Morte de Teori exacerba cultura da conspiração e faz crescer o imponderável

Resultado de imagem para TEORIA DA CONSPIRAÇÃO  chargesMarco Aurélio Nogueira
Estadão

Tem muita gente que não se esforça para entender o quadro. Alguns não entendem mesmo. Outros posam de sabichões. Há quem pegue a parte pelo todo e há quem se satisfaça em pegar uma evidência isolada para transformá-la em explicação definitiva. Todos, abraçados ou não, formam uma legião de agitadores, pescadores de águas turvas, inocentes úteis e inúteis. Assim caminha a humanidade. No Brasil, sobretudo. Não há muito o que fazer.

Nessa turma, há quem ache que Moro está lavando a alma da República e há quem o veja como o bandido da história, aquele que faz o trabalho sujo. São pessoas que não conseguem compreender a envergadura da operação – sua objetividade, sua execução “dura”, seu apoio nos fatos – e a reduzem a uma espécie de caça seletiva ao Lula. Ou a uma faxina ética geral, contra todos os políticos.

Trata-se de gente que flutua: que aplaude quando um tucano cai na rede e vaia quando a presa é um petista. Ou vice-versa.

EMOÇÃO ADICIONAL – Pessoas assim formam a linha de frente das conspirações. Fornecem o caldo de cultura de que elas necessitam, pois sempre pensam que os conspiradores estão logo ali, na primeira curva. No fundo, torcem para que suas fantasias se convertam em realidade. Querem um pouco de emoção adicional.

Não é por outro motivo que todos os que integram essa turma vejam na morte de Teori a mão suja do atentado criminoso. Nem bem se organizaram as exéquias das vítimas e sem nem dar tempo dos familiares chorarem suas perdas, uns passam a dizer que a queda do avião foi planejada por Romero Jucá, outros porque acham que aconteceu para salvar a pele do Lula. Agiram assim quando JK morreu na Dutra, quando Jango não acordou depois de ter ido dormir, quando caíram o helicóptero de Ulysses Guimarães em 1992 e o avião de Eduardo Campos em 2014. Viram as garras do demônio até mesmo no acidente da Chapecoense. E, evidentemente, na morte de Hugo Chávez.

Dá para imaginar o que seria dito se algum acidente afetasse Lula, Temer ou Alckmin. Ou Tite. Papa Francisco, Trump ou Obama.

ATENTADOS E ACIDENTES – Lembremo-nos de Dom Quixote: “yo non creo en brujas, pero que las hay, las hay”. É um erro descartar sumariamente atentados políticos: eles existem e são praticados com frequência. Tão grave quanto, é um erro esquecer que acidentes também. Falhas humanas ou técnicas, armadilhas do destino, azares do clima.

O importante é investigar e descobrir tudo, sempre, até o osso. Mas ainda mais importante é enxergar por entre a névoa e avaliar os desdobramentos: o processo.

Nisso a morte de Teori introduz um complicado fator de imponderabilidade, que não pode ser desprezado. Perde-se o homem, perde-se o juiz competente e discreto, peça-chave da Lava Jato. Uma mola escapa, desarranja o fluxo e faz crescer a confusão. De inocentes, ingênuos e apressados o inferno está cheio.

30 thoughts on “Morte de Teori exacerba cultura da conspiração e faz crescer o imponderável

  1. O jornal de R$ 0,99 não quer criar marolas pois está pendurado até o pescoço junto ao Itaú, por isso esse jornalista que não é especialista em nada quer, assim como outros jornalões, decretarem que foi acidente. Saudades da época que o Roberto Godoy escrevia sobre esses assuntos no OESP.
    O Teori havia reassumido na quarta feira, o caso aconteceu na quinta, no dia 17 o Valor publicou essa notícia:

    http://www.valor.com.br/politica/4839576/delacoes-de-executivos-da-odebrecht-devem-ser-divulgadas-em-fevereiro

    Chamei o Estadão de R$ 0,99 , pois estão oferecendo assinatura a R$ 5,00 / mês e ainda dão R$ 50,00 de créditos para celular.

    • Postagem de raffamc (uol)

      “Vamos brincar de teoria da conspiração?

      1) Empresário que comprou avião de Eduardo Campos é encontrado morto;
      2) Arthur Sendas, do Conselho da Petrobrás, morre assassinado;
      3) Roger Agnelli, CEO da mineradora Vale, morre em queda de avião, após escrever carta com denúncia sobre corrupção na Vale endereçada à Dilma Rousseff (governo tenta substituí-lo desde 2011). Caixa preta do avião com dados do vôo não é encontrada;
      4) Eduardo Campos morre em queda de avião. Caixa preta não é encontrada;
      5) Executivos da Seguradora Bradesco, um dos principais acionistas da Vale, morrem, em queda de avião. Caixa preta é encontrada danificada, ilegível;
      6) Ex-diretor da Agência Nacional de Petróleo, morre ao cair do 11º andar;
      7) Toninho do PT, prefeito de Campinas, foi assassinado àa tiros;
      8) Celso Daniel foi torturado e morto. SETE testemunhas do caso são mortas antes de depor;
      09) Teori Zavascki, relator da Lava Jato no STF, morre em queda de avião”.

  2. Fala sério, Marco Aurélio. Com mil perdões pela intimidade.

    Há algo de podre nesse acidente tal como houve no reino da Dinamarca.

    Saiu fumaça branca do avião e nem era eleição papal.

    Muito conveniente o acidente, convenhamos.
    Prefiro não achar que o Brasil, como escreveu Millôr, é um país ‘condenado à esperança’.

    O piloto pousava amiúde nesse aeroporto de Paraty há 20 anos!!!

    Já devia pousar de olhos fechados e de ré.

    NÃO ACREDITO mesmo em acidente.
    Como diz o Newton, vamos aguardar.
    Quem sabe fico convencida?

    • Sem contar que o Teori tinha um medo enorme de aviões, principalmente dos pequenos, tanto que a sua irmã declarou que ele só havia voado uma vez nesse tipo de avião… Palpiteiro…

    • Todos os que julgam qualquer coisa da Lava Jato deveriam ficar incomunicáveis até sair o resultado.

      Querem apostar como vão dizer que os pendrives do juiz sumiram?

      O filho do Teori disse que o pai recebia ameaças por telefone e carregava pendrives embaixo do braço.

      Não poderia viver assim tão livre, leve e solto. Tinha uma missão. Sabia da sua (dele) missão e dos riscos que corria.

      Até ficar convencida do contrário, não acredito em acidente não provocado.

      Rezo para que seja acidente mesmo. É duro conviver com um fantasma desse porte.

      • Inclusive havia, no minimo cinco aparelhos celulares dentro do avião, que podem ser recuperados com tecnologia forense…
        Imagine se a pessoa que sobreviveu por mais de meia hora á queda tentou comunicação via celular…

    • Pois é, Virgílio.
      A entrevista dele ao Jornal Nacional, na véspera, foi um sucesso.

      Sabiam que a chance de Campos levar a presidência nas eleições havia se tornado muito grande.

      Sábia Marina Silva, que desprezou o jatinho e prosseguiu em avião de carreira.

      Estamos americanos demais.

      EM TEMPO E FORA DE PAUTA:
      Trump deu um show de civilidade e simpatia.
      Acho que tem a ver com a conversa dele com Obama. Que durou foi tempo…

  3. Quando você entra no Estadão e publicações ideologicamente assemelhadas, que querem privatizar até o Cristo Redentor, logo surge a propaganda da Empiricus:

    ” O passo a passo para ter R$ 1.004.206,99 ( vejam a precisão ! ).
    Para começar você precisa de R$ 30,00 e 15 minutos “….
    Pior que certos pastores….

  4. O que esperar, quando o patrão do piloto está a bordo, levando seu amigo ilustre para um fim de semana de luxo e prazeres, e ouve do “comandante” que não será possível voar até o SPA, pois o tempo está ruim, etc e tal? Simples Assim!

  5. Por que a Aeronáutica disse que não há prazo para a divulgação do conteúdo da caixa de voz ? Essa caixa grava somente os últimos 30 minutos, manda para o Molina na Unicamp que ela faz isso em meia hora, só que ele tem um ‘ defeito ‘, divulga somente o conteúdo completo, como certa vez ocorreu com um Reitor da Unicamp…

  6. Quem pode esquecer o “sequestro mal assombrado” do ABC do Celso ??? Quem tem uma ORCRIM com um chefão ainda solto e andando mentindo, como sempre, para o povo brasileiro após destruir a Nação brasileira e trair o Brasil, tem muito que temer. O imponderável tem nome e apelido, ou prende ele ou acabem com o Brasil de vez !!!!!

  7. Quem mais cultua isso são as nossas próprias ‘ otoridades ‘, quando, por exemplo divulgam apenas a causa mortis do Teori, assim as outras 4 mortes passam a ser segredo de Estado ? Será que a mocinha bebeu muita água salgada ???

  8. Entre as causas que o Teori iria julgar, estava o porte de drogas para usuários .
    Se o Kinder for para o lugar do Teori, a questão está resolvida, em uma canetada ele extingue a maconha do Brasil, tal como fez com o PCC. em São Paulo…

  9. Bom,
    EU fico só na dúvida e tenho certeza de que, nunca se saberá se realmente (só Deus, o suposto assassisno ou os supostos mandantes sabem) se foi Lee Osvald que matou Kennedy,
    se realmente mataram Tancredo Neves como se especulou,
    se o jornalista Alexandre von Baumgarten foi assassinado,
    se o acidente de carro com Juscelino foi tramado,
    se mataram João Goulart e Carlos Lacerda,
    se Getúlio realmente se suicidou,
    se a morte de Ulisses Guimarães foi realmente acidental,

    Houve até um zum zum zum sobre a a morte de Eduardo Campos,
    Vladimir Herzog realmente preferiu se suicsidadar ou foi assasinadoi no Doi-Codi?
    Até a morte do Anícsio Teixeira, tem-se como misteriosa.

    Esses e outros casos que não lembro ficarão como Teoria da Conspiração.
    Aliás, tenho a impressão de que entre o final dos anos 70 e início dos anos 80 eu li em algum lugar falando que os Arquivos sobre a morte de Kennedy seriam abertos no ano de 2017.
    Devia ter recortado a reportagem e guardada, mas se realmente li, e acho que li, já estamos em 2017.

  10. Vai o texto todo, assim o pessoal não precisa clicar no link e sair da página Tribuna
    ———————————————————

    BRASILEIROS PREFEREM TEORIA DA CONSPIRAÇÃO PARA MORTE DE TEORI
    JORGE OLIVEIRA (Diário do Poder)

    Barra de S. Miguel, AL – Oitenta e três por cento dos brasileiros acham que a morte de Teori Zavascki foi um atentado, segundo o Instituto Paraná de Pesquisa. E por mais que se negue, ninguém jamais vai acreditar que o homem que tinha o poder de manter os poderosos na cadeia teria sofrido um acidente, uma mera fatalidade. Para dissipar toda as dúvidas, o governo precisa se empenhar em elucidar o caso com uma investigação consistente e minuciosa que prove por a mais b que o ministro não foi assassinado pelas mãos de mercenários a serviço do crime organizado. A primeira reação da população ao acidente aéreo de Teori foi a de uma morte planejada, a exemplo do que ocorria na operação Mãos Limpas, na Itália, quando os mafiosos assumidamente explodiam juízes. Aqui, se houve um atentado, nenhuma organização jamais vai assumir porque, em matéria de crimes misteriosos, evoluímos à sofisticação inimaginável.

    Assim como você que me lê, eu também tenho dúvidas que me levam a crer na teoria da conspiração por alguns erros que se cometem em casos como esses de repercussão internacional, que poderiam ser chamados de queima de arquivo. Senão, vejamos algumas curiosidades: já que todos os passageiros foram declarados mortos, por que não esperar uma perícia especializada para remover os destroços da aeronave de modo a não se perder vestígios de um provável atentado? A exemplo do PC Farias, o local foi desfeito dificultando uma investigação científica do caso. Os pedaços do avião foram retirados do mar atabalhoadamente, sem o menor critério para um caso como esse que deixou o mundo perplexo e vai sempre suscitar dúvidas.

    Por que o ministro não era protegido por agentes federais, já que alegou diversas vezes que sofria ameaças de morte, como ele próprio revelou, e seu filho confirmou? Se estava escudado por agentes, por que eles também não embarcaram na aeronave? Como esse avião foi preparado para a viagem do ministro? Quais os técnicos aeronáuticos que deram o sinal verde para o voo? Há quanto tempo esta viagem estava programada? Quem programou e quem sabia antecipadamente desse percurso? Por que a demora em identificar o piloto, quando se sabe que a identificação é registrada na saída do aeroporto, como é de praxe? E o mais grave: por que Teori iria descansar na casa do empresário Carlos Alberto Ferreira Filgueiras, dono do avião, sócio do BTG Pactual, cujo presidente André Esteves fora solto por ele na operação Lava Jato?

    Se a gente for analisar o caso da morte do ministro apenas pela teoria da conspiração, muita gente poderosa e endinheirada tinha motivos para planejar um atentado contra ele. No próximo mês, Teori já havia comunicado que iria quebrar o sigilo de toda delação premiada da Odebrecht, onde seriam revelados nomes de autoridades comprometidas com a corrupção no país, a maior do que se tem notícia no mundo. O ministro, tido como casca grossa, manteve quase cem por cento todas as sentenças do juiz Sérgio Moro e não relaxou prisão de réus da Lava Jato, com exceção de André Esteves. Ao contrário de alguns de seus pares que gostam de plateia, atinha-se a forma da lei com a discrição que cabe a um integrante da suprema corte do país.

    O caso em que o ministro trabalhava, o da corrupção de bilhões de reais em vários países, é um dos mais nebulosos do mundo. Envolve pessoas do mais alto quilate: empresários, políticos, presidentes e ex-presidentes; banqueiros e altos executivos de empresas estatais e privadas, muitos ainda engaioladas e sem chances de liberdade. Portanto, dinheiro não faltaria para alguém encomendar a morte do chefe de um processo como esse que até então caminhava para levar aos presídios dezenas de magnatas envolvidos com propinas.

    Os mercenários estão por toda parte. Normalmente, esses grupos, veteranos de guerra, trabalham a soldo do crime. São especialistas em atentados que não costumam deixar rastros dos seus atos pela perfeição com que os cometem. Dinheiro para essas empreitadas é que não faltaria.

    Se existem controvérsias quanto a morte acidental do ministro e seus acompanhantes, o governo precisa dar transparência ao caso para que não pairem dúvidas quanto à seriedade das investigações. Costuma-se, no Brasil, evocar o sigilo em processos como esses para que tudo caia no esquecimento. Os membros do Supremo Tribunal Federal não devem permitir que isso aconteça porque todos agora estão vulneráveis enquanto as investigações não chegarem a uma conclusão convincente sobre a morte de Teori.

    Pela teoria da conspiração, os brasileiros já deram seu veredicto: o ministro foi alvo de um atentado. E ponto final.

  11. EU ACHO UMA BOBAGEM O QUE ESTÁ ESCRITO. Não disse nada de seu. Parafraseu muita gente. Qualquer pessoa pode dizer a mesma coisa que disse o autor em relalação a ele.

  12. Não creio que as teorias sobre a morte do ministro Teori “exacerbam” a cultura da conspiração.

    Acho que o título, sim, se mostra falho quando descarta toda e qualquer hipótese por mais absurda que seja!

    Lembro que estamos no Brasil, que há décadas vem sendo governado por conspiradores que sempre visaram roubar o país e povo.

    Consequentemente, quando morre um ministro da mais Alta Corte, Relator dos processos da Operação Lava-Jato, onde existem denúncias contra inúmeros parlamentares e membros do Executivo, inclusive contra o presidente da República, descartar as mais remotas possibilidades porque seria um devaneio imaginar que Teori tenha sido vítima de atentado, o artigo atenta contra o bom senso, agride a lógica, pois em se tratando de Brasil, ofende a mais simples inteligência!

    Os indivíduos que têm dividido o poder são capazes de atos os mais escabrosos para continuar governando e mantendo o foro privilegiado, sinônimo de impunidade no País.

    Jamais aceitariam, sem reagir, perder a influência, o poder, o comando de uma nação composta por incultos e incautos, analfabetos absolutos e funcionais, que facilitam sobremaneira os objetivos que elaboraram contra a cidadania e esta terra, pois inexistindo o senso crítico e falta de consciência política, o Brasil sempre esteve à mercê das famigeradas elites e, agora, com as castas surgidas exatamente dessa ausência de interesse pelo País do próprio povo!

    Não, não, mas não mesmo! Podemos e temos o dever de considerar qualquer motivo como viável à elucidação da morte de Teori, menos imaginar que foi um acidente, e caso encerrado!

    Se as investigações não forem para esclarecer à opinião pública as causas verdadeiras dessa tragédia, que sejam e homenagem ao magistrado que tão bem se manteve na função de tamanha responsabilidade!

  13. E há essa gente inconformada com a liberdade de expressão que adora julgar e rotular a opinião alheia…

    Nunca (hic) na história moderna desse mundo houve tanto desgraçado malcomunado do diabo se safando com esse papo furado veiculado na midia (que na maioria das vezes pertençe ao desgraçado mesmo) de que é tudo teoria de conspiração, nóia de doido…

    E como a midia é deles ficamos por isso mesmo.
    Um veredito mediático a favor de um bando de vigaristas assassinos tachando todo o resto de louco, vandalo, turvo, agitador….
    Metem os homi de plástico preto dando cacetada encima e pronto…..

    O que mais nos aproxima da verdade passa a ser fábula de filmico postado online, num youtube da vida, autoria de mais um ninguém, que, como diz W. Herzog, se fosse gravar em CD tudo que se passa na internet em 1 dia, dava para empilhar os CDs daqui até Marte ida e volta…

    Mataram o Teori ! Literalmente, não em teoria…

    Como eles não querem nem a prova, pois já obtiveram o que queriam, agora é hora de cuspir na manezada….

    Ao IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística : renomeiem a Ponta da Joatinga para Mar Virado das Calças Curtas

    • Os Marinho não tem casa nem ilha em Parati porque não dá pra chegar a Parati por via aerea, nem de helicoptero, nem de avião.
      Parati é inacessivel até de balsa, por ser assim tão “primitiva”

      qualquer opinião contrária nao será veiculada pois trata-se de teoria da conspiração…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *