Mais da metade dos eleitores em todo o Pas no se interessa pela propaganda eleitoral na TV

Charge do Rgis Soares (Arquivo do Google)

Deu no Estado

Com o avano das redes sociais no debate poltico, mais da metade dos eleitores de todo o Pas deve ignorar o programa eleitoral gratuito que comeou a ser exibido na sexta-feira, dia 9, na televiso. De acordo com uma pesquisa da Quaest Consultoria, 62% dos entrevistados declararam que no pretendem assistir aos programas dos candidatos de suas cidades. Porm, os mais jovens e os eleitores de renda baixa so os mais interessados.

Dentre os mil respondentes, apenas 24% disseram querer assistir a alguns programas, somente 9% devem ver todas as exibies, 3% querem ver as primeiras inseres e outros 3% querem assistir s ltimas.

FAIXAS ETRIAS – Os entrevistados com 16 a 24 anos (12%) so os mais dispostos a assistir a todos os programas eleitorais, seguidos pelos adultos de 25 a 34 anos (9%). Dentre as demais faixas etrias, o percentual baixo. Porm, entre os que admitem assistir a alguns programas, h um interesse mais aproximado entre as faixas etrias, sendo as pessoas de 35 a 44 anos, os mais interessados (29%) e os menos, com 19%, os de 25 a 34 anos. Ainda assim, a rejeio aos programas varia de 57% a 65% dos entrevistados em todas as faixas etrias.

O mesmo acontece no recorte por renda em que a rejeio varia entre 54%, dentre os que recebem at dois salrios mnimos, e 79% dentre os que no informaram rendimentos. Porm, neste mesmo grupo de renda de at dois salrios mnimos, esto as pessoas mais propensas a assistir a todos os programas eleitorais (12%). Quando a possibilidade de acompanhar a alguns deles, pessoas que ganham cinco salrios mnimos passam a ser as mais interessadas (28%), empatadas tecnicamente com as pessoas de at dois salrios mnimos.

As mulheres so as mais resistentes aos programas de televiso, sendo que 65% no querem assisti-los, enquanto este ndice de 58% entre os homens. J entre os que admitem acompanhar a todos ou pelo menos a alguns dos programas eleitorais, so 29% de mulheres e 37% de homens.

AUDINCIA - Os eleitores da regio Norte so os que devem dar maior audincia ao horrio eleitoral gratuito. So 52% os que querem assistir a todos eles ou pelo menos a alguns. Em seguida, aparece Centro-Oeste (35%) e Sudeste (33%). O Sul e o Nordeste somam, cada um, 28% de interessados na propaganda eleitoral.

O interesse pelos programas dos candidatos na televiso semelhante quando o recorte feito por posicionamento poltico e maior dentre os que votaram em Fernando Haddad (PT) no segundo turno das eleies de 2018 (40%). J dentre os eleitores de Jair Bolsonaro naquele pleito, 31% querem ver os programas eleitorais ou parte deles.

A pesquisa foi realizada entre os dias 21 e 24 de setembro e foi feita por recrutamento digital via convites aleatrios em painel de eleitores de todo o Pas, com acesso internet, e idade igual ou acima de 16 anos. A margem de erro de 3,1 pontos percentuais em um intervalo de confiana de 95%.

7 thoughts on “Mais da metade dos eleitores em todo o Pas no se interessa pela propaganda eleitoral na TV

  1. Os eleitores j sabem muito. Para que assistir propaganda eleitoral? Eles s jogam o voto na urna, com raiva. Um mes depois, se tanto, j nem lembram em que votaram.
    Algum, de s conscincia, acredita que possvel melhorar nossa democracia com a quantidade enorme de “eleitores” incapazes?
    Sem voto com qualidade, sem eleitos com qualidade, sem democracia com qualidade!!!
    No vou cansar de repetir!
    Fallavena

    • Dizer que a propaganda eleitoral obrigatria gratuita uma grande mentira mantida por todos os meios de comunicao do Pas.Ela custa caro para o eleitor contribuinte.E o fato de ser obrigatria combina com ditadura e fascismo, alm da pouca vergonha dos que enganam a tantos h tanto tempo…Que Pas…
      .

  2. ainda temos que assistir aos verdadeiros shows de horror e mau gosto dos horrendos candidatos.zuma bela porcaria este horrio eleitoral dito gratuito

  3. Aproveitando os acontecimentos dos ltimos tres ou quatro anos, est voltando em alguns grupos/setores da sociedade, algo que, sempre que levanto, recebe crticas secas mas incompreensveis.
    possvel com as composies atuais da cmara e do senado, corrigir-se erros anacrnicos da constituio do Brasil?
    Pois talvez seja nossa nica chance, fora das reformas constitucionais normais, busca uma constituinte exclusiva.
    A reforma do estado ser um lixo, um colcho de retalhos. A reforma poltica/partidria, nem se fala.
    Concluso? Ou reformamos tudo ou terminaremos com uma “choupana de praia” como casa.
    E por favor, no se pode repetir que “atravs da democracia e do voto” renovaremos tudo!
    Isto s ser possvel trocando o povo, na sua maioria!
    Fallavena

    • Mais da metade dos eleitores em todo o Pas no se interessa pela propaganda eleitoral na TV

      Eu me interesso, sim.
      At j criei um padro de escolha.
      O candidato que falar em Deus, automaticamente perder meu voto.
      Motivo: estelionato eleitoral.

  4. Essa histria de acima daqui, acima dali, aproveitei e reformulei o lema de Bolsonaro, que ficou mais de acordo comigo:

    BRASIL acima de tudo;
    DEUS acima de todos;
    EU acima do peso!

    At amanh!

  5. No pleito atual, nenhum pulha ter meu voto, perder tempo e arriscar em aglomerao?Pago a multa com prazer, irrisria, vou seguir a risca a orientao de prefeito e governador, ficando em casa no dia da eleio, sou um cidado obediente, cumpridor de seus deveres e obrigaes!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.