Minhas esperanças para 2010

Vicente Limongi Neto
Mais lirismo, menos cinismo, mais pão, menos corrupção, mais ternura, menos ódio, mais amor, menos desamor, mais ação, menos omissão, mais determinação, menos vacilação, mais encanto, menos desencanto, mais clareza, menos torpeza, mais coragem, menos bazófia, mais energia, menos covardia, mais comida, menos miséria, mais sinceridade, menos falsidade, mais beleza, menos frieza, mais apreço, menos desprezo, mais lucidez, menos estupidez, mais alegria, menos tristeza, mais entendimento, menos ressentimento.

Comentário de Helio Fernandes
Antecipada, a esperança é sempre insuperável. Chegado e passado o tempo, ela não se realiza. Isto não é desesperança e pessimismo, e sim a realidade de um mundo e não apenas de um país, o nosso. Saímos da mais badalada conferência de todos os tempos em Copenhague, e tudo se esfumaçou, não por causa do que jogam na atmosfera e sim pelo vazio de corações e mentes.

De qualquer maneira, Limongi, tem que haver uma primeira vez para que a bandeira do otimismo ganhe o lugar mais alto de todos. Não apenas pela altura em que será colocada, mas porque é bafejada, embalançada e tremulada pelos ventos da liberdade, da igualdade e da fraternidade. Há 220 anos ouvimos isso, não conseguimos nos empolgar. Mas um dia, milhões e milhões (ou bilhões) comemorarão o fim da opressão e da miséria.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *