Meu nome é Jair Messias Bolsonaro. Podem me chamar de presidente.

Resultado de imagem para bolsonaro foi votar

Bolsonaro tem uma missão que terá de cumprir

Jorge Béja

Ele venceu. E vai governar o Brasil de 01.01.2019 a 31.12.2022. Venceu, não por ser um fenômeno. Muito menos, mito. Fenômeno e mito são dons, são atributos de ordem transcendental. Gandhi, Mandela, Luther King, Chaplin, Joana D’Arc, Chopin, Mozart, Liszt, Bach, entre outros, e cada um no cumprimento de sua missão, é que foram fenômenos, mitos, gênios. Eram iluminados. Marcaram épocas. São imortais. Já Bolsonaro, não.

Quando é chamado de “mito” por seus correligionários, a adjetivação está fora da realidade. É alegoria. Não traduz um fato concreto, histórico, científico ou filosófico a ele atribuído.

UM MEDICAMENTO – Bolsonaro é um anti-histamínico para eliminar a cor vermelha que lambuzaram a Bandeira Nacional, para fazer sumir a vermelhidão da pele, acabar com as coceiras, os edemas e outras alergias mais. Bolsonaro também é um antibiótico contra infecções por microorganismos e bactérias resistentes.

Bolsonaro é medicamento novo. Vai ser testado. Pode até curar. O tratamento é de longa duração. A dosagem precisa ser pesada, forte, ininterrupta, porque o doente chamado Brasil está duramente enfermo. Agoniza no CTI. Ainda não morreu. Se encontra entubado, mas há esperança de cura.

SURGE FRANCISCO – Naquele 13 de Março de 2013, vi na televisão o cardeal francês Jean-Louis Pierre Tauran (1943-2018) chegar na varanda externa da Basílica de São Pedro, em Roma, e com sua voz e gestos trêmulos dizer ao mundo:

“Annuntio vobis gaudium magnum, Habemus Papa. Eminentissimum ac Reverendissimum Dominum, Dominum Georgium Marium Sanctae Romanae Ecclesiae Cardinalem Bergoglio qui sibi nomem impossuit Franciscum” (Anuncio a todos vós, com grande alegria, temos Papa. Eminentíssimo e Reverendíssimo Senhor, Senhor Jorge Mario, Cardeal Bergóglio da Santa Romana Igreja que impôs a si o nome de Francisco).

Naquele dia eu identifiquei logo quem era o eleito no conclave que não durou muito tempo reunido na Capela Sistina. Era o cardeal “argentino” Jorge Mário Bergóglio que conheci pessoalmente no final da década de 1990 quando me apresentei ao piano no Teatro Colon, em Buenos Aires, no encerramento de um congresso internacional de ex-alunos.

“CLAIR DE LUNE” – Quando agradecia os aplausos, após executar a última peça, alguém da plateia estendeu o braço, me alcançou no palco e me passou um pequeno papel em que estava escrito “Clair de Lune” de Debussy.  Voltei ao piano e toquei. Era um “extra” vindo dos céus. Foi “Bergóglio”, então arcebispo de Buenos Aires, quem escreveu e pediu, me disse ele depois.

A eleição de Francisco para o comando da Igreja veio no momento certo, quando a Igreja Católica estava quase quase em ruína. E Francisco não cruzou os braços. Prendeu cardeais por corrupção e apropriação indébita. Entre eles, o dirigente maior do Banco do Vaticano. Submetido ao devido processo legal segundo as leis do Estado do Vaticano, hoje cumpre pesada pena de prisão no xadrez da Santa Sé.

Expulsou da Igreja padres, bispos e cardeais pedófilos, espalhados pelo mundo. Houve muita resistência. Quase conflito e assassinato. Mas Francisco venceu. A verdade, a honestidade, a pureza, a defesa da legalidade e do que é bom, justo e perfeito sempre triunfa. 

FRANCISCO DE ASSIS – Quando o então cardeal-arcebispo de Buenos Aires foi eleito Papa e adotou o nome Francisco, Jorge Bergóglio teve o seu pensamento voltado para o Francisco de Assis do Século XII, que ao perguntar a Jesus “Senhor, que queres que eu faça?”, ouviu a resposta: “Francisco, não vês que a minha casa está em ruínas? Vai, pois, restaure-a para mim”.  E Francisco deu início à restauração.

É esta a ordem, é esta a missão, é este o comando que o povo brasileiro dá ao senhor, presidente Bolsonaro. Restaure o Brasil para todos os brasileiros, para todos os povos, para todas as gentes. O senhor não é fenômeno nem mito. Sua eleição conta mais com o sentimento coletivo da “ira”, da justa “ira” que o povo nutre com o desastre e os danos que a era petista causou ao Brasil, do que com os seus méritos próprios, que existem e que agora – esperamos – virão à tona com o seu governo.

UM DEMOCRATA – Nunca, jamais, em ocasião alguma seja o senhor um déspota, e sim um democrata. Despotismo é terrível. Nem aqueles “Déspotas Esclarecidos”, como registra a História, defendiam a Liberdade, a Igualdade e a Fraternidade, e sim seus interesses para continuarem no poder e por isso passaram usar as ideias iluministas. 

A Constituição Federal e a ordem jurídica nacional são as colunas que sustentarão o seu governo. Não as fira. Não as derrube. A elas se submeta. Se não são boas, mude-as, então, seguindo o regular processo legislativo previsto na Constituição.

SEJA ENÉRGICO – Não se cerque de pelegos, aproveitadores, de gente boçal, despreparada e corrupta. Sua formação militar é rígida e não permite estar na companhia deles, assim como o senhor nunca esteve em quase 30 anos de legislatura. À menor suspeita de que um seu assessor, ministro ou integrante de outros escalões de seu governo cometeu ilícito contra a Administração, afaste-o do cargo, imediatamente, até que o processo investigativo termine. Basta a fundada suspeita. Depois, se for inocente, faça-o retornar. Se culpado, exonere-o e deixe seu destino a cargo do Poder Judiciário.

Tenha sempre, como únicos alvos principais do seu governo, a paz, a saúde, a segurança, a boa formação e a felicidade de cada um dos brasileiros. O bem comum, enfim.

PELO POVO – Sem ser populista, governe para o povo, pelo povo e com o povo. Despoje-se da menor vaidade. Sua missão é a de restaurar o nosso país, a nossa casa, que também está em ruínas, como estava a “casa” que Francisco de Assis restaurou e reedificou. Mesmo presidente, comandante-em-chefe das Forças Armadas, seja o senhor uma pessoa simples, sem ostentação e sem pompas. Seja como se fosse uma folha de papel no chão. Mas não se deixe ser pisado. Exerça sua autoridade, sem ser autoritário. Ouça os sábios, os pensadores, os anciãos. Aconselhe-se com quem tem bom conselho para dar.

O senhor venceu a morte. Aquela facada foi para matá-lo. Então, afaste, também, de todo o povo brasileiro, o perigo do esfaqueamento que nos amedronta, da morte que nos cerca e que enfrentamos, todos os dias, todas as horas, há anos e anos, por causa da violência urbana, do péssimo atendimento médico-hospitalar, por causa dos serviços públicos que mal funcionam, quando existem.

EQUIPES MÉDICAS – O povo brasileiro viu as equipes médicas irem até sua casa, no Rio de Janeiro, para cuidar do senhor. Nós, do povo, nem queremos tanto. Queremos, tão só, não esperar nas filas e corredores dos hospitais para sermos atendidos, o que leva horas, dias, semanas e até anos e anos. Aqui no Rio de Janeiro, o Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (INTO), o Hospital de Bonsucesso, o Hospital do Andaraí, que são federais, estão arruinados.

Coloque-os no mesmo nível do Hospital Central do Exército, do Hospital Naval Marcílio Dias, do Hospital da Aeronáutica, onde nada falta. Aqui no Rio de Janeiro e no país inteiro. O Brasil agoniza no CTI. O povo também. Os brasileiros estão enfermos e desalentados.

SEM CONCHAVOS – Não se aconchave com partidos políticos, com deputados, senadores, governadores, prefeitos, ministros, magistrados… Com ninguém. Também não permita que por eles o senhor seja manipulado, adulado e cortejado. Os Poderes da República são independentes, em primeiro lugar. Depois é que são harmônicos. Mas harmonia não quer dizer compadrio, cumplicidade, subserviência, arranjos e troca de favores.

E saiba que a maior autoridade, até mesmo acima do senhor, agora presidente da República eleito, a maior autoridade é o Povo Brasileiro. Tudo pelo povo. Só pelo povo. E no curso e ao cabo dos quatro anos de governo, que seja o senhor visto e tido como verdadeiramente um mito, um fenômeno, um herói, aplaudido e muito amado pelo povo que o elegeu presidente e pelo mesmo povo que o senhor elegeu como prioridade no seu governo. 

ADVERSÁRIO – Tenha o senhor toda a consideração, todo o respeito, toda a educação com o seu adversário político. Não o hostilize. Se lhe assiste razão, com ele concorde. É da democracia. É da civilidade. Porém, reação adequada a qualquer deslize que dele parta. Não transgrida as leis cármicas. Nem as desafie. Elas nos cobram por nossas ações e omissões que praticamos um segundo atrás ou em vidas e vidas passadas. As leis cármicas são inexoráveis. A todos apanham. Suas multidensidades são transcendentais. E nunca são percebidas por olhos comuns. 

Ore todos os dias. Deus é onipotente, onipresente e onisciente. Deus é todo poderoso, está presente em todos os lugares e tudo sabe. Não despreze os ensinamentos que nos legaram nossos antepassados. Encontre tempo e silêncio e conheça as “Características do Homem de Bem”, descritas por Allan Kardec no Capítulo 12, item 918 do “O Livro dos Espíritos”. Servirá para o aprimoramento e elevação da sua conduta pessoal e para saber, identificar e conhecer todos aqueles que o cercam.

E para terminar. Se puder, traga sempre em seu poder, no corpo ou na roupa, a pedra ônix, mas a verdadeira, a autêntica. É pedra poderosa. Limpa, energiza e seus efeitos são terapêuticos. Não é superstição. Não é “fake”. É verdade da Ciência Esotérica e da Ciência Holística.  Mas todo cuidado é pouco. Se a ônix que o senhor venha usar for pedra falsa, imitação da verdadeira, os efeitos são opostos. Derruba e destrói quem a carrega. Saúde, muita saúde e paz, presidente Jair Messias Bolsonaro.

49 thoughts on “Meu nome é Jair Messias Bolsonaro. Podem me chamar de presidente.

  1. Toda eleição é uma aposta e a desta é em Bolsonaro, como não poderia deixar de ser, pois se apostou no PT nas passadas e esse partido decepcionou na economia e pelo cometimento de crimes nunca vistos no Brasil com o objetivo de transformar o pais numa ditadura de esquerda como na Venezuela agora.
    Agora é esperar que ele, Bolsonaro, faça alguma coisa de positivo para a nação, caso contrário, teremos que apostar em outro candidato nas próximas..

  2. O interessante que se observa no Bolsonaro é que nestes mais de anos de política, ele, no começo, com seus rompantes de indignação contra a mentirada das esquerdas, falava o que devia e o que não devia, mas com o tempo ele evoluiu e até demonstrava humildade, fazendo o mea culpa de algum excesso e até se mostrava mais racional e moderado, coisa que no PT nunca houve, mesmo com os crimes hediondos que esse partido cometeu contra o povo brasileiro, quando esteve no governo.

  3. Caro Dr. Jorge Beja,
    As lágrimas caiam dos meus olhos ao ler o seu exuberante texto CRISTÃO, pois aqui aonde moro o povo está em FESTA, FELIZ, porque espera há muito ter de volta o seu país.
    Uma verdadeira aula de FÉ.
    Esse seu artigo tem que chegar ao candidato ainda a pouco eleito o novo Presidente desse pobre país – Jair Messias Bolsonaro.
    Se Jair Messias Bolsonaro o novo Presidente de nossa amada pátria mãe gentil Brasil seguir à risca as sábias palavras empregadas neste seu exuberante texto, certamente que iniciaremos a recuperação de nosso amado Brasil.
    Enfim, o seu recado para o novo Presidente do Brasil Jair Messias Bolsonaro é que “TODO O PODER EMANA DO POVO E EM SEU NOME SERÁ EXERCIDO”.
    Desejo-lhe PAZ, SAÚDE, AMOR extensivo a sua esposa e família.
    Parabéns e lhe agradeço por nos brindar com esse texto magnífico e que mostra o único caminho a ser percorrido pelo novo Presidente do Brasil Jair Messias Bolsonaro: O BEM COMUM.
    Um grande abraço.
    João Amaury Belem

  4. Cadê aqueles idiotas anti – Bolsonaro mamadores de verbas de universidades públicas que vinham aqui mostrar pesquisas do ibope /datafolha desmerecendo o mérito do Bolsonaro? Depois que o contrato que remuneravam esses LIXOS que postavam aqui, exclusivamente para denegri-lo, o último recurso agora é o comércio de picolé na praia! E ano que vem o verão vai ser quente!!!! É BOLSONARO PRESIDENTE! !!!!

  5. Fica quietinho. Se vc lambe a sola do sapato do governo estrangeiro onde vc mora e não pode postar suas asneiras por aí, respeita o Brasil que é o nosso país, palhaço!

  6. CN, socorro, ele voltou, mais pernóstico ainda, manda esse vagabundo ir pastar, aqui não tem mais lugar para ele.
    Bolsonaro é o presidente, viu o “coisinha” a toa.

  7. “Amarra o Teu Arado a Uma Estrela

    (Gilberto Gil)

    Se os frutos produzidos pela terra
    Ainda não são
    Tão doces e polpudos quanto as peras
    Da tua ilusão
    Amarra o teu arado a uma estrela
    E os tempos darão
    Safras e safras de sonhos
    Quilos e quilos de amor
    Noutros planetas risonhos
    Outras espécies de dor

    Se os campos cultivados neste mundo
    São duros demais
    E os solos assolados pela guerra
    Não produzem a paz
    Amarra o teu arado a uma estrela
    E aí tu serás
    O lavrador louco dos astros
    O camponês solto nos céus
    E quanto mais longe da terra
    Tanto mais longe de Deus”

  8. Sábias palavras, seria muito bom que o agora presidente Bolsonaro pudesse, de fato, ouvi-las. Pode ser um clichê, mas é verdadeiro e nunca é demais lembrar: ao ser eleito, o candidato passa a ser o presidente de todos, um homem de estado. E o verdadeiro estadista é aquele que sabe se colocar acima das idiossincrasias tanto dos seus apoiadores mais sectários, os sempre hiperativos ” mais realistas que o rei”, quanto dos seus adversários mais intransigentes, os maniqueístas avessos a reconhecer a alteridade, numa sociedade que será sempre diversa e plural.

    Ao atingir esse patamar de grandeza, postulando e construindo uma postura realmente democrática, contaminando a sociedade com essa conduta ao longo do seu mandato, aí sim, quem sabe, poderá, ao seu término, se consagrar como um verdadeiro fenômeno político, talvez um mito.

  9. wow.wow.wow.wow,wow.wow.kkkkkkkkkkkkkkkAceita que dói menos pândego cabeça de sonrisal !!!! kkkkkkkkkkk wow.wow.wow.wow.wow. !!

  10. AndreBR,
    Que DESELEGÂNCIA!
    Saiba PERDER!
    Que DEUS te ilumine, considerando o que se contém em sua triste manifestação.
    Que DEUS PAI CELESTIAL toque o seu coração para que você tenha respeito com as pessoas, pois perdestes a oportunidade de ficar quieto.

  11. Ver agora o pronunciamento do candidato petista PERDEDOR ao vivo na tv NÃO TEM PREÇO. PS.: As caras da Manuela e do Boulos são impagáveis!!! Delicia!

    • Ouvi as palavras do perdedor Haddad. De improviso, nada leu, equilibrada, não ofendeu ninguém. Caiu de pé. Sabia que ia perder, mas foi até o fim, conforme aconselhava o grande Dom Helder Câmara.

      Até o fim, por Dom Hélder Câmara.

      Não, não pares.
      É graça divina
      começar bem.
      Graça maior,
      persistir na caminhada certa.
      manter o ritmo…
      Mas graça das graças
      é não desistir.
      Podendo ou não podendo,
      caindo, embora, aos pedaços,
      chegar até o fim…

      Dom Hélder Câmara
      (1901-1999)

      Parabéns, ao Presidente Bolsonaro e ao Prof. Haddad.

  12. ESTOU ALIVIADO! PELO MENOS ATÉ 2022 ESTAMOS LIVRES DA AMEAÇA DA VOLTA DA ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA! AGORA É COM A JUSTIÇA QUE TEM QUE PUNIR QUEM TIVER QUE SER PUNIDO! NÃO ACREDITO EM CULPA DO FERNANDO HADDAD, ATÉ PROVA EM CONTRÁRIO ELE ME PARECE SER UM HOMEM HONRADO! JÁ SOBRE BOA PARTE DO PARTIDO DELE, PRINCIPALMENTE DA CUPULA, NÃO TENHO A MESMA OPINIÃO! BOA

  13. Que ironia do destino, ou quem sabe da história, “intervenção militar” via o sufrágio universal do VOTO.
    Quero aqui consignar os meus elevados cumprimentos à Ministra Rosa Weber do TSE que presidiu as eleições de 2018, haja vista as milhares de manifestações acerca da CREDIBILIDADE das urnas eletrônicas, pois não ocorreu o pesadelo que assustava a todos nós: FRAUDE ELEITORAL.
    A Ministra Rosa Weber Presidente do TSE deixa o seu nome marcado para a história da incipiente democracia brasileira.
    Parabéns ao POVO BRASILEIRO.
    Que o Brasil rume à ORDEM e ao PROGRESSO.

    • Já foram enterrados dia 28.
      Todos os petistas juntos.
      Nao precisa levar flores não.
      Eles odeiam coisas bonitas..o belo. .o feliz …o contente. .faz mal a eles.
      Se achar que deve..pode levar ao túmulo um belo pedaço de MORTADELA. ..
      Disso eles gostam muito! !
      Passar bem. .e meus sinceros ( mentirinha)
      pêsames !!

  14. O Brasil está de parabéns pela festa democrática e por consequência um novo presidente eleito com o aval do povo, não um novo político, mas “simplesmente” um novo presidente.

    “A Constituição Federal e a ordem jurídica nacional são as colunas que sustentarão o seu governo. Não as fira. Não as derrube. A elas se submeta. Se não são boas, MUDE-AS, então, seguindo o regular processo legislativo previsto na Constituição.”

    MUDE-AS —- este é o verbo crucial (decisivo)
    mudar o que e para que?

    Ouvi o discurso do nosso próximo Presidente e estou ouvindo o discurso do outro candidato, um leu o discurso o outro falou sem ler.

    55% vs 45%

    Lembre-se, Presidente Bolsonaro, o Sr. não foi eleito só pelos ricos.

    Cada mudança tem de ser explicada com detalhes e na linguagem do povo.

    Parabéns.

    • “não um novo político, mas “simplesmente” um novo presidente.”

      Parabéns pela ressalva, caro Observando.

      Detalhe mais do que relevante, embora muitos não gostem de admitir…….

  15. Parabéns, Dr. Beja.
    Excelente artigo.
    Os brasileiros verdadeiros que pensam como nós estão de alma lavada.
    Estes canalhas de esquerda, petista e outros, vão para o esgoto da história.
    Parabéns.

  16. Ouvi as palavras do perdedor Haddad. De improviso, nada leu, equilibrada, não ofendeu ninguém. Caiu de pé. Sabia que ia perder, mas foi até o fim, conforme aconselhava o grande Dom Helder Câmara.

    Até o fim, por Dom Hélder Câmara.

    Não, não pares.
    É graça divina
    começar bem.
    Graça maior,
    persistir na caminhada certa.
    manter o ritmo…
    Mas graça das graças
    é não desistir.
    Podendo ou não podendo,
    caindo, embora, aos pedaços,
    chegar até o fim…

    Dom Hélder Câmara
    (1901-1999)

    Parabéns, ao Presidente Bolsonaro e ao Prof. Haddad.

    • Agora, com a vitória de Bolsonaro, vamos ter a certeza de que a Lava-jato vai continuar e quem sabe haddad poderá até ficar mais bem educado.

  17. Quero que o presidente eleito trate amigos e adversários do mesmo jeito, sempre dentro da lei. E que não se deixe comover com o choro dos perdedores, eles que vão chorar na cama, que é lugar quente. Também não se precipite estendendo a mão aos vencidos, deixe a poeira assentar, talvez até estes entendam o gesto de reconciliação.

  18. Bolsonaro é o antídoto para o petismo. Ponto final. O que esperar dele uma incógnita. O que esperar dono do poder, ou seja, o povo brasileiro: bastante estado.
    O brasileiro, especialmente os eleitores de Bolsonaro, são contra a redução do aparato estatal. Sao contra as privatizações. Portanto, nós todos, inclusive eu, elegemos um novo amo. Vamos continuar a manutenção de um estado mastodontico, caro e perdulário. Vamos continuar com impostos de país nórdico e serviços de Venezuela. Muda-se o governo e persiste a mentalidade estatista do povo. Queremos viver todos as custas de todo o resto.

      • O Paulo Guedes é o Paulo Guedes. As ideias são excelentes. A aplicabilidade só Deus sabe. Eu pressinto bastante dificuldades em aprovações devido à nossa idolatria pelo estado, que tudo pode, tudo provém. É minha humilde opinião. Gostaria de estar errado.

  19. Sobre Haddad: sabe aquela história do lobo em pele de cordeiro?

    Figuras com essas do partido do crime devem ser extirpadas da política para sempre, com o povo os rejeitando nas urnas como agora.

  20. O PT acabou de vez…..chupa essa manga !!!! O tal Poste mesmo sendo um homem educado e instruido , na primeira fala que teve como perdedor , não foi homem tão inteligente assim, esqueceu de comprimentar o vencedor como o novo presidente do Brasil., isso ja mostra como o PT era uma gangue de ladroes e mamamdores das tetas do governo….ACABOU A MORTADELA viu musa do virgulino

  21. Muito obrigado, Dr. Béja e Dr. Carlos Newton. Empenhei-me voluntarianente por esta causa. Assinei uma folha em branco, investindo meu tempo fazendo campanha com meus amigos. Muitos deles de mais de 40 anos, do cursinho, da nossa amada faculdade em Ribeirão Preto, amigos de mais de trinta anos aqui onde moro no Centro Oeste. Ganhei críticas no facebook, fui rotulado de muitos adjetivos… Compartilhei orações, incertezas durante a campanha, temor de fraudes, violências. Tudo por um idealismo quase juvenil, pensando somente numa coisa: o quê vou deixar para as gerações que estão vindo? Deixar décadas de incertezas, de dependência de um ‘estado paisão’ onde uma elite privilegiada vai decidir pelo futuro deles? Mei dúzia esta que ancora suas práticas numa moral anacrônica que deixaria Marx ruborizado com tanta cegueira? Não, foiu um momento crucial, um divisor entre Luz e trevas. Espero que nossa Pátria tenha encontrado seu rumo. Se preciso for, voltarei à luta!

  22. Que alegria e satisfação abrir este blog cedo pela manhã, e ler a preciosidade deste artigo, escrito pelo nosso eminente dr.Béja!

    Que pondera a Bolsonaro, Presidente do Brasil, que esteja alerta em certos momentos, e como deve agir com relação à situação do país onde temos os problemas mais graves.

    E, mostra ao novo mandatário, que a sua função tem um quê de divino, tanto por ter resistido à tentativa de assassinato que foi vítima, quanto trazer de volta para o povo a honra e dignidade de poder pronunciar palavras como família, patriotismo, Deus, ordem, progresso, desenvolvimento, sem que passemos vergonha ao lado daqueles que se dizem “progressistas”!

    Aplaudo efusivamente o texto em tela.
    Brilhante, sensível, exatamente como o seu autor, um homem preocupado com o país e povo, e cuja atuação como cidadão comprova as suas qualidades e reconhecimento nosso pelo que representa de autenticidade, legitimidade e exemplo a ser seguido por todos nós!

    O meu abraço forte e fraterno ao nobre advogado.
    Vida longa, saúde e paz.

  23. Dr. Béja, que Deus-Pai lhe abençoe, permita, assino um milhão de vezes o Artigo, por considerá-lo, uma Luz no Caminho para redenção do Brasil, e a Esperança, de ver realizada a profecia de Humberto de Campos Espírito, no livre psicografado por Chico Xavier: “Brasil, Coração do Mundo e Pátria do Evangelho”.
    Oremos a DEUS pela Humanidade e o nosso Brasil, lembrando a mensagem de Jesus, o Cristo: “Amar a Deus sobre todas as coisas e ao Próximo como a si mesmo”, somos todos irmãos perante nosso Criador: Deus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *