Ministério Público enfim pede condenação de Rose, a amiga de Lula

Marcela Mattos
Veja

O Ministério Público Federal apresentou denúncia contra Rosemary Noronha, ex-chefe de gabinete da Presidência da República em São Paulo, por improbidade administrativa. A ação foi apresentada à Justiça Federal em São Paulo no último dia 30 de abril.

Braço-direito do ex-presidente Lula, com quem mantinha estreita relação, Rosemary foi alvo da Operação Porto Seguro da Polícia Federal, que desmontou uma quadrilha especializada em venda de pareceres de órgãos públicos a empresas privadas. Na ocasião, agentes da PF fizeram buscas no gabinete dela na Presidência da República em São Paulo e apreenderam documentos.

A ex-secretária usava a intimidade que tinha com Lula para abrir as portas de gabinetes restritos na Esplanada. Em troca, recebia pequenos agrados, inclusive em dinheiro, e até o custeio de cirurgia plástica. Depois da operação Porto Seguro, a secretária de Lula foi acusada formalmente por formação de quadrilha, tráfico de influência e corrupção passiva.

IMPROBIDADE

No pedido de liminar encaminhado à Justiça Federal, o Ministério Público requer que ela seja condenada por improbidade administrativa por ter recebido vantagem patrimonial indevida em razão do exercício de cargo e violado os princípios de honestidade, imparcialidade, legalidade e lealdade às instituições.

As punições, conforme previstas em lei, são variadas: Rosemary pode ter decretada a perda dos bens ou valores acrescidos ilegalmente ao seu patrimônio, pode ter de ressarcir aos cofres públicos o valor integral desviado, perder a função pública, ter suspensos os direitos políticos de oito a dez anos, pagar multa de até três vezes o valor conquistado irregularmente, além de poder ficar proibida de contratar com o poder público ou receber benefícios ou incentivos fiscais.

“AUTORIDADE EM bRASÍLIA”

Em resposta ao Ministério Público, o juiz José Henrique Prescendo, da 22ª Vara Cível Federal determinou a remessa dos autos à Justiça Federal de Brasília, sob o argumento de que “as ordens foram emanadas de autoridade em Brasília” e que “se o dano atinge mais de um Estado e passa a ter abrangência nacional, a ação deve ser proposta no Distrito Federal”.

O juiz destacou ainda, na decisão, que a ação de Rose e dos demais envolvidos na Porto Seguro consistia “na prática de diversos atos de improbidade administrativa com vistas a se beneficiarem reciprocamente, tais como recebimento de propinas, recebimento de repasses indevidos de verbas públicas para custeio de despesas pessoais, nomeação de parentes e amigos em cargos públicos, solicitação de falsificação de documentos e de diplomas de curso superior e de ensino médio para nomeação em cargo público e tráfico de influência em órgãos públicos”.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGA repórter da Veja demonstra invulgar criatividade, ao chamar Rose de “braço-direito” de Lula. Na verdade, ela era a segunda-primeira-dama do País. com direito a elevada remuneração mensal, cartão corporativo secreto e viagens ao exterior ao lado do então presidente, com quem viveu tórrido romance por mais de 20 anos. Rose está desempregada, mas não tem problemas financeiros, porque Lula continua bancando tudo. E ninguém sabe se a paixão entre os dois acabou ou não. (C.N.)

4 thoughts on “Ministério Público enfim pede condenação de Rose, a amiga de Lula

  1. A opera bufa governista piora a cada dia. Agora o Zavascki disse , como o Dr. Beja ja havia adiantado , que a Dilma pode sim ser investigada. Como fico a cara do Janot engavetado ? kkkkk

  2. A Rosemary é peixe pequeno, descontada a possível conivência de Lula, que é,o que realmente importa no caso dela. Mas e a Erenice Guerra, que fazia um tráfico de influência muito mais pesado dentro do Palácio do Planalto e agora continua fazendo fora dele, com o nome de consultoria?
    Vai ficar por isso mesmo?

  3. Será que o Justiça Federal ….Senta a pua! Chega Brasil de et catervas! Há pessoas morrendo neste exato momento pela perniciosa corrupção, inclusive de juízo!

  4. GOVERNO Dilma LIMITA USO OU ACABA LOGO COM ISSO!

    Como escrevi inúmeras vezes, acho que conquistando a reeleição mais por conta própria e menos em função de armações nocivas das cúpulas políticas, que tudo fizeram para evitar sua continuidade na Presidência, Dilma Rousseff deve deixar de ser “poste do Lula” como foi considerada no mandato que agora encerra. É preciso que essa liberação efetivamente ocorra, será benéfico para o país que a presidente assuma por inteiro as suas responsabilidades de governante, sem essas ingerências de quem não teve a outorga dos eleitores.

    Afinal, desde quando Lula não concede entrevista coletiva e anda fugindo da imprensa? Assim mesmo suas articulações dos bastidores e de poder não deixam de chegar ao público porque de alguma forma acabam vazando. E não é correto atribuir ao Lula a nomeação de Joaquim Levy para o Ministério da Fazenda, pois desde a vitória de Dilma em 26 de outubro houve pressões do ex-presidente favoráveis ao nome de Henrique Meirelles para o comando da economia, mas apesar disso o ex-dirigente do BC acabou fora de tudo.

    CARLOS NEWTON – O Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou que o Planalto divulgue os gastos de Rosemary Noronha. No momento, a preocupação maior de Lula é evitar a divulgação dos abusivos gastos feitos por sua companheira de viagens internacionais, digamos assim. Não há maiores informações, mas tudo indica que o governo impetrou recurso extraordinário no STF. Acontece que o próprio STJ pode indeferir a manobra protelatória por não se tratar de questão constitucional, dando a questão por encerrada.

    Obs.: Postado em meu face no dia 3/12/2014 – link a seguir http://www.facebook.com/photo.php?fbid=1558247081058224&set=t.100006188403089&type=3&theater – citando a fonte http://tribunadainternet.com.br/lula-tenta-evitar-a-divulgacao-do-cartao-corporativo-de-rose/#comment-207043

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *