Mubarak-Egito-EUA, uma questão de cumplicidade

Helio Fernandes

Conforme tenho dito, dificilmente haverá solução para o problema criado pela cumplicidade de alguns países, que já dura mais de 30 anos. Como todos os da região, a questão religiosa que envolve a todos, impede qualquer solução.

Pacifica nem pensar. O famoso “barril de pólvora” que é o mundo árabe, está sempre para explodir. Só que agora pode ir pelos ares por controle remoto, e todos estão com o detonador na mão.

O maior culpado e agora o mais complicado: Estados Unidos. Financiou a todos ou quase todos, protesta quando algum pais trata do seu próprio artefato nuclear (para fins pacíficos), outros são beneficiados, têm créditos à vontade. Nem perguntam a finalidade desses artefatos.

*** 

PS – Agora o povo está nas ruas, acredita que está se libertando, totalmente enganado. Libertaram as forças que estavam reprimidas, deram a impressão que estavam contra o ditador.

PS2 – Essas forças vestem  roupas de guerra, são militares, estão no Poder junto com Mubarak. Desde os tempos que foi herói de guerra, por causa disso foi vice, “conquistou” o Poder total.

PS3 – Não saiu mais, completou 30 anos, nem ele mesmo sabe o que acontecerá. A reviravolta dos militares, geralmente tão sedentos de poder quanto os civis, pode favorecê-lo. Mas como?

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *