Ministra Rosa Weber pode estar salvando a candidatura de Ciro Gomes em cima da hora

Ciro Gomes: “Vou pra cima de Lula, maior corruptor da história brasileira” | Política | Valor Econômico

Mesmo com Moro disputando, Ciro ainda tem muita chance

Carlos Newton

Em boa hora, a ministra Rosa Weber suspendeu o orçamento secreto e as emendas de relator, usadas pelo governo para comprar votos de deputados. Muito provavelmente, a PEC dos Precatórios vai cair de madura e então Ciro Gomes poderá seguir em sua campanha, sem maiores constrangimentos com a trêfega bancada de seu partido, o PDT

Se realmente houver a união dos pré-candidatos à terceira via, oportunamente sugerida pelo governador João Doria (PSDB) e já aceita pelos pretendentes Henrique Mandetta (União Brasil) e Sérgio Moro (Podemos), com toda certeza um dos possíveis beneficiados é o pedetista Ciro Gomes, que está em campanha desde 2018, quando chegou em honroso terceiro lugar no primeiro turno.

DIZEM OS NÚMEROS – Como teve 12,47% dos votos válidos na eleição passada, o mínimo que se pode esperar é que Ciro Gomes mantenha esse eleitorado, já que nada fez para perdê-lo e, pelo contrário, desde 2018 está em campanha permanente para ampliar o apoio a seu nome.   

Naquela ocasião, os demais pretendentes à terceira via se saíram muito mal, com Geraldo Alckmin (PSDB) só chegando a 4,76%, João Amoedo (Novo) 2,50%, Cabo Daciolo (Patriota) 1,26%, Henrique Meirelles (MDB) 1,2%, Marina Silva (Rede) 1,00%, Alvaro Dias (Podemos) 0,80%, Guilherme Boulos (PSol) 0,58 e vamos parar por aqui.

Quatro anos depois, também há pré-candidatos a mancheias, como se dizia antigamente: Sérgio Moro (Podemos); Henrique Mandetta (União Brasil); João Doria, Eduardo Leite e Arthur Virgílio (PSDB); Alessandro Vieira (Cidadania), Simone Tebet (MDB), Rodrigo Pacheco (PSD), Luiz Felipe D’Ávila (Novo) e Cabo Daciolo (Brasil 35).  

PERSPECTIVAS – Até agora, as pesquisas indicam que Ciro Gomes e Sérgio Moro têm maiores chances na terceira via, embora não se possa desprezar a possibilidade de crescimento de João Doria, Eduardo Leite, Henrique Mandetta e Simone Tebet – isso, na minha opinião, é claro, pois estou apenas raciocinando em voz alta.

Por enquanto, vejo boas perspectivas para chapas com Ciro para presidente e Moro, Doria, Leite ou Simone como vice. Ou Moro encabeçando, com algum dos demais compondo a chapa. Mas ainda é cedo e tudo pode acontecer.

Acredito também que o PSDB vai se unir ao PT, com Gilberto Kassab ou Rodrigo Pacheco como vice de Lula, o que certamente prejudicará a candidatura de terceira via. Aliás, Pacheco pode optar pelo governo de Minas. Acredito, também, que Mandetta vai ser candidato ao governo do Mato Grosso do Sul, com apoio de Sérgio Moro.

###
P.S.
– Há apenas uma certeza. As expectativas são de uma eleição eletrizante em 2022, com favoritismo de Lula e Bolsonaro, mas grande possibilidade de um deles se tornar cavalo paraguaio e abrir espaço para uma terceira via que possa tirar o Brasil das mãos dessa gentalha, com diria Dona Florinda, que na vida real é viúva do Chaves, mas isso já é outra conversa. (C.N.)

14 thoughts on “Ministra Rosa Weber pode estar salvando a candidatura de Ciro Gomes em cima da hora

  1. hahahaha, CN voce é duca, me diga esse ano vai ter a reuniao do tão esperado concurso Piada do Ano, que como sabemos , reune várias personalidades da esfera politica…
    abs meu chapa

  2. Ué ???
    O insuportável Coroné do Sertão, não desistiu da candidatura na semana passada ???
    É um Coroné de muitas caras…
    Oportunista malandro e desesperado.
    Nunca será Presidente !
    Ainda mais com Cid e a família molambenta, que já participa das mordomias do dinheiro público, há tempos.
    País que envergonha !!!
    Credo !

  3. Rosa Weber, mais uma advogada do crime organizado (pt + psdb + stf), age conforme os interesses da máfia narco-socialista que destruiu o país: estuprar leis e princípios constitucionais para atrapalhar o governo do Presidente Bolsonaro.

    O resto é conversa pra boi dormir.

    • Rosa Weber é uma magistrada do maior respeito. Imparcial e que rejeita os holofotes e Tititi com os poderosos.
      Ela foi sorteada para decidir sobre uma ação interposta por Partido Político acerca de suposto ilícito no Orçamento Secreto. O Congresso procurou o Judiciário para resolver conflitos legislativos. Um membro de um Poder pede socorro ao outro Poder. Depois dizem que é interferência indevida.
      Bem ela decidiu, a meu juízo, corretamente.
      Preocupado, o coronel Lira foi ao STF reclamar com o presidente Fux, exigindo a derrubada em Plenário, da decisão monocrática da ministra Risa Weber. Que petulância de Arthur Lira, ao pressionar o STF para que os pares decidam a seu favor.
      O Brasil está perdido com suas atuais lideranças no Congresso, a reboque do Executivo.
      Ciro não vai abandonar a candidatura. O tiro uma vez disparado, a bala não volta para o revólver. Ciro vai até o final, para desespero de Bolsonaro e Lula.
      Mas, a fera que todos temem, se chama Sérgio Moro.
      Moro não traiu Bolsonaro, pelo contrário, o traidor da hora é o Mito, que usa as pessoas para seus objetivos e depois joga fora. Assim ele fez com Gustavo Bebiano, general Santos Cruz, Mandetta, Roberto Castelo Branco presidente da Petrobrás, dentre tantos outros. Ele usa e depois trai.
      Aliás, quase todo político ama a traição, nas, abominam o traidor, já dizia Leonel Brizola.

      • O Brasil está perdido por conta da atuação do stf, transformado a um escritório de advocacia do crime organizado (pt + psdb + narcotraficantes). Como advogados, eles agem para defender a qualquer custo os interesses dos seus clientes, violando a independência dos poderes, descumprindo leis aprovadas no parlamento, imiscuindo-se nas decisões do executivo, soltando chefes do narcotráfico, proibindo a polícia de prender traficantes, soltando milhares de bandidos por causa da peste chinesa, prendendo cidadãos pacíficos e jornalistas no exercício da sua profissão, violando a liberdade de imprensa, de expressão e o direito de ir e vir. Tem mais, muito mais …

  4. Aqui em Minas o candidato mais forte para derrotar Zema é o prefeito Alexandre Kalil do PSD do Kassábio, que é o partido dos senadores Rodrigo Pacheco,Carlos Viena e Antonio Anastasia,só poderosos!se o vice for do PT como o Reginaldo Lopes, FECHOU!(como se diz hoje em dia)
    1)obs: Mandetta não é daqui,sem chances.
    2)obs: a coisa pode embaralhar se o PT lançar candidato governador com vice do MDB,retomando a parceria de longa data: Reginaldo Lopes(PT) governador e Newton Cardoso Jr(MDB)vice
    3) PSL/DEM com o União Brasil precisam tentar alguma coisa para o partido não acabar,mas é certo que terão que apoiar Zema,só que o PSD é cheio de políticos que saíram do DEM e PSDB… Kalil com a faca,café,leite,torrada e queijo nas mãos

    • Kalil é um ilustre desconhecido fora de Belo Horizonte, Sr. Beto.
      Tem que trabalhar muito a arrogante imagem, levando se em conta, o tamanho do Estado de Minas Gerais.
      Mas acho o Kalil e o Zema, bastante razoáveis, como candidatos ao Governo de Minas.
      Menos ruins do que este resto, que não tem nenhuma confiança do eleitorado mineiro.
      Sds, sô !
      R.Lemos

      • Ricardo,vale lembrar que Pacheco e Zema eram ilustres desconhecidos também e só ganharam proque surfaram no onda bolsonarista,2022 não terão mais isso. Kalil foi presidente do Atletico MG,muito mais conhecido. Ah,e outra: esqueci do Márcio Lacerda do PSB,teria sido o próximo governador de Minas se o Pimentel não tivesse lhe dado uma rasteira forçando o partido apoiá-lo a reeleição o que tirou Lacerda do jogo,até isso ajudou Zema. Vai ser batalha dura em vários estados pela terceira via, talvez a primeira vez que não vai importar se apoia Lula ,Bolsonaro ou Ciro/Moro(separados sem chances).

  5. A proposta de união do pestismo com tucanos e o partido da boquinha do Kassab será ótima, assim pelo menos nos livra de dois partidos que não tem a menor importância. A união mais improvável de todas e a que tem o maior potencial de sucesso é a do canga Ciro com o Moro, é muito esdrúxula mas pode dar liga.

  6. que Mandetta vai ser candidato ao governo de Minas, com apoio de Sérgio Moro.

    Sr. Newton, Mandetta não é de Minas…
    Se não falhe a memória é de Mato Grosso do Sul

    • Gratíssimo pela correção, amigo Armando Gama. Não sei onde estava minha cabeça. Estou igual ao Biden e durmo toda hora diante do teclado. Às vezes, não somente cochilo, como até tenho sonhos. Arrumei uma cadeira muito boa, que não permite que eu caia. Assim, posso dormir à vontade. Mesmo assim, vamos em frente.

      Abs.

      CN

      • Sem problema.
        Estou também com esses cochilos, é só ligar a TV e colocar um filme é tiro e queda, só levantando para apagar a TV.
        E olhe que estou na pré-velhice…..

        Valeu.
        Grande Abraço

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *