Na gesto de Paulo Rabelo de Castro, BNDES entra em fase de confuso mental

Charge do Sponholz (sponholz.arq.br)

Carlos Newton

Reina a desorientao no Banco Nacional do Desenvolvimento Econmico e Social, desde que o economista Paulo Rabello de Castro assumiu a presidncia no final de maio, substituindo Maria Silvia Bastos Marques. O corpo tcnico da instituio considerado o melhor do pas, com grupos de especialistas dedicados aos assuntos de cada segmento da economia brasileira. O foco do banco sempre foi a defesa dos interesses nacionais, como rgo de apoio ao desenvolvimento, mas de repente tudo mudou, porque Rabello de Castro um estranho no ninho e est disposto a transformar o BNDES num instrumento de poltica meramente financeira.

Logo aps assumir, Castro chegou a contestar a extino da Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP), criada para possibilitar que as empresas nacionais fossem beneficiadas com juros nos padres internacionais, para fortalecer atividades produtivas estratgicas ao pas. Mas era s jogo de cena, pois logo Castro se enquadrou s ordens do ministro Henrique Meirelles, que vinha tentando acabar com a TJLP desde o primeiro governo Lula, mas foi rechaado pelo ento presidente do BNDES, Carlos Lessa, e pelo vice Darc Costa.

O MAIOR DO FUNDO – Criado em 1952, no governo Vargas, o BNDES foi o principal responsvel pelo espantoso crescimento econmico do Brasil, que at os anos 80, antes da crise do petrleo, tinha sido o pas que mais se desenvolveu no sculo passado, acredite se quiser.

Tornou-se o maior banco de fomento do mundo, sua excelncia era reconhecida internacionalmente e foi usado como modelo para criao do Banco do Desenvolvimento da China, que somente h alguns ultrapassou o BNDES e conquistou o primeiro lugar do ranking e agora est tendo papel fundamental na consolidao do banco de fomento dos pases do BRICS (Brasil, Rssia, ndia, China e frica do Sul).

PLANO DE GOVERNO Como o PT chegou ao poder sem jamais se preocupar em ter um programa econmico, Carlos Lessa e Darc Costa usaram o corpo tcnico do BNDES para traar o projeto desenvolvimento implantado nos dois primeiros anos do governo Lula, para ajudar o pas a retomar o crescimento do PIB, que em 2010 chegou a aumentar espantosos 7,5%.

Lessa e Darc saram, o BNDES comeou a se envolver em tenebrosas transaes conduzidas nas gestes de Guido Mantega e seus seguidores Demian Fiocca e Luciano Coutinho.

Nomeada em 2016 pelo presidente interino Michel Temer, a economista Maria Silvia fez uma gesto de soerguimento, no se deixou usar com fins polticos e acabou se demitindo. Foi substituda por Rabello de Castro, que comandou a extino da TJLP e agora est levando o BNDES por caminhos tristonhos, diria o grande brasileiro Ary Barroso.

BANCO DE INVESTIMENTOS – Rabello de Castro abandonou a linha de defesa dos interesses nacionais e est levando o BNDES a se tornar um banco de investimentos como qualquer outro. Os funcionrios esto surpresos e estupefatos, porque Castro defende abertamente um perdo aos empresrios envolvidos na Lava Jato, sob a justificativa de que o combate corrupo est prejudicando a economia nacional, vejam a que ponto de desfaatez chegou este cidado, que preside o Instituto Atlntico e integra o Instituto Millenium, organizao criada por grandes empresrios que pregam a ortodoxia neoliberal como sada para os problemas estruturais do pas.

No se deve julg-lo por ser centro-avante da extrema-direita, Castro tem direito de defender seus ideais, mas preciso observar atentamente seus atos como presidente do BNDES, um cargo altamente estratgico para o pas e mais importante do que a maioria dos ministrios.O fato concreto que Temer errou ao nomear um economista atrelado a dogmas polticos, que est tirando o BNDES da importantssima funo para a qual foi criado, a no ser que seja justamente este o objetivo do atual governo e Castro esteja apenas recebendo ordens.

“MELHOR NEGCIO” – A confuso geral. Depois de proclamar que o apoio JBS/Friboi foi “o melhor negcio” j feito pelo banco estatal, Castro ordenou que o BNDES mova uma ao de responsabilidade civil contra os controladores da JBS, por dano ao patrimnio da BNDESPar, que tem 21,3% da JBS e a maior acionista individual, excetuando a famlia Batista, que detm 42,16% das aes.

O argumento inslito: aps a delao dos irmos Batista, as aes sedesvalorizaram 37%. Mas acontece que esto se recuperandoe ontem acumulavam queda de apenas 8,7%. Como a queixa vai demorar meses at ser apresentada Justia, tudo indica que na ocasio no haver mais perdas e pode at existir lucro.

Segundo O Globo, “tanto a JBS como sua controladora, a J&F, esto reagindo bem crise que atravessam, vendendo ativos com agilidade. A JBS se desfez de operaes no Mercosul e negocia a venda da Moy Park, na Europa. A J&F j acertou a venda de sua fatia na Vigor e da Alpargatas, dona das sandlias Havaianas”.

AUMENTO SALARIAL- O mais ridculo que aBNDESPar manifestou tambm oposio aoaumento da remunerao da Diretoria, do Conselho de Administrao e do Conselho Fiscal da JBS. Pela proposta, a remunerao desses executivos prevista para o ano de 2017 seria elevada em R$ 10 milhes, para at R$ 27 milhes.O montante considera 17 pessoas e inclui salrio, encargos do INSS, remunerao baseada em aes, entre outros.

Em 2016, os 15 executivos que eram da diretoria, do Conselho de Administrao e do Conselho Fiscal receberam R$ 1 milho. Isso significa que ganharam R$ 77 mil mensais, muito menos do que diretores de estatais como a Petrobras e o prprio BNDES, que premia seus dirigentes com 16 salrios anuais e participao nos lucros, mas o ditado diz que macaco no costuma olhar o prprio rabo…

###
P.S. – Como se v, no exagero dizer que o BNDES entrou numa aura de confuso mental. Ainda bem que o Plano de Sade generoso e garante tratamento psicoterpico aos diretores e funcionrios. (C.N.)

 

4 thoughts on “Na gesto de Paulo Rabelo de Castro, BNDES entra em fase de confuso mental

  1. Prezado Carlos
    Quem fica confuso sou eu.
    No registrei onde mas com certeza li, em mais de um lugar, tempos atrs, de que “para viabilizar as falcatruas do BNdes, o PT atravs de PDV agressivo, trocou mais de 90% do corpo funcional do Bndes.
    Com isto estava aberto o caminho, para as negociatas, destruindo a formao nacionalista tecnica dada pelo Carlos Lessa.
    A ao do BNDES e a greve e manifestao do corpo funcional contra o Temer, pareciam dar credibilidade a isto.
    Nunca se ouviu nada contra a ao do Bndes, vinda de seus funcionrios durante os governmos do PT.
    Agora voce fala ” que o corpo tcnico do Bndes um dos melhores do mundo”.
    Como conciliar ???

    Eu particularmente acho que existem tcnicos confiveis e existe um aparelhamento por parte do PT. As aes boas e desastrosas mostram isso.
    Continue a nos mostrar o que os outros nem insinuam.
    grande abrao

  2. Normalmente o grupo que implanta confuso em qualquer empresa ou rgo para se dar bem. Neste caso quem vai sair perdendo, como sempre, o Brasil.

  3. Se no prenderem o lula, no saberemos a verdade sobre o BNDES porque a curriola que se apoderou do banco para enricar os petistas e os vermelhos do continente e mais alguns da frica, ainda guarda segredo porque tm medo desse capeta.
    s prnder o diabo que o inferno vai abaixo. Creiam nisso, e ajudem o Moro a mandar prender esse sem vergonha que arruinou o Brasil, e ainda tratado com respeito.
    No exitemos, esse pilantra no tem nada a perder, at porque em sua vida pblica s fez mal a quem dele perto chegou, e o BNDES ficou na mo dele.
    O que poderia acontecer com um pssimo torneiro usinando o pas ? S perdas.

  4. Os funcionrios do BNDES, em sua grande maioria ficaram quietos diante da roubalheira orquestrada pelo pt.
    E porque ficaram dess forma, porque no tm patriotismo, pois esto l somente para ganhar salriops absurdos, e no para cumprir com a obrigao de um funcionrio pblico que de defender os interesses nacionais.
    Logo, temos que acabar com a estabilidade dessa gente nefasta que no pode continuar sugando o sangue do povo brasileiro.
    Isso afronta a dignidade de uma sociedade que se deteriora por causa da conivncia de covardes que sempre esto a servio dos presidentes corruptos e no dos seus verdadeiros patres que so os trabalhadores que pagam pesados impostos para subsidiar altos salrios a troco de roubalheira dos prprios funcionrios.
    A maioria desses funcionrios, certamente, votou em lula e dilma que encheram seus bolsos para que se calassem diante de tanta safadeza que qualquer um via, menos eles.
    Por isso, privatizao j.
    Temer pode fazer isso, lula e dilma jamais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.