Mesmo estando na reserva, o general Villas Bôas não devia se meter em política

Resultado de imagem para intervenção militar charges

Charge do Iotti (Zero Hora)

Antonio Santos Aquino

É lamentável que militares fiquem “ameaçando o povo” a propósito na próxima decisão do Supremo Tribunal Federal, sobre cumprimento da pena de prisão após condenação em segunda instância, pressionando o julgamento dos ministros. Militares não podem opinar em nada que diga respeito aos três Poderes. É crime fazer qualquer insinuação de violência.

Pergunto: Esses militares sem comando e na reserva fariam o que? Os militares da ativa concordam com essas ameaças? Lógico que a maioria não concorda.

DISSE CIRO GOMES – A primeira ameaça do general Villas Bôas foi quando o Supremo era presidido pela ministra Carmem Lúcia. Na época, quem atabalhoadamente se manifestou sobre isso foi Ciro Gomes, dizendo que o general “entraria em cana” se fosse em seu governo. Disse à sua maneira, mas disse a verdade. Militares não podem se envolver em política.

O general Villas Bôas devia a se manifestar era sobre o artigo de Helio Fernandes no Blog Tribuna Sindical sobre os três encontros de Moro e Bolsonaro três meses antes das eleições. Nos dois primeiros Bolsonaro pede que Moro mantenha Lula preso para que ele ganhasse a eleição. Resposta de Moro: Não tenho provas; só ilações e convicção. Na terceira Bolsonaro foi mais explícito: Sendo presidente sou eu que indico e nomeio. Falaram em nomeação para o STF.

Tudo aconteceu como Helio reportou. O jornalista não tem bola de cristal e nem é cigano. Como iria adivinhar com três meses de antecedência. Isso foi porque é até hoje, aos 99 anos, escrevendo todos os dias, um dos jornalistas mais bem informados sobre tudo que se passa no Brasil e no mundo.

53 thoughts on “Mesmo estando na reserva, o general Villas Bôas não devia se meter em política

  1. Entendo que: na iminência do STF aprovar a não condenação em segunda instância e ver presos, sendo alguns de alta periculosidade soltos, incluindo o Lula, levando o país a total desordem, qualquer um tem o direito de alertar, principalmente as FFAA

  2. Essa do “só tenho convicções” agora é atribuída a Moro? Antes, teria sido uma pérola de Deltan, que imediatamente – e por escrito – provou que era acusação mentirosa.
    Deus, Pai, que risco corremos de o larapião poder autorizar, de novo, a roubalheira que agrada corruptos de grosso calibre.

  3. Impressiona como se divulgam coisas afirmando-as como verdadeiras:

    [“Três” encontros de Moro e Bolsonaro três meses antes das eleições.
    Nos dois primeiros Bolsonaro pede que Moro mantenha Lula preso para que ele ganhasse a eleição.
    Resposta de Moro: Não tenho provas; só ilações e convicção.
    Na terceira Bolsonaro foi mais explícito: Sendo presidente sou eu que indico e nomeio. Falaram em nomeação para o STF.]

    Então, se por acaso aconteceu, o jornalista estava também nesses “encontros”, para afirmar um “disse isso”, o outro “respondeu assim” ?

    Parecem delírios de quem não sabe mais distinguir entre a fantasia e a realidade.

    Uma simples checagem de datas já mostra a falsidade dessas afirmações.

    Ora, a sentença de Moro que condenou Lula à prisão foi em 12/7/2017 !

    E o julgamento do TRF-4 confirmando essa sentença e ampliando a pena de prisão de Lula foi em 24/1/2018 !

  4. Discordo dos que se preocupam com bandidos de alta periculosidade serem soltos.
    Eles só existem em função da corrupção dos três poderes e sua impunidade.
    Um político ou agente público corrupto é muito; mas muito pior do que o pior dos assassinos pois destroem tudo pela frente e em futuro próximo farão o nascimento de mais Marcola e Beira mar.
    Prefiro viver sob regime militar como o de 1964 até 1982 do que em uma democracia fajuta igual a esta.
    Tenho setenta anos e vivi durante todo este período da adolescência a maturidade e nunca me senti traído ou ameaçado o que hoje ocorre sistematicamente inclusive com a sensação de que o Brasil está acabando.

  5. Não sou militar só o fui como soldado em 1969 na Infantaria.
    Fiz minha Engenharia Naval na UFRJ.
    Nunca fui incomodado nem vi colegas meus o sendo mas que fique claro que íamos para estudar e estudávamos.
    O Brasil que foi o segundo construtor naval do mundo durante o período militar hoje não é nada.

  6. Não sei se acredito ou não no HF escreve. É tudo muito obscuro.
    Um fato foi claro quando toda imprensa, inclusive a Tribuna de Hélio, junto com 90% da população,Igreja e congresso apoiaram a derrubada do bêbado Jango.
    Cony até falou sobre o esse apoio de Helio a isso e acrescentou, no melhor estilo do próprio HF – o tal papo de que pode ser verdade ou não – que este entregou muita gente aos militares.

  7. O apoio popular é maciço contra este famigerado stf.
    O General Vilas Boas, embora doente, é líder Militar altamente respeitado.
    As FFAA não querem o poder por querer.
    Serão instadas pelo apoio popular a agirem.
    Na próxima quarta-feira, veremos.

  8. Presenciei, do começo ao fim, a ditadura militar. Foi um período de merda, onde as injustiças abundaram. Conheço gente absolutamente inocente, que foi presa e torturada barbaramente só pelo fato de mostrar uma opinião contrária à dos militares. Foi um período de covardia e calamidade. Mas, da mesma forma, sou obrigado a reconhecer, com muito pesar, que a atual situação política do Brasil está muito pior do que naquela época. O STF de agora, com raríssimas exceções, não passa de um reduto de criminosos, débeis mentais e canalhas mal intencionados. Se a prisão em segunda instância cair, sou a favor de que as FFAA fechem esses três podres poderes NA MARRA !!!

  9. É isso aí Antônio Santos Aquino,
    militares deveriam seguir a Constituição. Mas não, querem que suas ideias prevaleçam. Esses generais deveriam criticar as desigualdades sociais, a corrupção moral reinante em que eles são privilegiados.
    O STF deve manter a hombridade e julgar conforme a lei, não conforme suas convicções, as quais não interessam.
    O militarismo já causou desgraça suficiente, portanto, seus representantes devem recolher-se.

    • Recolher? Nem que a vaca tussa ou a Dilma invente o tal de encanador de vento. Somos cidadãos como o mesmo direito de expressão: desde o pedreiro como eu até o general. O general tem é que parar de falar e agir.

    • Caro Luiz Fernando,
      que jurisprudência?
      Justamente por não haver jurisprudência é que se dá o atual imbróglio.
      Essa matéria nunca foi pacificada, tanto é que cada ministro age de forma individual quando trata desse tema. O que houve foi uma decisão provisórias a respeito de um HC.
      Agora, com o julgamento das ADCs referente ar artigo 283 do CPP é que poderá haver algo definitivo e vinculante.
      Qual tua opinião a respeito do artigo 283?

      Art. 283. Ninguém poderá ser preso senão em flagrante delito ou por ordem escrita e fundamentada da autoridade judiciária competente, em decorrência de sentença condenatória transitada em julgado ou, no curso da investigação ou do processo, em virtude de prisão temporária ou prisão preventiva. (Redação dada pela Lei nº 12.403, de 2011).
      § 1o As medidas cautelares previstas neste Título não se aplicam à infração a que não for isolada, cumulativa ou alternativamente cominada pena privativa de liberdade. (Incluído pela Lei nº 12.403, de 2011).
      § 2o A prisão poderá ser efetuada em qualquer dia e a qualquer hora, respeitadas as restrições relativas à inviolabilidade do domicílio. (Incluído pela Lei nº 12.403, de 2011).

      .

      • Caro José Vidal,pelo razoado, és advogado…

        A ementa é do dia 11 novembro 2016.

        O STF, Reafirma Jurisprudência sobre execução da pena, após condenação em segunda instância.

        Min. Teoria,ao indeferir medidas cautelares ADCS 43/44, Os min.por maioria reconhece artg.283código processo penal, não impede a execução da pena.etc…muito menos os recursos de natureza extraordinário,pois, não compromete o núcleo.
        Citou como exemplo: Alemanha,EUA,França,e nossa vizinha Argentina.

        STF,admite execução da pena, após condenação de segunda instância,foi firmado por maioria,tendo votos vencidos os Min.Toffoli, Lewandowski,Celso,Marco Aurélio,que está semana voltou reafimar seu voto contrário; na época Min.Rosa Weber, se absteve.

        Portanto,meu caro doctor,a regra do jogo tá valendo…

        Usando linguagem futebolistico,pedir o VAR, não é o momento adequado, é apostar na BALBÚRDIA,apostar na convulsão social..
        As torcidas fanáticas estão com estupim pronto para atear fogo.

        Até,porque, às de concordar,os nossos atuais representantes, principalmente do executivo,visivelmente tem distúrbios, já dissecado pelo nosso comentarista Dr° Ednei.

        Obrigado,forte abraço!!!

        • Repito, com o julgamento das ADCs é que vai ser possível o efeito vinculante. Por enquanto, cada ministro decide a seu bel prazer. E isso está para ser votado há bastante tempo.
          Abraço.

          • Ora, os vencidos do STF, por injunção políticas , voltam a carga.

            Mas, afinal, o é efeito vinculante não é decisão pelo egrégio tribunais,dos processos XY,vale para questões idênticas.

            Súmula vinculante são decisoes de tribunais superiores,passa ter força di lei.

            Agora a jurisprudência, são decisoes judiciais,num universo de causas julgadas.

            Com devida vênia, no seu ponto vista o mensalão deve ser revisto, súmula vinculante foi pras calendas.

  10. Assim como escrevi em página anterior a esta, porém neste dia, reitero que vivemos uma crise que contém várias causas.

    Afora os problemas de ordem social gravíssimos, pois incomparáveis, a situação mais perigosa que estamos enfrentando é a autoridade judicial que, mediante a Constituição, justifica seus atos absolutamente contrários à sociedade!

    Evidente que eu não teria argumentos para me fundamentar no que afirmei acima, mas não posso emitir um palpite tão importante por isso mesmo.
    Então fui pesquisar algo que justificasse o problema que, a meu ver, tem ido de encontro às aspirações do povo e do que necessita o país, e encontrei o seguinte:

    “As profundas mudanças políticas e sociais combinadas com as ideologias advindas da CRFB/1988 não combinam mais com juízes que não se atualizam e que estão parados no tempo. Para Calamandrei, os juízes não podem ser meros aplicadores da lei, mas conhecedores da sociedade em que estão inseridos.

    O risco das causas costuma estar neste antagonismo: entre o juiz lógico e o juiz sensível; entre o juiz consequencial e o juiz precursor; entre o juiz que para não cometer uma injustiça está disposto a se rebelar contra a tirania da jurisprudência e o juiz que, para salvar a jurisprudência, está disposto a deixar esmagar nas inexoráveis engrenagens da sua lógica um homem vivo (CALAMANDREI, 1995, p. 185).

    É no mesmo sentido que caminha Dalmo de Abreu Dallari ao afirmar que “um juiz não pode ser escravo de ninguém nem de nada, nem mesmo da lei”. Desta forma, o magistrado deve ter consciência do seu papel. Ou ele assume seu papel e se posiciona na sociedade para buscar a solução socialmente mais adequada ao caso concreto ou simplesmente aplica a lei de forma descompromissada ao mundo em que vive.”

    Bom, agora, sim, com base nessas afirmações, afirmo que o STF cumprir com o que diz a Constituição sobre a prisão após o processo transitar em julgado, trata-se de um grupo de magistrados absolutamente alheios à sociedade, logo, descomprometidos com o país e à condição que hoje nos encontramos.

    Não haveria necessidade de um Supremo desta forma:
    cego, obediente à lei sem sequer interpretá-la em face do tempo atual e momento que se vive, sem qualquer sensibilidade pelo que ocorrerá após a decisão estapafúrdia de não permitir a prisão mesmo após a Segunda Instância, definitivamente não temos um Supremo Tribunal Federal, mas um grupo que decide os rumos do país conforme seus interesses e conveniências!

    Pode, “a priori”, o articulista ser contra a intromissão das FFAA na política, pois uma vez que o poder foi devolvido aos civis 34 anos atrás, que sejamos nós mesmos aqueles que deverão corrigir os problemas que nós mesmos causamos!

    Mas, então lembro ao Aquino, o povo não tem esse poder de corrigir os rumos determinados pelas autoridades, sabidamente corruptas, incompetentes e mal intencionadas.
    Do jeito que vai, a cada ano o Brasil afunda mais ainda, e a crise social não me deixa exagerar ou alegar tão somente essa depreciação, não:
    os pobres, miseráveis, o analfabetismo absoluto e funcional, provam de maneira indiscutível que algo precisa ser feito contra este atual quadro de horrores.

    Logo, quem poderia auxiliar o povo a sair desse caos que se encontra?
    Essa democracia falsa que temos?
    Somente o tempo é que vai depurar as nossas escolhas políticas?

    Não há mais como esperar por soluções advindas da espera de reações mercadológicas ou de investimentos estrangeiros, NÃO HÁ!!!
    O LEGISLATIVO SE PREOCUPA SOMENTE CONSIGO E GANHAR DINHEIRO;
    O STF EM PRESERVAR O SISTEMA, ENALTECENDO A IMPUNIDADE;
    O EXECUTIVO JAMAIS DEIXARÁ DE SER INCOMPETENTE E CORRUPTO PORQUE ASSIM SÃO OS DOIS OUTROS PODERES!

    Logo, se resta alguma esperança para o povo sair dessa merda que se encontra e, o Brasil, desse atoleiro há décadas, somente através de uma intervenção, onde momentaneamente se fecha o Legislativo, altera-se o modo de se escolher os ministros de tribunais superiores, e se faz as reformas necessárias sem essa lenga-lenga e troca-troca que exigem os parlamentares.

    Se o artigo tem as suas razões em um aspecto, por outro lado o autor deve levar em conta os anseios da sociedade e a situação que nos encontramos, onde a política NÃO É MAIS A SOLUÇÃO, diante da urgência e importância de medidas de impacto e radicais no combate à corrupção!

    Meus respeitos ao Aquino.

    • “somente através de uma intervenção, onde momentaneamente se fecha o Legislativo, altera-se o modo de se escolher os ministros de tribunais superiores, e se faz as reformas necessárias sem essa lenga-lenga e troca-troca que exigem os parlamentares.”

      Bendl,
      quem vai dizer o que são reformas necessárias? Serão boias para o povo ou para a pirâmide de cima, como sempre? Quem vai escolher os ministros?
      Tudo isso por quê?
      Então, se a Constituição está errada que se nomeiem constituintes e se redija outra.
      O STF não deve preservar nada, a não ser a Constituição. Essa é sua função primordial.
      Pregar golpe de Estado e impor medidas autoritárias, sem discussões necessárias é antipatriótico, na minha opinião.
      A democracia é a única saída para nós.
      Já houve uma ditadura e não nos saímos bem.
      Abraço, vida longa e saúde.

      • Vidal, bom dia.

        Se não nos saímos bem na ditadura, lamento, mas nesta democracia está muito pior!

        As reformas que me refiro dizem respeito à diminuição do parlamento;
        salários menores;
        fim das indenizações pessoais;
        limites absolutos de assessores;
        funcionários não concursados do legislativo demitidos;
        nomeação de ministros para os tribunais superiores não mais dessa forma, mas através de um plano de carreira com juízes somente concursados;
        reforma tributária;
        reforma eleitoral.

        Após seis meses dessas implantações que citei, novas eleições com as novas regras.

        Abração.

  11. Como poderei comentar sem ser mal educado sem ser ignoraste sem ser desrespeitoso? Como? Vou contar até dez. Vou respirar profundamente. Rapaz pela idade do Sr. Hélio Fernandes não posso demonstrar aqui meus sentimentos. Agora vou só relatar um fato. Um fato pesquisem e vejam se estou dizendo inverdades. Em 1990 esse senhor era o Repórter da História, sabe o que ele fez? Exaltando o CORRUPTO COLLOR DE MELLO, fazia cálculos de que ele seria PRESIDENTE por cinco vezes REPETINDO CINCO VEZES. Me desculpem é um VAGABUNDO. E continua VAGABUNDO.

  12. Boa tarde.

    Francisco Bendl, para repetir o de sempre, belíssimo texto. O joio vai separar-se do trigo. O pão irá sair, uns querendo mais moreninho outros mais branquinhos. Devemos ter paciência com a pressa que se faz necessária. Todos comerão.

    Surpreendi-me de uma feita quando me tratastes de guri, e pensei que fosse ainda assim, com carinho!!!

    Fato é, que houve mais umas dessas picuinhas naturais neste nosso blog, e procedeu com “seu desafeto” de uma maneira galhofeira chamando-o também de guri.

    Cheguei a dizer ao me chamar assim e antes do desafeto com o outro comentarista, que cabelos brancos não impõem respeito a ninguém.

    Outra, o Ministro Tarcísio de Freitas possui apenas 45 anos, e para mim, é sim, um senhor respeitável e não só, competentíssimo.

    No mais, como a ele, lhe tenho respeito igualmente com seus 70 anos e os 45 anos dele, pelo brilhantismo de seus textos sinceros, competentes, e estudados, no qual sempre que posso leio.

    • Douglas, meu caro,

      O problema de um blog é o comentário mal entendido.

      Não se olha nos olhos do interlocutor e muito menos se sabe o tom de voz que estaria empregando, de modo que se soubesse como que está se expressando.

      Dito isso, quando te chamei de guri, evidente que foi uma maneira de aproximação, de amizade, em face de eu ter mais idade, só por isso.

      Jamais usaria essa palavra em tom de galhofa, posso te afirmar.

      Quanto à realidade nossa, do Brasil e do povo, há apenas uma maneira de ser conseguir a solução:
      fechar o legislativo, e implementar as reformas necessárias e urgentes.

      NADA SERÁ OBTIDO DE POSITIVO com esse congresso, esse antro de venais, muito menos a devida segurança jurídica com esse STF promovendo a impunidade descaradamente!

      Forte abraço.
      Saúde.

  13. Sou de opinião que o general Vilas Boas possui todo o direito de emitir sua opinião.

    Parabenizo os comentários de Fernando Luiz de Albuquerque Lima e Francisco Bend, ambos me fizeram pensar e ter alguma esperança, embora diminuta.

    • Caro Celso,

      Como diz o ditado, ” a esperança é a última que morre”.

      A bem da verdade, a nossa esperança está sendo velada, e só um milagre para ressuscitá-la!

      Ora, este fenômeno seria fechar o Legislativo, e implementarmos as reformas necessárias e urgentes que citei acima.

      Senão for assim, certamente amanhã ou depois teremos uma guerra civil no país, pois além de não aguentarmos mais a corrupção, da mesma forma não suportamos mais sustentar as castas brasileiras, as elites e os poderosos, através do nosso sangue, suor, lágrimas e trabalho escravo!

      Basta!

      Temos de chutar o balde, o pau da barraca, o que estiver por perto, mas temos de dar o pontapé inicial para transformarmos esta nação em algo viável!

      Abração, Celso.
      Saúde.

      • Basta!

        Temos de chutar o balde, o pau da barraca, o que estiver por perto, mas temos de dar o pontapé inicial para transformarmos esta nação em algo viável!

        Disse tudo chega, não suporto mais…

  14. Boa noite , leitores (as):

    Senhor Antonio Santos Aquino , porventura o militar deixa de ser cidadão quando vai para a reserva , já que é obrigado á votar , e porque cargas d’água querem impedi-los de participarem da vida ativa do país , e vocês se calam diante dos vários crimes de Lesa – Pátria e Traições de alguns ministros/juízes do próprio Supremo Tribunal Federal , que não tem respeito próprio e nem se respeitam , que a todo instante mudam de jurisprudência de acordo com a ” CARA DO FREGUÊS e QUEM PAGA MAIS ” , em total desrespeito as leis e a hierarquia jurídico institucional do Brasil .

  15. Segundo alguns eu deveria colocar a viola no saco e ir tocar em outro lugar, menos aqui nesse sitio onde mourejam vários Varões de Plutarco.
    Estive na caserna bons anos de minha juventude, anos que os de hoje apelidam de Porões da Ditadura, Antro de Torturadores, Anos de Chumbo e outra jargões de ordem.
    A tal Ditadura do Proletariado foi escoimada de suas historietas produzidas por mentores carimbado e cacifados.
    Entonces como civil, aposentado e pagador de impostos não posso emitir opinião sobre a vida pública e seus mandatários, por ter servido a pátria devo aceitar ser enquadrado como algo do tipo do lumpen proletariat?
    Imagino o que Villas Boas deve pensar sobre isso.
    Senhores, não menosprezem a fúria das legiões, a história é boa professora.

  16. Prezado Antônio Santos Aquino

    Louvo a sua coragem de escrever este belo artigo, em favor da liberdade. As milícias digitais estão em polvorosa denotando um esgarçamento das ideias. A ideia ou o pensamento só é bom quando estiverem de acordo com o direitismo exacerbado atual, que condena todos na vala comum do “esquerdismo”.
    Tá complicado escrever qualquer coisa nesses tempos obscuros.
    Chegaram ao ponto de execrar o maior jornalista de todos os tempos, o ínclito Hélio Fernandes, o mestre inigualável da imprensa brasileira e mundial. No Globo é proibido pronunciar o seu nome nas Tvs e escrever em seus jornais diários.
    Hélio foi preso pela ditadura militar-civil e desterrado em FERNANDO DE NORONHA. Seu jornal foi empastelado na calada da noite em maio de 1981. Resistiu a tudo e a todos, sem reclamar e escreve diariamente até hoje aos 99 anos de idade. Respeitem esse homem, que deu a vida pela liberdade de expressão. Atacá-lo como fizeram aqui nesse espaço democrático é uma covardia. Tenho vergonha e asco daqueles que não conhecem a história de vida desse excepcional brasileiro, que também erra como todos nós, porém, sua vida é uma saga em favor da sociedade brasileira tão vilipendiada pelos governos e pela elite corrupta e venal, que só pensa em privilégios e lucros para sua casta, que se encontra no topo da pirâmide.
    O momento é de ouvir até insanidades nas redes digitais e esperar que as pessoas reflitam para o bem do país, afinal é tudo que os cidadãos querem, trabalhar, viver, amar e ser feliz.
    Um bom início de semana para todos.
    Não desanime, Aquino, vamos em frente. Retroceder jamais.

  17. Se valer de Ciro Gomes para criticar a posicao de generais que querem a ordem, é o mesmo que se valer de falso testemunho para condenar inocente.
    O STF passou dos limites, e poucos ali dentro trabalham pelo Brasil.
    Vivem no mundo da lua e da orgia moral, e não respeitam o sofrimento do povo brasileiro que paga suas contas,e cada vez mais não tem sossego com a roubalheira que cai sobre seus ombros.
    Ou o STF manda prender em segunda instância ou se curvarà mais tarde a vontade do povo brasileiro de ver a sua prisão.

  18. A verdade doi como um facho de luz nos olhos em uma noite escura. Não escrevo para defender ninguém escrevo a verdade. Esses quadrupedes ficam esperando a manada passar e correm atrás como umas bestas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *