Marco Aurélio Mello quebra sigilos de Aécio, Andréa, Fred e Mendherson

Resultado de imagem para marco aurelio mello

Marco Aurélio Mello a cada dia inventa uma novidade

Por G1, Brasília

O ministro do Supremo Tribunal Federal Marco Aurélio Mello determinou quebra de sigilo bancário e fiscal do senador Aécio Neves (PSDB-MG). A quebra do sigilo abrange o período de 1º de janeiro de 2014 a 18 de maio de 2017. A determinação de Marco Aurélio foi assinada no final de novembro.

Na decisão, o ministro, que é o relator da investigação sobre Aécio, determina as quebras de sigilo também da irmã do senador, Andrea Neves, do primo do senador, Frederico Pacheco de Medeiros, e de Mendherson Souza, ex assessor do senador Zezé Perrella (PMDB-MG).

PROPINA DA JBS – Segundo denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República ao Supremo, Aécio pediu e recebeu de Joesley Batista, um dos donos da JBS, propina de R$ 2 milhões. O valor foi solicitado por Andrea Neves para pagar advogado do senador, mas para a PGR, o dinheiro era uma contrapartida por favores do senador ao grupo J&F.

Frederico Pacheco e Mendherson Souza foram acusados por terem intermediado o recebimento dos valores, entre abril e maio deste ano, em quatro parcelas de R$ 500 mil em espécie.
Ao determinar a quebra dos sigilos, Mello escreveu que a medida tem o objetivo de rastrear a origem e o destino de recursos supostamente ilícitos. Andrea, Frederico e Mendherson são investigados junto com Aécio por corrupção passiva. Aécio também é investigado por embaraço às investigações da Lava Jato. Eles já foram denunciados.

DIZ A DEFESA – A defesa de Aécio Neves disse, por meio de nota, que os sigilos fiscal e bancário do senador sempre estiveram à disposição da Justiça (veja a íntegra da nota ao final desta reportagem).

O advogado de Andrea Neves, Marcelo Leonardo, informou que desconhece a decisão do ministro, mas ressaltou que não há nenhuma preocupação com relação à quebra de sigilo.

O G1 buscava contato com as defesas de Frederico Pacheco e Mendherson Souza até a última atualização desta reportagem.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGMarco Aurélio Mello dá uma no cravo e outra na ferradura. Ontem, cancelou a prisão domiciliar de Andréa e Fred. Hoje, quebra os sigilos deles, incluindo Aécio, o chefe da quadrilha. Esta decisão de Marco Aurélio vai levar à loucura seu aqui-inimigo Gilmar Mendes, o grande protetor de Aécio Neves, o senador que está vivendo os últimos dias de Pompeia. Já circula a informação de que Aécio não irá à reunião do Diretório neste sábado, quando Alckmin assume a presidência do decadente partido. Como dizia o Barão de Itararé, o ilustre senador deveria abandonar a vida pública e se recolher à privada, levando junto o amigo que tem no Supremo. (C.N.)

7 thoughts on “Marco Aurélio Mello quebra sigilos de Aécio, Andréa, Fred e Mendherson

  1. Mas se fosse para operar o dinheiro em contas correntes em nome próprio e declaradas,não haveria necessidade de malas e emissários, havendo transferências, como certamente fazem quaisquer uns de nós em caso de empréstimos lícitos. Parece jogo de fachada.

  2. Aécio Neve® está sempre evoluindo para fazer sua experiência no banheiro ser cada vez melhor!

    A espera vai acabar,
    Logo, na privada o novo Alfredo, o Aécio Neve®

    Aécio Neve®, o folha dupla de ultima geração!
    E agora, desde a ultima delação, com folha tripla (na PF) !
    Aécio, na privada!…
    chama o Neve…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *