Manifestações contra e a favor de Bolsonaro não tiveram a adesão esperada

No Rio, manifestantes contrários a Bolsonaro estão concentrados na Cinelândia, no centro da cidade — Foto: G1

A maior manifestação ocorreu no centro do Rio

Por G1

Neste sábado (dia 29), manifestantes se concentraram no Rio de Janeiro, em São Paulo e e em outras cidades do país para protestar contra e favor de Jair Bolsonaro, candidato do PSL à Presidência da República. No Rio, os manifestantes contrários ao candidato se concentraram na Cinelândia, no Centro, no início da tarde e conseguiram reunir milhares de pessoas.

Enquanto isso, os apoiadores de Bolsonaro se concentraram na Avenida Atlântica, em Copacabana, Zona Sul do Rio, na altura do Posto 5, mas o número de participantes era bem menor. A Polícia Militar acompanhou a manifestação e interditou às 15 horas a Avenida Atlântica, no sentido Leme.

MENOR PARTICIPAÇÃO – Em São Paulo, no final a tarde milhares de pessoas se concentravam no Largo da Batata, na Zona Oeste, no ato “Mulheres contra Bolsonaro”.

O evento reuniu integrantes da União da Juventude Socialista, União Estadual dos Estudantes Secundaristas, sindicatos, coletivo feminista da ECA USP, militantes com bandeiras do PT, PSOL, PSTU e Rede.

Por volta das 15h havia um caminhão de som estacionado no Largo da Batata e o trânsito fluía normalmente na Avenida Faria Lima. Barracas vendiam camisetas com ao slogan #elenão. A expressão também estava em bandeiras acompanhada de palavras de ordem como “ditadura nunca mais”, contra o machismo, o racismo e a exploração.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Sucesso, mesmo, só em São Paulo e No Rio, mas nada a ver com as grandes manifestações de 2014, 2015 e 2016, na fase pré-impeachment de Dilma Rousseff, que está virtualmente eleita senador em Minas Gerais, porque o povo gosta de pão e circo e Dilma é inimitável como oradora em “stand up comedy”, como está na moda hoje. (C.N.) 

26 thoughts on “Manifestações contra e a favor de Bolsonaro não tiveram a adesão esperada

  1. Idiotice minha querer ir de carro para a manifestação do #elesim em copa. 2 horas pra chegar e 2 horas pra sair, devido à imensa multidão aglomerada em todo bairro de copacabana e Leme. Nunca mais faço isso. Burrice minha. Da próxima vou a pé, mesmo. Por outro lado, se fosse lá no reduto gay da cinelandia, arrumava vaga rapidinho.

  2. Povinho de merda que elege Dilma para senadora não gosta de pão e circo não.

    Gosta e merece ser tratado como trouxa mesmo.

    De uma batelada, está dando a Dilma um salário de 33 mil re sem contar os penduricalhos além da imunidade parlamentar.

  3. Parada do Orgulho Gay e Passeatas pró-PSOL/PT/PDT/MDB/PSDB sempre chamam muita gente. Da Cinelândia direto para o Jardim Botânico, se bem que poderia começar na Praça Tiradentes também. Eis porque não acredito naquilo que se escreveu sobre Sodoma e Gomorra: está tudo como seria naquela época. Gostaria de fazer uma pesquisa, indagando: “qual é a sua opinião sobre Calígula” ?

    • Já tá comprovado que a “multidão” da cinelandia da foto foi multiplicada por computador. É só procurar na internet. Já a de Copacabana, amigo, não precisa de multiplicação não! Kkk Caramba, muuuuuuiiiiiiiiiiita gente! Ufa.

  4. Infelizmente o plano de esvaziar a TI vai de vento em popa. Papagaios de aluguel infestam com inúmeros comentários replicantes, tergiversando, com o objetivo de confundir novos leitores e….espantá-los. E la nave va ….afundando.

  5. “A expressão também estava em bandeiras acompanhada de palavras de ordem como “ditadura nunca mais”, contra o machismo, o racismo e a exploração.”

    -Alguma contra o estupro? Não, né! Senão poderia ser entendida como apoio implícito ao Bolsonaro.
    -Enfim, os estupradores, a princípio, conseguiram salvar os próprios testículos da atrofia química. E com a ajuda feminina! Vá entender este país…

  6. Revelada a verdadeira face das manifestações das Dondocas Globais:

    “Ato contra Bolsonaro em Brasília vira palanque de candidatas”

    O ato “Mulheres contra Bolsonaro” neste sábado, em Brasília, foi dominado por discursos políticos e candidatas de partidos de esquerda, relata a Folha.

    “No final da tarde, ficaram mais numerosas as bandeiras de candidatas do PT, PC do B, Psol, Rede e PSTU”.

    QuaQuaQuaQuaQuaQua!

  7. Prezado C.N. você está enganado. A Dilma, do vento estocado, não vai se eleger. 81% dos eleitores ainda não escolheram candidato ao Senado. Eles só vão decidir no sábado e no domingo, véspera e dia da eleição. Dilma não tem chance. A confirmar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *