Ministério Público aceita ação e Pezão pode ter registro cassado

Deu em O Tempo
Se julgada favoravelmente pelo TRE (Tribunal Regional Eleitoral), a ação pode levar à cassação do registro, impedindo a posse o peemedebista no novo mandato e tornando-o inelegível por oito anos.

A ação foi proposta pelo candidato derrotado a governador Lindbergh Farias (PT) e denuncia suposto uso eleitoral do Gabinete Itinerante, programa do governo estadual em que os secretários visitaram o interior do Estado para ouvir as demandas da população.

O projeto passou a existir depois da renúncia do antecessor de Pezão, Sérgio Cabral (PMDB), e segundo a ação, tinha a finalidade de promover a imagem do governador.O procurador regional eleitoral auxiliar Mauricio da Rocha Ribeiro argumenta que “não merece prosperar a alegação dos investigados de que não houve conduta vedada em razão de não ter atuado o Gabinete Itinerante em período eleitoral”, em razão da “gravidade dos atos praticados pelos investigados” e propõe a condenação.A assessoria de Pezão, por sua vez, afirmou que “o Gabinete Itinerante nada mais é que a descentralização da administração, inexistindo conteúdo eleitoral e não tendo ocorrido no período eleitoral”.Ainda não há data definida para o julgamento da ação no TRE, mas a expectativa é de que o caso seja analisado na próxima semana.

2 thoughts on “Ministério Público aceita ação e Pezão pode ter registro cassado

  1. E o.processo do Lindinho , relativo ao fundo de pensao de Nova Iguscu ? Hoje pegaram os pastores do Crivela que vendiam licenca de pesca. Ja o Cabral ta mais sumido que viga da Perimetral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *