Ministro do TCU diz que “a situação da Petrobras é triste”

http://veja.abril.com.br/blog/ricardo-setti/files/2014/04/a-charge-01.jpg

Deu na Agência Brasil

Em sua última sessão como ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), José Jorge criticou a atual situação do setor elétrico, ressaltando que a redução de 20% no preço da energia, proporcionada pela antecipação das concessões, em 2012, já foi anulada pelos aumentos recentes nas tarifas. “Estamos nas mãos de São Pedro, com empresas desequilibradas, reservatórios vazios e grandes dívidas a serem pagas pelos consumidores e contribuintes”, disse ele, que foi ministro de Minas e Energia durante o período de racionamento, em 2001.

Para ele, a situação da Petrobras é triste, e a empresa é vitima de má gestão. Relator do processo sobre a Refinaria de Pasadena, no Texas, que classificou de “operação desastrada e fraudulenta”, José Jorge disse que a decisão do TCU foi acertada ao citar os envolvidos e tornar os seus bens indisponíveis.

O ministro defendeu a independência de ministros e auditores. “Pode-se tolerar um ministro sem formação técnica excelente, mas não se pode tolerar a sujeição de ministros a interesses particulares. O ministro tem que julgar de acordo com a sua cabeça, mesmo que ela seja ruim”, disse.

APOSENTADORIA

José Jorge, que está no TCU desde 2009, completa 70 anos na próxima terça-feira (18/11), quando deve se aposentar, de acordo com as regras do TCU. Seu substituto deverá ser indicado pelo Senado, e pode ser tanto um senador como um membro técnico da casa. Não há prazo para a indicação.

O TCU é composto por nove ministros: três indicados pelo Senado, três pela Câmara dos Deputados e três pela Presidência da República. Os processos que estão sob os cuidados de José Jorge serão relatados por um substituto, a ser escolhido até o fim do ano. A partir de 2015, os novos processos na área de energia serão relatados pelo ministro José Múcio, conforme sorteio já realizado pelo tribunal.

5 thoughts on “Ministro do TCU diz que “a situação da Petrobras é triste”

  1. Triste é muito pouco como avaliação… quando um ministro do TCU levanta dúvida desse calibre, é quase permitido vislumbrar um cenário de insolvência… triste, muito triste para aquela que foi o símbolo da pujança brasileira.

    A que ponto chegaram os criminosos no poder… inocentes, todos, nunca sabem de nada…

    Querem mais.

    Agora, com a garibada dada na Lei de Responsabilidade Fiscal, é como se o Congresso Nacional desse uma cheque em branco ao governo para gastar como e quanto quiser…

    O impeachment é pouco…

  2. PAÍS SEM FUTURO:

    -Temos a quinta reserva de urânio do mundo, não temos usinas nucleares e, ao contrário dos países sérios, ainda dependemos de São Pedro para termos energia elétrica.
    -Temos uma das maiores quantidades de água doce em estado líquido do mundo e precisamos racionar a água do banho, ou desperdiça-la na geração da pouca energia elétrica ainda produzida.

    É dureza, esta colônia.

  3. SOL QUADRADO – Não bastasse ter se transformado no alvo principal das investigações da Operação Lava-Jato, da Polícia Federal, a Petrobras agora está na mira das autoridades norte-americanas, que desejam apurar a conduta da companhia nos Estados Unidos. As apurações devem, mais uma vez, causar ENORMES DANOS à imagem da estatal brasileira, que também negocia suas ações na Bolsa de Nova York.

    De acordo com o jornal britânico “Financial Times”, em matéria publicada na edição do último domingo (9), o Departamento de Justiça dos Estados Unidos abriu investigação criminal contra a estatal. Já a Securities Exchange Commission (SEC) – órgão que regula o mercado de capitais nos Estados Unidos e equivale no Brasil à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) – iniciará uma investigação civil contra funcionários da empresa.

    A situação da Petrobras nos Estados Unidos SE DETERIORA com o passar do tempo, pois uma empresa que é vulnerável a interferências políticas, começando por ESCÂNDALOS DE CORRUPÇÃO, não pode ter suas ações comercializadas na Bolsa de Nova York, que impõe regras rígidas aos participantes do mercado acionário local.

    A investigação do escândalo conhecido como “Petrolão” poderá arranhar ainda mais a imagem do País e dificultar o acesso de outras empresas brasileiras ao mercado de capitais norte-americano.

    Na segunda-feira (10), o vice-presidente da República, Michel Temer, minimizou a investigação das autoridades dos EUA sobre suspeitas de desvio de recursos na Petrobras. Ele disse que se os EUA abriram a investigação, devem dar continuidade “como o Brasil está fazendo”. “A expressão doa a quem doer é muito correta em relação às investigações que já estão sendo feitas pelo governo federal”, disse Temer.

    É importante destacar que, ao contrário do que disse a presidente Dilma Rousseff durante a campanha eleitoral, o governo federal tem feito tudo para impedir a investigação do maior escândalo de corrupção da história nacional. A ação da tropa de choque do Palácio do Planalto na CPMI da Petrobras, nesta terça-feira (11), impediu a aprovação de requerimentos, em especial de convocação dos envolvidos no esquema criminoso.

    A posição do governo brasileiro em relação às investigações que já estão em curso nos Estados Unidos é muito delicada, uma vez que para continuar comercializando ações na Bolsa de Nova York a estatal terá de reconhecer as ilegalidades, já explicitadas nas investigações, e submetendo-se, na melhor das hipóteses, a um termo de ajustamento de conduta, como informou um renomado operador do mercado financeiro internacional. Se isso acontecer, ou seja, a petrolífera reconhecendo o esquema de corrupção, O GOVERNO DO PT SERÁ ARRASTADO DE VEZ PARA O OLHO DO FURACÃO, sem direito a desculpas esdrúxulas.

    No caso de negar que o caso de corrupção tenha ocorrido, apesar do cipoal de provas incontestáveis, a Petrobras poderá ser banida da Bolsa de Nova York, o que deixaria a empresa em situação de dificuldade ainda maior. Isso significa que O GOVERNO BRASILEIRO TERÁ DE DECIDIR se salva a Petrobras ou poupa o Partido dos Trabalhadores.

  4. Mas este não é o ministro que “defendeu” Dillma em relação a presidência que exercia no conselho de administração da Petrobras?
    Ora, ontem foi o presidente que deitou falação de que o escândalo da “petrolama” era o maior da história. Hoje outro conselheiro vem com esta conversa fiada?
    Estes eram aqueles dos grupos dos juntos, misturados e dominados.
    Macacos velhos, saindo de mansinho e falando fininho só para salvar o rabo?
    Se amanhã tivermos uma averiguação do “saco de roubos” que existe no país, devem ser chamados a prestar contas.
    Enxergar e não falar é omissão, conivência ou prevaricação. Podem escolher qualquer um.

  5. O PT VAI FALIR O BRASIL!
    Mais quatro anos desse governo que nos destrói a cada dia, e não sobrará nada para que possamos reconstruir esta Nação.
    Eis o retrato fidedigno de um partido apátrida, corrupto, desonesto, mal intencionado, apenas e tão somente interessado no poder.
    A grandiosidade da Petrobrás só poderia ter sido diminuída se fosse administrada por gente do PT, que se serviria dela para seus objetivos escusos, deletérios, contrários aos interesses do Brasil e de seu povo.
    Pois estamos diante de um desfalque de bilhões de reais, repito, BILHÕES DE REAIS!
    Por acaso um daqueles que recebeu propina do diretor que ora faz acusações mediante delação premiada está detido ou preso?
    Os condenados pelo mensalão tiraram férias na Papuda, foram endeusados por desclassificados, que lhes pagaram as multas decorrentes da culpa do roubo contra o País. Por acaso veremos mais uma vez a mesma cena, agora com a Petrobrás?
    Que bando de salafrários, de bandidos, de ladrões, que são os petistas e seus dirigentes partidários.
    Um dia pagarão muito caro pelo mal que estão ocasionando a esta terra e sua população!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *