Na festa de São João, um olhar que incendiou o coração de Luiz Gonzaga

Imagem relacionada

Charge do Clayton (O Povo/CE)

Paulo Peres
Site Poemas & Canções

A festa de São João (24 de junho), o ápice dos festejos juninos, com a trezena de Santo Antônio (13 de junho) e São Pedro (29 de junho), inspirou o sanfoneiro, cantor e compositor pernambucano Luiz Gonzaga do Nascimento (1912-1989), o popular Rei do Baião, a compor em parceria com José Fernandes a música “Olha Pro Céu Meu Amor”, cuja letra retrata uma estória de amor numa noite de São João. Essa “marcha joanina” foi gravada por Luiz Gonzaga em 1951, pela RCA Victor.

OLHA PRO CÉU MEU AMOR
José Fernandes e Luiz Gonzaga

Olha pro céu, meu amor
Vê como ele está lindo
Olha praquele balão multicor
Como no céu vai sumindo

Foi numa noite, igual a esta
Que tu me deste o coração
O céu estava, assim em festa
Pois era noite de São João

Havia balões no ar
Xote, baião no salão
E no terreiro o teu olhar
Que incendiou meu coração

11 thoughts on “Na festa de São João, um olhar que incendiou o coração de Luiz Gonzaga

  1. Isto é lá com Santo Antônio
    Autor: Lamartine Babo
    Eu pedi numa oração, ao querido São João
    Que me desse um matrimônio
    São João disse que não! São João disse que não!
    Isto é lá com Santo Antônio!
    Eu pedi numa oração, ao querido São João
    Que me desse um matrimônio
    Matrimônio! Matrimônio! Isto é lá com Santo Antônio!
    Implorei a São João, desse ao menos um cartão
    Que eu levava a Santo Antônio;
    São João ficou zangado, São João só dá cartão
    Com direito a batizado!
    Implorei a São João, desse ao menos um cartão
    Que eu levava a Santo Antônio
    Matrimônio! Matrimônio!
    Isso é lá com Santo Antônio!
    São João não me atendendo, a São Pedro fui correndo
    Nos portões do paraíso
    Disse o velho num sorriso: Minha gente, eu sou chaveiro!
    Nunca fui casamenteiro!
    São João não me atendendo, a São Pedro fui correndo
    Nos portões do paraíso
    Matrimônio! Matrimônio! Isso é lá com Santo Antônio

  2. Nunca um trecho de uma música de Luiz Gonzaga foi tão preciso. De qualquer lugar, basta olhar para o céu e ver como o multicolorido das bandeiras de São João deixaram o local com outra cara… e como está lindo.
    Eita Gonzagão! Tu hoje está neste lindo céu tão bem cantado por você; não repare a mistura de tu com você; Vale tudo.

  3. Grande Pernambucana Carmen Lins, me fizeste viajar nas Músicas Juninas da minha infância no Recife, nas Noites tão Brasileiras da Fogueira sob o olhar do Recife(Mistura Poética de outras Músicas do Rei Luiz Gonzaga) . Tenho certeza que suas retinas ainda guardam as fogueiras e as ruas embandeiradas do nosso Pernambuco, a voz de Luiz Gonzaga solta nas estradas e ruas pernambucanas, gente alegre dançando, pulando sonhando, vivendo a nordestinidade por inteiro . Grande Abraço, Feliz São João !!!

    • Edjailson, você sumiu! Sentindo sua falta por aqui. Recebi de uma amiga que mora em Olinda,um vídeo sobre festa junina. Diz ela que é para não esquecer dessa grande alegria que toma conta dos pernambucanos no periodo junino. Precisava ver o vídeo. Pena que não posso postá-lo aqui.
      Como me lembro dos passos das quadrilhas – balancê, o tunel, caminho da roça, a chuva – saudades muitas. Participei quando criança. Aqui em Bh quando posso vou olhar. Grande abraço pernambucano para você Edjailson.

    • Edjailson, Olinda é minha Pasárgada. Naquelas praias tive meus intensos momentos de felicidade. Minha praia – a dos Milagres – está totalmente mergulhada no Oceano Atlântico. Restou a Igrejinha dos Milagres. Você deve conhecê-la.

  4. Carlos , obrigado sempre pelo respeito e carinho. Por motivo de acontecer interpretações errôneas sobre as Festas Juninas, a mídia pernambucana tomou cuidado de quando anunciar as Quadrilhas dessas Festas de Junho nos Jornais e meios de comunicação, complementar com justiça de que são “Quadrilhas Juninas” , sabes muito bem os motivos !!! Grande Abraço .

  5. Amigos, o Poeta e Cantor de Caruaru Petrucio Amorim homenageou Luiz Gonzaga com uma Música que viaja na vida e na história do grande pernambucano Rei do Baião . Sugiro aos amantes da boa música nordestina que pesquisem a Obra Musical desse grande Petrucio Amorim, é Poesia pura, faço essa sugestão também ao Paulo nosso Poeta da Tribuna.

    O REI NAS ESTRELAS

    PETRUCIO AMORIM

    Quem viu a terra tremer
    Quem viu o sol se esconder
    Por entre nuvens,quem viu

    Quem viu o tempo parar
    Sabe também lamentar
    Que o Rei menino partiu

    Mas quem chorou, não se iluda
    Que um Rei não morre, se muda
    Pro Reino da ilusão

    Lá onde os astros se ouvem
    Lá onde mora Beethoven
    Mora o Rei do Baião

    Luiz, Luiz, Luiz
    Agora és estrela lá no céu
    Luiz, Luiz, Luiz
    O povo agradece o teu papel
    Luiz, Luiz, Luiz
    A Asa Branca diz pró sabiá
    Enquanto houver sanfona
    Um Xote e um Baião
    Seu nome lembrará uma canção

    Lá onde os astros se ouvem
    Lá onde mora Beethoven
    Mora o Rei do Baião !

  6. Todos juntos e misturados – O eterno Rei do Baião – O Gonzagão, que está acompanhado de Dominguinhos e o clássico Beethoven. Ambiente musical para todos os gostos lá no céu.

  7. Fora de pauta. Carlos Newton, a nossa grande Ofélia se manteve fora da TI; talvez ela leia mas não se pronuncia. tenho saudades dela, de sua escrita simples e agradável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *