Manifestantes protestam no Rio e So Paulo contra leilo do pr-sal

Vladimir Platonow
Agncia Brasil

Rio de Janeiro Manifestantes protestaram no centro da cidade, contra o leilo do Campo de Libra, o primeiro do pr-sal, marcado para o prximo dia 21.

A passeata, que comeou na Igreja da Candelria, seguiu pela Avenida Rio Branco at a Cinelndia. O protesto conta com o apoio de diversas categorias, principalmente petroleiros e integrantes da Via Campesina e do Movimento dos Trabalhadores Rurais SemTerra (MST), alm de representantes de sindicatos e de estudantes.

O protesto tem o apoio de um caminho de som e o policiamento discreto, com poucos policiais militares e alguns agentes da Guarda Municipal, que esto organizando o trnsito.

Contrrios ao leilo, os petroleiros entraram em greve ontem (16). Eles querem que o Campo de Libra, uma das principais descobertas de petrleo na histria do pas, fique apenas em mos de brasileiros. O leilo ser pelo sistema de partilha, e no mais em concesso, o que garante um percentual mnimo de 30% Petrobras, que ser a operadora do campo.

NA AVENIDA PAULISTA

So Paulo Petroleiros em greve fizeram manifestao na regio da Avenida Paulista contra o leilo do Campo de Libra. um ato para sensibilizar o governo. a entrega do maior patrimnio, da maior descoberta do Brasil, e a maior descoberta do mundo dos ltimos 20 anos. Ns, petroleiros, estamos em greve desde ontem em todo pas para sensibilizar o governo a parar com o [crime de] lesa-ptria, disse o dirigente do Sindicato dos Petroleiros, Verenssimo Barsante.

uma rea gigante, mais ou menos o que a Petrobras explorou at hoje. E a voc d de forma privilegiada para cartis, o que foi descoberto pelo nosso conhecimento. uma destruio de um passaporte para o futuro. E pode representar um bilhete premiado para o inferno, destacou o presidente paulista da Central Geral dos Trabalhadores do Brasil, Paulo Sabia.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

12 thoughts on “Manifestantes protestam no Rio e So Paulo contra leilo do pr-sal

  1. Dei-me um pas que tenha monoplio estatal do petrleo e eu lhe darei um pas pobre. Exemplos:Argentina, Bolvia, Ir, Lbia, etc.
    ******************
    PRIVATIZEM A PETROBRS! PRIVATIZEM A PETROBRS! PRIVATIZEM A PETROBRS! PRIVATIZEM A PETROBRS!
    PRIVATIZEM A PETROBRS! PRIVATIZEM A PETROBRS!
    PRIVATIZEM A PETROBRS! PRIVATIZEM A PETROBRS!
    PRIVATIZEM A PETROBRS! PRIVATIZEM A PETROBRS!

  2. Rio: o golpe certeiro da polcia nos terroristas urbanos

    (JUSTIA ACABA DE DECRETAR A PRISO PREVENTIVA DE 33 DESSES VNDALOS)

    Milton Corra da Costa

    Quem faz uso de material incendirio atacando tropas policiais, de instrumentos perfuro-cortantes e perfuro-contundentes, pedras, martelos, serrotes, gales com substncias inflamveis, estilingue, paus com pregos, coquetis molotov, soco-ingls, mscaras, rostos encobertos, smbolos de anarquismo, tinta para efetuar pichaes, depreda e incendeia veculos, inclusive viaturas policiais, grita palavras incentivando a desordem, utiliza-se de barricadas, algumas incendirias, para confrontar com a polcia, provoca agentes da autoridade, cospe e atira dejetos contra agentes da lei, afronta o poder constitudo, depreda e destri o patrimnio pblico e privado, saqueia lojas,tenta subverter a ordem, incita a violncia, utiliza-se de redes sociais para difundir tticas e tcnicas de guerrilha urbana (Grupo Anonymous), desacata policias, resiste agressivamente ordem de priso, afronta a ordem pblica, impede o direito de rir e vir da maioria, sabota meios de transporte, destri lixeiras, orelhes pblicos, pontos de nibus, quebra vidraas, ataca prdios histricos, ameaa a incolumidade de cidados ordeiros, etc..etc… que outra qualificao pode ter seno a de terroristas urbanos e que outro lugar devem estar seno a cadeia?

    Assim , que a ao legal e conjunta das polcias Civil e Militar, do Rio de Janeiro, em que cerca de 190 baderneiros foram detidos, na noite da ltima tera-feira, no centro do Rio, e conduzidos a diversas delegacias policiais, onde boa parte dos vndalos arruaceiros foi autuada por diferentes crimes (danos ao patrimnio, formao de quadrilha, desacato, desobedincia, posse de material explosivo, aliciamento de menores), com destaque no enquadramento, pela primeira vez, desde o incio dos protestos violentos, em junho, na Lei Federal 12.850/13, a que tipifica organizao criminosa (recluso de trs a oito anos), constitui, sem dvida, uma vitria da democracia e da lei contra a anarquia e a desordem.

    Quanto aos que incentivaram at aqui a organizao criminosa Black Bloc, em apoio “incondicional” a tais baderneiros ( radicais anrquicos), utilizados como meio de presso e intimidao contra os governos legitimamente constitudos, num ato inconsequente, de falta absoluta de bom senso, bom que repensem suas estratgias reivindicatrias, s permitidas dentre dos limites constitucionais prprios do estado democrtico de direito.

    A ao do aparelho policial do estado, contra a desordem e em nome da ordem pblica deve servir, pois, a partir de agora, de exemplo para outros estados-membros onde o quebra-quebra e a violncia (vejam o vandalismo protagonizado por torcidas de futebol), virou moda, num perigoso desafio paz social. Lugar de baderneiro na cadeia. Ponto para a polcia do Rio. A vitria foi da sociedade.

    Resta agora apenas duas perguntas que no querem calar: ser que pais e responsveis dos integrantes do Black Bloc tm cincia de que seus filhos fazem parte de tal organizao criminosa? E os integrantes do grupo anrquico? Tambm depredam e incendeiam suas residncias? So respostas que a sociedade desejaria saber, sem dvida.

  3. 17/10/2013 s 22:56
    Dilma repete FHC e faz a coisa certa: com greve dos petroleiros, chama o Exrcito, agora para garantir leilo do pr-sal

    Pois Tudo conforme o bvio. FHC convocou o Exrcito em 1995 porque refinarias estavam ocupadas, e o pas estava ameaado de paralisia, com crise de abastecimento etc (ver post anterior). Hoje em dia, estamos ainda longe disso. Mas h o leilo do campo de Libra na prxima segunda. Os petroleiros ameaam impedir a sua realizao, o que seria muito ruim para o Brasil e para a Petrobras. E Dilma fez o qu? Ora, repetiu o FHC de 1995 e decidiu chamar o Exrcito para garantir a segurana do leilo.

    Nunca elogio Dilma? Olhem que mentira! Estou elogiando agora. A presidente fez a coisa certa. Dado o clima que anda por a, com amplos setores da imprensa e da Justia flertando com a baguna e chamando quadrilheiros e bandos de manifestantes, chamar o Exrcito s uma questo de prudncia.

    Informa a VEJA Online:
    Para garantir a realizao do leilo da rea de Libra, na segunda-feira, o governo federal encaminhar ao Rio tropas da Fora Nacional de Segurana e militares do Exrcito. O Ministrio da Defesa realiza, na tarde desta quinta-feira, uma reunio para definir o efetivo das foras e a estratgia adotada para a segurana do leilo, o primeiro de uma rea na regio do pr-sal.
    A licitao ocorrer em um hotel na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio. H no governo uma preocupao quanto exacerbao das manifestaes populares que questionam a realizao do leilo. O pedido de reforo na segurana foi feito pelo governo do Rio Presidncia da Repblica no ltimo dia 11 de outubro.
    A operao das foras federais ser coordenada pelos Ministrios da Defesa e da Justia, a quem est subordinada a Fora Nacional de Segurana. A previso inicial que as tropas atuem por um perodo de 24 horas, no dia da realizao do leilo. No est descartada a possibilidade de reforo da Marinha e at da Aeronutica.

    Encerro
    isso a. Nos limites da lei, os ditos petroleiros so livres para se manifestar. O Estado, como de todos e no de uma corporao, tem de garantir as decises tomadas pelo governo, eleito legitimamente para decidir. Fim de papo.
    Por Reinaldo Azevedo

  4. Impressionante? Isso comum na politicagem brasileira para enganar incautos. A maioria dos cardeais desses dois partidos jogaram unidos e at duplo durante a ditadura. FHC e Lula foram at protegidos. FHC foi “punido”com aposentadoria INTEGRAL com poucos anos de trabalho na USP e em pleno Ato5 e pode at se candidatar antes da Lei de Anistia. Lula foi autorizado por Geisel a falar na TVE quando ainda se assassinava, como na poca do Herzog e Fiel Filho.

  5. Essa gente to calhorda que at hoje martiriza e ao mesmo tempo fatura em cima de familiares e vtimas da ditadura na Comisso de Anistia do ministrio da Justia. Eles faturam at mortos que eles prprios deixaram morrer sem direitos, desaparecidos e ossos de vtimas. Abra a pgina especfica do ministrio da Justia para comprovar como se autopromovem e viajam em caravanas macabras, enquanto engavetam processos em Braslia.

  6. melhor usufruir dessa riqueza logo do que deix-la nas profundezas para o PSDB doar como fez com a Vale. J levaram nosso ouro, nosso ferro, nosso mangans, nossa cassiterita e estanho. Os gelogos da vale descobriam as minas depois entregavam para o estrangeiro . Agora a petrobras descobriu o leo do pr sal , mas o estrangeiro tem que pagar por ele. No ser como o ouro de serra pelada que sumiu.

  7. Esse a mais acima ainda acredita que uma sigla seja diferente ou melhor que outra. Tambm que, mesmo que o estrangeiro pague, vamos usufruir de alguma riqueza com esses calhordas manjados que nos governam. Vai esperar e morrer sem desfrutar dessa riqueza. E, se for um dia garfado por essa canalha e recorrer administrativa ou judicialmente, sentir na prpria pele a dor do engavetamento ou do precatrio. Que no seja ao 84 anos, como a Dona Ruth, ou uma nonagenria que conheci maldizendo Sergio Cabral Filho na porta do Rio Previdncia por lhe pagar MEIO SALRIO MNIMO MENSAL, porque ento a possibilidade de recuperao mnima.

  8. Alguns ainda se sentem vontade desfilando por a com camisetas do pt, enquanto o governo petista privatiza petrleo, aeroporto, porto, beneficia bilionrios, alavanca lucros dos bancos a nveis estratosfricos, etc. etc.. Governo de esquerda, mas poltica de direita. E viva a ideologia.

  9. Seria uma jogada de mestre, embora arriscada. Com o PIB baixo e a inflao alta, previses de furaces nos prximos anos, o PT tiraria o seu da reta para voltar a esculhambar o superlativo de PhD e se recriar com os desmemoriados. O nico risco para o sistema seria o agravamento das indignaes por todo o pas de forma irreversvel. A, o sistema teria que combinar antecipadamente com o povo, como diria o Garrincha.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.