Meirelles tentou comprar o silêncio da mídia no caso da Friboi/JBS

Charge do Hubert (Arquivo Google)

Este artigo foi publicado em 30 de janeiro de 2015 aqui na Tribuna da Internet, mostrando que Henrique Meirelles, como presidente do Conselho Consultivo do grupo dos Irmãos Batista, recomendara a vultosa campanha publicitária para ocultar os “malfeitos” do grupo Friboi. A matéria inclusive denunciava os altos investimentos do grupo no patrocínio de políticos no caixa 1, pois à época nem se falava em caixa 2. Recordar é viver e vale a pena ver de novo, para refrescar a memória.

###
MEIRELLES TENTA COMPRAR O SILÊNCIO
DA MÍDIA NO CASO DA FRIBOI

Carlos Newton

É impressionante a bilionária campanha publicitária que o grupo JBS, maior exportador de carne bovina do mundo e dono da marca Friboi, vem fazendo na imprensa escrita e na televisão, inserindo anúncios em espaços e horários nobres e pagando cachês altíssimos a artistas “globais” consagrados como Tony Ramos, Fátima Bernardes e Roberto Carlos, que inclusive é vegetariano há décadas.

O grupo JBS, de Goiás, pertence aos irmãos Batista e era comandado por José Batista Júnior, que conseguiu apoio do BNDES a partir do primeiro governo Lula e alçou o frigorífico JBS-Friboi ao topo do mercado de carnes do país e do mundo.

CHAMARAM MEIRELLES – Em março de 2012, preocupados com a crescente responsabilidade causada pela expansão dos negócios, os irmãos Batista chamaram o conterrâneo Henrique Meirelles para assumir a presidência do Conselho Consultivo da J&F, holding que controla empresas e marcas famosas como JBS Friboi, Banco Original, Swift, Doriana, MassaLeve, Lebon, Pilgrim’s, Seara, Vigor, Rigamonti, Fiesta e Flora. Uma das missões de Meirelles era traçar a estratégia mundial do grupo, para não perder mercado.

Menos de um ano depois, surpreendentemente José Batista Júnior deixou de ser o principal sócio da holding J&F, tendo vendido sua participação para os irmãos Joesley e Wesley, que tiveram de manter Meirelles à frente do Conselho, porque hoje a credibilidade do grupo está diretamente associada à atuação do ex-presidente do Banco Central e do BankBoston, que está cada vez mais rico e se tornou também acionista do Itaú.

CAMPANHA BILIONÁRIA – No comando da holding J&F, Meirelles determinou o lançamento da espalhafatosa campanha publicitária, que começou no início do ano passado e parece não ter mais fim, para satisfação dos barões da mídia impressa e televisionada.

O objetivo da propaganda em massa não é comercial; pelo contrário, tem apenas a finalidade de amansar a grande mídia, para desestimular reportagens investigativas que possam revelar as entranhas desse surpreendente sucesso empresarial movido pela generosidade do BNDES, que na gestão petista emprestou à JBS R$ 2,5 bilhões (diretamente ou por meio de outros bancos) e comprou R$ 8,5 bilhões em ações do grupo, que equivalem a 24,6% de seu capital.

PATROCÍNIO ELEITORAL – Além de atuar no controle da mídia, Meirelles também transformou a holding J&F na maior patrocinadora da política nacional. Oportuna reportagem de Leandro Prazeres, no site UOL, revela que o generoso grupo já doou a candidatos e partidos cerca de 18,5% de tudo o que tomou emprestado do BNDES entre 2005 e 2014, com PT, PMDB e PSDB aparecendo como os mais beneficiados.

Desde 2006, o grupo já figurava como um dos maiores doadores de campanhas políticas do Brasil. Meirelles só fez aumentar o cachê. Em 2010, por exemplo, o JBS ficou em terceiro lugar, com R$ 63 milhões. Mas em 2014, sob comando dele, o grupo passou a ser o maior doador, com R$ 366,8 milhões em patrocínio eleitoral, seguido da construtora Odebrecht, que doou R$ 111 milhões, e do Bradesco, com cerca de R$ 100 milhões.

GENEROSIDADE DEMAIS – O repórter Leandro Prazeres mostrou que o comprometimento da J&F com doações a políticos é tão grande que, somente para a eleição de 2014, a empresa doou 39,56% de todo o seu lucro líquido registrado em 2013, que foi de R$ 926,9 milhões. É como se, a cada R$ 100 de lucro, a JBS doasse R$ 39,5 para os caixas de campanhas de partidos e candidatos. Da mesma forma, a Odebrecht, segunda colocada no ranking de doações neste ano, doou 22% de seu lucro líquido em 2013, que foi de R$ 490,7 milhões.

É generosidade demais, motivando justificadas suspeitas de sonegações e graves irregularidades contábeis. Como se sabe, o lucro líquido é a diferença entre o que a empresa faturou e os seus custos operacionais (salários, tributos, impostos etc).

E a conclusão é óbvia – a J&F comprou a grande imprensa, mas esqueceu a internet, e o surgimento de um escândalo será inevitável.

###
PSConforme assinalamos, este artigo foi escrito em janeiro de 2015. Mais de dois anos depois, espera-se que a republicação do texto não venha a fortalecer a teoria conspiratória que tenta atribuir a um tenebroso complô o atual posicionamento da Organização Globo contra Temer.  A teoria conspiratória está crescendo na internet, mas até agora não há a menor sustentação, apenas virtual. Nos últimos anos, a demonização da Globo vinha sendo feita por Lula e pelos dirigentes petistas, para alegar inocência no esquema de corrupção. Agora, quem o faz são os aliados do presidente Temer. Realmente, chega a ser patético. Vamos escrever a respeito, até porque é preciso dar à Organização Globo e ao Jornal Nacional o direito de acertar. Se alguém tiver provas contra a Globo, aceitaremos prazerosamente é claro, como fizemos no artigo de ontem, sobre o caso da usurpação da TV Paulista por Roberto Marinho, que é encoberto pela grande mídia e noticiado apenas aqui no espaço livre da Tribuna da Internet, sempre com total exclusividade. (C.N.)   

 

10 thoughts on “Meirelles tentou comprar o silêncio da mídia no caso da Friboi/JBS

  1. Bom resgate da História (o lado negro dela) e que ajuda no alerta contra esses nomes emergentes ávidos pela “boquinha”. Estar na mão deles leva ao mesmo risco em que estamos há 3 lustros. Penso ser oportuno que essa inteligência escrevinhadora também resgate “historinhas” de outros, como, por exemplo, e só por exemplo!, Nelson Jobim, outro dos vorazes oportunistas que nos acometem com migrações ideológico-partidárias, nem sempre ideológicas, mas costumeiramente alertas para o ataque quando percebem a fragilidade institucional, como se fossem “germes oportunistas” em um organismo vivo.

  2. Caro CN … Bom dia!

    De minha parte … não ando nas teorias conspiratórias – costumo te dar trabalho; pois forneço o link que baseia o que comento.

    Minha base também são as citações bíblicas … mostrando que são atuais!

    No caso atual … estão os links mostrando que o Temer, desde sua posse; não é o mesmo Temer de antes – mostrando que está havendo uma renovação na nossa Política!!!

    “8. Sabemos que a lei é boa, contanto que se faça dela uso legítimo, 9. e se tenha em conta que a lei não foi feita para o justo, mas para os transgressores e os rebeldes, para os ímpios e os pecadores, para os irreligiosos e os profanadores, para os que ultrajam pai e mãe, os homicidas, 10. os impudicos, os infames, os traficantes de homens, os mentirosos, os perjuros e tudo o que se opõe à sã doutrina 11. e ao Evangelho glorioso de Deus bendito, que me foi confiado. (1Tm 1)

    “1. Quando algum de vós tem litígio contra outro, como é que se atreve a pedir justiça perante os injustos, em vez de recorrer aos (irmãos) santos?
    2. Não sabeis que os santos julgarão o mundo? E, se o mundo há de ser julgado por vós, seríeis indignos de julgar os processos de mínima importância?
    3. Não sabeis que julgaremos os anjos? Quanto mais as pequenas questões desta vida!
    4. No entanto, quando tendes contendas desse gênero, escolheis para juízes pessoas cuja opinião é tida em nada pela Igreja.
    5. Digo-o para confusão vossa. Será possível que não há entre vós um homem sábio, nem um sequer que possa julgar entre seus irmãos?
    6. Mas um irmão litiga com outro irmão, e isso diante de infiéis!
    7. Na verdade, já é um mal para vós o fato de terdes processos uns contra os outros. Por que não preferis sofrer injustiça? Por que não preferis ser espoliados?
    8. Não! Vós é que fazeis injustiça, vós é que espoliais – e isso entre irmãos!
    9. Acaso não sabeis que os injustos não hão de possuir o Reino de Deus? Não vos enganeis: nem os impuros, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os devassos,
    10. nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os difamadores, nem os assaltantes hão de possuir o Reino de Deus.
    11. Ao menos alguns de vós têm sido isso. Mas fostes lavados, mas fostes santificados, mas fostes justificados, em nome do Senhor Jesus Cristo e pelo Espírito de nosso Deus.
    (1Cor 6)

    Abr.

  3. “17. Não julgueis que vim abolir a lei ou os profetas. Não vim para os abolir, mas sim para levá-los à perfeição.
    18. Pois em verdade vos digo: passará o céu e a terra, antes que desapareça um jota, um traço da lei.
    19. Aquele que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e ensinar assim aos homens, será declarado o menor no Reino dos céus. Mas aquele que os guardar e os ensinar será declarado grande no Reino dos céus.
    20. Digo-vos, pois, se vossa justiça não for maior que a dos escribas e fariseus, não entrareis no Reino dos céus.
    21. Ouvistes o que foi dito aos antigos: Não matarás, mas quem matar será castigado pelo juízo do tribunal.
    22. Mas eu vos digo: todo aquele que se irar contra seu irmão será castigado pelos juízes. Aquele que disser a seu irmão: Raca, será castigado pelo Grande Conselho. Aquele que lhe disser: Louco, será condenado ao fogo da geena.
    23. Se estás, portanto, para fazer a tua oferta diante do altar e te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti,
    24. deixa lá a tua oferta diante do altar e vai primeiro reconciliar-te com teu irmão; só então vem fazer a tua oferta.
    25. Entra em acordo sem demora com o teu adversário, enquanto estás em caminho com ele, para que não suceda que te entregue ao juiz, e o juiz te entregue ao seu ministro e sejas posto em prisão.
    26. Em verdade te digo: dali não sairás antes de teres pago o último centavo.
    (Mt 5)

    Quanto às diferenças de opinião … o senhor, como editor e moderador da TI – é de exemplar posição, ao aceitar (e incentivar o contraditório) … não aceitando o ofensivo; pois o querer impor sua opinião e não respeitar a do próximo … é ir contra o Criador, que criou cada um como cada um é (a exceção do pecado, né???)

    Não quero me justificar; porém, preciso trabalhar para (sobre)viver!!! Abração!!!

  4. Mas acreditar que a Globo está defendendo o interesse público é a piada do ano. Cito como curiosidade a seguinte sequência de reportagens no Bom Dia Brasil de hoje. A Globo detonando Temer, Aécio e Lula e, em seguida, exibindo uma reportagem enaltecendo a ação humanitária e assistencial da Prefeitura de SP acolhendo os dependentes da Cracolândia.

  5. Se investigarem Meirelles vão descobrir muito mais falcatruas , como essa da reforma da previdência , que servirá para enriquecer ainda mais os bancos . Esse é o principal intuito dessa reforma .

  6. Pois é, Vicente. Você praticamente tirou as palavras da minha boca.

    Ontem assisti atentamente ao programa Roda Viva, da TV Cultura de SP.

    Fiquei perplexo com a participação de um dos debatedores que insistia na queda de Temer, tendo, como motivo principal, a NECESSIDADE das reformas trabalhista e previdenciária.

    Não se iludam que não quiser se iludir, mas o Sistema (establishment) vem plantando (não é de hoje) e plantará cada vez mais peças em lugares-chaves para impor, incutir, na cabeça do povão (e até do povo mais alfabetizado, mas que não tem intimidade com a tema) a necessidade URGENTE dessas reformas.

    Eles, na verdade, quando o Temer tinha aparente maioria nas casas congressuais, estavam mais ou menos tranquilos de que essas medidas seriam aprovadas.

    Temer começou a enfrentar certos percalços. A massa se manifestou (se bem que não em massa) e os senhores parlamentares lembraram-se que ano que vem tem eleição. Preferiram tirar da reta. Pelo menos, amansar o texto. As dificuldades, que pareciam vencidas, começaram a surgir. E foram aumentando.

    Os “reformistas” se sentiram como criança que tem o picolé roubado, depois que já tirou a embalagem, na hora de lambê-lo.

    Qual a solução? Tira o Temer, para não perder o embalo do que já tramita no Congresso.

    Nessa missão estão, pela ordem, os banqueiros, a TV Globo, Meirelles e todos os meirelletes.

    Alguém aí quer continuar se enganando?

  7. Caro Oigres Martinelli … não consigo entender em que a queda de Temer facilitaria a aprovação das necessárias reformas trabalhista e previdenciária.

    Banqueiros (lembrando que são intermediários) … no governo Temer já se aprovou a Contenção dos Gastos Públicos … já se aprovou mudança nos juros de cartão de crédito … já se baixaram juros.

    TV Globo … como escreve nosso editor CN está só noticiando e como, né!!!

    Meirelles … está cumprindo Uma Ponte para o Futuro e Travessia Social – elaborados pela Fundação Ulysses Guimarães, presidida por Moreira Franco.

    Creio que querem derrubar Temer é pelo que ele já fez!!!

    Abrs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *