Mergulho nas profundezas

Carlos Chagas

Mais um se foi, senão em constrangedor silêncio, ao menos sem cumprir as ameaças feitas antes, de que relacionaria outros colegas envolvidos com doleiros, contratos irregulares, empresas fajutas e diversas maracutaias com a administração pública. Aconteceu ontem com o já agora ex-deputado André Vargas aquilo que sistematicamente tem acontecido com outros deputados e senadores enrolados em malfeitos. Diante de acusações de corrupção, demonstram a disposição inicial de defender-se atacando, juram inocência, mas, pouco depois, renunciam aos mandatos sem denunciar ninguém.

A conclusão surge óbvia: seus próprios companheiros de partido devem tê-lo convocado para uma sessão de acusações e um alerta: caso não renunciasse, seria publicamente repudiado e cassado, até expulso do PT.

A opção, assim, foi um mergulho nas profundezas, sem referências a possíveis sócios nos negócios escabrosos, de resto já levantados pela Polícia Federal. Pelo menos, terá condições de defender-se longe dos holofotes parlamentares e da mídia.

André Vargas é apenas mais um a amarelar. Perde o Congresso nova oportunidade de provocar ampla limpeza em seus próprios quadros, ironicamente caso o ex-deputado tivesse tido coragem de cumprir a promessa anterior e denunciar sua própria quadrilha. Entre mortos e feridos, salvaram-se quase todos.

DESTRUIÇÃO TOTAL

Disse a presidente Dilma que a oposição quer destruir a Petrobrás. Pode até ser, mas quem vem sistematicamente destruindo a empresa é o governo do PT, com participação dos aliados. Uma atividade que deveria ser apenas técnica tornou-se o paraíso de maus políticos e piores empresários. Cada diretor tem sua parcela de culpa, há muitos anos, pois designados pelos partidos empenhados em fazer caixa para as eleições e para o bolso de cada um de seus líderes mais influentes. A lambança não começou no governo Lula, vem de antes, dos tempos de domínio do PMDB e depois do PSDB. E até de partidos menores. Não há empresa, em paralelo, que se negue a recusar comissões para obter contratos, todos superfaturados…

One thought on “Mergulho nas profundezas

  1. Domínio dos fatos

    O SILÊNCIO PELO DOMÍNIO DOS FATOS SÃO CO-RESPONSÁVEIS PELOS CRIMES:

    COAF, PGU, RECEITA E BC SABEM QUEM TEVE EVOLUÇÃO PATRIMONIAL DA PETROBRAS.

    Refinaria de magabeira no Maranhão roubaram tudo. Família Sarney e empresários roubaram tudo até ás maquinas. O Terreno está abandonado até agora depois de gastar R$2.000.000.000,00 (Dois bilhões de reais)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *