Mourão já se prepara para uma transição amena caso Bolsonaro seja derrubado

Hamilton Mourão diz que Bolsonaro está certo e tenta dar lição à ...

Afirmações de Mourão mostram que ele parece ser um antiBolsonaro

Carlos Newton

A cada dia aumentam as possibilidades de que o presidente Jair Bolsonaro seja derrubado ou caia de podre. Já está mais do que comprovado que ele não tem qualificação, compostura e vocação para exercer o cargo de chefe do Executivo. Numa fase em que o país precisa de união e esperança, Bolsonaro tudo faz para aprofundar divisões e se incompatibilizar com os outros Poderes da República.

Até mesmo seus mais fanáticos seguidores reconhecem que Bolsonaro se tornou um incansável criador de casos e problemas, e alguns deles foram absolutamente gratuitos, não tiveram a menor justificativa.

UM LÍDER SEM DIÁLOGO – Como diria Caetano Veloso, a coisa mais certa de todas as coisas é que ninguém consegue continuar muito tempo no poder se não se dispõe ao diálogo e ao entendimento, a não ser que recorra à força das armas, mas essa perspectiva as Forças Armadas jamais lhe garantirão.

Os Altos-Comandos das três Armas sabem que ele não é confiável, seria um ditador vulgar e sangrento. Seu radicalismo espanta aliados. Decididamente, Bolsonaro não representa os militares, que apenas o toleram, acham que foi uma opção melhor do que a perpetuação do petismo.

No caso de Bolsonaro, não há diálogo interno nem externo. Está mais do que provado que ele não consegue se entender nem mesmo com quem o elegeu. Uma de suas iniciativas foi enfraquecer e dividir seu próprio partido, o PSL, parece ser um caso patológico.

MOURÃO EM CENA – Os militares têm seu próprio candidato ao poder, que se chama Hamilton Mourão, é general e tem condições legais de assumir a Presidência, por via constitucional, caso Bolsonaro seja submetido a processo de impeachment iniciado no Supremo ou na Câmara.

É claro que o vice-presidente Mourão está numa situação delicada, medindo as palavras enquanto aguarda o desenrolar dos acontecimentos. É um oficial de grande preparo, está apto a governar e tem uma biografia de primeira, na qual a única nódoa foi a promoção no filho no Banco do Brasil, mas pode ter sido uma iniciativa interna, por mérito próprio ou pelas graças de algum diretor interessado em agradar ao vice-presidente da República.

Mas nada disso interessa. O importante é que Mourão está pronto para assumir e suas declarações mostram que tem preparo e equilíbrio, e já se preocupa em se compor com o Congresso e o Supremo, para início de conversa, ou melhor, para reinício de governo.

###
P.S. –
Nessa semana que se encerra, o vice Hamilton Mourão afirmou que o governo errou ao não ter construído antes uma base aliada no Congresso, defendeu o acordo com o Centrão e ressaltou que a oferta de cargos e emendas faz parte do processo de negociação. Em outra entrevista, defendeu os ministros da ala militar e disse que não houve combinação dos testemunhos, assinalando que alinhar depoimentos “é coisa de bandido”. Ou seja, Mourão está atapetando o caminho por onde terá de trafegar. (C.N.)

20 thoughts on “Mourão já se prepara para uma transição amena caso Bolsonaro seja derrubado

  1. Bom dia, belo artigo! O centrão era o maior empecilho para Mourão justamente por achá-lo mais difícil nas negociações espúrias. Será a saída constitucional possível pois ninguém vai querer cassar a chapa e colocar o Rodrigo Maia muito menos continuar suportando esse maluco do Bolsonaro. Se Mourão assumir aí a banda vai tocar diferente! Pode até ceder em alguns pontos mas nunca entregar verbas públicas de bandeja para corruptos embolsarem . JAMAIS! Pelo tom do juramento de posse no congresso já da para imaginar como será com ele no planalto. Tem preparo e amor à pátria aparentemente. Quer colocar seu nome na história de forma mais marcante e saberá ser enérgico o suficiente para colocar o país de volta aos trilhos se deixarem. O problema será aguentar Bolsonaro até o final do ano para que não haja novas eleições. Terá que haver um acordão para que Mourão assuma de imediato sem novas eleições. FHC já até deu essa sugestão indiretamente em artigo recente. A conferir! BOM DIA A TODOS!!!

  2. Quando digo que esse país é vagabundo sei exatamente o que digo. Vão tirar o presidente eleito com mais de 57 milhões de voto. Aí tem que fazer um acórdão para que não haja novas eleições. Só mesmo aqui nesse país vagabundo.
    Bom mesmo sao os corruptos, vou citar só quem tá vivo, Sarney Collor FHC Luladrão Dilmanta Vampiro Temer. Ah país vagabundo.

    • O país é bom, a terra é boa, é fértil…, o diabo é que há 520 anos encontra-se dominado pela tal elite delinquente, louca por dinheiro, poder, vantagens e privilégios, sem limite$, à moda saco sem fundo, e viciou o resto da galera, veja o mau exemplo do infeliz ora presidente, que saiu de Xiririca, SP, de carona, com a mochila nas costas, e, via quartel e política, hj é mais um rico à moda brasileira, extensivo à família, tentando manipular a polícia para que os filhos não terminem na cadeia. É o sistema.

  3. Pela mídia canhota hoje o governo seria melhor se os notórios saqueadores: sarney, collor, fhc, luladrão, dilmanta e vampiro temer estivessem regando jornais e tvs com bilionárias verbas cala-bocas.
    Também sindicalistas assaltantes dos trabalhadores.
    E invasores impunes de fazendas pelo mst.
    E finalmente, com os invasores urbanos do mtst

    • A caravana passa, levando o país com ela, para o buraco negro. Eita país fo-di-do, acossado por tudo que é doença, cada vez surgindo mais doenças, mas assombrações e mais loucos.

  4. O diabo é que o Brasil, o gigante, não obstante o seu estado comatoso, encontra-se capturado por malucos que na loucura dos mesmos por dinheiro, poder, vantagens e privilégios, sem limites, perderam a noção das coisas, não querem cuidar do gigante, não querem recuperá-lo, coisa nenhuma, pelo contrário comportam-se como urubus na carniça à moda agora chegou a nossa vez com cada um bicando o que pode bicar e dane-se o resto. Daí os urubus se atracando entre si pela carniça, urubus da elite delinquente e da burguesia emergente…, daí a composição do malandro Bezerra da Silva, tem urubuzão que não acaba mais, e se gritar pega urubuzão acha um montão, é como disse o falecido Ministro Teori, puxa uma pena e acha um bando de urubu carniceiro. Haja tributos e contribuintes para sustentar tanto urubu.

  5. Piruá, ou pipoca ? FORÇAS ARMADAS que têm bandidos de estimação não são forças armadas mas isto sim braços armados de bandidos. E no Novo Brasil de Verdade, que cerca de 70% do povo brasileiro demonstrou clara e fartamente que está querendo, desde Junho de 2013, quando saiu às ruas do país aos gritos de “sem partidos, em golpes, sem violência, sem corrupção, vocês não nos representam”, não existe espaço para este tipo de “forças armadas”, que deverão ser extintas, caso não façam a coisa certa como fizeram no passado as gloriosas Forças Armadas comandadas por Deodoro da Fonseca e Floriano Peixoto ante a falência do Império, quando da proclamação da república, ora tb falida, exaurida e com o seu prazo de validade tb vencido, portanto carente de uma nova transformação como solução de continuidade alvissareira da Nação Brasileira, como propõe a RPL-PNBC-DD-ME, o projeto novo e alternativo de política e de nação, o novo caminho para o novo Brasil de verdade, porque evoluir é preciso. O fato é que acuado por um conjunto de crises invencíveis pelos métodos tradicionais, à moda fim de feira do Império, o Brasil estava necessitado há muito tempo, como de fato continua necessitado, mais do que um Presidente, um novo Ruy Barbosa, polivalente, acompanhado de uma junta psiquiátrica, munido de Projeto Novo e Alternativo de Política e de Nação, mas daí o golpismo ditatorial, o partidarismo eleitoral e seus tentáculos, velhaco$, matreiro$, que perfazem o sistema político podre, caduco, nos impuseram uma dupla de virtuais pacientes psiquiátricos, um mais agressivo do que o outro, e, de quebra, apoiados pelas forças armadas, como insinuam, as quais, por seu turno, não negam a possível adesão incondicional à ignorância dos mesmos, os quais, ao que parece, só serão convencidos de que tomaram o caminho errado, a contramão da evolução e da solução do país, se forem colocados num ringue de UFC e lhes aplicado um cacete histórico ao ponto de saírem de lá direto para a UTI, porque amam o argumento da força ao invés da força do argumento, da evidência e até do domínio dos fatos, que apontam para o novo caminho, ao que parece. https://noticias.uol.com.br/…/hamilton-mourao-fala-empresar…

  6. A incerteza dos acontecimentos, sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento.

    Jean Massillon.

    Se o presidente atual só faz burradas, é o maior corrupto da história do Brasil, tem familia tb corrupta.

    Que o Celso de Melo e Rodrigo Maia, instaure o impeachment.
    Paremos de sangrar.
    JÁ QUE É O DESEJO DA MAIORIA DA TI.OU ESTOU ENGANADO?

  7. Carlos Newton, gostei muito do artigo.

    Apenas gostaria de lembrar que o filho do Mourão entrou para o Banco do Brasil por ter sido aprovado e classificado em concurso público que prestou. E as promoções internas no Banco do Brasil são devido às boas qualidades que os funcionários apresentam em prestar eficientes serviços à instituição.

    De fato, em pronunciamento recente Mourão “ressaltou que a oferta de cargos e emendas faz parte do processo de negociação”

    Pelo que conheço do Mourão e de sua vida, quando diz que “cargos e emendas” podem fazer parte de negociações, exclui disso a corrupção, por ser inflexível com relação a esse nefasto comportamento social..

  8. DuvideÓdÓ que outro qualquer na Presidência seria inflexivo e seguiria os mandos da OMS, já que é sabido que o fechamento total é pior. O Ministro da Saúde, e qualquer outro, tem que ser trocado até que um comece a seguir os caminhos orientados pela presidência, que foi o plano apresentado á sociedade na época de sua eleição. Isso na política, mas aqui, cada qual com sua teoria. Eu, por exemplo, percebo em várias declarações os recados que Mourão transmite a políticos e outros poderes. E também o endosso que tem dado a Bolsonaro e isso não é falácia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *