Moro ficará na pasta da Justiça, se o Ministério da Segurança for recriado, diz Bolsonaro

“Lógico que o Moro deve ser contra”, admitiu Bolsonaro

Talita Fernandes
Folha

O presidente Jair Bolsonaro voltou a falar nesta quinta-feira, dia 23, sobre a possibilidade de o Ministério da Segurança Pública ser recriado. Se isso ocorrer, segundo ele, o ministro Sergio Moro permanecerá à frente da pasta da Justiça e perderá a sua principal bandeira até aqui: a queda nas taxas de homicídios, tendência iniciada ainda na gestão do ex-presidente Michel Temer (MDB).

“Se for criado, aí ele fica na Justiça. É o que era inicialmente. Tanto é que, quando ele foi convidado, não existia ainda essa modulação de fundir com o Ministério da Segurança”, afirmou Bolsonaro, ao deixar o Palácio da Alvorada antes de embarcar para a Índia. A declaração foi feita um dia depois de um o presidente ter dito em encontro com secretários de segurança pública que vai estudar reformular a estrutura ministerial.

EM ESTUDO – “É comum receber demanda de toda a sociedade. E ontem [quarta-feira] eles pediram para mim a possibilidade de recriar o Ministério da Segurança. Isso é estudado. Estudado com o Moro. Lógico que o Moro deve ser contra, mas estudado com os demais ministros.”

“O Rodrigo Maia [presidente da Câmara] é favorável à criação da Segurança. Acredito que a Comissão de Segurança Pública [da Câmara] trabalhou no passado, também seja favorável. Temos que ver como se comporta esse setor da sociedade para melhor decidir”, disse.

ESVAZIAMENTO – Se o Ministério da Segurança for recriado, a pasta hoje comandada por Moro sofrerá novo esvaziamento. Desde que assumiu o cargo, em janeiro de 2019, o ex-juiz da Lava Jato já viu seu poder ser reduzido quando perdeu o antigo Coaf, rebatizado de UIF e subordinado atualmente ao Banco Central.

Moro poderá perder ainda a Polícia Federal, que responde administrativamente à Justiça. No desenho anterior do Ministério da Segurança, na gestão de Michel Temer, o órgão passou a ser vinculado à pasta.

Então juiz da 13ª Vara Criminal da Justiça Federal em Curitiba, Moro foi convidado por Bolsonaro logo após sua vitória. Ele chegou ao governo com a promessa de que assumiria um “superministério” com a missão de reforçar o combate à corrupção.

PROMESSAS – Após pouco mais de um ano no Palácio do Planalto, Bolsonaro ainda não tirou do papel mais da metade das promessas que fez para reduzir a violência e a criminalidade no país. A segurança pública foi a grande aposta da campanha bolsonarista e é um de seus trunfos para alavancar uma reeleição em 2022. Até agora, no entanto, só foram cumpridas 4 das 18 metas para a área anunciadas por Bolsonaro. Outras três começam a ser postas em prática.

Continuam na gaveta propostas como acabar com as audiências de custódia (que garantem o encontro entre a pessoa presa e um juiz em até 24 horas); reduzir a maioridade penal para 16 anos; construir presídios; tipificar ações do MST como terrorismo; usar as Forças Armadas contra o crime organizado; e gravar no Panteão da Pátria e da Liberdade, em Brasília, o nome de policiais mortos.

Outras metas estão travadas no Congresso, como diminuir de 25 para 21 anos a idade mínima para obter acesso a armas. Por enquanto, os parlamentares só permitiram a aquisição de armamento mais cedo em área rural.

EXCLUDENTE – Outra pauta emperrada é a do excludente de ilicitude para policiais, que apareceu no pacote anticrime, apresentado pelo ministro da Justiça, Sergio Moro. O trecho que isentava policiais que matassem em serviço de responder à Justiça em caso de “medo ou violenta emoção” foi retirado pelos deputados antes de o projeto ser aprovado no Congresso sem as principais bandeiras bolsonaristas.

A atual gestão tem destacado a aceleração na tendência de queda no índice de homicídios nos primeiros oito meses do ano. Dados preliminares do governo indicam que a redução está na casa de 20%.

Se confirmados esses dados quando houver consolidação das ocorrências no ano, isso significa que deixaram de ser mortas 7.000 pessoas em comparação com 2018. Caíram também latrocínios, roubos de carga, veículos e a banco. Os índices têm sido comemorados por Moro como mérito da gestão bolsonarista.  

21 thoughts on “Moro ficará na pasta da Justiça, se o Ministério da Segurança for recriado, diz Bolsonaro

  1. A. cada novo dia o Moro vai perdendo mais e mais poder, até quando ele vai suportar isto eu não sei, mas a mulher dele não vai deixar barato. e ninguém está imune a ser picado por aquela famosa mosca, a mesma que mordeu o boçal há tantos anos atrás.

  2. Mesmo como eleitor do Bolsonaro, mesmo com toda as feridas dos anos petistas, o copo está transbordando, pelo menos para mim.

    O que Bolsonaro quer ?

    Repetir Lula e governar, brincando de governar, num jardim de infância, fazendo graça para seus amiguinhos rirem?

    Nem sequer ainda sabe minimamente o que fazer e só pensa em releição daqui a tres anos?

    Que praga é essa de super bonder que colaram no trono que ao sentar ninguem quer mais sair?

    Ele pensa que engana quem, tentando diminuir Moro?

    Ate o mais boçal petista ou Bolsonático, percebe a diferença abismal de inteligencia, educação, espirito publico entre os dois. E o Moro dando todos os dias lições de elegancia e fidelidade e o BOlsonaro se portando como o valentão do bairro que a todo minuto faz uma ameaça para o melhor aluno da classe?

    Que furada entrou o Moro. Briguei com meus amigos pois achei que ele nao devia entrar neste barco, queimando as caravelas da carreira de juiz.

    Quase me convenço que desde o primeiro momento o objetivo não era contar com um possivel grande ministro, mas sim tirar do caminho dos corruptos tradicionais(seus futuros aliados) e do seu próprio aquele que representava a punição aos corruptos.

    Que palhaçada Bolsonaro !!!!

    Se eu tivesse condições, diria ao Moro, para largar este barco, cada vez mais cheio de ratos e arrumar um jeito de sobreviver a té as eleições.

    Seguramente o Brasil ganharia muito mais.

    Que deprimente…

    Mas Moro , apesar de nao ter a cara de pau politica, vai sobreviver.
    è oq ue o Brasil espera, embora talvez acabe sendo hospitalizado por crises de enjoo, vomitos e outros que tais.

    O ambiente é cada vez mais inóspito

  3. bolsonaro, pense bem, ou irá sentir o peso da CRUZ no lombo de verdade!

    Pare de sacanear o Ministro Sérgio Moro.

    Pare de sacanear o seu eleitor.

    Os bolsonarisras raiz, são poucos.
    Não ganham nenhuma eleição.

    O país quer mudanças e você continua a perambular pelo baixo clero. Ô vício!

    Pelo menos seja corajoso e mande o Moro embora de vez!
    Não sacaneie, bolsonaro!

    Qual o motivo do desmembramento se os índices são todos positivos?
    Não sacaneie, bolsonaro!

    O povo está de olho, por onde se lê, alguma coisa relacionado a esta ESTAPAFÚRDIA e ousadíssima tentativa de enfraquecer Moro, não leio nada ao seu favor.
    Não sacaneie, bolsonaro!

    Nem os minions estão a seu favor.
    Não sacaneie, bolsonaro.

    Sabe quem está a seu favor?
    Apenas os Dráculas do povo, os de sempre, ou preciso desenhar?
    Não sacaneie, bolsonaro!

    Se a Regina Duarte, depois desta traição aceitar a secretaria da cultura, será uma verdadeira IDIOTA, jamais deve ter escutado falar no efeito Orloff!

    Cara, joguei meu voto no lixo!!
    PQP!!

    R.I.P.

    Atenciosamente.

    P.S. Não sacaneie, bolsonaro!!

  4. Bolsonaro deveria ser mais elegante. Já que acha que Moro lhe faz sombra, demita-o. Não fique fritando ele na frigideira. Se demiti-lo perde votos e possivelmente a tal reeleição que ele tanto quer. Se continuar esvaziando o Moro, vai levar pedrada do mesmo modo e também não terá um segundo mandato. Pode até cair, segundo o que vai acontecer com sua margem de aprovação. Cale a boca Bolsonaro, governe o país e se afaste dos corruptos e interesseiros que você está deixando se aproximar. Não foi para isso que 57 milhões de brasileiros lhe deram o voto que o fez presidente. Ainda faltam três anos para terminar seu mandato, muita coisa pode acontecer até lá. Apoie quem trabalha corretamente em seu governo, crie vergonha na cara.

  5. “PROMESSAS – Após pouco mais de um ano no Palácio do Planalto, Bolsonaro ainda não tirou do papel mais da metade das promessas que fez para reduzir a violência e a criminalidade no país. ”

    -Como tirar, se quase a metade do Congresso é formada por bandidos e seus representantes?

    “”Entre os alvos estão nomes conhecidos como os atuais senadores Gleisi Hoffmann (PT-PR) e Aécio Neves (PSDB-MG). Presidente do PT, Gleisi é alvo na Lava Jato enquanto Aécio, ex-presidente do PSDB, é réu por corrupção na delação da J&F. Além de tucanos e petistas, há ainda integrantes de 21 legendas – apenas seis partidos não elegeram pessoas investigadas ou acusadas na Justiça.

    Ao todo, os parlamentares respondem a 540 acusações (379 contra deputados e 161 contra senadores), das quais 334 são por improbidade –263 de deputados e 71 casos envolvendo senadores. Entre os crimes, as acusações mais comuns são as de lavagem de dinheiro (34), corrupção (29) e crimes eleitorais (16). O levantamento não levou em consideração ações de danos morais e execuções fiscais, o que aumentaria os processados para 40% do Congresso.”

    https://www.gazetadopovo.com.br/politica/republica/um-terco-do-congresso-eleito-e-alvo-de-investigacoes-6zh5mvvhyrmgsltmhg6lzyd3s/

  6. O que está estranho em toda essa novela é que, se Bolsonaro quiser se livrar do Moro é só indicá-lo para a vaga do Celso de Mello no final deste ano.
    O senado terá coragem de vetá-lo?
    Simples assim. Essa fofoca toda está mal explicada.

    • Sr. José, o capital político do Moro fala mais alto. Ele não quer mais o stf que é um antro de venais.
      O Sr. Moro será nosso Presidente da República em 2022!!
      Não há espaço pra nenhum outro brasileiro sentar na cadeira presidencial. Um homem íntegro e a altura do cargo. Será o primeiro estadista que teremos desde as diretas.
      Faço justiça só a Itamar Franco.

      Moro Presidente em 2022!!!

      O povo não aceitará outro nome é muito menos um TRAIDOR!!
      Atenciosamente.

  7. Espectro; se isto não faz parte de um plano maior o que penso que não é; o PR cada vez mais cacifa o Moro para presidente em 2022.
    Moro já tem todos os argumentos e justificativas para sair do governo e ir para seu voo solo.

  8. Há muito tempo o presidente “chulé” vem fritando o Ministro Sérgio Moro , pois sabe que o Moro ganha a eleição para presidente fácil,fácil.

    Esse desmembramento dos ministérios é mais uma rasteira no Min Moro.Ou melhor, é mais um desprestígio.

  9. “O ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, saiu em defesa nesta quinta-feira, 23, nas redes sociais do presidente Jair Bolsonaro, afirmando que não é dele a proposta de recriar o Ministério da Segurança Pública. Segundo ele, a ideia foi de secretários estaduais de Segurança. “Em nenhum momento o presidente disse apoiar tal iniciativa”, escreveu Heleno. “Apenas, educadamente, disse que enviaria a seus ministros, para estudo, entre eles o Ministro Sérgio Moro”, emendou. A proposta de recriar a Segurança Pública retira poderes do ministro Sérgio Moro, que hoje comanda esta área, além da pasta da Justiça. Moro perderia o comando da Polícia Federal, por exemplo, se o ministério da Segurança Pública fosse refeito aos moldes daquele que existia no governo do ex-presidente Michel Temer (MDB).

    “O que alguns não entendem é que o presidente é o capitão do time. Ele escalou seus 22 ministros. As decisões são tomadas, ouvindo os ministros, mas cabe a ele, como comandante, dar a palavra final, mesmo que isso contrarie alguns dos seus assessores ou eleitores”, afirmou Heleno nas redes sociais. Na última de uma série de publicações, Heleno afirmou que “ou vocês confiam no capitão Jair Bolsonaro” ou “continuarão atacando-o e devolverão o Brasil à esquerda, em 2023”. “A Argentina está aí para provar que estou certo”, alertou o ministro.”

  10. Será uma carta na manga? Se a “Aliança pelo Brasil” não vingar…tem o DEM. Eu estou louca em pensar isso? A troco de quê Bolsonaro faz as vontades de Maia e Alcolumbre? Ah sim…apoio do parlamento…afff Se os indicadores de Segurança revelaram melhorias sem a tal Secretaria para quê remexer?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *