala”.
      Sejamos honestos conosco e comparemos o lado ruim e bom, da Ditadura, e desses 32 anos de republiqueta e democradura do poder civil( Itamar Franco, o único que se salva) o resultado, está aí, não nos deixa mentir, Temer esfacelando o Brasil, com sua corja do Congresso, e conivência dos tribunais superiores, liderado pelo stf.
      Só nos resta, rogar à Deus, sua Misericórdia, para sairmos, pacificamente desta situação tenebrosa, em que essas almas trevosas, nos colocaram.
      Por um Brasil decente e justo, a 2 mil anos, recebemos uma Doutrina de Vida, o Evangelho de Jesus, Código da Vida, que através dos séculos, transformamos, em código do desamor, e o resultado, a humanidade colhendo o fruto amargo da “Dor”. Forte abraço, muita saúde e longa vida, para vibrar positivamente pelo nosso Brasil, tão vilipendiado, pela corja. Théo.

      • Meu caro amigo e decano Theo,

        Quando o PT comandava o Brasil e era flagrado em crimes, como ainda continuam, alegava em sua defesa que, “os outros fizeram o mesmo”, lembras?

        Tivemos muita discussão no blog a respeito desta forma cínica e hipócrita que usava em sua defesa.

        Pois, agora, este arremedo de governo, corrupto e desonesto tanto quanto os petistas, Temer e cúmplices, de modo a aliviar os seus males, quer comparar este desgoverno com a ditadura, ou seja, jamais esta gentalha vai assumir os seus erros, falhas, a sua incompetência, além de somente roubar o erário e povo!

        A intenção é clara, pois querem transferir para os outros a causas dessas administrações idiotas, deploráveis, abjetas, ladras, como se fosse possível um assassino atualmente culpar alguém do passado pelo seu crime!

        A complicar e dificultar mais ainda a nossa situação, o comportamento absurdo dos tribunais superiores, tendenciosos, flagrantemente em defesa do estabelecido e mantido pelas elites e castas brasileiras.

        Em outras palavras:
        Em socorro de ladrões parlamentares e membros do Executivo, pois formam um elo inquebrantável, justamente nesta manutenção de o poder permanecer nas mãos de quem privilegia o Judiciário (STF) mediante salários milionários e penduricalhos!

        Ora, enfrentar o parlamento é criar empecilhos às solicitações de “reajustes” nos proventos, consequentemente os ministros julgadores alcançam os beneplácitos de uma Justiça capenga mesmo para os ladrões mais perigosos e que mais nos deram prejuízos, tipo Cabral, que determinaram à esposa do ladrão prisão domiciliar e a soltura do outro ladrão Paulo Bernardo, petista desgraçado, que roubou milhões dos empréstimos consignados, e que a sua esposa, a senadora petista corrupta e desonesta, Gleisi Hoffmann, PT/PR, aproveitou o dinheiro roubado para sua eleição!!!

        Afora o tal famigerado e fedorento foro privilegiado, que significa os processos indo muito lentamente às suas prescrições.

        Ah, mas existem aqueles que defendem esta democracia falsa, enganadora, que propicia esses roubos e escândalos, desmandos e descalabros em produção industrial.

        Um grande abraço.
        Excelente fim de semana.
        Saúde e paz!

  4. Todos os golpes na América Latina foram patrocinada pela CIA. para atender os interesses dos EUA. Essa é a verdadeira história dos golpes na América Latina.
    Se a cúpula militar procurasse o governo João Goulart e dissesse: Vamos apoiar as reformas de base, a Lei de Remessa de Lucros e a Reforma Agrária, na condição de acabarmos com a baderna, certamente o governo aceitaria, não haveria necessidade do golpe…

  5. As pessoas podem ser desinformadas, sem terem conhecimento de causa.

    Nesses casos, diz o sábio que devem se calar ou, então, querem mesmo é confundir, surgindo a maldade, a má intenção, a tendenciosidade!

    Se a Cia esteve envolvida nos golpes de Estado na América do Sul, nas décadas de sessenta e setenta, também é verdade e incontestável, que os presidentes civis jamais tomaram qualquer atitude para nos desvencilharmos do jugo americano!

    Pelo contrário:
    Nossas dívidas aumentavam em face de que pertencíamos ao terceiro mundo, conforme se dizia à época.

    Jamais um presidente civil se preocupou com o país sair desta condição de dependência científica e tecnológica, convenhamos!

    Aqueles que criticam o período dos militares no poder, querem de qualquer modo – e é com esta artimanha que devemos nos cuidar – amenizar a ladroagem de hoje, a incompetência, o descaso pelo povo, a insegurança, a falta de saúde pública, um Ensino deficiente, os roubos diários, a impunidade, uma democracia falsa, relativa, onde até as urnas não oferecem confiança!!!

    De que adianta comentarmos o Brasil de quarenta anos atrás, se o problema e grave é o de agora, de hoje, deste momento??!!

    Cortina de fumaça fazem os democratas de araque, na verdade apologistas de ladrões e de quadrilhas formadas por parlamentares!

    Abram o olho, e pensem nesta estratégia adotada, inclusive e, perigosamente, por aqueles que se dizem ex-partidários e, principalmente, que não são mais petistas!!!

    Os caras são hábeis em manipular corações e mentes ou por que o ladrão Lula ainda tem seguidores??!!

  6. É necessário dizer que, nenhum presidente militar deixou o poder enriquecido,

    Foram honestos neste particular.

    Agora,Sarney e os que lhe seguiram ficaram ricos, a exceção do Itamar Franco.

  7. Ah, e mudam a História assim, na cara de pau, resgatando dois personagens da Segunda Guerra Mundial que não servem como exemplos do que estamos debatendo, o regime ditatorial, pois Hitler ascendeu a Chanceler porque seu partido foi vencedor nas eleições, e não o tomou à força como os citados Stalin, Mao, Fidel, Pol Pot …

    E sequer governaram seus países, pois os jogaram imediatamente no maior conflito da História da Humanidade!!!

    Não, este pessoal não tem o direito de enganar, desinformar!!!

  8. Prezado Colega Sr. FRANCISCO BENDL,

    Obrigado pelo Comentário. A meu ver, tivesse o Comando Supremo da Revolução de 64 feito Plebiscitos nas épocas certas, no início de cada Governo, certamente teriam se retirado mais cedo, mas se retirariam com o Moral elevado e prontos para uma futura necessária nova intervenção. Agora, não voltarão tão cedo, por mais que POVO peça.
    A cada início de Governo a Revolução 64 deveria propor: O POVO aceita esse Governo para o Quinquênio.
    1- SIM
    2- NÃO
    SIM, continua tudo como estava.
    NÃO, A Revolução convocaria em 01 Ano Eleição Direta para escolha de uma Assembleia Constituinte, execução de uma CONSTITUIÇÃO FEDERAL e novo Regime de Governo.
    DeGAULLE fez o certo, quando em 1969 perdeu por poucos Votos um Plebiscito Nacional, se retirou cheio de Moral.

    Prezado Colega Sr. NÉLIO JACOB,

    A meu ver, o Governo USA e a CIA torceram muito e participaram dos acontecimentos, afinal eram tempos de Guerra Fria, de Revolução Cubana expropiadora de Proprietários, péssimo exemplo especialmente para a América Latina, etc, mas é menosprezar as FFAA Brasileiras, elas que proclamaram a República, e tantas intervenções Políticas tiveram ao longo de toda a República, elas necessitarem de Know-how Americano para fazer uma Revolução. Pelo contrário, quando as FFAA Americanas quiserem fazer uma Revolução nos USA, a CIA é que viria buscar know-how aqui no Sul.

    O que desencadeou mesmo o processo foi a total quebra da Disciplina e Hierarquia Militar pelo Presidente JOÃO GOULART.
    Abrs.

    • Caro Flávio José Bortolotto,
      Não foram as FFAA que deram o golpe, tanto é que boa parte dos militares estavam ao lado de João Goulart, Alguns militares de cúpula com poder de comando, comandaram o golpe, em respeito a hierarquia, parte da FFAA , tiveram que aderir.
      Quanto ao plebiscito que você se refere, os militares, não fizeram, porque sabiam que iam perder, haja vista, que a maioria do povo apoiava o Jango, basta ver o percentual do plebiscito, que deu ao João Goulart o direito de governar no regime presidencialista.
      Sempre defendi e defendo a FFAA e discordo da política dos governos após a ditadura, que não investiram para o seu crescimento necessário. O Brasil é um país com grande população e extensão territorial, precisa ter a FFAA forte.
      Quase sempre concordo com seus comentários e artigos, mas quanto ao golpe de 64, permita-me discordar.
      Um abraço.

  9. A última frase deste artigo:

    “O maior mal da ditadura foi nos legar políticos da pior espécie, para nos governar”. É exemplar, pois se formos analisar o que surgiu depois desta revolução, veremos o lixo político que nos governou nesta últimas décadas.

  10. Bortolotto, De Gaulle não foi ditador. Já estava aposentado quando os políticos francêses foram a “Colina de Las Iglesias” onde morava pedir-lhe que assumisse o governo francês que atravessava um momento dificílimo em que ninguém se entendia. De Gaulle disse que precisava de poderes excepcionais. Concordando os políticos, De Gaulle fez um plebiscito consultado o povo sobre os poderes que pedia. Alguns anos depois fez outra consulta ao povo. O povo teria de dizer sim ou não. O povo disse não e De Gaulle no outro dia foi para a “Colina de Las Iglesias” onde morreu.

  11. Presado Bortolotto, você como de costume mostra que é um gentlemam. É ricíproca a admiração. Sempre leio com atenção o que escreves. Você e mais uma meia duzia de frequentadores é que “seguram” a Tribuna da Internet. Lamentavelmente nem o tema chamado por Newton é respeitado. O que fazer Bortolotto? Não sei. Só sei que devemos “ir remando” e uma vez ou outra dando nossa opinião sincera. Obrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *