Empresas do setor enfim reconhecem que a bolha imobiliária já está estourando

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Carlos Newton

Demorou, mas acabou acontecendo. Desde 2011 a grande imprensa tenta ocultar a grave crise que atinge o mercado imobiliário. É compreensível. A imprensa “falada, escrita e televisada” vive de anúncios, e o setor de compra e venda de imóveis é um dos mais importantes em termos de veiculação de publicidade. São luxuosos anúncios de duas páginas inteiras, são sofisticados comerciais em horário nobre, estrelados por artistas e personalidades famosas (com altos cachês). Mas o resultado tem sido decepcionante.

O economista Luís Carlos Ewald, conhecido como Sr. Dinheiro, comentarista da Globonews e do Fantástico, afirmou recentemente, em entrevista exclusiva ao InfoMoney, que uma bolha imobiliária ia estourar no Brasil ainda no primeiro semestre de 2014. “Não se vende nada e tem muita oferta. Quem comprou, não consegue vender. Está desesperador”, assinalou.

Ewald acertou em cheio. E a bolha já estourou. Mas a situação é diferente das crises imobiliárias nos Estados Unidos e no Japão. O baque na economia não será tão expressivo, porque aqui não há o sistema de hipotecas múltiplas (Subprime), que balançou os bancos americanos. O que acontecerá é o esvaziamento progressivo da bolha, até atingir as cotações reais.

CAINDO NA REAL

No Brasil, agora são as próprias empresas do ramo imobiliário que reconhecem a existência da grave crise. O grupo Julio Bogoricin, um dos mais tradicionais do Rio de Janeiro, com credibilidade adquirida ao longo de 57 anos de atuação, com 24 lojas estrategicamente situadas nos principais cidades do Estado e cerca de 1.500 profissionais de vendas, enfim caiu na real e publicou sábado um chamativo anúncio em O Globo, no alto da página principal dos classificados, com o seguinte título: “Cansou de perder dinheiro com imóvel vazio? Está na hora de alugar.”

Esta peça publicitária, criada pela Cleian Publicidade, agência do próprio grupo Bogoricin, diz tudo e confirma as declarações do economista Luís Carlos Ewald, professor da Universidade PUC, que trabalha também na Globonews e no Fantástico, mas não pode tocar nesse delicado assunto em seus comentários, por motivos óbvios.

Aliás, o esforço da imprensa para reativar o mercado imobiliário chega a ser comovente. Mas o fato concreto, aqui no Rio, pode ser extraído do Caderno de Classificados de O Globo, aos domingos. São cerca de 20 páginas anunciando imóveis para vender, mas apenas quatro páginas destinadas a aluguel.

Traduzindo: a oferta para venda é massiva, mas não existe procura, o que justifica plenamente o anúncio do grupo Bogoricin: se não consegue vender, pelo menos tente alugar, porque assim economiza o condomínio e o IPTU.

AMANHÃ: Sinal vermelho: Bolha imobiliária
afeta cotação das ações das construtores de imóveis

 

29 thoughts on “Empresas do setor enfim reconhecem que a bolha imobiliária já está estourando

  1. E olha que estamos em ano de copa do mundo e vésperas de olimpíadas! Quando esses dois episódios passarem, quem comprou na tal de “bolha” vai queimar as bolachas, já que não vai conseguir vender nem pela metade do que pagou.
    Tem gente que só aprende assim. E outros que nunca aprendem.
    Mas não tem jeito: passarinho na muda não pia.

  2. http://youtu.be/4rNsyQLE_Ks

    Acordo onde está o acordo para resolver a grave questão AERUS?
    Já se passaram mais de 7 longos anos e 9 meses e continuamos todos em compasso de espera.
    Chega de tanta dor e sofrimento.
    Nós ex.trabalhadores da Varig e da Transbrasil merecemos mais respeito.
    Chega de sermos colocados em segundo plano.
    EXMA. PRESIDENTE DILMA resolva esta grave questão AERUS.

  3. Importante artigo! Me fez lembrar do ditado popular: “Quem muito quer, fica sem o que quer e sem o que tem”. Coisas do capeta-lismo/neoliberal que só quer Ter e esquece o Ser. Ser o que? Ser um com os demais = fraternidade. Reconheço que esse estágio vai demorar.

  4. Para saber mais sobre este tema (bolha imobiliária no Brasil), eu deixo aqui 3 sugestões de fontes de informação:

    1 – http://www.estamosricos.com.br
    2 – http://www.bolhaimobiliaria.com
    3 – http://www.defendaseudinheiro.com.br

    Nestes 3 sítios acima indicados é possível obter toda uma vasta fonte de notícias, comparativos, estudos, quadros, relatórios, comentários e percepções sobre o setor imobiliário brasileiro, bem como da economia nacional, que, diga-se de passagem, será a responsável pelo drástica redução de preços dos imóveis no pós copa e olimpíadas. Outro portal que tem tocado muito neste tema é o Infomoney.

    Recomendo fortemente a leitura.

    E mantenham-se longe deste mercado por uns tempos. Os preços estão no topo e é inevitável uma grande correção dos excessos destes anos de euforia. Não há demanda suficiente para absorver a enorme oferta de imóveis das principais cidades do Brasil. Há capitais como Salvador e Curitiba com estoques de imóveis nas mãos de construtoras que são suficientes para atender a demanda de 2 anos ou mais. Isto sem falar nos indefinidos imóveis já comprados por investidores e nos imóveis usados, que não conseguem acompanhar a subida de preços.

  5. O governo federal é grande culpado da situação, pois as políticas consumistas são infladas artificialmente. Vejam as inúmeras propagandas do governo e ficarão com a impressão de que o Brasil é um país rico. Nossa economia não é auto-sustentável e o que estamos vivendo é um portentoso vôo de galinha.

  6. O Darcy disse uma besteira sem tamanho. Os valores atribuídos aos imóveis para fins de IPTU, ITBI e ITCD, são valores referenciais unicamente para fins de tributos e, normalmente, em 90% dos casos, estão abaixo do valor de mercado. O que determina o valor REAL de imóveis nas transações imobiliárias são a demanda e a oferta de imóveis. Ou seja, nada mais, nada menos que a velha e boa Lei da Oferta e da Procura.

    • Acho que quem disse besteira foi você,Clovis!!Quem determina o valor do imóvel para fins de ITBI e ITCM(heranças e doações) são,respectivamente,a Prefeitura e o Estado.
      Procure se informar melhor!!
      O que está abaixo do valor de mercado é o valor venal do imóvel para cobrança do IPTU.E eu não me referi ao caso!!

  7. Na verdade o valor dos imóveis que aparecem nos anúncios são determinados pelo índice Fipe-zap, baseado nos valores que a Zap imóveis, empresa privada, coloca nos seus anúncios. Muitíssimo confiável!
    Para termos os valores reais da comercialização dos imóveis teríamos que ter acesso às escrituras, recibos de compra e venda, etc, que foram lavrados em cartórios. Missão praticamente impossível pois estes são praticamente privatizados.
    Daí que nossos indicadores imobiliários estão construídos em areia movediça, devidamente privatizada. Semelhante aos prédios do trapaceiro sergio naya.

  8. No dia em que o RJ não for uma cidade espremida entre o mar e montanhas, os imóveis irão cair de preço.
    Não há bolha, o que existe é uma procura muito maior por um produto que não havia. O aumento do crédito, graças a criação da alienação fiduciária, foi o fator preponderante da situação atual. E assim voltou-se a construir depois de um longo tempo sem não.
    Com o aumento da oferta haverá uma diminuição dos preços.
    Quanto a avaliação, existe sim um descaso por parte de quem compra, pois aceita a avaliação feita por um corretor que muitas vezes, mal possui o segundo grau.
    Simplificando, veja a wiki, é assim que se faz uma avaliação imobiliária. De forma segura.
    Acreditem:
    Os bens imobiliários podem ser avaliados segundo várias perspectivas e conduzir a valores diferentes, devendo estabelecer-se á partida o objectivo da avaliação, sendo os mais correntes os seguintes:
    Avaliações no âmbito da atividade creditícia
    Avaliações no âmbito das expropriações por utilidade publica
    Avaliações no âmbito fiscal
    Avaliações no âmbito do processo civil
    Avaliações no âmbito da atividade seguradora
    Avaliações no âmbito das transações
    Avaliações no âmbito do investimento
    Avaliações patrimoniais de particulares e empresas
    Consequentemente de acordo com o âmbito, objetivo da avaliação e tipo de imóvel ou propriedade a avaliar podem ser determinados (estimados) diversos valores, sendo os mais correntes os seguintes:
    Valor venal ou de capital
    Valor de mercado
    Valor intrínseco
    Valor locativo ou de rendimento
    Valor residual
    Valor efetivo ou atual
    Valor potencial ótimo
    Valor patrimonial tributário
    Outros
    Métodos de avaliação

    De acordo com o objectivo da avaliação e valor a determinar utilizam-se fundamentalmente cinco métodos de avaliação imobiliária:
    Método comparativo direto de dados do mercado (ou metodo comparatio pela NB 502/89)
    Método do involutivo
    Método do evolutivo ou do custo de reprodução (ou metodo do custo pela nb 502/89)
    metodo da capitalizaçao de renda (ou metodo da renda pela nb 502/89)
    metodos da quantificacao do custoPaciência.
    Eu não sou jornalista e não entendo nada do assunto, logo…

  9. O preço dos Imóveis é tradicionalmente função da quantidade e das condições do Crédito Bancário ofertado no mercado. Nos últimos 10 anos, até agora, houve uma oferta muito Liberal de Crédito Imobiliário e boas Condições. O mercado então, até agora, era Vendedor ( Imóveis prontos demorando menos de 6 meses para serem vendidos, e preço do m2 crescente). Essa forte Demanda induziu muita Oferta pelas Construtoras, que agora se veem pela frente com um Mercado Comprador, e tendência de queda do preço do m2. É o normal do funcionamento do Mercado, propulsado a Crédito. Mas é completamente diferente da Bolha do sub-prime Americano. Lá as Hipotecas são Ativos negociáveis, e imediatamente descontadas em Bancos Oficiais do Governo como o Fannie Mae – Federal National Mortgage Association, e o Freddie-Mac – Home Loan Mortgage Corporation. Lá, como os Bancos securitizam (fazem Dinheiro a vista) das Hipotecas), não se preocupam com a qualidade delas, daí o sub-prime, aceitando compradores NINJA ( No Income, no Job), etc. Aqui no Brasil, até agora felizmente, as Hipotecas não são Ativos Negociáveis e ficam na Carteira Imobiliária de cada Banco, que por isso, zelam muito pela qualidade delas. Haverá então, não o estouro de uma Bolha, mas uma Correção de Mercado. Coisa corriqueira no andar das carruagens. Ruim, porque em cima de um ano de eleição Presidencial, mas nada catastrófico como foi nos EUA.

  10. Caramba, hein? Tem até um gestor de negócios imobiliários pós graduado dizendo que não tem bolha imobiliária. Agora eu fiquei mais tranquilo rssss

    Outro dia passou uma vaquinha na frente da minha casa. Ela carregava em seu pescoço uma plaquinha escrito: “coma frango”…

  11. Noticia tipica de agourentos, tipo Miriam Porca. Adoram encontrarem alguma coisa que possa prejudicar as boas noticias que temos no dia-a-dia. Principamente, com o fim de derrubar a credibilidade do governo atual. Nao ha nada, de bolha imobiliaria, coisa nenhuma! ha apenas ajustes… podem ficar tranquilo, eu agora é que estou pensando e preparando-me para comprar o meu…

    • Ainda paga aluguel depois de mais de 13 anos apoiando esses caras. Devia ter comprado no primeiro mandato do Lula, quando os preços estavam lá em baixo e os cargos comissionados e a negociatas eram boas. Sinceramente, COMPANHEIRO, marcou bobeira. Olha que o Vicentinho e o Jair Menegheli, dois mortos que engatinhavam nos anos 80, já compraram os seus há muito.

    • Bom, se você acha essa notícia agourenta e está querendo comprar o seu agora, pode ir…
      Apartamentos a venda não irão faltar, tem bastante encalhado no mercado, faça seu financiamente de 35 aninhos e boa sorte!

      Eu particularmente prefiro esperar os preços voltarem a valores aceitáveis e não pretendo comprar cubos de menos de 50 metros quadrados por preços de apartamentos de mais de 100 metros quadrados.

    • kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk…. peraí, deixa eu espirar…. não é possível que você seja tão alienado assim! O país já afundou, só falta entenderem e divulgarem. Tenho dó que você não enxergue pelo menos uma parte da tragédia….

    • Compra sim meu prezado !!!

      Mais compra pelo menos meia dúzia que é pra aproveitar essa grande oportunidade, outra dessa só na próxima encarnação!!…

      Devemos reconhecer que o nosso brasilzão é uma locomotiva econômica, e todos aqui são ricos, tão ricos que já acendem cigarro com cédulas de cem Dilmas KKKKK…

      Se quiser te dou umas dicas de investimentos imobiliários em Palmello – GO, ótimo lugar para ver a vida passar!!!.

  12. O setor imobiliário sempre foi dominado por tubarões. Lembro do Sergio Naia e da ENCOL. A ENCOL faliu na década de 90 depois de vender milhares de unidades, Naia construiu prédio com areia de praia para economizar, o prédio caiu e os compradores passaram por momentos indescritíveis. A ENCOL Faliu e deixou um prejuízo para os compradores. Os compradores se cotizaram e terminaram as construções abandonadas pela maldita construtora. Um prejuízo para os que queriam a casa própria. No entanto, FHC emprestou dinheiro para os donos da ENCOL , que saíram impunes com os bolsos cheios de dinheiro. ENCOL e Sergio Naia foram produtos da maldita ditadura golpista,FHC arauto “intelectual”.

  13. …incrivel, como tiram conclusoes , as mais idiotas. Nao moro de aluguel. Estou fazendo investimentos. Nao necessito de conselhos. Sei o momento exato, a ocasiao e de quem comprar. claro que é de construtoras, incorporadoras. …

    • A dica foi deixada mais acima na sua conclusão, ao dizer no final a palavra O MEU. Então, subtende-se O PRÓPRIO, aquele para residir, morar. Quanto às boas noticias do dia a dia, no tocante à economia do país e aos investimentos, não estão nada boas. O índice BOVESPA não pára de despencar, a taxa Selic dispara, o valor do dólar segue artificial com intervenções governamentais pesadas e mesmo assim com tendência de alta, a poupança perdendo para a inflação, as aplicações de renda fixa E TRIBUTADAS nos bancos de primeira linha pagando menos de 100% do CDI para quantias inferiores a 200 mil, perdendo feio para o dólar furado nos últimos 2 anos e meio, e por aí vai. Os únicos investimentos a darem lucros nos últimos 2 anos, COM LIQUIDEZ IMEDIATA, são os de renda VARIÁVEIS E NO MERCADO INTERNACIONAL, onde as corretoras lá fora estão a exigir um mínimo de depósito de 200 mil dólares, como a Merrill Lynch em Nova York para estrangeiros NÃO residentes com direitos a isenção de W2, investimentos no Flanklin Templeton Global Funds Class C (Dist) (Offshore) e jogadas do gênero que o esperto e ricaço comentarista deve conhecer a fundo.

    • No comentario acima, onde se lê “claro, que é de construtoras, incorporadoras” leia-se:
      claro, que nao é de construtoras, incorporadoras. …quanto aos comments referentes, partindo de globistas e globilizados, … fazer o que?

      • Se é investidor, tem que procurar conhecer, aprender e entender mercado de investimentos, seja local ou global. A menos que seja um conversa fiada a politicar aqui sobre TV GLOBO e esses governichos.

  14. Quanto à credibilidade, esse e os anteriores governos nunca foram confiáveis. Todos mentiram e mentem política, econômica e administrativamente. Há décadas que os seus altos gerentes se encontram fechados em redomas em Brasília. Nem ousam circular pelos grandes centros urbanos sem guarda costas ou carros fechados. A cidadania nem mais tem acesso por telefones a servidores de terceira categoria de órgãos públicos federais. Só com hora marcada E EM BRASÍLIA. São parados por terceirizados ou estagiários. Os 200 milhões de brasileiros (?) necessitam de computador e e-mails para indagarem assuntos que lhes dizem respeito em qualquer ministério. E normalmente não lhes respondem adequadamente ou solucionam suas queixas. Incrível tamanha insegurança. O cidadão quando não é por altas autoridades sacaneado vergonhosamente em seus direitos, como é o caso típico do Helio Fernandes, se depara amiúde com servidores maus caracteres sempre impunes e promovidos ou corruptos a colocarem obstáculos propositais para a obtenção de seus direitos, como nos postos do INSS que indeferem aposentadorias de septuagenários e octogenários, com provas laborais perfeitas apresentadas, sob o argumento canalha de falta de idade, obrigando-os a recursos administrativos cansativos em juntas ou contratação de advogados e gastos jurídicos para obtenção de liminares, assim como recentemente na Comissão de Anistia do ministério da Justiça com pleno conhecimento e, é claro, aprovação da presidenta atual Dilma Rousseff.

  15. A bolha foi criada com a conivência do governo. Tenho certeza que o preço dos imóveis estão fora da realidade. As construtoras possuem já estão com unidades encalhadas. Podem esperar recessão e desemprego, e a inflação está aí corroendo nossas rendas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *