Na visão da poeta Márcia Barroso, “vivemos assim, fingindo que somos imortais…” 

Resultado de imagem para marcia barroso poeta

Márcia critica a vã imortalidade

 


Paulo Peres
Site Poemas & Canções


A assistente social do Tribunal de Justiça (RJ), letrista e poeta Márcia Figueiredo Barroso, nascida em São Gonçalo (RJ), no poema “Viver”, explica o caminho que percorremos durante a vida.


VIVER
Márcia Barroso

A vida é um tempo 
Entre dois pontos
E neste início e fim
Tecemos nossos sonhos
Escrevemos nossos contos
Romances, dramas,
Comédias, folhetins…

Na infância, acreditamos
Em tudo que nos contam
E vivemos a magia 
Das histórias inventadas,
Assim, nos tornamos heróis, 
Reis e rainhas 
Em contos de fadas…

Quando adultos
Construímos os personagens 
E criamos 
Nossas próprias histórias,
Também buscamos companhia
Pra nossa trajetória 
Que pode ser curta, 
Longa,
Pode ser alegre e triste,
Mas nunca sabemos
O fim da história!

A vida é um ponto
Entre dois tempos
E nesse ínterim 
Construímos nossos castelos 
E vivemos assim,
Fingindo que somos imortais 
Simplesmente, porque,
Não podemos
Vislumbrar um fim…

One thought on “Na visão da poeta Márcia Barroso, “vivemos assim, fingindo que somos imortais…” 

  1. Soberania

    E vi que o homem não tem soberania
    nem pra ser um bentevi.

    “(…)
    Bem te quis, bem te quis
    E ainda quero muito mais
    Maior que a imensidão da paz
    E bem maior que o sol
    (…)”

    “(…)
    Meu maestro soberano
    Foi Antonio Brasileiro
    (…)”

    “(…)
    Foi um rio que passou em
    Minha vida
    E meu coração se deixou levar
    (…)”

    Uma cidade partida com um coração partido.

    Soberania é a qualidade de algo ou alguém que é soberano, isto é, uma autoridade superior (com mais poder e domínio) em comparação aos demais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *