Mantega, o “ministro” sem pasta, tenta acalmar os mercados

Mariana Carneiro
Folha

O ainda ministro Guido Mantega (Fazenda) afirmou que os mercados devem se acalmar esta semana. Investidores têm reagido mal à possibilidade de reeleição de Dilma Rousseff (PT), comprando dólares e vendendo ações, principalmente de estatais, a cada avanço que a candidata registrou nas pesquisas de intenção de voto. Mantega classificou esse movimento como “oscilações normais”.

“Quando as urnas se fecham o mercado se acalma, como em 2002 e em 2006. A instabilidade que poderia haver, o mercado já antecipou e daqui ele pode acalmar. O mercado pode ficar tranquilo, porque vamos continuar seguindo as regras estabelecidas e continuar estimulando a economia, fortalecendo as empresas”, disse ele, cuja demissão já foi anunciada por Dilma há dois meses.

Para o ainda ministro, a economia brasileira está em recuperação, inclusive com o retorno do crédito e do consumo. Neste segundo semestre, disse ele, o ritmo de crescimento da economia deve estar ao redor de 2% ao ano. Mantega credita o mau desempenho na primeira metade do ano, em que o PIB entrou em recessão técnica (dois trimestres seguidos em queda), ao menor número de dias úteis, ao fraco desempenho da economia global e à estiagem. O ministro afirma que 2015 deve ser melhor do que este ano. “2014 é que foi um ano difícil”, afirma.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGSe o país depender das previsões de Guido Mantega, certamente estará liquidado. Ele é o chefe da equipe econômica que fez a dívida pública triplicar e liquidou com nosso mais importante programa de combustível alternativo, o Proálcool. Somente em São Paulo, mas de 70 usinas de etanol fecharam as portas. Enquanto isso, a Petrobras… (C.N.)

3 thoughts on “Mantega, o “ministro” sem pasta, tenta acalmar os mercados

  1. Mas, quanto à dívida pública, na gestão do Pedro Malan DECUPLICOU. A TRIBUNA DA IMPRENSA cansou de cantar na época que passou de 60B para 600B. Aliás, isso vem de longe. O Helio também cansou de contar uma negociação do Roberto Campos que a multiplicou e nos ferrou.

  2. O Sr. GUIDO MANTEGA, que está há quase 9 anos no cargo de Ministro da Fazenda, não é um mau Ministro. Foi Ministro de bons crescimentos Econômicos no segundo Governo LULA/JOSÉ ALENCAR e pequenos no Governo DILMA/TEMER. Mas manteve o DESEMPREGO baixo, +- 5% dos que procuram trabalho, e a INFLAÇÃO dentro do teto da Meta, de 6,5%aa, (que não é pouca coisa), e com isso a meu ver, deu a Vitória a Presidenta DILMA na atual Eleição. Fez a sucessora. Quanto a Dívida Pública Interna Bruta, que me parece deve ser medida em relação ao PIB, ele a manteve em +- 60% do PIB. Quanto a situação do Açúcar e principalmente do Álcool Combustível, Pro-Álcool, o Programa que era baseado em centenas de Usinas, em 2009 foi concentrado na Empresa COSAN- ESSO e em 2011 ficou mais concentrado ainda com a COSAN-ESSO-SHELL que dominaram esse Mercado, da qual a própria Petrobras SA, que também produz Álcool Combustível, compra da COSAN-ESSO-SHELL ( lembrar que a Gasolina contém 25% de Álcool e mais o Mercado do Álcool Hidratado). Nessa briga de gigantes, entre a COSAN-ESSO-SHELL de predominância de Capital Internacional, e a Petrobras SA, as pequenas e independentes Usinas, sofreram muito, muitas delas quebrando.

  3. Newton voce entende tanto de economia q anto FHC. Um conseguiu junto com Malan e Arminio fazer o Brasil bater todos os recordes negativos nas contas publicas e deuxar a divida liquida, voce nao entende disso, em mais de 60% do PIB, é assim que se mede dividas de paises, hoje Mantega deixa o Brasil devendo menos de 36%, mas voce continua entendendo menos ainda. O negocio é voce continuar escrevendo sobre o futuro “rompimento” do Lula com a Dilm!a. As outras noticias – todas – sobre Lula que voce postava aqui foram furadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *