Mudança na data da posse, por causa do orçamento

Helio Fernandes

Já que discutem tanto esse polêmico orçamento, uma revelação. Foi por causa dele, que mudaram extravagantemente a data da posse, de 31 de janeiro para o dia 1º do mês e do ano.

Motivo: com a posse no último dia de janeiro, o presidente que acabava o mandato e saía gastava “um doze avos” do orçamento, referente a janeiro, estava autorizado.

Agora, tendo que passar o governo no último dia do ano ou o primeiro do seguinte, quem vem à posse? Ninguém, perdão, Dona Clinton, é profissional de  viajar, de viver dentro de aviões.

VERBAS PARA ONGs

O deputado do PSDB do Rio Grande do Norte. Rogério Marinho, proibiu EMENDAS PARA ONGS no setor da Cultura. Mas continuam nos outros. Não seria melhor uma CPI para investigá-las?

ORÇAMENTO AUTORIZATIVO

Lula está tão empolgado e iluminado com a conseguida repercussão “que briga até pelo desnecessário”. A senadora do Mato Grosso do Sul, Serys Slhessarenko, cortou 3 bilhões, ele gritou, exclamou, retumbou. “se tirar esses 3 BILHÕES, EU VETO”. Como a senadora é do PT (de qual?), se apavorou, mudou tudo. Disse: “O presidente pode recompor os quesitos por decreto”.

“Brigaram” por espaço na mídia. Mestre Afonso Arinos, como deputado e mais tarde senador, brigava pelo país: “O orçamento tem que ser IMPOSITIVO, ou os presidentes da República fazem o que querem”.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *