Minas Gerais também teve apuração secreta, por ordem de Toffoli

http://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil/files/2014/10/Captura-de-Tela-2014-10-31-%C3%A0s-18.19.30.png

Captura de Tela 2014-10-31 às 18.22.18

Carlos Newton

Conforme já publicamos aqui na Tribuna da Internet, o corregedor-geral da Justiça Eleitoral, ministro João Otávio de Noronha, confirmou que somente um pequeno grupo de técnicos do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) assistiu o minuto a minuto da totalização dos votos.

A apuração secreta, numa sala fechada e com proibição de uso de celular, foi a maior inovação eleitoral deste ano. Nunca antes, na história deste país, tinha se visto nada igual. E de acordo com o corregedor-geral do Tribunal Superior Eleitoral, ministro João Otávio de Noronha, foi por ordem direta de Toffoli que o TSE montou um esquema para manter isolados os técnicos responsáveis pela apuração, que ficaram incomunicáveis, sem contato inclusive com os membros da Corte.

E o mais inacreditável é que, ainda segundo o corregedor-geral João Otávio de Noronha, a orientação dada pelo presidente do TSE, ministro Dias Toffoli, foi para que os técnicos não informassem nem a ele o resultado parcial da eleição, antes da abertura dos dados para todo o País.

COMO GREENHALG SABIA?

Se era verdade que os técnicos do TSE estavam incomunicáveis, não podiam nem mesmo portar celulares, como então os petistas souberam previamente do resultado? O jornalista Felipe Moura Brasil denunciou que o dirigente e ex-deputado José Eduardo Grennhalg sabia do resultado, por ter postado em seu Facebook e divulgado no Twitter, às 19h26, que Dilma havia vencido a eleição. A essa hora, Aécio ainda estava na frente, só houve empate às 19h32m, mas seis minutos antes Greenhalg já anunciava a vitória.

Por gentileza, não levantem a dúvida de que se trata de “computador desatualizado no horário de verão”. Se ele tivesse postado a mensagem às 20h26m, jamais teria escrito a ressalva de aguardar o anúncio oficial: “Atenção: Dilma reeleita. Festejemos após o anúncio oficial do TSE essa vitória histórica contra o fascismo, a mídia aética e o PSDB.

Como todos sabe, às 20h26m, todo o País tinha pleno conhecimento de que Dilma vencera, os petistas estavam comemorando e Greenhalg com toda certeza já nem estava mais se distraindo na internet.

Detalhe: à mesma hora da “apressada” mensagem de Greenhalg, em Salvador os petistas já soltavam fogos, comemorando efusivamente a reeleição de Dilma. Como sabiam, se naquele exato momento do foguetório petista Aécio ainda estava na frente e só houve empate às 19h32m?

APURAÇÃO SECRETA EM MINAS

Portanto, fica mais do que comprovado que Greenhalg e outros petistas tinham conhecimento prévio da vitória de Dilma. Indague-se, ad nauseam: Se os técnicos do TSE estavam na sala secreta, incomunicáveis, e a divulgação dos primeiros dados somente ocorreu já depois das 20 horas, como o dirigente petista poderia antecipar o resultado?

O mais importante desse caso todo é que não houve sala secreta somente em Brasília, na contagem dos votos. Também em Belo Horizonte, no Tribunal Regional Eleitoral, a apuração foi sigilosa e sem fiscalização, por ordem expressa do ministro Antonio Dias Toffoli, presidente do TSE, é claro.

Confiram, por favor, o que o site da Veja publicou na seção “Bastidores da Política Brasileira”, exatamente às 19h37m, ou seja, um minuto após Greenhalg ter anunciado a vitória de Dilma.

Faltando trinta minutos para a liberação do resultado da eleição presidencial pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), os resultados já circulam freneticamente entre os tribunais regionais. Um único tribunal não participa da conversa. Em Minas Gerais, há ordem expressa para que nenhum número seja compartilhado com os outros TREs. Minas é, de fato, o ‘fiel da balança’ nesta eleição. O autor da ordem é o presidente do TSE, o ministro Dias Toffoli.”

Com apuração secreta no TRE de Belo Horizonte e no TSE de Brasília, o que se sabe é que Minas Gerais este ano teve cerca de 12 milhões de votantes e o resultado apresentou Dilma com mais 550 mil votos do que Aécio (cerca de 5% dos votos válidos).

Agora, faça as contas. Se o candidato do PSDB tivesse vencido em Minas com apenas 1,2 milhões de votos de frente de Dilma (o que significa somente 10% dos votantes mineiros), teria vencido a eleição. Não seria nenhuma surpresa Aécio vencer Dilma com essa pequena diferença em Minas. Pense nisso. É instigante, não?

Estes são os fatos – indiscutíveis, irrefutáveis e inaceitáveis – que marcaram as estranhíssimas inovações desta eleição presidencial, em que não houve transparência nem fiscalização. E la nave va…

 

46 thoughts on “Minas Gerais também teve apuração secreta, por ordem de Toffoli

  1. Caro S. Newton, esse Toffoli, servidor fiel do PT-governo, colocado na presidência do TSE, foi para servir a quadrilha, e não PRESIDIR COM HONRA, ESSA INSTÂNCIA, CUJO RESULTADO DE SUAS AÇÕES, INTERFERE NA VIDA DOS CIDADÃOS.
    Em 2012, meu Município Guapimirim-RJ, tinha um prefeito, eleito por um “estelionato eleitoral”, que foi cassado pelo TRE, mas mantido no poder, por “bênção do TSE”, e oficiei a ambos, o TRE me respondeu: pelo TRE estava cassado, mas, com liminar do TSE, e o TSE me respondeu, que estava tudo legal, a minha pergunta: o Prefeito sem voto, vai terminar o mandato? não terminou, em razão do MP e a Policia, prender os ladrões de 48 milhões, componentes da Câmara de Vereadores, Prefeito e auxiliares, com a “Operação os INTOCÁCEIS”, que a Justiça, em poucos dias, os libertou, em 5/set/14, fez 2 anos, e os ladrões estão na rua, dando adeusinhos para os panacas babacas.
    Portanto para mim, o TSE, com o Toffoli, que proibiu teste DAS URNAS, antes da eleição, e depois, sem a fiscalização dos partidos e apuração secreta, com a conivência de seus pares, o resultado não poderia ser outro no jargão da bandidagem: “ESTÁ TUDO DOMINADO”, É O ZÉ MANÉ QUE SE DANE, SE SATISFAÇA COM CESTAS MISÉRIAS E COTAS, PÃO E CIRCO, E SOBREVIVA NO ME ENGANA QUE EU GOSTO.
    PS. A VIDA CONTINUA, E PAGAREMOS ATÉ O “ÚLTIMO CEITIL”, LEI CÓSMICA, QUE NOS COBRARÁ NOSSO “LIVRE ARBÍTRIO”. Acreditemos ou não.

    • Enquanto isso, hoje a mulher do Toffoli….(Coluna da Esplanada )….O deputado distrital Alírio Neto, ex-presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal, e o presidente da OAB seccional DF, Ibaneis Rocha, viraram réus na 5ª Vara de Fazenda Pública em ação civil por denúncia do Ministério Público. A procuradora Roberta Maria Rangel, mulher do ministro do STF Antonio Dias Toffoli, também é citada na ação que pede reembolso de R$ 24,9 milhões aos cofres públicos.

      O processo nº 2014.01.1.170215-4 passou a tramitar nesta segunda (3) e já foram expedidos os mandados de intimação para oitivas.

      A ação foi movida pela 4ª Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público e Social do MP do DF e Territórios. Nela, os promotores Fábio Macedo Nascimento, Alexandre Fernandes Gonçalves e Cláudio João Medeiros Freire pedem a “reparação de danos causados ao patrimônio público da Câmara Legislativa do DF”.

      Em suma, o MP viu irregularidades no pagamento de juros e correção monetária a “centenas de servidores, ex-servidores e pensionistas” , referentes a perdas salariais na conversão do URV para o Real em 1994. A Câmara Distrital desembolsou pagamentos em 2008 aos servidores após pleito da Associação dos Servidores da Câmara – a ASSECAM.

      À época, Alírio Neto era presidente da Câmara, assessorado pela procuradora Roberta Rangel e equipe, e Ibaneis Rocha era advogado de defesa da ASSECAM.

      Segundo a denúncia do MP, Alírio Neto, “juntamente com a equipe que lhe prestava auxílio, entendeu por reconhecer dívida de forma notoriamente equivocada, por meio dos processos administrativos nº 001-000.225/2008 e 001-000.493/2008, vindo assim a permitir a realização de despesas não legalmente autorizadas”.

      Em valores corrigidos, o MP requer hoje o reembolso aos cofres do Poder Legislativo de e R$ 24.936.433,32 .

      A ação civil pública, acolhida pela Justiça, estipula a devolução de R$ 21.628.275,39 por parte de Alírio, Roberta Rangel e outros três servidores citados na ação. O MP requer de Ibaneis R$ 3.308.157,93 por honorários advocatícios recebidos na causa.

  2. Para mim o simples fato de ter havido “apuração sigilosa” já é motivo para impugnação desta eleição.
    Os fatos são concludentes. O que fazer agora? O que a oposição vai fazer agora? Esperar 2018?

    • Não adianta… Pensam que ditadura é composta tão somente de tanques e botinudos nas ruas. Não fizeram o ‘update’, ainda pensam em comunismo nos moldes do século XX.

      A cegueira chegou num nível em que até as pessoas esclarecidas se deixam levar por uma falsa sensação de liberdade. Triste.

  3. Parabéns Carlos Newton, pelos artigos que você vem colocando, nesta Tribuna da Internet, sobre as fraudes das urnas eletrônicas.
    Muito estranho o Aécio ter perdido as eleições em Minas, onde se fez politicamente; chegando a ser eleito e reeleito governador do Estado com votações expressivas , e seus governos bem avaliados pela população mineira.
    Para mim, tem algo que não encacha.
    Grande abraço.

  4. Continuo mantendo meu ponto de vista:

    O PT só faz o que faz pro que a dita oposição permite e aceita.

    Quando o PT era oposição questionava tudo que a situação estava fazendo.

  5. BEM VINDOS OS NOVOS CRÍTICOS DAS URNAS ELETRÔNICAS

    Há quase 20 anos desde que o sistema eletrônico de votação foi implantado, em 1996, o Pdt de Leonel Brizola vem denunciando a vulnerabilidade das urnas e até projetos de lei apresentou propondo impressão dos votos para possibilitar auditagens dos resultados eleitorais. Poucos ou quase ninguém, além de técnicos especializados da área ou mesmo acadêmicos e professores da Universidade de Brasília, davam ouvidos à tese de que as urnas eletrônicas são efetivamente inseguras.

    Depois de proclamados os resultados não há previsibilidade de recursos e mesmo os que forem protocolados morrem no âmbito da própria Justiça Eleitoral, isto vale para as eleições presidenciais (dois turnos) ou de quaisquer outras (governadores, senadores e deputados). As cúpulas do PSDB sabem disso e foram coniventes endossando esse sistema contra o qual agora se voltam com pretensão direcionada a tumultuar o campo político depreciando a reeleição de Dilma Rousseff. Por quê não falam da reeleição de Geraldo Alckmin e outros?

    Se há estudos concluídos por especialistas em informática afirmando que o sistema é falho e uma vez proclamados os resultados, por outro lado, não há previsão legal para recontagem dos votos, que afinal tanto podem ter beneficiado petistas quanto tucanos assim como favorecido ou prejudicado outras legendas na disputa, seria bem mais coerente rever essas regras impostas, denunciando-as ao mundo! Do contrário, da forma como agem, a coisa não passa do terreno das especulações e do oportunismo político e tudo seguirá como antes.

  6. Engraçadinho o Dr. Greenhalg. Mídia ética é aquela que ajuda a esconder quem realmente matou os prefeitos Toninho, de Campinas, e Celso Daniel, de Santo André. Será que os petistas algum dia diriam que partido eles aceitariam que vencesse as eleições? Só se for um PT2, certo?

  7. Por falar em Minas, a mineira Dilma e o PT trituraram a candidata Marina. Como existe a Lei de Ação e Reação, também conhecida como Lei do Retorno… Dilma vai receber o troco… já está recebendo… a Lei é matemática; está na Bíblia: “Dente por dente… olho por olho”. Em tempo: não estou pregando ódio, apenas falando de evidências teológicas, até porque não tenho ódio a ninguém…

  8. Nada como uma fraude após a outra.
    Dilma subiu os juros, está procurando um banqueiro que aceite segurar o rojão do Banco Central e promoveu o Janot para “Engavetador Geral da República Bolivariana”!
    Quem diria que em poucos dias ela faria tudo o que condenava…

    • Oi Nélio, penso que estariam sim… as grandes mídias jamais aceitariam Brizola Presidente… seu comentário me fez lembrar … no velório do governador Brizola, no Palácio Guanabara, quando o presidente Lula entrou no salão, os pedetistas começaram a cantar a música da Beth Carvalho: “Você pagou com traição a quem sempre lhe deu a mão”… ele ficou poucos minutos e foi embora…

      • E depois do enterro, a ala gananciosa comanda por Lupi, entregou o partido ao governo petista, por alguns carguinhos.
        Brizola tinha defeitos, com certeza. mas jamais estaria calado. Já teria colocado o bloco e o povo na rua, ainda no governo Lulla. E a coisa não teria chegado a este estado lastimável, deplorável, criminoso.
        O PDT atual, com raríssimas exceções, é um partideco. Sem ideologia, sem lideranças capazes de identificar o significado de “trabalhismo”. O que dizer então da história de Getúlio, Goulart, Pasqualini e Brizola!
        Se acabasse ou sumisse, restaria uma memória limpa daqueles que o fundaram e o respeitaram.

    • Concordo, com o que você disse! Infelizmente, não emos Brizolas nem Lacerdas! com eles o PT já estaria no buraco! A oposição vai ficar parada? Ou precisa de uma revolução para acabar com o PT?

    • E por falar nisso, a queda do avião de Eduardo Campos ocorreu quando, mesmo?
      Foi antes ou depois da guerra do Paraguai?
      Faz tanto tempo…ninguém mais comenta, pois é coisa muito antiga, sem importância.
      Ah! A caixa preta já falou? Ou foi “engavetada” para sempre?

    • O problema foi só a eleição da Dilma ou todas as outras contagens de votos foram fraudadas? Por exemplo, as contagens das cédulas de Alckimin foram feitas corretamente?

  9. No caso de votação para o Aécio em Minas ser suficiente para elegê-lo,o que teria acontecido?As urnas seriam deletadas,problemas técnicos?Quer dizer,a fraude-se não houve-estava armada!

  10. Dessa vez você apresentou argumentos que, por hora, não mostram brecha para refutações. Concordo com o que muitos e muitos dizem por aqui, só pelo fato da apuração ser em “um ambiente isolado” e o resultado só ser divulgado ao fim da contagem já é, no mínimo, suspeito.

  11. Povo brasileiro a única arma é tomar as ruas do País, eles se negam auditar as urnas, sabem o que será encontrado. Dia 15 de novembro novas manifestações tem que dobrar o número de brasileiros indignados nas ruas do Brasil. #VemPraRuaDia15

  12. Antônio Rocha , é verdade, todos cantaram a música de Beth Carvalho. O Brizola ,
    poucos meses após a posse do Lula, foi o primeiro a perceber a mudança do Lula,
    de defensor da ética da moral e dos interesse nacionais, passou a tratar apenas de
    permanecer no poder e enriquecimento dele, de sua família e base aliada, sem
    compromisso com o futuro da nação.

  13. Cara Jane, para a “Rua PACIFICAMENTE”, GANDHI, NOS DEU EXEMPLO, SEM UM “TAPA” LIBERTOU SUA PÁTRIA DO JUGO INGLÊS. O PT-governo, com certeza infltraria “baderneiros”. 15 de novembro, instauramos à REPUBLICA, passando a ser CIDADÃOS, os Sonhos de RUI BARBOSA, BENJAMIM CONSTANT, e muitos, de UMA REPUBLICA PARA NOSSO POVO, transformamos nisso que aí está; CORRUPÇÃO total, irrestrita, um Oceano de lama. OREMOS À DEUS, QUE SOCORRA COM SUA MISERICÓRDIA O BRASIL, DISTRIBUINDO “INFARTES” COM SEQUELAS DE IMOBILIDADE, A ESSES FILHOS DAS TREVAS, MOSTRANDO A NÓS O QUE MINHA AVÓ ANALFABETA, MAS DE GRANDE SABEDORIA DIZIA: MEUS NETOS,”AQUI SE FAZ AQUI SE PAGA”

  14. Quem seria melhor para o povo brasileiro? PT, PSDB. Nenhum dos dois. Quem paga a conta é o povo que não tem como se livrar das mãos dos carrascos. Em quem a creditar? Nos políticos, na imprensa vendida. Não. O povo deve acreditar em si, e fazer a revolução para mudar o que foi estabelecido desde o descobrimento do Brasil. Vendem o País e dizem que foi um grande feito. Ora bolas pele marrom, conta outra que essa já deu o que tinha que dar.

  15. Coincidentemente, em 1989, MG também fechou a “apuração” dos votos para presidente e também favoreceu o PT, dando a Lula uma vantagem de 400 mil votos sobre Brizola na contagem final do 1º turno, e o colocando no 2º turno contra o Collor. Era tudo o que eles queriam!
    O presidente do TSE era o mineiro Francisco Rezek, que logo a seguir virou ministro das Realções Exteriores do Collor.
    Minas e PT, tudo a ver!

    • Schoss, 16 anos de petecanos lá na Ilha da Fantasia (Brasilia)., mais 28 anos de governos da Quadrilha dos Éticos no Estado de são Paulo, seria então dai o ponto do controle da manada brasileira e paulista dos “Clubinhos do Bolinha”..????
      Um adendo, em São Paulo geraldo/covas/thc/anibal/aloisiomateus(terroris-ta)., agora tirou da cartola que todos paulsitas ao invés de tomar água da fonta vai bebe água de coco…….(sem acento. eh!eheh!)…

  16. Excelente a pergunta do comentarista acima. Na urna papel SEM RECIBO a fraude era corriqueira e frequentemente em proporcionais o voto até do próprio candidato não aparecia, quando se pesquisava no mapa da zona eleitoral, como, por exemplo em certa ocasião aqui mesmo no Rio e no bairro da Lapa. O último grande escândalo de fraude na urna papel aqui no Rio se deu com com uma filha do secretário do Brizola Cibilis Viana chamada Márcia, que teve até seu mandato cassado. Quanto ao Brizola do comentarista mais acima, ele só foi super votado no Rio com mais de 80% e um pouco menos no RGS. Perdeu para o Lula no primeiro turno, porque não se dedicou a trabalhar nem um pouquinho em SP, que sempre o rejeitou. Isso foi até mesmo reconhecido por ele. Por outro lado, ele não conseguiu repassar a totalidade de seus votos do Rio e RGS para o Lula no segundo turno e o Lula perdeu para o Collor, apesar de bem votado em SP. O Lula nem se se empenhasse teria conseguido convencer a paulistada a votar no Brizola contra o Collor, que derrotou lá o Maluf e o Afif Domingues e teve em seu benefício todos os votos desses aí citados no segundo turno.

  17. Citar o Brizola como possível cabo eleitoral do PSDB é de uma falta de criatividade fantástica. Que o ex governador criticava o PT e o Lula, todos nós sabemos, que o chamou de “sapo barbudo”, qualquer criança de primário sabe, mas,
    jamais votaria no PSDB do FHC e consequentemente no Aécio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *