Mujica rouba a cena na posse e fala em união da América Latina

  • Parlamentares tiram fotos com o presidente do Uruguai, José Mujica (centro), no Congresso Nacional antes do discurso de Dilma Rousseff

    Cercado de parlamentares, Pepe Mujica dá declarações

    Julia Chaib e Andre Shalders (Correio Braziliense)

Ao deixar o Congresso Nacional em direção ao Palácio do Planalto, onde cumprimentou a presidente Dilma Rousseff, o presidente do Uruguai, José “Pepe” Mujica, disse que o Brasil deve caminhar junto com os países da América Latina.

“Sabem que o Brasil é o maior país e o mais gravitante da América Latina, seu destino importa a todos. Assim, o Brasil tem que buscar que o apoiem e o rodeiem, porque ele é grande para nós. No entanto, é pequeno para o mundo”, avaliou Mujica.

O presidente uruguaio convocou seus pares da América da Latina a pensarem juntos no futuro de suas nações.

“Temos que andar o mais juntos que pudermos. Temos uma liga em comum, porque o português e o espanhol, se falamos espaçado, o entendemos. Não é verdade? E como podemos fazer para andar juntos? Estávamos há muito tempo olhando para o globo e, agora, a historia está mudando”, disse.

Mais cedo, Mujica foi assediado por parlamentares no Plenário da Câmara, que pediram para tirar fotos com ele. Após o discurso de Dilma à nação, no Planalto, ele cumprimentou a presidente Dilma, ritual seguido pelas autoridades estrangeiras.

Conhecido pelo jeito simples, Mujica trocou algumas palavras, sorrisos e até abraçou a presidente, quebrando o protocolo.

5 thoughts on “Mujica rouba a cena na posse e fala em união da América Latina

  1. Bem, senhores… se “o Brasil é o maior país e o mais gravitante da América Latina”, ele não tem que andar junto aos demais. Serão os demais que terão que se aproximar dele, da mesma forma que a Lua gira em volta da Terra e não a Terra em torno da Lua.

  2. Para José Mujica ser aplica o famoso ditado que uma andorinha só não faz verão. Talvez com exceção do governo chileno, o restante dos colegas governantes são de uma mediocridade de doer, principalmente os governantes de 3 países chaves da América do Sul, a saber, a demente da PRESIDANTA DILMA, a tresloucada candidata a rainha da Argentina, a notória Cristina Kirchner e o boçal ditador presidente da infeliz Venezuela, o que não cai nem de MADURO, ALIÁS MELHOR DIZENDO NÃO CAI NEM DE PODRE!!
    Infelizmente algum governante mais integro como MUJICA é uma exceção nessa triste AMÉRICA LATRINA!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *