Na visão do poeta Vicente de Carvalho, “tudo perdemos, exceto a esperança”

Resultado de imagem para Vicente de carvalhoPaulo Peres
Site Poemas & Canções

O advogado, jornalista, contista e poeta paulista Vicente Augusto de Carvalho (1866-1924), no poema “Saudade”, revela paradoxos que podem gerar dúvidas, ou seja, tudo perdemos, exceto a esperança, e não sabemos se perder alguém e encontrar a si mesmo é exatamente perder ou ganhar.

SAUDADE
Vicente de Carvalho

Belos amores perdidos,
Muito fiz eu com perder-vos;
Deixar-vos, sim: esquecer-vos
Fora demais, não o fiz.
Tudo se arranca do seio,
— Amor, desejo, esperança…
Só não se arranca a lembrança
De quando se foi feliz.
Roseira cheia de rosas,
Roseira cheia de espinhos,
Que eu deixei pelos caminhos,
Aberta em flor, e parti:
Por não me perder, perdi-te:
Mas mal posso assegurar-me,
— Com te perder e ganhar-me,
Se ganhei, ou se perdi…

4 thoughts on “Na visão do poeta Vicente de Carvalho, “tudo perdemos, exceto a esperança”

  1. VELHO TEMA – Vicente de Carvalho

    Só a leve esperança em toda a vida

    Disfarça a pena de viver, mais nada;

    Nem é mais a existência, resumida,

    Que uma grande esperança malograda.

    O eterno sonho da alma desterrada,

    Sonho que a traz ansiosa e embevecida,

    É uma hora feliz, sempre adiada

    E que não chega nunca em toda a vida.

    Essa felicidade que supomos,

    Árvore milagrosa que sonhamos

    Toda arreada de dourados pomos,

    Existe, sim: mas nós não a alcançamos

    Porque está sempre apenas onde a pomos

    E nunca a pomos onde nós estamos

  2. A felicidade está onde a encontramos, mas raramente onde a procuramos. Jean-Antoine Petit-Senn !792-1870).
    O nosso poeta afirma o oposto do famoso Jean-Antoine. Segundo Vicente de Carvalho “a felicidade está sempre apenas onde a pomos” o que faria a felicidade algo fácil de se obter.
    Think!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *