Marta Suplicy diz que até Lula já desistiu de Dilma

Marta diz que economia e um fracasso por culpa de Dilma

Deu no Estadão e na Folha

Em entrevista ao jornal “O Estado de S. Paulo” que está nas bancas neste domingo, a ex-ministra da Cultura e senadora Marta Suplicy (PT) faz uma série de críticas à presidente Dilma Rousseff e aos rumos do PT, partido que ajudou a fundar. Segundo ela, “ou o PT muda ou acaba”.

Na entrevista, Marta cita episódios em que o ex-presidente Lula também teria criticado Dilma. E sugere que ele gostaria de ter sido candidato em 2014. A senadora, porém, afirma que Lula “nunca admitiu” esse desejo a ela.

“Nunca admitiu, mas decepava (sic) ela: ‘Não ouve, não adianta falar'”, contou.

Para Marta, Lula pode ter desistido de enfrentar Dilma para evitar “uma disputa em que os dois iriam perder”.

ECONOMIA

A senadora definiu a política econômica de Dilma como “fracasso” e disse que a presidente não mudou os rumos da gestão “porque isso fortaleceria a candidatura do Lula”.

Apesar de elogiar a nova equipe da Fazenda, composta por Joaquim Levy e Nelson Barbosa, Marta sugere não acreditar que eles terão independência para trabalhar.

“É preciso ter humildade e a forma de reconhecer os erros é deixar a equipe trabalhar. Mas ela não reconheceu na campanha, nem no discurso de posse. Como que ela pode fazer agora?”.

Questionada se a nova equipe econômica poderia recorrer a Lula se contrariada, a senadora afirmou: “Você não está entendendo [referindo-se à jornalista]. O Lula está fora, totalmente fora.”

Em relação à cisão entre lulistas e dilmistas no partido, Marta definiu o atual chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, como “inimigo” e disse que o presidente da sigla, Rui Falcão “traiu o projeto do PT”.

A senadora diz apostar em uma disputa entre Mercadante e Lula em 2018.

“Mercadante mente quando diz que não será candidato. Ele é candidatíssimo e está operando nessa direção desde a campanha, quando houve complô dele com Rui e João Santana [marqueteiro do partido] para barrar Lula.”

ALIJADA E CERCEADA

Marta se diz decepcionada com o próprio partido e que se sente “há muito tempo alijada e cerceada”. “Cada vez que abro um jornal fico estarrecida (…) É esse o partido que ajudei a criar e fundar?”.

Apesar disso, a senadora diz que ainda é uma “decisão duríssima” a de abandonar o PT.”Não tomei a decisão nem de sair, nem para qual partido, mas tenho portas abertas e convites de praticamente todos, exceto PSDB e DEM.”

Ela também não confirma se disputará a prefeitura de São Paulo em 2016, mas diz que a mudança de sigla não ocorrerá em função disso. No caso, ela enfrentaria o prefeito Fernando Haddad (PT).

Procurados pela Folha para comentar a entrevista, o Planalto, o Instituto Lula e Mercadante preferiram não se manifestar. Falcão não foi encontrado.

46 thoughts on “Marta Suplicy diz que até Lula já desistiu de Dilma

  1. A Marta se acha …. Nem nota que foi usada o tempo todo pelo Lula? O “Volta Lula ” serviu apenas para aumentar o cacife do bebum. Dizer que o Lula está afastado de tudo é de uma cegueira enorme ! Ele pode estar meio afastado, ensinando delação premiada a seus netos, mas não está fora de nada. Acabou de colocar a peça do Chalita na Secretaria de Educação do Malddad para alisar o Temer, vulgo vai para casa Padilha.

  2. Em matéria de antipatia ela e o Mercadante são um páreo duro. Agora abrir os jornais e ficar estarrecida com o que está acontecendo e depois badalar o bebum, é de um cinismo atroz ! Quem colocou 90% da quadrilha no poder ???

    • Sempre que uma quadrilha é descoberta e o barco começa a afundar é praxe entre os ratos digladiarem-se no intuito de abandonar o navio.

      Marta Suplicy está servindo de boneco de ventríloquo para dizer tudo o que seu mentor tem vontade de dizer, mas falta-lhe coragem.

      Lula, que nos tempos em que vendia greve na Volkswagen ou caguetava “companheiros” nos porões do DOPS, é o “entrevistado” oculto da jornalista Eliane Cantanhede.

  3. COMO PREVÍAMOS, DILMA DEIXOU DE SER POSTE DO LULA

    Como escrevemos inúmeras vezes, na Tribuna da Internet e nas redes sociais, conquistando a reeleição mais por conta própria e menos em função de armações nocivas patrocinadas por cúpulas políticas que tudo fizeram para evitar sua continuidade na Presidência, Dilma Rousseff devia assumir com autonomia e responsabilidade inerentes ao cargo, deixando de ser “poste do Lula” como foi considerada no mandato anterior. E esse livramento é benéfico para o país, assim a presidente governa livre de ingerências ou pressões vindas de quem não obteve a outorga dos eleitores.

    As revelações agora feitas pela senadora Marta Suplicy (PT) são emblemáticas e reforçam como os desconfortos do ex-presidente são concretos e chegam ao público porque de alguma forma acabam vazando, como também escrevemos em outras ocasiões. Desde a vitória de Dilma em 26 de outubro, por exemplo, houve pressões do ex-presidente pela nomeação de Henrique Meirelles para o Ministério da Fazenda mas felizmente isto não se concretizou e agora, diferente do antecessor, Dilma poderá imprimir gestão austera e mais desprendida desses grupos econômicos.

    A propósito, uma das heranças nefastas que Dilma removeu no primeiro mandato e ainda carece de medidas saneadoras foi apontada no fim de 2014 pelo repórter Carlos Newton, quando “o Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou que o Planalto divulgue os gastos de Rosemary Noronha”, que falou também da preocupação de Lula em “evitar a divulgação dos abusivos gastos feitos por sua companheira de viagens internacionais” e sobre eventual recurso do governo, antevendo que o próprio STJ poderia “indeferir a manobra protelatória por não se tratar de questão constitucional”.

    REGISTROS DA POSSE PRESIDENCIAL EM BRASÍLIA

    A passagem do Lula por Brasília, para a cerimônia da segunda posse de Dilma Rousseff, resumiu-se ao abraço que deu na presidente da República, logo depois dela subir a rampa do Planalto. Assim como chegou, partiu: meteoricamente. Deixou de assistir à nomeação dos novos ministros para não cumprimentá-los, ficando evidente não ser esse o time dos seus sonhos… http://tribunadainternet.com.br/mercadante-e-candidato/#comments (Carlos Chagas)

    A presidente Dilma não tem mais direito à reeleição e talvez nem tenha mais pretensão política. A única preocupação da presidente no que diz respeito à política é a governabilidade em momento de crise. Para isso, ela conta com alguns apoiadores fiéis, como Aloizio Mercadante. Mas a petista ainda tem mais um trunfo em mãos. Os governadores, que também precisam garantir governabilidade, deverão se juntar para assegurar respaldo a eventuais medidas impopulares. O governador de Minas, Fernando Pimentel, sem dúvida, está na lista dos amigos que vão ajudar a presidente a fazer o que preciso for para governar… (Carla Kreefft, O Tempo)

    Lula, que pretende ser candidato à sucessão da atual presidente, tem demonstrado insatisfação com algumas escolhas da chefe do Executivo em relação ao futuro dos ministérios. Alguns dos integrantes da corrente Construindo um Novo Brasil reclamam que perderam espaço no governo e que o atual desenho do PT na Esplanada é um PT muito mais “dilmista” do que “lulista”… (Paulo de Tarso Lyra, Correio Braziliense)

    • Caro Valmor
      Tudo beira o ridículo e trágico.
      Dillma deixou de sr poste. Até pode ser. mas virou o que? Seus ministros, na imensa maioria, não servem par administradores de carrinho de pipocas!
      Projeto de governo para os próximos quatro anos? Nenhum. É só lançamento – parece que ella está se preparando para as olimpíadas.
      Mais esta da corrente petista com o nome de ” Construindo um Novo Brasil “, reclamando do restante do partido é um deboche!
      Com tudo que deveriam ter feito, em doze anos de governo total, querem agora construir mais o que?
      Só um povinho idiota e safado para reeleger Lulla Bebum.
      Amigo, quando a patuscada acordar e ver o tamanho do buraco…
      Abraço e ótimo domingo.

    • Teria sido melhor para ela ficar como poste do Lula que, pelo menos, lhe fornecia alguma iluminação. O cara é um canalha, mas tem luz própria. Agora, apagada como deus a botou no mundo e selou seu destino dando-lhe a obscuridade dos lorpas, pascácios e bovinos, nada mais resta a fazer a não ser reconhecer sua nulidade e renunciar para não sofrer o vexame de ser presa ainda no poder, pela roubalheira que patrocinou durante tanto tempo.

  4. A Dilma continua a mesma lambe botas do poder econômico, basta ver a questão dos extintores ABC que além de não funcionarem direito ainda liberam gases tóxicos, como a amônia, quando em contato com o calor. A quem pertence as DUAS empresas que fabricam esse tipo de extintor, a Kidde Brasil e a Resil Comercial? Tudo isso com o claro apoio do INMETRO, que se tornou um coordenador de lobbys! Para se ter uma ideia, um simples apontador escolar precisa da certificação obrigatória, já todo o sistema de freios de um carro não ! Tem muita gente morrendo por falhas de apontadores de lápis ! Uma vergonha descarada, que só serve para fortificar os oligopólios!

  5. Aííííí´, todo dia fico estarrecidoooooo !
    Durante o período eleitoral, em pelo menos uma ocasião Luciano Coutinho reuniu-se com um grande empreiteiro e seu principal executivo para discutir financiamentos do BNDES.

    Depois de tratar dos assuntos principais, já sem outros interlocutores na sala, teve uma rápida conversa com os dois. Nela, avisava que Edinho Silva, o tesoureiro da campanha de Dilma Rousseff, os procuraria para doações.

    Por Lauro Jardim

  6. E agora o que a pelegada da CUT vai fazer ???
    Miguel Torres não engoliu as restrições no acesso a direitos trabalhistas anunciadas pelo governo para 2015 – e que pouparão 18 bilhões de reais dos cofres públicos.

    A contrariedade do presidente da Força Sindical o levou a interromper as férias dos advogados da central sindical e solicitar uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN), que deve ser protocolada no início da semana que vem no STF.

    A ideia de Torres é pedir a suspensão imediata das medidas anunciadas pelo governo, que mudam regras para a concessão de abono salarial, seguro-desemprego, pensão por morte e auxílio-doença. Lembrando a Dilma candidata, que disse que não mexeria nos direitos “nem que a vaca tussa”, Torres ironiza:

    – Ao enfiar medidas goela abaixo dos trabalhadores, Dilma conseguiu fazer a vaca tossir.

    Por Lauro Jardim

  7. O jornal O Dia, RJ, informa que na Baixada Fluminense surgiu uma grife andarilha “Brizola na Cabeça”, a juventude usa o tal lenço vermelho no pescoço, prende cabelo, usa camiseta branca da paz e está “causando”. O maior partido da região é o PDT e já tem até slogan: “Se Cuba tem Fidel, o Brasil tem Leonel”. Preferem divulgar “o velho Brisa”(com todo o respeito) cada vez mais jovem. Brizola, o incorruptível. Aquela história de “ratón” que ele desviou dinheiro de Cuba é ficção, o próprio Fidel, em entrevista negou. Inventaram para ver se colava, não deu certo. Esses jovens trocam as praias da Zona Sul por reuniões de divulgação da grife que não tem lugar fixo. A meu ver, até agora, a melhor notícia do verão. Brizola merece. Alguém da família reclamou, outro apoiou. Respeitosamente, a memória de Brizola é do Brasil, ultrapassa os vínculos familiares e o parentesco.

    • Meu caro Rocha,
      O problema é a falta de líderes autênticos no PDT.
      Há um vazio no partido, e também porque se encostou no PT como aliado político.
      Atualmente não existe quem possa sequer lembrar de Brizola e seus projetos educacionais, afora a sua integridade como homem público, portanto … o PDT legítimo, independente, altaneiro, é somente uma doce lembrança.

        • Eliana,
          Gente próxima ao partido gosta de Luppi, que é um soldado, e sempre esteve ao lado de Brizola.
          Falta ao Luppi – e vou ser franco, talvez em demasia – personalidade política!
          Depois daquela reportagem onde ele beija a mão da presidente Dilma e se declara, dizendo que a amava (!?), a imagem que permanece na lembrança é hilária, jocosa, diante da reverência exagerada de um líder partidário.
          Depois, quando ministro do Trabalho, houve irregularidades, aumentando a decepção com o PDT, que não possui um parlamentar carismático, que chame a atenção em termos nacionais.
          Viver somente de recordações será a morte do PDT, que por onde governa não resgata a obra de Brizola.
          Por exemplo:
          Fortunatti foi eleito pelo PDT/RS prefeito de Porto Alegre.
          Seu primeiro gesto deveria ser de resgatar a escola em tempo integral, dedicar-se à educação e tê-la como prioridade.
          Não tomou qualquer atitude neste sentido, então, os próprios petistas se encarregam de apagar os projetos que enalteceram o partido.

  8. Marta que ja passou pelas maos de varios homens, deveria se recolher e melhorar “essa sua vida pessoal” de forma que sua familia um dia possa sentir um minimo de respeito por ela.

    • Assim como a Rosemary do Bebum ? Essa horda de MAVs não tem jeito, ou falam dos fantasmas do passado ou ofendem, Também liderados pelo ex globete fascistóide Franklin Martins ! Assinado: Como disse o financiadíssimo Nassif, um Troll com muito orgulho ! Não vivo as custas do dinheiro público, nem tenho dívidas com a União !

  9. Coitada de Marta – por que não se aposenta? Está passando da hora! Dilma foi candidata porque Lula deixou. O tratado era ela – Dilma – governar os 4 anos porque ele não podia ir para o 3º mandato. Ninguém sabe o que houve que ele deixou ela repetir outro desastre! Jamais fui petralha, mas reconheço que o danado do Lula é quem manda. Marta que se cuide; é um fósforo apagado! Vai procurar o bobão do Suplicy!

    • Mas urna não é carta branca para roubar…
      Art. 85. São crimes de responsabilidade os atos do Presidente da República que atentem contra a Constituição Federal e, especialmente, contra:
      I – a existência da União;
      II – o livre exercício do Poder Legislativo, do Poder Judiciário, do Ministério Público e dos Poderes constitucionais das unidades da Federação;
      III – o exercício dos direitos políticos, individuais e sociais;
      IV – a segurança interna do País;
      V – a probidade na administração;
      VI – a lei orçamentária;
      VII – o cumprimento das leis e das decisões judiciais.
      Parágrafo único. Esses crimes serão definidos em lei especial, que estabelecerá as normas de processo e julgamento.

  10. Marta é o espelho do povinho brasileiro. Fútil, dengosa, menina-moça: no vestir, falar, nas expressões faciais, com muito pouca dignidade e merecedora de comentários em colunas sociais do mesmo nível.
    Anos e anos na política, sem deixar nada. Só levou vantagens.
    Nunca teve nada de petista. Apenas circulou, passeou, desfrutou a vida, principalmente após deixar o ex-senador Suplicy. Manteve o nome como se uma grife fosse.
    É patética. E está deixando alunos e seguidoras. Aqui no sul tens algumas e pelo Brasil afora também.

  11. Conversa de petralha vale menos que casca de ovo. No entanto, quando uma quadrilha é muito organizada só pode ser destruída por dentro. Foi assim que o FBI conseguiu desmontar os mafiosos como AL Capone.

    • Diante desta áspera greve, Cid Gomes afirmou:
      “Quem quer dar aula faz isso por gosto, e não pelo salário. Se quer ganhar melhor, pede demissão e vai para o ensino privado” (6). Na ocasião, um docente graduado, em regime de 40 h, recebia um vencimento de R$ 1,3 mil.
      O retrospecto de seu governo indica que a educação será a “prioridade das prioridades” de forma sui generis: o governo tucano de Lucio Alcântara (cabe grifar, tucano!) destinou para a função educação 28,25% do total do orçamento. Cid Gomes, em 2012, destinou apenas 18,06% (Anexo II, RREO, LRF), queda que pode ser magnificada também pelo percentual do PIB do Ceará destinado à educação : em 2007, 3,93%, em 2012, 2,6% (IPCE, Anexo II, RREO e balanço geral).

  12. Caro Jornalista,

    -PORCO é assim mesmo: enquanto está mamando fica apenas GRUNHINDO. Uma vez retirado da teta, PÕE A BOCA NO MUNDO…
    -Depois de quatro anos mamando, a nobre ministra, AGORA DE BARRIGA (e conta bancária) CHEIA, desdenha do prato onde comeu e garantiu a mamata.
    -Se não gostava do time onde jogava, porque não PEDIU PARA SAIR no começo do jogo?
    -Ou será que toda essa CONVERSA MOLE foi por ter percebido que a farinha no prato do PT está diminuindo e, precavidamente, já está de olho na farinha do prato de algum partido de mesma ideologia fisiológica?

    Abraços.

    (PS: O que esperar de uma senhora que acredita e consulta o horóscopo diariamente, conforme afirmou em entrevista?)

  13. A coisa degringolou de tal maneira no PT, e todos sabemos porque, que agora todos seus membros acusam uns aos outros.

    A propósito de Dilma e PT, Ferreira Gullar escreveu na Folha hoje:

    “Os fins justificam os meios

    O governo petista que agora se inicia pode ser a cartada que decidirá a continuação ou o final de sua hegemonia

    Lula e Dilma sabem perfeitamente que este governo petista que agora se inicia pode ser a cartada final que decidirá a continuação ou o final de sua hegemonia política. Ao afirmá-lo, não digo mais que o óbvio, uma vez que a própria Dilma, por certas decisões que tomou ao constituir seu novo ministério, deixou clara a situação crítica que terá de enfrentar.

    A nomeação de Joaquim Levy para o Ministério da Fazenda é a confissão de que a política econômica que impôs ao país fracassou e, por isso, terá que adotar a de seus adversários teóricos. Claro que ela jamais admitirá isso, conforme se viu, ao tomar posse, quando, mais uma vez, falou de um Brasil que só existe em seus discursos.

    Mas, agora, na prática vai ter que fazer o contrário do que disse durante a campanha eleitoral, quando acusava Aécio de pretender fazê-lo e, com isso, acabar com os programas sociais.

    Esse descompromisso com a verdade é, aliás, uma característica do PT. Não se viu, para espanto geral, o ministro Fulano afirmar “não somos ladrões”, referindo-se às acusações que pesam sobre o seu partido? É como se o mensalão não houvesse existido e o STF não tivesse condenado, por corrupção, algumas das mais destacadas figuras do PT.

    Quem usa dinheiro público para comprar deputados é o quê? Certamente, não se pode estender essa acusação a todos os membros do partido, mas tampouco isentar de culpa os que agiram errado.

    Sucede que esse descompromisso com a verdade é tal que –lembram?– quando Dirceu e Genoino apareceram em público, a caminho da prisão, ergueram o punho como heróis injustiçados, e a própria direção do PT os considerou “prisioneiros políticos”!

    É que os dirigentes petistas, quando falam, não estão se dirigindo ao povo em geral, mas exclusivamente a seus seguidores.

    Dilma sabe muito bem que as medidas que está tomando, neste segundo mandato, contrariam tudo o que ela disse durante a campanha eleitoral, mas sabe também que os petistas acreditarão em qualquer coisa que diga, simplesmente porque a verdade não vale se for contra o petismo; o que vale é a versão que denigre o adversário.

    Noutras palavras, os fins justificam os meios. Confesso que, ao ouvir o seu discurso de posse, me perguntava como podia ela dizer o que estava dizendo, se sabia muito bem que, há poucos meses, dissera o contrário.

    Uma das afirmações que mais me espantaram foi quando disse, a propósito do escândalo da Petrobras, que o seu governo era o primeiro a combater a corrupção no Brasil e isso graças a ela, que permitiu à Polícia Federal investigar as falcatruas naquela empresa.

    Todo mundo sabe que a Polícia Federal é um órgão do Estado e não do governo, de modo que, por isso mesmo, não precisa de autorização da Presidência da República para cumprir sua função.

    Mas Dilma insiste nisso, porque o escândalo da Petrobras atinge diretamente seu partido e o governo petista que, durante doze anos, fez vista grossa às trapaças de que participaram seus correligionários e seus aliados.

    Como o escândalo se ampliou e ameaça ampliar-se ainda mais, Dilma passou a colocar-se como a verdadeira defensora da Petrobras, que estaria sendo ameaçada por predadores internos e inimigos externos, ou seja, a oposição.

    Não dá para crer: segundo ela, quem ameaça a Petrobras não é o governo petista, que permitiu as falcatruas e participou dela, mas, sim, os que denunciam a corrupção e pedem a punição dos culpados. É evidente que nenhuma pessoa normal e isenta acredita nisso, o que torna ainda mais surpreendente a desfaçatez com que ela faz tais afirmações.

    Foi assim que, ao ouvi-la no discurso de posse, ocorreu-me uma explicação talvez pertinente, ou pelo menos plausível, para que afirme tantas inverdades.

    A explicação seria esta: ela, como seu partido, é a defensora do povo pobre, explorado pelos ricos. Logo, quem a ela se opõe é inimigo do povo pobre e, portanto, para derrotá-lo, tudo é válido, como mentir, valer-se do dinheiro público e das propinas pagas pelas empreiteiras.

    Só pode ser isso, já que não consigo acreditar que alguém, falando à nação, afirme o contrário de tudo o que disse há poucos meses atrás.”

  14. A verdade é que a Marta queria estar no Lugar da Dilma, queria ser a indicada por ele para concorrer à presidência, principalmente quando ele disse que gostaria que a sua sucessora fosse uma mulher. Aliás não só a Marta ficou chateada, a Marina também.

  15. Marta já teve várias oportunidades mas não gerou nenhum produto de agrado. Que guarde suas mágoas, ao invés de cuspir no prato que comeu. Sugestão : Porque a Marta não faz um programa igual ao da canadense Sue Johanson ?

  16. Essa “estória” está mais para “TITANIC” do que “Costa Concórdia”!
    O navio está indo a pique e nessa hora não adianta pular fora! Poucos serão os sobreviventes… Em país onde a lei e seguida, Capitão é preso…

  17. Gozado que eu ainda não visualizei este tal navio que está indo a pique, o país está, para desespero de alguns, seguindo seu rumo, só que diferentemente daquele em que os entreguistas gostariam.
    Com relação a Marta, ela tem tudo para ser a Prefeita de São Paulo, mas, terá que sair do PT, pois o atual Prefeito será candidato a reeleição.
    Com relação a Dilma, ela está ganhando de presente a sua liberdade política, está deixando de ser um poste do Lula, o que já era previsível para quem a conhece de perto.

  18. Acho que precisaríamos ler o que está contido nas entrelinhas desse aparente choque entre os petistas.
    Prestem atenção, por favor e, se eu estiver errado, me corrijam:
    Dilma tem pela frente um mandato inteiro;
    JAMAIS o PT pegou o Brasil para governar nesta situação econômica e social, que a própria presidente Dilma deixou para si mesma, portanto, do PT para o PT;
    A atual nomeação de seus ministros tem sido um fracasso total, e muitos deles com problemas na Justiça;
    Soma-se a essas dificuldades, a corrupção institucionalizada;
    Acrescente-se a esse quadro dantesco, a Petrobrás, que ainda dará muito caldo, de acordo com a pressão que se está exercendo nesta laranja para lhe tirar a última gota de seu suco;
    A insatisfação com a Dilma aumenta entre a população;
    Integrantes do seu próprio partido a estão abandonando publicamente;
    Porta-vozes de Lula declaram que ele se livrou de Dilma, e a culpa pelo atual estágio da economia brasileira;
    O mundo vive uma nova crise, de identidade, de recrudescimento da violência, xenofobia, preconceito religioso que, certamente, influenciará a economia global;
    A Rússia está tendo a sua moeda em crise, a ponto de a China se oferecer para ajudá-la;
    Os países que fazem parte do Mercosul (ainda existe?) estão com sérios e graves problemas, dificultando nossas exportações;
    O Congresso aumentou as exigências para negociar com o Executivo, querendo mais regalias, mais ministérios, secretarias, mais poder;
    Dilma pode não concluir o seu governo se a corrupção aumentar, e lhe cair no colo um pacote de acusações que determinem a votação de impedimento de seu mandato.
    DINATE DESSAS CIRCUNSTÂNCIAS, penso que o PT está fazendo um belo teatro, uma pantomima para nos fazer crer que a Dilma traiu o partido quando, na verdade, a Dilma está sendo abandonada por desertores, por covardes petistas, que visam a candidatura de Lula em 2018 para resgatar o PT e oferecer ao povo o crescimento que não houve nas duas administrações de Dilma!
    O PT é sórdido, mal intencionado, e sua paixão é pelo poder.
    Se a Dilma continuar nesta sua gestão com os mesmos fracassos que a anterior, e tudo indica que é irreversível esta situação, o PT perde prestígio e eleitores com a estagnação econômica do Brasil, seus problemas crônicos e sem solução e, o PT, cai fora do poder, mesmo com Lula se candidatando.
    A chande do ex-presidente é se dizer desvinculado de Dilma, que ela não fez o que o partido lhe determinara, que não seguiu os conselhos que ele, Lula, lhe sugerira.
    O séquito de Lula, Marta (relaxa e goza!), e outras figurinhas carimbadas, iniciaram a puxar o tapete de Dilma justamente no início de seu segundo mandato.
    Ora, por que deixá-la prejudicar o País por mais quatro anos?
    Por que Lula não se candidatou, então?
    Por um simples motivo:
    NÃO TEM QUEM POSSA EVITAR A CRISE QUE SE APROXIMA!!!
    Que a oferenda à fogueira das vaidades seja a Dilma, que desceu de paraquedas no PT, e não um membro tradicional, alguém histórico, principalmente Lula, que ainda engana incultos e incautos, e tem chances de manter o PT em 2018, e que se espalhe que a presidente desobedeceu as ordens do partido, em consequência, o fracasso de sua administração.
    Lula é o Judas!
    Os beijos e abraços em Dilma na sua campanha à reeleição, diziam claramente:
    Eis a mulher, que deverá ser sacrificada em nome do PT.
    Que partido abjeto e inescrupuloso este PT, pelo amor de Deus!

    • Amigo Bendl
      Uma série de raciocínios lógicos e na ordem.
      Lembro que, antes do início da campanha eleitoral de 2014, escrevi, por diversas vezes, que a posição, vencendo as eleições, correria o risco de vencer e assumir um “pepino” do tamanho do mundo. Disse mais: que o PT, que criara a loucura toda, deveria assumir o seu desfecho.
      Acredito que o país enfrentará uma crise sem precedentes: governo incapaz e frágil, dominado por vigaristas de todos os lados.
      Também acredito que a oposição terá de ficar muito atenta e servindo como um canal permanente junto a sociedade.
      O país se recuperará. Tal qual aconteceu em outros, uma parcela da sociedade terá de arcar com seus erros e omissões.
      Esta é a lei da vida e das compensações.
      E o PT, antes sério e presunçoso, terá seu lugar na latrina universal da má política: mais um partideco que vai parar no lixo da história., levando consigo suas figuras exponenciais.
      Isto dará um belíssimo roteiro para uma série ou um filme. Título? Muitos. mas como gosto de jogar pesado, daria o título de: DO LIXO VIESTE, PARA O LIXO VOLTASTE ou LIXO NÃO RECICLÁVEL!
      Grande e fraterno abraço, amigo Bendl.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *