Maior problema do Brasil é o fanatismo dos admiradores de Bolsonaro e de Lula

Resultado de imagem para bolsonaro perseguido charges

Chrge do Thomate (Arquivo Google)

Carlos Newton

O fanatismo é péssimo conselheiro e conduz sempre as pessoas a resultados negativos. Nunca houve – e jamais irá existir – fanatismo que seja do bem e que nos conduza a resultados positivos. Com toda certeza, o maior problema do Brasil na fase atual é o extremo fanatismo devotado a duas personalidades como Lula da Silva e Jair Bolsonaro, um fenômeno estranho e inexplicável, até porque nenhum dos dois políticos demonstra ter qualidades que possam inspirar tamanha devoção.

O brasileiro é aquele povo cordial celebrado por pensadores como Gilberto Freyre, Sérgio Buarque de Holanda, Darcy Ribeiro e Celso Furtado, entre outros. Mas essa inata cordialidade está sendo destruída pela crise política e social, que se agrava cada vez mais.

DISCUSSÕES INÚTEIS – Nesses dias obscuros em que vivemos, ao invés de estarmos buscando saídas para essa crise, discutindo em profundidade os problemas que causam a desigualdade social, estamos entretidos numa guerra de fanatismos que ameaça demolir o futuro de um dos mais promissores países.

É pena que Gilberto Freyre, Sérgio Buarque de Holanda, Darcy Ribeiro e Celso Furtado não estejam mais aqui para decifrar essa equação social. Mas ainda temos muitas cabeças pensantes que podem e devem fazê-lo, como Carlos Lessa, Darc Costa, Roberto DaMatta e tantos outros.

O mais impressionante é que o fanatismo contamina pessoas de grande preparo intelectual, que deveriam exercitar o sentimento da dúvida, mas preferem agir como torcedores de times de futebol, substituindo o raciocínio pela paixão e o ódio, como ocorre nas torcidas organizadas e até nas mesmo nas bagunçadas, inclusive em países que são considerados desenvolvidos.

CONTAMINAÇÃO ABSURDA – Aqui na Tribuna da Internet, que foi criada justamente para as pessoas trocarem ideias e experiências, a contaminação é absurda. Nota-se que a grande maioria dos participantes está infectada por coronavírus ideológicos, cujo principal sintoma é ser dominado por um radicalismo político que beira a infantilidade e a própria insanidade.

Para as vítimas dessa epidemia política, que atinge não só o Brasil, mas praticamente a Humanidade inteira (com as exceções de praxe, é claro), a política se tornou uma ciência exata, como Matemática, Química e Física. Para os adeptos de Lula da Silva, tudo o que Jair Bolsonaro faz está errado. Da mesma forma, para os admiradores de Bolsonaro, tudo o que Lula fez está errado, joga fora no lixo.

Caramba, as coisas não são simples assim. A Tribuna da Internet jamais se posicionará fanaticamente a favor de uma facção ou de outra. Estaremos no caminho do meio, dentro de nossa doutrina de apoiar o que estiver certo e reprovar o que estiver errado. Independentemente de partido ou ideologia, o que procuramos vislumbrar é o interesse nacional.

CRISES SIMULTÂNEAS – O fato concreto é que o governo Bolsonaro está enfrentando duas graves crises simultâneas – uma delas tem caráter político, de enfrentamento contra o Congresso e o Supremo, e a outra é econômica, devido à lerdeza da retomada do crescimento.

O governo Bolsonaro tomou posse cercado de esperanças, mas agora constata-se que a empolgação do primeiro ano resultou em efeito bem inferior ao esperado. O PIB teve o desempenho mais fraco dos últimos três anos, enquanto a dívida pública federal aumentou 9,5%. Mesmo assim, os fanáticos bolsonaristas insistem em que a economia melhorou. E classificam de esquerdopatas os jornalistas que divulgam esses números oficiais do IBGE e do Banco Central, como se estivessem inventando as estatísticas.

Em tradução simultânea, ao invés de levar a sério sua função de trabalhar pelo país, o presidente da República vive em campanha permanente pela reeleição. Uma de suas estratégias é atacar a imprensa, demonstrando uma paranoia gritante, e os fanáticos bolsonaristas também imitam os lulistas e denunciam a suposta perseguição que a mídia estaria a mover contra Bolsonaro, sem perceber o ridículo que cerca essa afirmação.

###
P.S.
A verdadeira imprensa publica o que é notícia e não manipula os números do IBGE nem do Banco Central. Não existe perseguição sistemátíca a Bolsonaro. Como diz a imortal canção de Cartola, o mundo é um moinho e Bolsonaro está diante de um abismo, que ele está cavando com os próprios pés. Sem dúvida, o maior inimigo de Bolsonaro é ele mesmo, que está atrapalhando o próprio governo. (C.N.)

32 thoughts on “Maior problema do Brasil é o fanatismo dos admiradores de Bolsonaro e de Lula

  1. O artigo acertou em cheio, é a verdade sobre a minoria dos eleitores do Lula e Bolsonaro. Ambos não tem nada de bom para despertar admiração das pessoas de bom senso: um era malandrão corrupto e o outro despreparado e pior, racista, de índole de ditador e grosseiro.

  2. Fanatismo é defender esses crápulas corruptos que só vivem explorando o povo brasileiro. O Brasil tem tudo para ser uma grande nação com recursos imensuráveis todo brasileiro já deveriam viver muito bem.
    Agora com essa estrutura política com essas instituições carcomidas com tudo isso e o povo não ter o direito de dizer que não suportam mais isso ai sim é não só fanatismo mais também uma prova de que somos idiotas.

  3. O fanatismo é mais grave do que se pensa. Foram os fanáticos que levaram os dois piores candidatos ao segundo turno: candidato do Lula e Bolsonaro.
    É mole ou quer mais, como dizia a gíria.

    • Nada contra o Lula e nem contra o Bolsonaro, e nem a favor, mas o fato é que sob a égide desse sistema podre, nem Jesus Cristo consegue acertar este país, que sob a égide do dito-cujo a vaca não sai mais do brejo. Daí, a importância da Utopia que pelo menos em tese explica o que fazer, doravante, sem a qual preparem para o pior do pior, o inferno social total.

  4. Prá início de conversa:

    FELIZ DIA DIA INTERNACIONAL DAS MULHERES!

    Obrigado pelo que vocês têm feito pela humanidade ao longo do tempo.

    O meu abraço afetuoso, caloroso, e reconhecido à importância da mulher em todos os contextos pelos quais o ser humano teve de vencer até chagar nos dias de hoje.

    Um beijo em cada uma das mulheres do meu Brasil, e que sejam cada vez mais fortes e decididas, pois somente as mulheres poderão dar continuidade à espécie e, certamente, resolver os graves problemas nacionais.

  5. O meu grande amigo Nélio Jacob tem plena razão quanto ao fanatismo dos petistas.

    No entanto, no meu entendimento, a eleição de Bolsonaro não foi pelo fanatismo à sua pessoa ou como político, até porque o atual presidente não tinha um legado como parlamentar, um histórico de lutas, uma trajetória de vida pessoal como tem Lula, verdade seja dita.

    A eleição de Bolsonaro se deu justamente contra o fanatismo de seguidores e adoradores que se negam a aceitar os crimes praticados por Lula e quadrilha!

    Então a rivalidade, hoje em dia.
    Lulistas querendo de volta o poder, e eleitores de Bolsonaro querendo impedir.
    Vou mais longe:
    Não vejo até o presente momento, a existência de fanáticos “bolsonaristas”.
    E me tomo como exemplo, que tanto critico o presidente – elogios são poucos -, e me coloco sempre contra a oposição, pelo fato de que, no poder, foi a responsável pela nossa quase destruição, deixando uma herança terrível para quem sucederia a máfia petista!

    Claro que existem fanáticos por Bolsonaro, mas em quantidade irrelevante se comparados aos adoradores de Lula, a meu ver.

    Abração Jacob.
    Saúde.

    • Francisco, pra eles qualquer um que defenda Bolsonaro, ainda que algumas vezes, é fanático. Só não será fanático se atacar Bolsonaro 24h por dia, 7 dias por semana.

      E o mais curioso é que Newton é comunista assumido e nada mais irônico que um comunista acusando os outros de ser fanático ideológico.

      • Moura,

        O comunismo de Newton é o utópico, aquele que visa efetivamente o ser humano viver em condições melhores do que esta, com menos diferenças sociais, injustiças e segregações que, de certa forma, penso igual.

        Agora, disseste uma verdade quanto às novas formas de um fanatismo que surgiu recentemente:
        “atacar Bolsonaro 24h por dia, 7 dias por semana.”

        Explicitamente não querem o bem do País e deles mesmos!
        O objetivo é quanto pior melhor.
        Mas, então a contradição, Moura:
        Se Bolsonaro não vale nada, e dizem o mesmo do ladrão e genocida, Lula, qual seria a outra opção?!

        Derrubar Bolsonaro, em claro golpe contra esta democracia mesmo falsa que temos ou, pelo menos, não atrapalhar o governo com perseguições descabidas diuturnamente?!

        A crítica deve existir, pois critico o governo, sim;
        agora, os contrários a Bolsonaro demonstram um fanatismo que não perde em nada aos lulistas e aos poucos bolsonaristas, pelo contrário, é muito mais grave porque é contra o povo e o País!

        Abraço.
        Saúde.

    • Caro amigo Bendl,
      Quando falo do fanatismo dos bolsonaristas, refiro-me a maioria, você é uma exceção como tantos outros.
      Quando você diz que lulistas querem de volta o poder e os eleitores do Bolsonaro querendo impedir, está aí a polarização ou é Lula, ou é Bolsonaro.
      Para ganhar do candidato do Lula, qualquer um ganha, não precisa ser necessariamente o Bolsonaro
      Um forte abraço

      • Meu caro Jacob,

        Concordo plenamente com o que dizes.

        Mas, se esta polarização acontece, é dado ao fato que Lula ainda luta pelo poder – se ele ou um poste -, e Bolsonaro está no poder.

        Não há como fugir dessa discussão, às vezes irracional porque fanática.

        Que Bolsonaro seja mesmo criticado, até porque merece. No entanto, é visível a perseguição que sofre com a imprensa, que não colabora, assim, para o desenvolvimento do Brasil, e para sairmos dessa crise que nos encontramos.

        NO mais, és uma das pessoas que, além, de ser meu amigo, tenho predileção por debater vários assuntos, em face dos treus conhecimentos, inteligência, visão do que acontece, e pleno discernimento.

        A verdade é que aprendo muito contigo, então estou sempre me referindo às tuas postagens.

        Grande abraço.
        Saúde.

    • A contaminação do fanatismo é espiritual, e isso faz doente nunca se achar doente, só quando cai no leito da morte, até lá o fanático é só o doente do outro lado da rua, ou o vizinho.

  6. Parabéns CN,

    sempre escrevo que a paixão embota o raciocínio.

    Nessas preferências apaixonadas, fanáticas, todos os erros cometidos por seus ídolos são transferidos aos outros. As ideias, a razão não tem importância. Seu ídolo só não resolve as coisas erradas que estão nos atrasando, porque é boicotado.

    A mídia, o judiciário, os parlamentares, a oposição, enfim, todos que criticam tais figuras são inimigos, são cegos que não enxergam as qualidades fenomenais de seu Deus.

    Quando alguém fora dessa dicotomia de ódio (do bem e mal) coloca um caminho diferente, isso nem é levado em conta pelo “ceguidores”. Logo vão criticando a pessoa que ousou dizer que o eleito está errado em suas ações.

    Será que um dia aprenderemos a discutir as ideias, racionalmente, em vez de escolhermos por impulso, cegamente?

    Por exemplo, já que CN colocou esse texto para refletirmos, ele mesmo escolheu um candidato para presidente. Mas o que apresentou tal pessoa? Será que o autor do texto não está incorrendo no mesmo erro que critica?

    Enquanto continuarmos depositando nossas esperanças em escolhas mágicas, em ídolos, em figuras que representam um desejo, dificilmente acertaremos.

  7. Li, em algum lugar, que boçalnato havia dito durante a campanha presidencial, que não se candidataria à reeleição. ERA FAKE NEWS ? O FATO É QUE , ATÉ AGORA, ELE NEM COMEÇOU A GOVERNAR E SÓ SE PREOCUPA COM O SEGUNDO MANDATO. QUE CANALHA !!!

  8. O maior problema do ser humano e admirar o semelhante.

    Aqui mesmo tem 3 admiradores de Marx e já declararam isso em prosa e em verso.

    Segundo eles, só Marx pode nos salvar.
    O editor é um deles, seguido de dois simplórios.

      • Em nenhum momento houve defesa de Marx na TI!

        Newton fez algumas postagens versando sobre o filósofo, o comunismo, o sujeito que depois de milhões de anos da existência da espécie humana, publicou seus pensamentos com relação à exploração do capital sobre o trabalho.

        A falta de conhecimento sobre as suas publicações – até porque maçantes demais, concordo -, enseja comentários que tentam desqualificar quem estaria interessado em debater este tema, rotulando-os, denominando-os, através de palavras nada apropriadas para quem se acha tão preparado e refinado!

        Muito menos houve comentários que Marx seria a salvação, onde o refinado e bem preparado contrário ao filósofo alemão, mente descaradamente!

        Portanto, o editor e eu, um dos simplórios, temos discernimento e capacidade de separar as estações, diferentemente dos capitalistas extremados, que somente o dinheiro, o lucro, a ganância, podem salvar a humanidade!

        Não é o ser humano, a sua solidariedade, a sua consideração para com o próximo, suas atitudes para minorar as diferenças sociais absurdas, a pobreza, a miséria, o desemprego, que solucionarão esses graves problemas nacionais e mundiais, não, mas o senhor cifrão, a moeda, os negócios, o “mais valia”, conforme citava Marx sobre os abusivos sobre preços colocados nos produtos vendidos!

        Que não aceite em hipótese alguma as ideias de Marx, é seu direito, incontestavelmente, agora, depreciar as pessoas que entendem ter sido extremamente importante as obras do alemão, muda de figura as aleivosias dirigidas a mim, ao Newton e ao outro colega “simplório”.

        Deixa-se de lado a discussão, o debate, para o opositor fanático ingressar na vida pessoal dos simplórios, algo que deveria desinteressá-lo de pleno, menos ser um constante caluniador e difamador justamente de pessoas insignificantes, porém são aquelas que … PENSAM!

  9. Fuóóóóóóóóó !!!

    Atenção jegada! O dono do curralzinho tocou o berrante convocatório pra manada! Estábulos em polvorosa ! A tchurminha da cangalha ideológica anda eriçada! E segue o Fla-Flu na pocilga Brasil!

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk xD

  10. Esse é o LEGADO dos 33 anos de desgovernos civis “democráticos”.
    O ambiente universitário é para geração de conhecimento e não para o tráfico e o consumo de drogas.
    Estreme de dúvida o usuário de drogas alimenta essa exacerbada INSEGURANÇA PÚBLICA em que vivemos nas grandes metrópoles.
    Diretor da UnB é ameaçado após fechar praça usada por traficantes
    O argumento para demolir a “Pracinha da FAU” foi a insegurança. No entanto, estudantes protestam contra o fim do espaço de convivência

    https://www.metropoles.com/distrito-federal/diretor-da-unb-e-ameacado-apos-fechar-praca-usada-por-traficantes

  11. Quem reclama já perdeu.
    O blog tem dono e ele publica o que quer, o mesmo se dá com a mídia em geral.
    Não sou muito chegado a estatística, um estatístico é o cara que coloca um pé numa grelha quente e o outro numa barra de gelo e publica que no meio termo está confortável.
    Meu fanatismo não impede que eu use estatística, observe-se que mais ou menos noventa por cento dos artigos veiculados aqui são da Folha, Globo, Estadão, Veja e outros apedrejadores, que me lembre só o Puggina não reza nessa cartilha e outro que no momento me falha a memória.
    Tem hora que penso que os editores daqui são macumbeiros ou benzedores, não abrem mão de pegar uma folhinha (Folha de São Paulo) e fazer uma reza brava pra escarmentar o Bolsonaro.
    Bolsonaro foi tomado por escabelo da turma das redações e como estamos na quaresma insistem em fazê-lo de Judas de Quaresma.
    Voltaire já dizia que certas pessoas são como peixes que são manejados de um tanque para outro e não tem a mínima noção que é para serem comidos na quaresma.
    Mas tem o fanatismo do bem e o do mal, o do mal se observa onde os opositores incautos comem o capim pela raiz, mas pra alguns jantar dessa forma é muito bom.

  12. Somente o ceticismo pode levar ao bom senso.

    “O ceticismo derrama demasiado tarde suas bênçãos sobre nós, sobre nossos rostos deteriorados pelas convicções, sobre nossos rostos de hienas com um ideal” Emil Cioran

    Eu torço, apenas torço, para qualquer presidente dê um jeito neste país. Ou seja, eu torço para o país.
    Infelizmente , desde Getúlio, o país vem descendo a ladeira com todos eles.

    O atual presidente é Bolsonaro e, com o Moro e Paulo Guedes, acho que temos alguma chance nisso.

  13. Carlos, muito boa análise da nossa situação. Só um reparo: o problema do Brasil é exatamente a sua cordialidade, no sentido estrito da palavra. Quando Gilberto Freyre definiu o brasileiro como “cordial”, queria dizer não que fosse um povo gentil e amigo, mas um povo que raciocinava com o coração, o que significa levado pelas paixões, o contrário de ponderado e racional nos seus julgamentos e decisões. E é a falta dessa ponderação e racionalidade que está levando à radicalização que está matando a discussão política construtiva. Eu pessoalmente, ao votar no Bolsonaro, tinha plena consciência de que ele estava muito longe de ser o candidato que eu gostaria de ter para presidente do Brasil, mas no equilíbrio de forças da ocasião era o único que poderia derrotar o Haddad, pau mandado do Lula, numa esperança de mudar a situação. E não me sinto obrigado a aplaudir as besteiras que tem feito, pessoalmente ou através de algumas más indicações, mas na mesma situação votaria nele de novo pelas mesmas razões.
    Agora que ele está eleito, o racional seria que o povo brasileiro apoiasse as coisas que o governo tem feito de positivas e se opusesse às que tem feito de negativas, para tentar construir um caminho que nos tire da situação difícil em que fomos mergulhados por décadas (não só pelo PT) de governos disfuncionais. Mas preferimos ficar nos degladiando como inimigos num navio em meio à tempestade em vez de remarmos todos para sair dela.
    Dito isso, concordo com tudo o que você escreveu no post.
    Um abraço do Mano.

  14. Caro Carlos Newton,
    Nesta semana útil que passou, o baluarte da grande imprensa brasileira Rodrigo Maia ao lado de Fernando Henrique Cardoso o mais letrado dos petistas segundo Janaina Paschoal, atacou o chefe do executivo federal, mas para a imprensa vermelha desse pobre país isso pode.
    Mas isso não é malferimento da harmonia entre os poderes e desrespeito as instituições republicanas?
    No entanto, na semana útil que terminou na sexta-feira, Rodrigo Maia resolveu atacar o chefe do poder executivo e está tudo bem para a imprensa vermelha brasileira?
    Essa grande imprensa brasileira faz ouvidos moucos com relação a ida desse senhor a Espanha para abordar o Rei Felipe VI sobre o parlamentarismos espanhol.
    Só imagino o escarcéu da imprensa brasileira se essa empreitada tivesse sido feita pelo Deputado Federal Eduardo Bolsonaro filho do atual presidente do Brasil.
    Considerando os vídeos que recebo via WhatsApp, o atual presidente do Brasil é como MASSA DE BOLO, quanto mais batem mais ele cresce.
    A grande maioria dos que sufragaram no segundo turno das eleições presidenciais de 2018 o candidato Jair Messias Bolsonaro, na verdade deixaram muito claro para a nação brasileira que não aguentavam mais os desgovernos civis “democráticos” que tivemos de 1986 a 2018.

  15. O quadro nacional é esse ai mesmo, infelizmente, gostem ou não gostem os fanáticos, o fato é que eles, os fanáticos, naturais ou artificiais, inocentes ou malandros, por serem maioria na seara política conseguem destruir quase todas as possibilidades de debatermos o que fazer com o Brasil, doravante, de modo a torná-lo melhor para todos, pobres, ricos e remediados, direita, esquerda e centro, oposição e situação, mais civilizado e mais alvissareiro. E de nada ainda levantar terceira via alguma que tenha o rabo preso com o sistema apodrecido. E o pior de tudo é que a situação a que chegamos de extremo baixo nível com a disputada de poder pela massa falida protagonizada por dois exércitos particulares, o de Bolsonaro composto pelo militarismo, crentísmo, milicianimos e afins, e do outro lado o exército do Lula, composto pelo MST, MTST, CUT, UNE e afins, é apenas consequência natural da deterioração do sistema apodrecido, que, para que tenhamos de fato algum perspectiva de futuro alvissareiro, tem que ser sucedido por algo realmente novo, de verdade, como propõe a RPL-PNBC-DD-ME, o Projeto Novo e Alternativo de Política e de Nação, o novo caminho para o novo Brasil de verdade, porque evoluir é preciso. O duro é combinar isso com o velho continuísmo da mesmice do sistema podre que de fato já morreu, e matou o país, mas nem morto o dito-cujo dá espaço para o Novo de Verdade se levantar e se estabelecer.

  16. Hoje, só comentários anestésico,fugindo estrategicamente das cagadas do senhor Bolsonaro,que não está a altura da instituição,(chefe de estado).

    Capitulou,sim senhor,cedeu,senhor Bolsonaro e seu staff,mentiu descaradamente antes,durante e depois,foi obrigado a pagar a promissória para Rodrigo Maia/Alcolumbre.

    Mais uma vez, assinou o atestado peraltice.

    Seus fã cinicamente, hipócritamente,vem com a retórica do bom senso,da educação,etc…

    Vão enganar os incautos com esse torneio de retóricas.

    A mim, não..

    Afinal a Vera Magalhães é mentirosa.???

  17. 08.04.2020
    CRISTÃOS, POR QUE VÓS ESTAIS COM O MEDO DA MORTE? NÃO ACREDITEIS QUE JESUS CRISTO, O MÉDICO DOS MÉDICOS, ESTEJA À VOSSA ESPERA? SE ESTIVERDES COM MEDO DE IR AOS CULTOS ESTARÁS DESONRANDO A MEMÓRIA DOS CRISTÃOS PRIMITIVOS QUE DESAFIAVAM NERO E IAM CANTANDO PARA SEREM DEVORADOS PELAS FERAS DO COLISEU! O QUE HOUVE COM O SALMO 91? DESTA VEZ, PELO MENOS, VOSSO BOLSONERO ESTÁ SENDO COERENTE! Assim como os cristãos adaptaram a Bíblia durante séculos, retirando aquilo, colocando isto, plagiando mitologias mais antigas, quando se apoderarem oficialmente do mundo terreno também alteraram toda a história, fazendo do Imperador Nero um poeta louco, incendiário, tocador de arpa. Acontece que Nero tinha um plano econômico, monetário, que queria que desse certo, da mesma forma que o nosso imperador Bolsonero. A maior parte dos grandes historiadores da atualidade não aceitam as mentiram dos cristãos sobre o incêndio de Roma. Por que estais com medo de frequentar os cultos, cristãos brasileiros, onde está vossa rebeldia religiosa? Não estejais vós, por acaso, com medo da autoridade secular, não é mesmo? Eu não vou nem um pouco com a cara de Bolsonaro e de Malafaia, mas eles estão demonstrando otimismo e confiança em Deus “acima de tudo”, estão confiando nos Três Patetas da Santíssima Trindade, a menos que estejam fingindo; mas, parece que vós estai, cristãos brasileiros, se borrando de medo de se juntar à Javé, a Jesus e ao Espírito Santo. Onde está vossa crença e confiança no Pai Celestial? Olhai os lírios dos campos, escutai os proprietários das igrejas evangélicas, que desejam ver igrejas lotadas. De acordo com o padre do filme “A guerra dos Mundos”, os vírus primos do covid-19 que destruíram os inimigos alienígenas eram criaturinhas de Deus. Os pastores, bispos, e apóstolos brasileiros querem que todos vocês, fiéis, saiam às ruas, enfrentem os coletivos lotados até os cultos, com o dízimo em mãos, assim como os cristãos primitivos seguiam felizes para os cultos e refúgios nas catacumbas, ou então se deslocavam cantando para a arena do Coliseu. LUÍS CARLOS BALREIRA. PRESIDENTE MUNDIAL DA LEGIÃO CIENTÍFICA BRASILEIRA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *