Memórias da MPB: A letra genial que Braguinha criou para o choro de Pixinguinha

Yes, Nós Temos Braguinha – Wikipédia, a enciclopédia livre

Braguinha inspirou um belo enredo da Mangueira

Paulo Peres
Poemas & Canções

O compositor carioca Carlos Alberto Ferreira Braga (1907-2006), conhecido como Braguinha ou João de Barro, fez uma belíssima declaração de amor ao colocar letra no famoso choro “Carinhoso”, um dos maiores clássicos da MPB, composto por Pixinguinha.  “Carinhoso” foi gravado por Orlando Silva, em 1937, pela RCA Victor.

CARINHOSO
Pixinguinha e Braguinha

Meu coração, não sei por quê
Bate feliz quando te vê
E os meus olhos ficam sorrindo
E pelas ruas vão te seguindo,
Mas mesmo assim foges de mim.

Ah se tu soubesses
Como sou tão carinhoso
E o muito, muito que te quero.
E como é sincero o meu amor,
Eu sei que tu não fugirias mais de mim.

Vem, vem, vem, vem,
Vem sentir o calor dos lábios meus
A procura dos teus.
Vem matar essa paixão
Que me devora o coração
E só assim então serei feliz,
Bem feliz.

4 thoughts on “Memórias da MPB: A letra genial que Braguinha criou para o choro de Pixinguinha

  1. Difícil é vermos uma letra musical sem erros de português. Eis uma que foge a essa anomalia moderna!

    “Meu coração, não sei por quê
    Bate feliz quando te vê
    E os meus olhos ficam sorrindo
    E pelas ruas vão te seguindo,
    Mas mesmo assim foges de mim”

    Na primeira estrofe, Braguinha atribui o dom da visão ao coração e do riso aos olhos. E depois ambos se convertem em “patrolheiros” da amada pelas ruas. SINESTESIA pura! Recurso que, para quem sabe usar, deixa o diletante arrebatado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *