Na Democracia, se baterem à sua porta de madrugada, é o leiteiro

Resultado de imagem para democracia charhes

Charge do Miguel Paiva (Arquivo Google)

Pedro do Coutto

A frase é antiga, do tempo em que leiteiros entregavam o leite nas residências. Hoje teria que ser atualizada recorrendo-se a uma outra imagem. Mas através de várias décadas fazia pleno sentido e era muito citada por Otto Maria Carpeaux, que em 1940 escapou por um triz do Nazismo na Europa. Hoje no Brasil, pesquisa do Datafolha destacada amplamente em reportagem de O Globo, revela que 69% dos brasileiros e brasileiras consideram a democracia essencial e o melhor de todos os regimes políticos.

Para 13%, tanto faz, quer seja uma democracia ou uma ditadura. Para 12%,  a opção depende de circunstâncias do momento. Os números refletem a eterna ideia da liberdade contra a opressão. Está sendo revigorada agora na véspera das urnas de hoje, 7 de outubro. Vale a pena destacar sua essência primordial para a dignidade dos seres humanos. Não poderia haver melhor ocasião para confrontar o índice democrático de hoje com índices registrados pelo Datafolha no passado recente.

NÃO HÁ OPÇÃO – O destaque à Democracia, vale frisar, serve para aqueles que preferem outro caminho. Mas o fato que se impõe é que o caminho para o poder só pode ser dividido em duas vias: pelas urnas ou pelas armas. Não estamos falando a respeito de nenhuma hipótese de os votos de hoje não valerem para legitimar os vitoriosos nas eleições. Mas representa uma manifestação essencial da opinião pública brasileira.

Não é provável que um candidato a presidente da República alcance 50%+1 , o que decidiria o pleito neste domngo. Não é provável, porém é possível. Temos que aguardar a contagem dos sufrágios. De qualquer forma está traçada a estrada a percorrer pelo regime democrático.

Aliás, o regime democrático assemelha-se à histórica definição do filósofo Hegel sobre a essência da lei. Disse ele simplesmente que a lei é a conciliação dos contrários.

REGIME DA MAIORIA – A definição pode ser aplicada, penso eu, a democracia. Regime da maioria conquistada nas urnas mas que exige respeito e admiração. Terminada a apuração da luta para a presidência da República, estamos vendo que nenhum dos favoritos vem acompanhado de sólida maioria parlamentar.

Por isso, quem for empossado no Planalto terá que reunir os partidos e traçar com eles as proposições do futuro governo.             Isso não quer dizer que a escalação de ministro, ou de dirigentes estatais, tenha que ser entregue, como aconteceu há poucos anosa pessoas sem escrúpulo, cuja única motivação foi de assaltar em bando os recursos públicos. Não se trata disso.

DENOMINADOR – Trata-se – isso sim – de se alcançar um Denominador comum para as etapas e desafios do governo que vai surgir nessa alvorada do ideal democrático.

Em síntese: a partir de 1º de janeiro de 2019 teremos, sejam quais forem os resultados, uma nova realidade, um novo poder no país.

É tempo de alvorada e resgatar o compromisso tácito do poder com a população brasileira.

###
P. S.Na Democracia, aliás, não é só o leiteiro que bate à porta de madrugada. Pode ser também a equipe da Polícia Federal…  

 

 

5 thoughts on “Na Democracia, se baterem à sua porta de madrugada, é o leiteiro

  1. Últimas pesquisas captam movimento da onda Bolsonaro ocorrendo também no Nordeste !!!

    É B17 no 1º turno !

    Tem festa verde e amarelo domingo !!!

  2. Ainda estamos muito longe de termos uma verdadeira democracia, pois esta pressupõe algumas condições mínimas, tais como:
    – Direito ao voto, e não dever de votar, uma diferença sutil, mas decisiva para o resultado e o mérito de uma eleição;
    – Democracia econômica, que significa o eleitorado ter mínimas condições financeiras para não cair na tentação de vender o voto, fato comum no País, e que distorce completamente o resultado;
    – Voto distrital, pois os candidatos precisam ser conhecidos pelos eleitores, para que possam ser avaliados;
    -Qualificação dos candidatos através de seu currículo; uma forma de limitar a demagogia nas eleições;
    -A segurança pública ser tratada como dever de Estado, e não de governo, pois sem ela, não há direito de ir e vir, e o pior dos mundos, o crime organizado se apropriando do Governo pela via da corrupção, situação atual do País, não deixando nada mais funcionar.

  3. Na Democracia Brasileira se baterem à noite em sua porta, pode ser um trote ou um assaltante. Neste caso, vote em Bolsonaro para ter uma arma e casa
    .

  4. E com um mandado de prisão, vai piar direitinho lá na PF. Depois vem passar uma temporada em Curitiba, cidade muito agradável para fazer turismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *