Marco Aurélio diz que denúncia contra Gleenwald é um ato “problemático” e “perigoso”

Marco Aurélio considera “inibição no direito de informar”

Camila Mattoso
Folha

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou que a denúncia do Ministério Público Federal contra o jornalista Glenn Gleenwald no caso da ação de hackers contra autoridades da Lava Jato é um ato “problemático” e “perigoso” por se tratar de situação que, segundo ele, pode cercear a liberdade de expressão.

Marco Aurélio disse que cabe aos tribunais agir para corrigir decisões erradas e “iniciativas que conflitam com a ordem jurídica”. “É um problema quando você pratica atos que afetam a liberdade de expressão. É problemático”, afirmou o ministro.

“SEMPRE PERIGOSO” – “No campo da informação, não cabe adotar postura que iniba a arte de informar. Eu tenho uma concepção própria. Jamais processaria um jornalista, e há colegas em geral, que processam. [Com a denúncia], Você acaba indiretamente cerceando [a liberdade de expressão], o que não é bom em termos culturais, nem em termos de avanço social. É sempre perigoso”, afirmou.

Glenn foi denunciado pelo procurador Wellington Oliveira pelos crimes de associação criminosa e interceptação telefônica ilegal. O entendimento do MPF contraria o da Polícia Federal, que não vê evidências de participação do jornalista em atos ilegais. No relatório da PF, o delegado Luiz Flavio Zampronha diz que não é possível “identificar a participação moral e material” dele nos crimes investigados.

ÁUDIO – A denúncia se baseia em áudio encontrado em um computador apreendido que, segundo o procurador, mostra que o jornalista orientou o grupo de hackers a apagar mensagens, o que caracterizou “clara conduta de participação auxiliar no delito, buscando subverter a ideia de proteção a fonte jornalística em uma imunidade para orientação de criminosos”.

“Toda iniciativa que fustigue jornalista, que fustigue veículo de comunicação tem que ser pensada muito antes de implementada. É o caso da denúncia, julgamento. Tem que sopesar, analisar valores e decidir qual é o valor que deve prevalecer”, diz Marco Aurélio Mello.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG 
Muita gente, incluindo advogados e ministros de cortes superiores, apostam que a denúncia contra Glenn não irá ter vida longa. O inquérito só conseguiu mostrar o contato do jornalista com os hackers após a invasão ter ocorrido. Em tradução simultânea, não haveria indícios de que Glenn tenha incitado ou promovido meios para a ação. Tecnicamente, não há elementos necessários para configuração de crime. (Marcelo Copelli)

26 thoughts on “Marco Aurélio diz que denúncia contra Gleenwald é um ato “problemático” e “perigoso”

  1. Caramba sr. Copelli! O Verdinho cor de rosa é gravado pelos próprios comparsas orientando-os a como cometer o crime perfeito, e o sr. tem desfaçatez de dizer que não há crime? Tu és um militante, não um jornalista!

    • Amigo, Eliel. Não sou militante, apenas comentei que “tecnicamente” o inquérito só conseguiu mostrar contato do jornalista com os autores após a invasão ter ocorrido. E isso pode ser a brecha. Além disso, ele foi denunciado sem sequer ser investigado ou indiciado pela PF.

  2. “Tecnicamente, não há elementos necessários para configuração de crime.”

    Uai, ele não mandou os compassas apagarem tudo?
    ou eu não li o que li.

    Eu já acredito ao contrario, acredito que ele é inocente sim, mas seus atos tecnicamente demonstram o contrario.
    E meia duzia de adevogados e juízes não quer dizer muita coisa não, foi-se o tempo que valia.

  3. O MPF não está atacando a liberdade de imprensa, só pedindo o indiciamento de um criminoso que se diz jornalista. A classe, quase que inteira, e os de sempre da esquerda irresponsável, claramente defendem o criminoso. Já era de se esperar isso. Mas, a lei vale para todos, com ou sem Gilmar Mendes a atrapalha-la para defender sabe-se lá o que.

  4. Uma coisa é a ideia de que o material foi enviado ao jornalista, outra é o mesmo orientando os meliantes o que fazer com as gravações. Mesmo aqui onde as garantias aos direitos dos meliantes e seus apoiadores serem verdadeiro caso de polícia, ainda sim, existem limites. O problema não é saber que houve o crime, mas sim, se vai para frente a depender do criminoso. Neste quesito, enquanto este STF perdurar assim, isso jamais muda. O povo depende apenas dele mesmo para que isso um dia aconteça.

      • Marco Aurélio, como Rogério Favreto, é o juiz que manda e ninguém obedece. Marco Aurélio , numa canetada, afastou Renan Calheiros da presidência do senado e o senador, apoiado pelo senado, cagou para Marco Aurélio que ficou , pois já tinha, com mais cara de bobão !

  5. Agora Bolsonaro também esta perseguindo jornalista. Quanta desonestidade intelectual. Parece que o Verdinho cor de rosa sentiu o baque e esta pedindo ajuda onde puder.

    Sanders acusa Bolsonaro de perseguir Glenn (e é curtido por Lula)
    O Antagonista

    Bernie Sanders, pré-candidato que lidera as pesquisas do Partido Democrata na corrida pela Casa Branca, resolveu meter a colher na política brasileira.

    Ele publicou há pouco, no Twitter, um post em que acusa Jair Bolsonaro de perseguir Glenn Greenwald e diz que a liberdade de imprensa está sob risco no Brasil.

    “A imprensa livre nunca é mais importante do que quando expõe as malfeitorias dos poderosos. É por isso que o presidente Bolsonaro está ameaçando Glenn Greenwald pelo ‘crime’ de fazer jornalismo”, tuitou Sanders.

    “Exorto o Brasil a encerrar seu ataque autoritário à liberdade de imprensa e ao Estado de Direito”, completou o democrata — aquele de quem ninguém gosta, segundo Hillary Clinton.

    Lula, o ex-presidiário condenado, curtiu o post de Sanders no Twitter.

    Como já dissemos, Bernie Sanders é um idiota.

  6. Quem foi mesmo o presidente que queria criar uma lei para amordaçar a imprensa? Algum vermelhinho ilustre se lembra? Quando interessa a esquerda esquece. Vão ter de aturar Moro ou Bolsonaro em 2020. Irão jogar a esquerda no lixo de vez. Chora PTzada esquerdista.

  7. Os argumentos dos defensores do gringo comunista referentes as gravações são os mesmos dos defensores de Sérgio Moro: não há indício de ilicitude. O mundo dá muitas voltas…

    A propósito: “problemático” e “perigoso” é o fato da Suprema Corte ter como Ministro uma figura escrota como esse Marco Aurélio.

  8. Estes dois se nivelam como seres abjetos.
    Um pseudo-homem, atenta contra as leis da natureza, atentando contra o SENHOR.
    O outro, chafurda na pocilga, stf, como, pelo menos, mais seis crápulas, que vivem para atrapalhar o Brasil, e só cuidam das suas benesses.
    Ambos, sem caráter.

  9. Que alívio, ao ver que a imensa maioria dos colaboradores deste ínclito blog não concordam com os patifes que estão a livrar a cara do “jornalista”.

    Tais bandidos, que se igualam aos hackers bandidos e ao bandido-mór que os orientou (e deve continuar orientando, porque neste país grassa a impunidade e um safado princípio de “libertinagem de expressão”, vide Porta dos Fundos e os ataques idiotas a uma figura que divide o tempo em duas épocas, antes e depois dele) supõem que o americano recebeu áudios e os publicou, inocentemente?!

    São burros ou acham que burros somos nós?!

    Demorou para o “jornalista” americano ser denunciado, demorou muito, mais ainda está valendo.
    Quanto a não ter sido investigado ou indiciado e, por isso, a denúncia estar prejudicada, nulificada ou ser inválida, francamente… Comentem de assuntos que entendem, srs. patifes!

    Talvez entendam de BBB.

    Em tempo: por que tanta indignação (ou será pura raiva, ou despeito), em relação à nomeação ou à aceitação do cargo pela Regina Duarte? Se se tratasse de um esquerdóide contumaz tenho certeza de que não haveria essa grita. Desde quando para exercer cargo de ministro da cultura, ou secretário, é necessária uma grande capacidade de gestão?

    Darcy Ribeiro, incontestavelmente, foi um grande nome da cultura nacional, funcionou excelentemente em cargos semelhantes, mesmo sendo um gestor (no sentido de administrador, de braço operacional) sofrível. Para estes cargos, importa mais o que vai dentro da cabeça do que o que os braços produzem.

  10. Simplesmente um Contato onde o Crime é orientar como apagar as provas reais e concretas de que praticavam um Crime contra a Nação. Em Direito Criminal se isso não for Crime, destruam-se as Leis e viveremos a República dos Criminosos Impunes e Imunes. Isso não é Liberdade de Imprensa é Libertinagem de Imprensa !!!

  11. É a bandidocracia se protegendo … Botafogo, Giumá Mendaz, petralhas … todos, encagaçados e enrolados na Lava Jato, defendendo o pederasta degenerado. Já o urubu togado MAM é aquele que prestou inestimável serviço ao crime organizado, libertando o chefe do PCC.

  12. [17:09, 22/01/2020] JOSÉ SILVEIRA: “A liberdade de imprensa não tem nada a ver com isso”

    Diretor da Veja durante a ditadura militar, José Roberto Guzzo comentou a denúncia contra Glenn Greenwald na sua coluna no Estadão:

    “Não houve, desde que apareceu a primeira fita, nenhum gesto dos poderes Executivo, Legislativo ou Judiciário para impedir ou dificultar a publicação de coisa nenhuma. Não se tentou qualquer tipo de censura. Não houve ameaças a ninguém. O jornalista que originou as publicações chegou a receber uma espécie de salvo-conduto do STF, no qual se proibia que a polícia investigasse qualquer dos seus atos. A um certo momento, inclusive, formou-se uma espécie de consórcio entre órgãos de comunicação para dar mais impacto ao que ia sendo divulgado. A única coisa que houve foi um inquérito policial para apurar os crimes cometidos pela gangue. Não se trata de uma opção – é o que a lei manda que se faça. Se o jornalista envolvido na história foi denunciado, é porque o Ministério Público acha que ele participou dos delitos – e não porque publicou as fitas. Um juiz decidirá se aceita ou não a denúncia, e a partir daí a justiça segue seu curso. A liberdade de imprensa não tem nada a ver com isso.”
    Simples assim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *