Na poesia, guarda-se o que é preciso ser guardado, diz Antonio Cícero

Poeta Antonio Cicero é eleito imortal da Academia Brasileira de Letras |  Fora da Ordem

Cícero com a irmã Marina e o amigo Caetano

Paulo Peres
Poemas & Canções

O filósofo, escritor, compositor e poeta carioca Antonio Cícero Correa de Lima, da Academia Brasileira de Letras,  pergunta por que se escreve, por que se publica e por que se declama um poema, a não ser para “guardar” o que realmente queremos.

GUARDAR
Antonio Cícero
Guardar uma coisa não é escondê-la ou trancá-la.

Em cofre não se guarda coisa alguma.
Em cofre perde-se a coisa à vista.

Guardar uma coisa é olhá-la, fitá-la, mirá-la por
admirá-la, isto é, iluminá-la ou ser por ela iluminado.
Guardar uma coisa é vigiá-la, isto é, fazer vigília por
ela, isto é, velar por ela, isto é, estar acordado por ela,
isto é, estar por ela ou ser por ela.

Por isso melhor se guarda o vôo de um pássaro
Do que um pássaro sem vôos.
Por isso se escreve, por isso se diz, por isso se publica,
por isso se declara e declama um poema:
Para guardá-lo:

Para que ele, por sua vez, guarde o que guarda:
Guarde o que quer que guarda um poema:
Por isso o lance do poema:
Por guardar-se o que se quer guardar.

5 thoughts on “Na poesia, guarda-se o que é preciso ser guardado, diz Antonio Cícero

    • Obrigado Martha e Silvia.
      Li hoje, um poema de Antônio Cícero, acadêmico da ABL.
      GUARDAR
      Segue um resumo do poema, que vem a calhar nesses tempos obscuros:
      “Por isso melhor se guarda o vôo de um pássaro
      Do que um pássaro sem vôos.
      Parabéns ao poeta genial, o amoroso, simples e profundo Antônio Cícero, que merece todas as loas do mundo.

      Diria, que se escreve e por isso escrevo, para compartilhar, para debater, receber o contraditório, as críticas. Não para guardar nos reconditos dos neurônios. Seu destino é o voo dos pássaros, livres ao sabor do vento em pouso suave nas árvores do pensamento.
      É isso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *