Muitos e muitos leitores e seguidores indagam sobre o crime de Bruno

Yuri Sanson (e outros):
Helio, você ainda não escreveu sobre o crime do goleiro do Flamengo. Não vai tratar desse crime que está assustando o Brasil?”

Comentário de Helio Fernandes:
O que está assustando o Brasil é a cobertura sensacionalista da Globo, televisão aberta e por assinatura. Nos últimos três dias, começando às 7 e meia da manhã, (Bom dia, Brasil”), passando por todos os jornais de hora em hora, dominando o carro-chefe da casa, (“Jornal Nacional”) e ultrapassando a madrugada, não tem outro assunto.

É uma campanha sensacionalista e capenga. Como o que existe é um acontecimento não esclarecido e que a televisão Globo não colabora para esclarecer, vão repetindo de manhã até a noite e madrugada, indícios e não certeza. Antes de mais nada, se tudo isso se transformar em FATO, aí não haverá dúvida: será um CRIME HORROROSO, HEDIONDO, MONSTRUOSO, possível e passível das maiores condenações.

A Globo faz sensação mas não fornece o mínimo em matéria de informação. Um só exemplo entre muitos. Leva para entrevistas, vários advogados, nenhum do primeiro time. Os que aparecem, mal sabem falar, a cada pergunta, respondem invariavelmente: “Com certeza”, e ficam repetindo, “com certeza”.

Não conseguem explicar para o cidadão que está assistindo, a diferença entre prisão PROVISÓRIA, ou então PRISÃO PREVENTIVA, quando estas se transformam (ou pode se transformar) em PRISÃO DEFINITIVA.

Se entrevistassem um grande criminalista, aí sim, poderiam obter informações autorizadas, corretas e elucidativas. Por exemplo, o que tantos me perguntam, e nem advogados nem a TV Globo (ou Globonews) conseguem esclarecer: “Porque a mulher do goleiro Bruno está presa? Por dedução, conclui que foi conivente com o marido. Mas a mulher verdadeira ajudando a assassinar a amante?

Por que nessas 24 HORAS DIÁRIAS da cobertura, não desvendaram essa questão? Outra: inicialmente quem defendia o goleiro, era o advogado do Flamengo. 48 horas depois do SENSACIONALISMO da Globo, o Flamengo retirou seu advogado de campo, apareceram dois advogados, sem títulos maiores.

O Flamengo se convenceu de que seu jogador é REALMENTE culpado? Ou foi o contrário, o clube achou que Bruno precisava de advogados mais famosos e competentes? Tudo bem, mas por que a defesa foi entregue a desconhecidos?

Também não explicado: advogados competentes, nas reportagens esclarecedoras, esclareceriam: por que o juiz do Estado do Rio (vá lá, do Rio capital) mandou prender o jogador, e menos de 24 horas depois “mandava o processo para Minas”, afirmando estarrecedoramente: “Eu não podia ter atuado no processo, sou incompetente, a jurisdição é de Minas, estou mandando o processo para lá”. Inacreditável.

Esse juiz do Rio teria “decidido” por influência do sensacionalismo da Globo? Nem seria surpreendente. Qualquer juiz, com qualquer formação, teria visto imediatamente, que a jurisdição para julgamento não era de onde mora o acusado e sim onde o crime (ou suposto crime) foi praticado. Voltou atrás? Não, foi o juiz de Minas que chamou a atenção das autoridades judiciárias, para o absurdo que estava sendo praticado.

Por que a Globo não mostrou imediatamente que estavam burlando a lei com esse procedimento? A Globo não estava tecnicamente aparelhada, quem conhece esses advogados ouvidos? O interesse era apenas o de conquistar e manter audiências?

***

PS – Existem ainda muitos ângulos a serem esclarecidos, na TV Globo ninguém sabe, e os ADVOGADOS convidados para ASSESSORAR a televisão, e DESVENDAR o que aconteceu, também não sabem.

PS2 – Foi dito ligeiramente nessa enxurrada de sensação: “Existe a possibilidade do corpo não aparecer, por causa das condições do local onde teria sido jogado”. Isso mudaria completamente a questão.

PS3 – Se tivesse contratado ou simplesmente CONVIDADO um criminalista (ou vários) do primeiro time, poderiam, com AUTORIDADE, CONHECIMENTO e COMPETÊNCIA, ter esclarecido se pode HAVER CONDENAÇÃO no caso de CRIME SEM APARECIMENTO DO CORPO.

PS4 – Há muitos anos, foi assassinada uma personagem chamada Dana Teffé, de família ilustre, pertencente à elite. Na investigação, apareceu como criminoso, Leopoldo Heitor (também advogado), que negou o tempo todo que tenha sido o autor do crime.

PS5 – Assim mesmo foi julgado, absolvido pelo Tribunal do Júri. Justificativa: “Não havia corpo, como saber que havia crime?” O promotor recorreu, novo julgamento e nova absolvição.

PS6 – Assessorada por um criminalista de alto nível, a Globo teria marcado “um gol de placa”, esclarecendo a questão.

PS7 – Fica a pergunta para a própria Globo, que sensacionaliza, pode também elucidar: essa PRELIMINAR QUE MUDARIA TUDO, ainda está em vigor ou a lei foi modificada? Isso é fundamental, até mesmo para que as INVESTIGAÇÕES SE APROFUNDEM (a palavra exata) na descoberta do corpo.

PS8 – O que está aqui, não passa de esclarecimento ou tentativa de esclarecimento. Se tudo se confirmar, se o corpo aparecer, se o goleiro for mesmo o criminoso, é evidente que não se livrará de maneira alguma.

PS9 – Por enquanto é tudo sensação. E ainda está em tempo de a Globo apresentar ao público um criminalista de respeito e tradição. Darei os parabéns à Globo, não vou ficar tolamente repetindo, “ eu não disse, eu não disse?”

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *