Mesmo com Moro na disputa, Jair Bolsonaro será um candidato fortíssimo à reeleição

Resultado de imagem para moro

O futuro de Moro se tornou a grande incógnita da política

Carlos Newton

Pode-se dizer, sem medo de errar, que Bolsonaro tem muito mais defeitos do que qualidades, sua falta de cultura chega a ser patética, comporta-se de maneira adolescente no exercício da Presidência da Republica, no primeiro ano de governo deu 608 declarações falsas ou distorcidas, o que equivale uma média de 1,6 por dia, tudo isso depõe contra ele. Mesmo assim, será um fortíssimo candidato à reeleição.

Sua estratégia de fazer permanente campanha é de fato proveitosa. Ele segue a velha máxima “falem mal, mas falem de mim”. E dá várias declarações por dia, sobre assuntos variados, que lhe garantem um colossal espaço na mídia, 24 horas por dia.

NA PORTARIA – Como se sabe, Bolsonaro começa a dar entrevistas de manhã, ao sair do Palácio Alvorada para se dirigir ao Planalto. Todos os dias, inclusive nos feriados e fins de semana, dezenas de pessoas aguardam o presidente na portaria do Alvorada, para um aperto de mão, um selfie ou somente um aceno.  

É uma maneira hábil e inteligente de fidelizar os eleitores, jamais tentada por nenhum outro político, devido à possibilidade de atentados. Bolsonaro é diferente. Quase morreu esfaqueado, mas está pouco ligando.

Assim, enquanto os demais candidatos ainda estão praticamente imobilizados, Bolsonaro vai fazendo uma verdadeira caderneta de poupança de eleitores.

REDES SOCIAIS – Outra grande vantagem é o uso das redes sociais. Bolsonaro e seus herdeiros políticos – Carlos, Eduardo e Flávio – ganharam 3,7 milhões de seguidores no Twitter durante o primeiro ano de mandato do governo – um aumento de quase 70% em relação ao que apresentavam no início de 2019. Sozinho, Bolsonaro dobrou o número de seguidores no período, saltando de 2,8 milhões para 5,6 milhões.

É claro que ainda falta muito tempo para a eleição, mas Bolsonaro vai bem, obrigado. As pesquisas somente colocam à frente dele o ministro Sérgio Moro, da Justiça e Segurança Pública, cuja gestão é considerada como “ótima” ou “boa” por 54% dos entrevistados do DataFolha, enquanto 24% a acham “regular”, com um total de 78%, um verdadeiro fenômeno.

BOLSONARO SE SEGURA – O presidente Bolsonaro, que está se equilibrando em cima do cavalo doido, tem 29% de aprovação como “bom ou ótimo” entre os entrevistados do Datafolha, e 30% classificam seu mandato até aqui como “regular”, o que corresponde a 59% de aprovação (2% não responderam). Nada mal, portanto.

Essas pesquisas, é claro, não são confiáveis e devem ser cruzadas com outros dados, como os índices de Lula. Na verdade, pode-se calcular que o ex-presidente petista ainda tenha cerca de 25% de seguidores fiéis, que jamais votariam em Bolsonaro nem em Moro.

Em tradução simultânea, pode-se afirmar que, mesmo com Moro na disputa, Jair Bolsonaro continuará sendo um candidato fortíssimo à reeleição.

###
P.S. –
É óbvio que tudo vai depender da situação da economia e das circunstâncias, como ensinava o bruxo espanhol José Ortega Y Gasset. Até porque Lula não poderá ser candidato e vai lançar algum poste, pois jamais apoiará Bolsonaro ou Moro. No desespero, Lula pode apoiar Ciro Gomes, mas isso não vai alterar o favoritismo de Bolsonaro e Moro, não necessariamente nesta ordem. E o resto é folclore, como diz Sebastião Nery. (C.N.)

24 thoughts on “Mesmo com Moro na disputa, Jair Bolsonaro será um candidato fortíssimo à reeleição

  1. O bolsonaro nadou de braçada nas eleições passadas. Não tinha outro pra fazer frente ao pt.
    Agora é diferente e vem fazendo merda em cima de merda. Já tem esquerdistas e corruptos no governo dele, portanto um segundo mandato desta peça, será pra avermelhar o Brasil novamente, não vai conseguir polarizar com essa conversa mole de que fica assustando o eleitorado pra tomar cuidado porque o lula volta ou algum poste volta. Verdadeira falácia.
    Prezado CN. respeito sua opinião em demasia, mas o bolsonaro não se cria mais. O eleitor dele não é ferrenho, só uma pequena parcela, de gente que não tem dois dedos de massa encefálica. A burrice deste homem afronta o mínimo de qualquer um que segue a política, mesmo que superficialmente. Tem uma outra coisa extremamente importante, o vice do do nosso único baluarte, se for escolhido com a inteligência dos exímios estratégias, não terá pra ninguém. Aplastará os filhos, as rachadonas, a michele o carluxo o flavio e toda a trupe que nos embarcou nesta canoa furadíssima.
    Não falo só por mim… as evidências de mal feitos e sacanagens foram esfregados como merda em focinho de cachorro.
    Repito, o bolsonaro perdeu o trem de enfrentar o que há de mais nefasto e podre nesta política que transcende o
    nom senso, não há o mínimo de lisura e cagou e andou pra um povo que lhe outorgou o enfrentamento.
    Com certeza, se tivesse aquilo roxo, teria enfrentado os CRÁPULAS DE PLANTÃO!
    Vida que segue, tirou onda de presidente valente e agora está de quatro só aguardando o Moro cravar a espada até o talo. Pra bom entendedor, um pingo é uma letra. O bolsonaro não se levanta mais das cócoras, arreganhado até mais não poder.
    O trem passou una vez… é não passará de novo.
    Acreditem nisso!
    O bolsonaro e família, são página virada.
    Ou então, estamos todos loucos…
    A banda não tocará assim!
    Sem mais, Atenciosamente.

  2. Uma certeza temos, a esquerda não volta ao poder tão cedo. E enquanto Bolsonaro representar o obstáculo para que isso aconteça, ele continuará sendo presidente e possivelmente (se não fizer grandes burradas) será reeleito. Cabe à oposição e seus seguidores tentarem desconstruí-lo, tarefa ingrata e aparentemente sem sucesso. A esquerda não engana mais, já enganou milhões, portanto precisa mudar o discurso e parar de apostar no quanto pior, melhor! Muito mimimi, igual rojão que dá xabú!

    • A esquerda não pode voltar, a direita, mãe da imundice geral da nação e do eterno FEBEAPÁ, tem que ser defenestrada, definitivamente, e o centro não pode continuar mamando à sombra de ambas, ora de um lado, ora do outro, ou trocando em miúdos o sistema podre tem que ser aposentado, por amor ou pela dor, tem que ser aposentado, porque basta de tanta imundice, chega dos me$mo$, fora todo$, basta de guerra tribal, primitiva, malandra, permanente e insana, por dinheiro, poder, vantagens e privilégios, sem limite$, à moda todos os bônus para elle$ e o resto que se dane com os ônus da safadeza do sistema podre, que não representa o povo brasileiro, e que já não foi pro saco em 2014 e 2018, no voto, porque não existe no Brasil, na seara política, sequer um Partido de Verdade, justo, idealista, desprendido (a exemplo de Sodoma e Gomorra onde não existia e nem fora encontrado sequer um Justo, daí a destruição de ambas), motivo face ao qual a RPL-PNBC-DD-ME, o Projeto Novo e Alternativo de Política e de Nação, restou excluído das eleições e dos golpes, restando apenas as ruas do país e Deus, sobretudo e sobre todos os ímpios, impostores, charlatões, cafetinas e gigolôs da miséria física, social e moral, e da sordidez, na qual o país mergulhou e continua mergulhado há 130 anos, cada vez mais fundo a cada novo golpe ou nova eleição, do tipo 171. Basta.

      • Luiz Felipe, isso seria a anarquia. Não há na história nenhum relato de que a anarquia deu certo em algum país. A política veio para evitar isso. Que esquerda, direita ou centro governem, do contrário é o caos. Abrs.

        • Que anarquia que nada, Democracia Direta com Meritocracia não tem nada a ver com anarquia, pelo contrário, anarquia é esse banditismo que ai está, no Brasil há 130 anos. Democracia Direta, com Meritocracia, é apenas a quebra do monopólio partidário sobre as eleições com a colocação de um mata-burros e corrupto$ na porta de entrada da administração pública, pela qual direita, esquerda e centro deverão passar, caso queiram entrar, como acontece com os simples mortais.

        • É isso mesmo, Geraldo?

          “A política veio para evitar isso (anarquia)”

          Então se eu entendi, os políticos brasileiros são exemplos a serem seguidos e em Brasília, assim como nos Estados, Municípios e Distrito Federal, reinam a ordem e o progresso?

          Depois dessa, vou abrir mais uma cerva.

  3. Vale a pena, continuar dando mais espaço e perdendo mais tempo com mais golpes ou mais eleições sob o teto da república 171, sob a égide do sistema podre, sob os efeitos do continuísmo dos me$mo$ ? É a dita-cuja república, tipo 171, do golpismo ditatorial, do partidarismo eleitoral e dos seus tentáculos, velhaco$, e os seus sócios-proprietários, à paisana e fardados, à velha moda, todos os bônus para elle$ e o resto que de dane com os ônus, agora com o ex-carro-chefe (a política), com a moral no chão, capturado pelo Judiciário, de modo que apertem os cintos o piloto sumiu. Como veem, não é à toa que há mais de 20 anos, a RPL-PNBC-DD-ME está na captura do sistema podre exigindo a rendição do dito-cujo podrão, pacificamente, para evitar o mais terrível banho de sangue jamais visto na história deste país, bem como não foi à toa que o país quase que inteiro, em estado de levante social, saiu às ruas do Brasil em Junho de 2013, apresentando ao mundo um avant premier do que está prestes a acontecer neste país, até porque, em sã consciência, repleta de razão, ninguém aguenta mais o continuísmo de tantos maus exemplos e imundices oriundos dos sócios-proprietários da república 171 e seus apaniguados, bancada pelo sangue, suor, lágrimas, sacrifícios e vidas humanas.

  4. Acho meio ruim essa mania brasileira de ficar todo o tempo discutindo a próxima eleição, em vez de focar nos problemas presentes.
    Só um palpite: Lula nunca irá apoiar Ciro. Se não puder ser candidato ele mesmo, seu “poste” será do PT, talvez o Haddad de novo, ou a Gleisi ou outra figura sem personalidade e voz próprias. O PT nunca foi de apoiar ninguém fora do partido, mesmo quando tinha boas razões para isso, como quando poderia ter apoiado o governo de Itamar Franco. A exceção mais notável foi quando apoiou o PT apoiou Covas contra o Maluf, e acredito que os petistas hoje se arrependem muito disso. E com certeza não irão apoiar um oportunista egocêntrico como o Ciro, que pode largá-los na mão se chegar ao poder e governar com o “centrão”.

    • Bolsonaro , o Ofélio, e Lula, o Mágdo, na política, na verdade, são dois casos patológicos de egoísmo, egolatria, egocentrísmo e oportunismo, juntos e misturados, que se manifestam via populismo, direitista ou esquerdista.

  5. O primeiro não entende de nada e o segundo so 2 sofala besteira, o Brasil merecia coisa melhor, o mais sensato e preparado é o gal. Hamilton Mourao, a presidência caiu em mãos erradas, patriotismo é diferente de bajulação.

    • Não fala assim, Roberto!

      As borxonetes e as beatinhas de São Moro vão te chamar de esquerdopata, comunista e dizer que você tá com medo de perder a boquinha!!!!!!!!!

      E alguma delas ainda vai zurrar assim: “Ainnnnnnnnnn, mas e o Lula????? Ma e a Dilma?????????????”

      • Felizmente, não tenho boquinha e nem rachadinha, o que ganho é honesto, de trabalho, o impressionante que que acham que quem comenta o contrário e de algum partido político, mas não e o meu caso, não sou filiado a nenhum partido, só que acho que o povo caiu nesta falácia, veja o que o atual presidente fez em 27 anos para o povo, qual projeto, o mal, é que o povo não acompanha política, só futebol , carnaval e o que a imprensa divulga, mas sempre não verdadeiro ou por interesse.

  6. O fenômeno Collor,Bolsonaro, se repetirá só 2050 .

    Portanto,Moro é carta fora do baralho.

    Não tem experiência como gestor público, não foi Prefeito,nem síndico do seu condomínio..

    Pessoalmente, está `a demostrar,ser correto na suas atitudes e
    o comportamento é exemplar.

    Mas, não é,o suficiente para ser guindado ao posto de Presidente.

    Tem,que pegar uns treino.
    Mas,sendo

  7. Roberto Marques
    Bom dia,
    Infelizmente, tem gente fanático, doente, sem principios democraticos, acham que com violência vão conseguir o que querem, não sou esquerdista, direitista ou qualquer denominação, sou brasileiro e quero o meçhor para o povo, não vejo nestes que estão sendo postos pela midia como solução, o tempo dirá.

    • Perfeito, xará!

      É o que eu costumo dizer por aqui: tem jumentinho maniqueísta que só consegue enxergar as coisas em termos binários de “direita vs esquerda”, “bonzinho vs malvado”, “nós vs eles” e por aí ….. Eles tem uma compreensão porca e limitadíssima da realidade….É por isso que quando algo sai do seu esqueminha limitado de pensamento eles ficam em silêncio…..Observe que são 13:25 horas e nenhum dos jumentinhos passadores de pano comentou a matéria sobre o pretendido subsídio do governo à conta de luz do curralzinho evangélico bolsonarista……

      Um abraço, xará!

  8. Para ter o “contrato” renovado para mais uma temporada como presidente, o boçal naro precisa se livrar do ministro mais competente, porque sabe que se bater chapa com ele fica desempregado. Mas oportunidades é coisa que não fará falta ao boçal, vagas na suprema corte serão abertas, aí é colar o seu melhor ministro numa delas, aí a coisa fica mais fácil. Mas se não fizer isto, põe enfiar a viola no saco, já era. Quem diria, a salvação do boçal passa pela suprema corte.

  9. Sr Newton, sem querer confrontar sua vasta experiência, acho que na próxima, Moro não entrará.
    Por ser muito jovem, inteligente, e ético, o mesmo esperará o momento mais oportuno e mais claro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *