Marina e Romário aparecem na TV apoiando Aécio

Da FolhaPress

O senador eleito pelo Rio, Romário (PSB) e a ex-senadora Marina Silva (PSB) gravaram mensagens de apoio ao candidato do PSDB, Aécio Neves, para o horário eleitoral gratuito.

Os dois pessebistas são alguns dos apoios mais importantes obtidos pelo tucano desde que passou para o segundo turno. Marina já havia aparecido no horário eleitoral de Aécio, em imagens gravadas no dia em que ela oficializou seu apoio pessoal a ele.

A pessebista, derrotada no primeiro turno após uma intensa série de ataques do PT e da campanha da presidente Dilma Rousseff, se uniu a Aécio dizendo que ele, hoje, representa o “movimento de mudança”.

Romário, adesão mais recente, é considerado um cabo eleitoral de peso para o tucano em um colégio eleitoral importante, o Rio. Com expressiva votação para o Senado, ele gravou uma mensagem de apoio a Aécio nesta quarta-feira (22), no início da tarde.

Aécio conta com esses depoimentos para enfrentar o que tem chamado de “a campanha mais suja” desde a redemocratização.

11 thoughts on “Marina e Romário aparecem na TV apoiando Aécio

  1. Todos unidos contra o PT

    PSDB nunca foi um partido de direita, e sim de centro-esquerda. Só que uma esquerda civilizada, democrática

    Sindicalistas, evangélicos, ambientalistas, liberais, conservadores e social-democratas: há de tudo na enorme coligação unida em torno da candidatura de Aécio Neves. O tucano, seguindo os passos de seu avô Tancredo, soube costurar acordos com base programática e construir pontes para ligar diferentes grupos em torno de um objetivo comum: tirar o PT do poder, preservar nossa democracia e fazer a economia voltar a crescer.

    Em pânico, o PT acusa o tucano de “reacionário”, de “neoliberal” ou de “inimigo dos pobres”. Mas o PSDB nunca foi um partido de direita, e sim de centro-esquerda. Só que uma esquerda civilizada, democrática, nos moldes da social-democracia europeia, enquanto o PT flerta com a esquerda retrógrada, autoritária, defensora dos piores regimes ditatoriais do mundo.

    Que direita é essa que junta Marina Silva e Eduardo Jorge, ambientalistas que militaram na esquerda a vida toda? Sim, é verdade que o Pastor Everaldo e Jair Bolsonaro também apoiam Aécio. Mas isso só mostra como existe um gigantesco campo ideológico em torno de sua candidatura, justamente porque há uma prioridade mais urgente e comum a todos, que é impedir o Brasil de se tornar a próxima Argentina ou Venezuela.

    “Chegou o momento de interromper esse caminho suicida e apostar, mais uma vez, na alternância de poder sob a batuta da sociedade, dos interesses do pais e do bem comum”, escreveu Marina Silva em sua carta de apoio ao tucano. Ela está certa: ninguém aguenta mais o PT no poder, esse modelo ultrapassado, corrupto, incompetente, que pode significar nosso suicídio coletivo se durar mais quatro anos.

    A classe média, odiada por Marilena Chauí, a filósofa que acha que o mundo se ilumina quando Lula abre a boca, não suporta mais tantos impostos, tanta corrupção, tanto descaso do governo. Não é “fascista”, como diz a “intelectual” sob aplausos de Lula, e sim trabalhadora, e quer apenas melhorar sua condição de vida, impossível com tantos obstáculos criados pelo próprio governo.

    Os mais pobres também querem mudanças, como as pesquisas e os votos comprovam. Mas muitos ainda temem a perda de algumas conquistas, graças ao intenso terrorismo eleitoral do PT. A “justiça social” é mais um mito criado pelos petistas. As conquistas verdadeiras foram plantadas antes, pelo próprio PSDB, como no Plano Real, que controlou a inflação, e que teve a oposição petista.

    Mesmo o Bolsa Família não é mérito do PT, pois, como o próprio ex-presidente Lula já reconheceu, a ideia partiu de um tucano, o governador de Goiás, Marconi Perillo. O PT apenas uniu programas sociais existentes, e, em vez de criar portas de saída e torná-lo política de Estado, como propõe Aécio, preferiu manter cada vez mais gente dependendo do seu governo. Justamente para usar a ameaça de que os pobres perderão o benefício se não votarem em Dilma, o que, além de mentira, é o resgate do velho e nefasto voto de cabresto.

    Quando o PT resolveu inovar em programas sociais, nasceu o Fome Zero, um retumbante fracasso. Enquanto o projeto nem saía do papel, Lula já tentava vendê-lo ao mundo todo, de forma arrogante. Como podemos ver, o PT teve no campo social coisas boas e novas, mas as boas não eram novas e as novas não eram boas. Partido dos pobres com foco no social? Não cola.

    Até mesmo na questão do salário mínimo, que Dilma tem usado para atacar Aécio, seu governo se sai pior do que o de FH. Durante a gestão do tucano, o salário mínimo se valorizou 4,5% ao ano, enquanto no período Dilma aumentou apenas 2,5% ao ano, em termos reais (descontada a inflação). Será que Dilma representa efetivamente os mais pobres?

    Claro que não. Dilma e o PT representam a velha política, o fisiologismo corrupto, o aparelhamento da máquina estatal, a compra escancarada de votos, os subsídios bilionários para grandes grupos em troca de apoio político. Se Marina e Eduardo Jorge estão com Aécio, Sarney, Collor, Renan Calheiros, Jader Barbalho e Maluf estão com Dilma. Sem falar da turma presa na Papuda, daqueles que nos roubaram e que o PT ainda defende como seus “heróis”.

    Uma quadrilha se instalou na Petrobras para se apropriar do dinheiro do povo brasileiro. Quem diz são os próprios criminosos do esquema. Grandes empreiteiras e políticos ligados ao PT desviando bilhões, enquanto o trabalhador acumulava enormes prejuízos em seus investimentos na estatal por meio do FGTS. Governo dos trabalhadores?

    Não dá mais! O povo quer mudança. Direita e esquerda, estão todos unidos contra o PT, contra as forças reacionárias, populistas e corruptas deste país.

    Rodrigo Constantino é economista e presidente do Instituto Liberal

    (Transcrito de O Globo)

  2. Os números das pesquisas divulgados hoje apontam que a MARINA estava certa quando afirmava que o AÉCIO tinha cheiro de DERROTA. Pelo IBOPE a virada já contabiliza 8 pontos de vantagem pra DILMA e pelo DATA FOLHA são 6 pontos de frente. É DILMA de novo com a força do Povo e melhor pro BRASIL.

  3. A maldita conseguiu destruir a Bolsa de Valores brasileira.

    Mais quatro anos desta miserável e o brasileiro verá o que é significa um governo corrupto fundado nos valores castristas.

    …………………………………………………………………………………………………………………………………………

    Ibovespa despenca 3,22% e zera ganhos do ano

    A perspectiva que pairou durante toda a semana no mercado financeiro do Brasil se confirmou nesta quinta-feira: Dilma Rousseff (PT) ultrapassou Aécio Neves (PSDB) na corrida ao Planalto. Pelo Datafolha, a petista está seis pontos à frente, e pelo Ibope, a vantagem é de oito pontos. À medida que as apostas pela troca de governo diminuem, o movimento vendedor ganha força na bolsa, principalmente em relação às ações das estatais.

    A agenda econômica e o bom desempenho das bolsas externas foi ofuscado pelas pesquisas e, em meio ao sentimento de aversão ao risco, o Ibovespa terminou o pregão com queda de 3,24%, aos 50.713 pontos – o patamar mais baixo desde 15 de abril. O giro financeiro foi de R$ 11,4 bilhões. No mercado de câmbio, o dólar disparou 1,35% e atingiu a maior cotação em nove anos, negociado a R$ 2,514 na venda.

    Com o resultado, o principal índice da Bovespa zerou os ganhos no ano, período em que agora acumula queda de 1,54%. Somente esta semana, as perdas somam 8,99%. Diante do aumento de possibilidade da reeleição de Dilma, alguns analistas já precificam a vitória da petista. “Caso ela seja eleita, teremos que esperar para saber qual será sua posição em relação à política econômica e quem será o novo ministro da Fazenda. Poderia ser o Henrique Meirelles, que tem um bom diálogo com o setor privado e está próximo ao PT”, avaliou o analista da São Paulo Investments, Fabio Lemos, para quem os erros cometidos no passado podem “não ser replicados no futuro”.

    O Ibope mostrou que Dilma subiu de 49% para 54% das intenções de voto, enquanto Aécio caiu de 51% para 46%, em relação ao último levantamento feito em 14 de outubro. Já o Datafolha apontou que a petista subiu de 52% para 53% e o tucano recuou de 48% para 47%, em comparação com a pesquisa divulgada na última terça-feira.

    As ações das estatais puxaram a queda do Ibovespa. Na ponta negativa, Banco do Brasil caiu 9,11% e acumula queda de 22% nos últimos quatro pregões. Petrobras PN recuou 7,22% e perde 19,28% na semana. Eletrobrás ON, por sua vez, recuou 6,71% e desvaloriza 18,45% na semana. À frente dos ganhos desta quinta-feira, Fibria ON, beneficiada com o avanço do dólar, subiu 6,56%.

    Nos Estados Unidos, o setor manufatureiro desacelerou em outubro para o menor patamar em três meses. No mercado de trabalho, o número de pedidos de auxílio desemprego subiu na última semana. O Dow Jones subiu 1,32%, o S&P avançou 1,15% e o Nasdaq teve alta de 1,60%.

    (Transcrito do Brasil Econômico)

  4. Num país que querem colocar o Romário como ídolo,realmente merece sofrer,quem conhece o mesmo sabe que o mesmo só apoiou o Aécio para colocar raivinha do Ronaldo Gordinho,que vive a tiracolo do Aécio falando besteiras,aliás o sujeito que não sabe distinguir uma mulher de um travesti.Esse mesmo pseudo ídolo já entrou em 1994 sem pagar impostos na aba da conquista da copa do mundo,já foi preso por não pagar pensão,condenado a indenizar Zico e Zagalo,faliu a sua empresa formula do gol,como jogador fantástico,agora não é por isso que temos que engoli-lo hoje arrependido como bom homem e achar que o mesmo será um bom senador.

  5. Quando em 1994, ano de copa, Itamar Franco liberou o avião cheio de muamba proveniente dos Estados Unidos que havia sido retido pela Receita Federal por falta de pagamento de impostos, a declaração de Romário foi a seguinte: “Nós merecemos, pois conquistamos o tetra”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *