Nada está resolvido, ainda

Percival Puggina

Nada está resolvido, exceto uma primeira lição aos arrogantes, aos que se julgam tutores da sociedade, pretendendo conduzi-la sob cabresto, como boiada, para as mangueiras de sua hegemonia e do totalitarismo que a acompanha.

Nada está resolvido, exceto que foi uma ilusão petista a ideia de que poderiam fazer no país o que bem entendessem. A sociedade, de modo bem consistente, deu muito mais votos à oposição do que ao governo, refletindo o que já se respirava nas ruas, oxigenando a consciência política nacional.

Ficou muito claro na voz das urnas que o governo petista, sob o ponto de vista eleitoral, só tem, como dividendos a receber, os lucros do coronelismo de Estado. O assistencialismo, elevado pelo PT à categoria das maiores realizações humanas, mantém a submissão dos carentes no ponto de calda para adoçar a vida do partido nas disputas eleitorais. E nada para elevar essa multidão a um patamar de dignidade superior.

“ESTRATÉGIA ELEITORAL” 

Para o PT, estratégia eleitoral é a síntese da ação de governo. Em nome disso, tudo pode ser sacrificado, inclusive os cuidados com a estabilidade da moeda, com a moderação nos gastos públicos, com o desenvolvimento da economia segundo vetores sustentáveis.

Para o PT, em já longa história recheada de exemplos, sempre valeu mais a versão do que o fato. Não é o discurso que deve convencer por sua consistência e congruência com a realidade, mas a repetição da versão com a intensidade necessária para obscurecer tudo mais.

Vem aí um segundo e definitivo turno. A nova rodada de embates, desta feita, será vis-à-vis. Tempos iguais. Olho no olho. A desproporção dos tempos de TV no primeiro turno serviu muito e bem à estratégia do PT. Em números redondos, para cada ataque de Marina a Dilma, Dilma contra-atacava sete vezes. A cada ataque de Aécio a Dilma, a presidente contra-atacava três vezes. Agora isso acabou.

LEGADO DE MARINA

Retiram-se do cenário aqueles candidatos que, exceto por Marina Silva, ali só estavam buscando promoção a baixo custo. Mas ambos, Aécio e Dilma, terão por estratégia a sedução dos eleitores da acreana. Eles definirão o futuro quadriênio presidencial brasileiro.

A própria Marina, preservando o compromisso de Eduardo Campos, já deixou claro que estará na oposição, trincheira que ocupou e do qual foi deslocada pela obstinada carga de cavalaria petista tão logo demonstrou que vinha para competir.    

Os próximos dias serão dias para não mais esquecermos.

18 thoughts on “Nada está resolvido, ainda

  1. Excelente artigo Sr.Percival.
    Dona Dilma teve 11 minutos no primeiro turno contra 4 do Aécio e 2 de Marina, e não resolveu a eleição.Por quê? porque simplesmente essa mulher é incompetente ao extremo.Nunca antes neste país eu vi um governo tão bisonho como esse,além de querer transformar o Brasil numa Republiqueta tipo Venezuela.
    Espero que o eleitor brasileiro vote com a razão em 26.10. 2014.
    Avante, eleitor brasileiro!
    Reeleição de Dilma, é colocar o Brasil numa encruzilhada capaz de abalar as instituições.
    Abraço.

  2. Dilma venceu no primeiro turno depois de mais de ano de desmoralização, xingamentos , ataques de todos os tipos, agressões , charges depreciativas, realmente uma campanha que poucos suportariam. Não há arrogância , há votos do povo. A Vitória de Dilma foi sensacional. DILMA a leoa do planalto

  3. Enquanto isso a Dilma completou 54 milhões de ‘inclusões sociais’ no Serasa!
    G1.

    Número de inadimplentes sobe 3,84% em setembro, menor alta deste ano
    Alta menor pode estar ligada aos feirões de dívidas e 13º de aposentados.
    No mês passado, 54 milhões de brasileiros estavam inadimplentes.

  4. Isso. Nada está resolvido.

    Mas vamos ao que se tem que fazer, no caso, para Aécio ganhar essa porra, quero dizer eleições.
    É importantíssimo que ele consiga fazer o pessoal do bolsa família de que ele vai aumentar o benefício.
    Para isso ele deve deixar claro, em alto e bom som, que não dar mais 1 centavo a ditaduras, como a dos Castros e as africanas como fez a quadrilha comunista do PT.
    É dinheiro prá burro.

  5. Vamos aos números: Dilma = 43.267.668; Aécio = 34.897.211; Diferença: 8.370.457.
    Estados Dilma Aécio
    PI 70,61 13,84
    MA 69,56 11,62
    CE 68,30 14,97
    BA 62,44 18,27
    RN 60,06 19,82
    PB 55,61 23,38
    SE 54,93 22,68
    AM 54,54 19,41
    PA 53,18 27,57
    AP 51,10 25,44
    TO 50,23 27,67
    AL 49,94 22,11
    PE 44,22 5,92
    MG 43,48 39,75
    RS 43,21 41,42
    RO 41,70 44,91
    MT 39,53 44,47
    MS 37,51 41,31
    RJ 35,62 26,93
    RR 33,20 43,63
    ES 33,12 35,12
    PR 32,54 49,79
    GO 32,10 41,54
    SC 30,76 52,89
    AC 27,98 29,08
    SP 25,82 44,22
    DF 23,02 36,10

  6. Estados Dilma Aécio

    PI 70,61 13,84
    MA 69,56 11,62
    CE 68,30 14,97
    BA 62,44 18,27
    RN 60,06 19,82
    PB 55,61 23,38
    SE 54,93 22,68
    AM 54,54 19,41
    PA 53,18 27,57
    AP 51,10 25,44
    TO 50,23 27,67
    AL 49,94 22,11
    PE 44,22 5,92
    MG 43,48 39,75
    RS 43,21 41,42
    RO 41,70 44,91
    MT 39,53 44,47
    MS 37,51 41,31
    RJ 35,62 26,93
    RR 33,20 43,63
    ES 33,12 35,12
    PR 32,54 49,79
    GO 32,10 41,54
    SC 30,76 52,89
    AC 27,98 29,08
    SP 25,82 44,22
    DF 23,02 36,10

  7. Já que o Renato gosta de números, então vamos lá:
    Votos no governo atual= 43.267.668 (30,29% dos eleitores)
    Votos em OUTRO tipo de governo= 60.756.120 (42,54%)
    Votos ” não estou nem aí”, “estou de saco cheio” e outros= 38.799.000 (27,17%)
    Logo,
    C.Q.D. (como queremos demonstrar)= a maioria NÃO QUER ESTE TIPO DE GOVERNO, quer outro.
    Simples assim.

    • Esta tua “conta de chegar” não demonstra nada, a não ser a tua vontade de demonstrar sem base.
      107.925.577 eleitores não votaram em Aécio para presidente do Brasil, o que significa que a maioria dos eleitores não o desejam como presidente.

  8. Calma, Puggina, calma. Aquiete esse teu coração tucano, porque se ” nada está decido, ainda”, como se pode afirmar que os ” próximos dias serão para não mais esquecermos”?
    A TENDÊNCIA é a consagração do Aécio, o que, como estamos carecas de ver, NÃO significa TUDO, em se tratando de Brasil…
    De repente, não mais que de repente, os donos da “caneta” acabam por tornar, de fato, os próximos dias, em inesquecíveis…
    Calma, Puggina, calma.

    Saudações,

    Carlos Cazé.

  9. É eleito que tem mais votos nas urnas, e, o Brasil, prefere Dilma. Basta observar que são 26 estados e um DF. Dilma venceu em 16 estados; Aécio venceu em 10 estados e no DF. Dilma tem 59,26% de apoio dos estados, enquanto Aécio, 40,74%. Quem fez a diferença em favor de Aécio foi São Paulo.

  10. É eleito quem vence no SEGUNDO TURNO.
    Para isso ele existe.
    No primeiro turno a MAIORIA DECIDIU por OUTRO tipo de governo.
    Renda-se aos números, Renato, ou volte para a escola estudar matemática.

  11. Engana-se quem pensa que o segundo turno é outra eleição. Aécio vai ter que conseguir mais de 8 milhões de votos para empatar com a Dilma.Quem votou na Dilma no primeiro turno vai votar no segundo. Mais de 8 milhões votos são 2 Romarios. No final, vai vencer o povo empreendedor, trabalhador.

    • Se a Dilma vencer não estarão vencendo os empreendedores e os trabalhadores e sim os artífices da demagogia, das falcatruas e do banditismo. Isto é tudo o que o PT tem conseguido ser durante os últimos 12 anos. Ou então, o caro Renato poderia explicar:
      1. Mensalão. julgados e condenados
      2. Escândalo dos Correios ( duas vezes)
      3. Escândalo do Ministério dos Esportes
      4. Celso Daniel
      5. Escândalo das ONGs
      6. Petrolão – a Dilma sabia de tudo e não fez nada
      7. O presidente usando o avião presidencial para transportar a amante e dinheiro roubado
      8. Barba o traidor dos companheiros
      9. Venda de asilo político para um bandido italiano
      10. Mais médicos e a transferência de dinheiro para paraísos fiscais via Cuba,

      A lista é longa…….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *