MP dos Portos: Problema não está nos articuladores, mas no conteúdo

Pedro do Coutto 

A presidente Dilma Rousseff não conseguiu, ainda, obter aprovação do Congresso para a Medida Provisória que propõe a privatização e a modernização do sistema portuário nacional. Ela perdeu também, ao longo do ano, três outras votações importantes na qual o governo se empenhou profundamente: a reforma do ICMS, com a redução de alíquotas, a queda de seu veto à distribuição dos royalties do petróleo e o Novo Código Florestal voltado para a preservação do meio ambiente e exigia recomposição de áreas atingidas por agricultores. Reportagem da Folha de São Paulo, edição de sexta-feira 10, focaliza o tema com nitidez.
 As derrotas – assinala a matéria – têm levado integrantes das lideranças governistas a pedir a substituição de ministros e de pessoas às quais as articulações foram entregues pelo Planalto. Não parece ser esta a questão. Os obstáculos principais não podem estar vincxulados a interesses pessoais e sim aos interesses nacionais. Aos interesses do país, portanto. Deslocar a solução do problema para o plano fisiológico será um retrocesso enorme. A questão não é, tampouco deve ser, essa.
As dificuldades a serem ultrapassadas são de conteúdo. A presidente da República deve abrir o debate das matérias de sua iniciativa, tornando-o público, através da imprensa. E mostrar a sociedade as consequências das mudanças que propõe em favor da população, a qual, no fim da linha, é a que sofre os ônus das impropriedades e do atraso, sem direito aos bônus do progresso e da modernização. Uma simples investida por intermédio de uma tarefa esclarecedora. A transparência ampla, assim, é fundamental. A comunicação pública também. O problema que obstrui as soluções está na falta de explicação geral, clara e ao mesmo tempo detalhada dos assuntos em pauta e em choque. O confronto de ideias, o debate político-econômico, são pontos que devem ser levados às ruas.
Através da história, no caso do Brasil, foi sempre assim. A abolição da escravatura é um exemplo. A CLT de Vargas, embora promulgada em 43, em plena ditadura, foi sem dúvida uma iniciativa altamente popular. O plano de metas do governo Juscelino tornou-se viável porque levou o debate econômico às ruas, obtendo aprovação popular. Exemplos não faltam. Faltam, agora, articuladores politicamente capazes de compreender e viabilizar essa realidade.
Interesses políticos pessoais sempre vão existir. A questão realista não pode ser a zerá-los porque isso é impossível.A sensibilidade dos articuladores e da articulação construída é mantê-los nos limites do aceitável e não deixar que se desloquem para patamares absurdos. Até porque não existe espaço suficiente para atender todas as reivindicações formuladas pelos senadores e deputados. Teriam que existir, para início de conversa, não 39 ministérios, o que já é mdemais como todos reconhecem. Mas o dobro, sem contar os cargos intermediários e as contratações de empresas para obras públicas.
Os articuladores do Planalto têm que se investir da responsabilidade real dentro dos limites suportáveis da máquina administrativa. Somente poderão conseguir equacionar as questões dentro dessa forma se abrirem o debate público, da forma mais ampla possível. Dentro da eterna relação de causa e efeito.
This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

3 thoughts on “MP dos Portos: Problema não está nos articuladores, mas no conteúdo

  1. O sempre brilhante e experiente Jorn. Pedro do Coutto, nos mostra claramente que no Caso da MP dos Portos, “o problema não está nos Articuladores, mas no conteúdo”. Com essa correta diagnosis é fácil agora partir para a solução. Há interesses Corporativos poderossísimos em jogo. Lembremos também que foi graças a uma Legislação “fora da Realidade”, que liquidamos com nossa Navegação de Cabotagem, nossas Vias Férreas, e boa parte de nossa importantíssima Marinha Mercante. Não se pode sair muito fora do que existe no resto do mundo, sob pena de nos colocar fora do Mercado, por excesso de Custos. Abrs.

  2. Caros amigos,com um congresso desse “porte”, o Brasil, caminha para o “fundo abissal do Oceano de lama de corrupção” em que está mergulhado. está faltando “POLITICO” com sentimento de brasilidade e ideal de fazer uma Pátria, para os aqui nascidos.
    O que temos, são politiqueiros, nas esferas do Poder, que agem em beneficio próprio, com suas “maracutaias”.
    A destruição do transporte da carga pesada: Trem e navios, na cabotagem e internacional, foi traição ao Brasil,o resultado, todos vemos, a “produção” atolada nos caminhões nas estradas, os navios estrangeiros, muitos sucateados, a transportar nossa produção.
    Esses politiqueiros, que nos custam milhões, são verdadeiros traidores, lesas-Patría.
    Só nos resta à ESPERANÇA, de 2014, o povo tomar vergonha na cara, e votar com consciência e dignidade.

  3. O problema do brasil é que o fisiologismo, o clientelismo, a apropriação do público pelo privado, a maracutaia, a corrupção, a divisão do imenso bolo entre os mesmos de sempre, já atingiu há muito, prá usar uma expressão do autor, “patamares absurdos” e, invertendo um pouco a sua colocação, “os obstáculos principais estão SEMPRE vinculados a interesses pessoais e NUNCA AOS INTERESSES NACIONAIS.” Assim são os políticos daqui! E o partido que está no governo há uma década herdou esse “balcão de negócios” espúrio, fortalecido pelo governo tucano, através das privatizações (???), gostou do modelo, ‘aperfeiçoou-o’ e o brasil chegou a esse ponto! Eu não consigo enxergar um só político nesse país que tenha um projeto para desenvolver o brasil: os projetos, sem exceção, são todos pessoais, para ‘desenvolver’ as suas famílias e ‘chegados!’À par as bolsas-esmolas, que são a menina dos olhos do pt, NADA foi feito para tirar o brasil da condição de terceiromundismo,quintomundismo, emergente, ou qualquer que seja a nomenclatura da moda. Foi muito divulgada, em todos os telejornais, na internet, inclusive, as palavras do deputado garotinho sobre a ‘MP DOS PORCOS!” (atenção, tem cacife, tem muitos votos, ‘faz’ de vereadores a deputados federais passando por prefeitos e governadores!) mas, quando foi governador aqui no rj, seguiu essa mesma politicalha do pt, com bolsas-esmolas de todas as espécies e qualidades distribuídas à mancheias sem critério e sem saída! Assim são os políticos desse infeliz país: quando tem a máquina administrativa nas mãos, ao invés de usá-la para beneficiar a população, com EDUCAÇÃO DE QUALIDADE, SAÚDE, INFRAESTRUTURA, SANEAMENTO, TRANSPORTES, MORADIA,… usam-na sempre para os seus projetos pessoais! É um círculo vicioso que NENHUM politico quer quebrar: o povo, sem educação, fica felicíssimo com as esmolas recebidas, vota nos mesmos para continuarem recebendo e, repito, SEM EDUCAÇÃO, não consegue enxergar a perversidade do sistema e fica agradecido com as migalhas, sem saber que tem direito a uma vida digna, com ESCOLA de qualidade, moradia (fora das favelas que a MIDI(A)OTIZANTE, juntamente com os ‘artistas’,’ólogos’ de plantão et caterva, há muito, já convenceram a sociedade e os próprios moradores, de que é um lugar ‘digno’ de se morar desde que, evidentemente, eles possam continuar morando na orla e nos condomínios fechados de luxo sem serem incomodados!) enfim, tudo o que o país pode lhe proporcionar porque É UM PAÍS RICO mas a riqueza está concentrada nas mãos de poucos privilegiados, devidamente ‘financiados’ pela ‘mãezona’ bndes – aliás, hoje, ‘os de sempre’ deverão homenageá-lo, afinal, hoje é o dia das mães e o bndes é uma verdadeira mãe para os afortunados desse país de miseráveis! ABRIR O DEBATE PÚBLICO? DISCUTIR ASSUNTOS DE INTERESSE DA SOCIEDADE COM A SOCIEDADE? É UTOPIA! Tenho 50 anos de idade, metade deles vivido sob uma DITADURA e, após a chamada ‘redemocratização’ (tupiniquim) só contamos com essa politicalha que aí está: se aferram ao poder pelo poder, para usufruir de seus privilégios, com a EXCLUSÃO do povão, bem entendido, e… é o que temos! o sistema já foi planejado e implantado de cima para baixo para excluir a participação popular e não vejo saída a curto, médio nem longo prazo! Essa é CAUSA e o EFEITO AÍ ESTÁ PARA QUEM QUISER VER! Melhor BALCÃO DE NEGÓCIOS (prá eles) que PARTICIPAÇÃO/DEBATE aberto com a Sociedade! Afinal, vem funcionando assim e, já que estamos no ‘país do futebol’, “em time que está ganhando não se mexe!” E ELES ESTÃO SEMPRE GANHANDO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *