Na poesia de Fernando Brant, a história do menino que sempre vinha lhe dar a mão

Fernando Brandt

Fernando Brant foi um dos criadores do Clube de Esquina

Paulo Peres
Poemas & Canções

O advogado, escritor, letrista e poeta mineiro Fernando Rocha Brant (1946-2015), na letra de “Bola de Meia, Bola de Gude”, foi buscar em sua infância, pura e feliz, a solução para lidar com as adversidades da fase adulta. A música foi gravada por Milton Nascimento no LP Miltons, em 1988, pela CBS.

BOLA DE GUDE, BOLA DE MEIA
Milton Nascimento e Fernando Brant

Há um menino, há um moleque
Morando sempre no meu coração
Toda vez que o adulto balança
Ele vem pra me dar a mão
Há um passado no meu presente
Um sol bem quente lá no meu quintal

Toda vez que a bruxa me assombra
O menino me dá a mão
E me fala de coisas bonitas
Que eu acredito que não deixarão de existir
Amizade, palavra, respeito, caráter, bondade
Alegria e amor
Pois não posso, não devo, não quero
Viver como toda essa gente insiste em viver
E não posso aceitar sossegado
Qualquer sacanagem ser coisa normal
Bola de meia, bola de gude
O solidário não quer solidão

Toda vez que a tristeza me alcança
O menino me dá a mão
Há um menino, há um moleque
Morando sempre no meu coração
Toda vez que o adulto fraqueja
Ele vem pra me dar a mão

3 thoughts on “Na poesia de Fernando Brant, a história do menino que sempre vinha lhe dar a mão

  1. SONETO DA INDAGAÇÃO – Artur Eduardo Benevides

    Será tarde,Senhora, será tarde?
    A vida, igual ao dia , encontra ocaso.
    Termina, pouco a pouco , o nosso prazo
    E o frio olhar da morte já nos carde.

    Que tua luz me salve ou me resguarde.
    Tuas chamas me queimam .Já me abraso.
    Estamos bem além de um simples caso.
    A alma , outrora errante , em ânsia arde.

    Tenho estranho fulgor de adolescência.
    Mas, ao notar que tudo pede urgência,
    Sinto que amar me traz um certo alarde.

    E ao ver o tempo inexorável , lento,
    Escravo de teu grande encantamento
    Aflito te pergunto – será tarde?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *