Michael Jackson morreu na hora certa, mas de quê?

Todas as grandes personalidades deveriam morrer aos 50 anos. Foi o que aconteceu com o mais famoso cantor de musica pop. Morreu ás 2:40 da tarde (no Brasil), só se soube a partir de 5 horas, 3 horas depois.

O noticiario invadiu a madrugada inteira (de quinta para hoje, sexta) e não parou. Foi capa (Primeira) de todos os jornais do mundo.

Imaginem jackson morrendo aos 80 90 anos, chamado de “idoso”, de forma depreciativa como gostam e costumam usar a palavra?

Lembrariam logo de alguns aspectos menos positivos de sua vida e não de sua carreira. Ele não teve interferencia nem escolha. Mas aos 50 anos, conquistou a eternidade.

Quanto às causas da morte, não foram reveladas. mas ninguém morre aos 50 anos do coração, sem um historico. As mais provaveis dessa morte subita, três. 1) Doença cardiaca congenita, nao revelada, e até não conhecida pelo proprio cantor.

2) Doença cardiaca adquirida, também não do conhecimento de Michael Jackson, ou até deliberadamente escondida, o que não seria surpreendente, em se tratando de uma celebridade como ele. Chegam a dizer, sem a menor confirmação, que ia muito a consultorios medicos.

3) Estresse, provocando arritmia coronaria. Durante o longo processo que terminou com o julgamento e a absolvição no caso do suposto abuso do menor, seu coração não deu o menor sinal de fraqueza ou fragilidade. Agora, esse estresse provocado por uma emoção positiva, ou seja, o anuncio oficial de que faria 50 shows, o que não acontecia há anos.

De qualquer maneira, morreu por falta de respiração. A resistencia humana acaba com 3 minutos, ele ficou 7 ou 8 sem respirar, já chegou no hospital com morte cerebral.

Hipotese, mas indiscutivel: se perdesse a respiração estando num hospital, não teria morrido.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

One thought on “Michael Jackson morreu na hora certa, mas de quê?

  1. E para que conste (ne3o iotmrpa, mas iotmrpa para mim), eu fui educada pelos princedpios da religie3o catf3lica e fui durante 2 anos catequista. Hoje com 25 anos respeito esta religie3o e outras religif5es, mas eu tenho as minhas prf3prias convice7f5es, ideais e coloco sempre em dfavida o que oue7o, leio e tento ir mais ale9m do que e9 visedvel ou invisedvel aos nossos olhos. Poderia ser testemunha Jeove1; seguidora do Ale1, dos princedpios do budismo, hinduedsmo…; judia… Ne3o tenho religie3o, ne3o tenho Deuses e Deus, apenas tenho o meu corpo, a minha alma, os meus princedpios, as minhas ideologias, o meu saber e os conhecimentos que adquiro ao longo da minha existeancia enquanto ser.Serei, apenas ou algo mais, uma “eterna” aluna da vida!(Ti: a minha opinie3o sobre ti vai muito mais ale9m do que possas pensar ou imaginar, ne3o e9s vidente, ne3o e9s Deus ou Semi-Deus, por muitos estados que possas vir alcane7ar nesta tua vida terrena. Como pessoa que e9s e atrevo-me a dizer que c9S, aprendi a respeitar-te mesmo ne3o concordando com as tuas supostas “visf5es, saberes, conhecimentos, ideias que muitas vezes se3o ffateis e vagas”, mas mesmo assim, eu gosto de vir ao teu espae7o para ler e reler os teus textos para interpretar, aprender, conhecer e pesquisar mais e mais sobre assuntos, temas que me interessam).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *